Pesquise
Buscar por ? Localizar
  Resultado da Pesquisa

India

...portação Saldo Corrente de Comércio JAN 116.159.444 98.533.166 17.626.278 214.692.610 FEV 31.366.680 90.170.710 -58.804.030 121.537.390 MAR 53.225.152 118.104.739 -64.879.587 171.329.891 ABR 42.067.798 99.171.592 -57.103.794 141.239.390 MAI 30.314.173 60.228.991 -29.914.818 90.543.164 JUN 80.665.260 119.024.403 -38.359.143 199.689.663 JUL 101.213.556 95.557.772 5.655.784 196.771.328 AGO 80.263.620 64.361.535 15.902.085 144.625.155 SET 63.191.381 155.267.702 -92.076.321 218.459.083 OUT 129.178.948 177.323.373 -48.144.425 306.502.321 NOV 104.254.069 225.108.613 -120.854.544 329.362.682 DEZ 106.989.229 171.099.025 -64.109.796 278.088.254 Acumulado 938.889.310 1.473.951.621 -535.062.311 2.412.840.931 Fonte: MDIC/Secex Principais produtosIndústria: têxteis, juta, alimentos processados, aço, maquinarias, equipamentos de transporte, cimento, alumínio, fertilizantes, mineração, petróleo, produtos químicos e softwares para computadores. Agricultura: trigo, arroz, cana-de-açúcar, sementes oleaginosas, batatas, açúcar, algodão, juta, chá gado, búfalo, ovelha, cabras, aves e peixes. Recursos naturaisCarvão, minério de ferro, manganês, mica, bauxita, cromita, tório, calcário, baritina, minério de titânio, diamantes e óleo cru. Importações (pauta e parceiros) US$ 187,9 bilhões, CIA 2006Produtos: óleo cru, maquinarias, pedras preciosas, fertilizantes e produtos químicos. Principais países: China, Estados Unidos, Alemanha, Cingapura, no total de 2006. Fonte: Braziltradenet Exportações (pauta e parceiros): US$ 112 bilhões, CIA 2006Produtos: mercadorias têxteis, pedras preciosas e jóias, bens de engenharia, produtos químicos e manufaturas de couro. Estados Unidos, Emirados Árabes Unidos, China, Reino Unido, no total de 2006. Fonte: Braziltradenet Intercâmbio Brasil-Índia Fonte: MDIC/Secex Fonte: MDIC/Secex Informações práticas de viagemTransporteA maior parte do país é interligada por transporte aéreo, ferroviário e rodoviário. A Índia possui um amplo sistema de transporte, e várias operadoras privadas administram vôos programados para vários destinos. Existem também sistemas de vôos fretados, oferecidos por algumas empresas privadas. Escalas aéreas internacionais também são feitas a partir dos aeroportos de Nova Deli, Mumbai, Chennai, Thiruvananthapuram, Bangalore e Calcutta. Além disso, vários vôos fretados internacionais partem de Goa. A maior parte das companhias aéreas internacionais tem vôos para o país, e a Air India oferece conexões para vários destinos internacionais.Como negociar na ÍndiaOs indianos não apreciam a denominação inglesa de suas cidades, e muitas vezes, o corrigem de imediato. Dê preferência aos nomes indianos de Mumbai, Kolkata e Chennai.A língua inglesa é a mais importante nas relações comerciais. Entretanto uma parcela significativa da população fala apenas as demais línguas e dialetos. Normalmente os empresários mais jovens falam o inglês. Portanto nas negociações e correspondências este é o idioma preferencialmente utilizado. O período mais indicado para visitas a Índia é durante o inverno, meses de outubro a março, quando a temperatura está mais agradável. Os empresários indianos são hospitaleiros e fiéis às suas tradições. São receptivos, mas não deixam de demonstrar sua desconfiança. Sempre que possível se apresente através de uma referência. Um sinal de cordialidade e amizade são os tapinhas calorosos. Lembrem-se que as mulheres são relegadas ao segundo plano e mesmo em situações informais não as toque. Quando apresentado a uma mulher nunca estenda sua mão. Aguarde que ela lhe cumprimente, e na maioria das vezes o fará com um aceno de cabeça. Também não fite, mesmo que ela fique lhe olhando.Recomenda-se sobriedade no vestir e pontualidade nos horários das reuniões agendadas. O cartão de visita deve sempre ser entregue com a mão direita e com o logotipo e o nome voltado para quem o recebe. Sempre o entregue na mão e nunca o coloque sobre a mesa.À mesa utilize sempre que não houver talheres, a mão direita para pegar os alimentos e louças. Lembre-se que a vaca é um animal sagrado que não deve ser tocado ou afugentado. O sinal de sim com a cabeça é horizontal e não vertical; homens abraçados ou de mãos dadas é comum nos países orientais e asiáticos e representam amizade e fraternidade. Casais não andam de mãos dadas e o beijo, mesmo na face não é dado em público.O indiano é vaidoso e usa jóias em formas de anéis com pedras. As mulheres que são casadas possuem uma pintura vermelha na testa, perto do couro cabeludo. Hora padrãoA hora padrão indiana é de cinco e meia horas a frente da Hora Média de Greenwitch. Isto significa que Nova Delhi tem mais 9:30 h em relação ao horário de Brasília.Horários comerciaisO horário comercial é de 09:30hs às 17:30hs para o setor privado e as repartições públicas. O horário de almoço geralmente é entre 13:00hs e 14:00 hs. Algumas empresas funcionam aos sábados. Documentação para visto O Consulado faz o possível para emitir o visto em três dias úteis, exceto nos casos em que for necessária entrevista ou outras formalidades. O visto passa a ser válido a partir da emissão e não a partir da data de entrada na Índia. 3. É necessária a vacina de febre amarela para entrar na Índia. Esta deverá ser tomada pelo menos dez dias antes da viagem e é válida por dez anos. Formulário para visto devidamente preenchido 5. Uma foto 3 x 4 recente, passaporte e taxa Para o visto de negócios é necessário uma carta da empresa do Brasil e outra da empresa indiana convidando, ambas em papel timbrado constando: cargo, tipo de negócio, informações sobre negócios já realizados com a Índia e empresa a ser visitada na Índia. Os pedidos são aceitos entre 09:00 e 11:30 H. Residentes nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul devem solicitar o visto no Consulado Geral de São Paulo. Qualquer estadia além da permitida precisa ser regularizada e o visto prorrogado antes da saída do país podendo haver a cobrança de uma taxa adicional por parte das autoridades de imigração da Índia. Endereços ÚteisEmbaixada do Brasil em Nova Delhi8 Aurangzeb Road New Delhi 110 011Tel.: (11) 2301 7301/ 91-11-2 379 3686Fax: (11) 2 379 3684E-mail: brasindi@vsnl.comE-mail: secomdel@nda.vsnl.net.in Consulado Honorário do Brasil em Mumbai(Bombaim)406 Sharda ChambersNo. 33 Sir Vithaldas Thakersey MargNew Marine LinesMumbai 400 020Tel.: (022) 200 2236/2256/7511Fax: (022) 200 9456Telex: 11-83449/83853e-mail: akadakia@giasbm01.vsnl.net.in Embaixada da Índia em BrasíliaSHIS QL 08 Conjunto 08, Casa 01 - Lago Sul71.620-285 - Brasília-DFTel.: (61) 3248.4006Fax: (61) 3248.7849 / 248.5486E-mail: indemb@indianembassy.org.brTelex: 61 1245 EIND BRwww.indianembassy.org.br Consulado Geral da Índia em São PauloAvenida Paulista, 925- 7º andar01311-100 - São Paulo-SPTel: (11) 3171.0340 / 3171.0341Fax: (11) 3171.0342E-mail: bhojwani@indiaconsulate.org.br ou tradepromotion@sti.com.brwww.indiaconsulate.org.br Consulado Honorário da Índia no Rio de JaneiroAvenida Vene...

Italia

...portação Saldo Corrente de Comércio JAN 261.467.957 180.758.927 80.709.030 442.226.884 FEV 292.576.410 161.396.240 131.180.170 453.972.650 MAR 393.248.487 207.732.956 185.515.531 600.981.443 ABR 249.819.115 212.084.618 37.734.497 461.903.733 MAI 279.432.349 202.370.763 77.061.586 481.803.112 JUN 307.906.846 218.684.428 89.222.418 526.591.274 JUL 318.840.599 219.149.516 99.691.083 537.990.115 AGO 415.103.534 266.608.321 148.495.213 681.711.855 SET 346.475.421 232.891.823 113.583.598 579.367.244 OUT 274.704.813 213.088.483 61.616.330 487.793.296 NOV 330.102.868 207.748.769 122.354.099 537.851.637 DEZ 366.701.019 247.162.832 119.538.187 613.863.851 Acumulado 3.836.379.418 2.569.677.676 1.266.701.742 6.406.057.094 MoedaA moeda italiana é o Euro. Os bancos funcionam das 8:30 às 13:30 e 15:00 às 16:00. Alguns banco não efetuam câmbio,  pela tarde têm horários limitados e não funcionam aos sábados, domingos e feriados. Como negociar com a Itália Os italianos são conhecidos por serem mais expressivos do que qualquer outro europeu; Aperte as mãos ao chegar  e ao partir, independente da duração do encontro breve ou freqüente; É  recomendável chamar o seu interlocutor pelo sobrenome e título; A mulher italiana tem se destacado muito no mundo dos negócios; Recomenda-se o uso do terno nos encontros de negócios; Na Itália, a relação pessoal é a base do mundo dos negócios. Para seu parceiro italiano, construir essa relação é muito importante, por isso esteja pronto para ser convidado para almoçar ou jantar; Um almoço de negócios pode durar até duas ou três horas, não comece a comer antes do anfitrião; Os italianos lutam pelas suas convicções. São firmes, mas não fechados, ou seja, mantêm a abertura necessária para permitir a compreensão do ponto de vista do outro; Milão é a capital dos negócios, das finanças e da cultura; Em Milão, Turim, Roma, a comunidade de negócios – principalmente os mais jovens – fala-se em geral bom inglês. Mas, nas outras partes do país e em setores mais tradicionais, não se fala inglês, sendo recomendável a contratação de intérprete; Ao planejar suas reuniões de negócios, não esqueça que agosto é mês de férias na Itália; Uma vez estabelecida a relação, os negócios importantes devem ser conduzidos de forma pessoal e não por telefone; Também é comum que todos os  participantes de uma reunião falem ao mesmo tempo. Seja flexível e aceite perder tempo, porque as reuniões em geral se estendem para além do previsto. E não esqueça que os italianos são pragmáticos e diretos ao falar, ainda que por vezes tenham dificuldade em abordar temas espinhosos; As empresas tradicionais mantêm hierarquias rígidas, mas a comunicação entre os distintos níveis é vital: os altos executivos costumam estar em contato permanente com os gerentes médios, os quais desempenham papel importante no processo decisório. Endereços ÚteisEmbaixada da Itália em BrasíliaS.E.S. - Avenida das Nações, Lote 30CEP: 70420.900 Brasília, D.F.Tel: (xx61) 3442-9900 Fax:  34431231/34438772 Home-page: www.ambbrasilia.esteri.itE-mail: ambasciata.brasilia@esteri.it Embaixada do Brasil na ItáliaPiazza Navona 14 00186Tel: (+3906) 683 981Fax: (+3906) 686 7858E-mail: info@ambrasile.itSite: www.ambasciatadelbrasile.it Consulado Geral da Itália em São PauloAvenida Paulista, 1963CEP: 01311-300Tel: (11) 3549-5643Home-page: www.conssanpaolo.esteri.itE-mail: urp.sanpaolo@esteri.it Consulado Geral da Itália em CuritibaMarechal Deodoro, 630 - 21°Andar Centro Comercial Itália CEP: 80010-912 Curitiba-PR Tel. (xx41) 3041750Fax: 3046451Home-page: www.conscuritiba.esteri.itE-mail: segreteria.curitiba@esteri.it Consulado Geral da Itália em Porto AlegreJosé Alencar, 313CEP: 90880-912 Porto Alegre RSTel: (xx51) 3230-8200Fax: 3230-8222Home-page: www.consportoalegre.esteri.itE-mail: urp.portoalegre@esteri.it Consulado Geral da Itália Rio de Janeiro Avenida Presidente Antonio Carlos, 40 - 7° Andar CEP: 20020-010 Rio de Janeiro-RJTel: (xx21) 2282-1315Fax: 2262-6348 2220-3460Home-page: www.consriodejaneiro.esteri.itE-mail: segreteria.riodejaneiro@esteri.it Consulado Geral da Itália em Belo Horizonte Av. Afonso Pena 3130 – 12° andar CEP: 30130-009 Belo Horizonte - MGTel: (xx31) 3281-4211 e 3281-4224Fax: 3281-4408Home-page: www.consbelohorizonte.esteri.itE-mail: segreteria.belohorizonte@esteri.it Consulado Geral da Itália  em Recife Avenida Domingos Ferreira, 2222 - 2° Andar - sala 201- Edf. Robert Gran- Boa ViagemCEP 51010-030 Recife Tel: (xx81) 3466-4200Fax: 3466-4320Home-page: www.consrecife.esteri.itE-mail: consolato.recife@esteri.it Fontes ConsultadasCentral Intelligence Agency - www.cia.govMinistério das Relações Exteriores (MRE) - www.braziltradenet.gov.brMinistério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) - www.mdic.gov.brDoblinski, Suzana, Negócio F...

Japao

...l – JapãoEm 2007, o fluxo do comércio bilateral Brasil-Japão totalizou, de acordo com dados da SECEX/MDIC, US$ 8,9 bilhões. As exportações brasileiras, de 2006 para 2007 cresceram  24,08%, chegando a US$ 4.32 bilhões, enquanto que as importações aumentaram 35,37%, atingindo US$ 4.60 bilhões.. Relação Comercial Brasil x Japão - Em US$ FOB   2007  Var. % 2006 Var. % 2005 Exportações 4.321.335.071 24,08 3.894.521.360 11,83 3.482.616.248 Importações 4.609.439.068 35,37 3.839.587.082 12,76 3.405.021.078 Saldo -288.103.997 -471,29 54.934.278 -29,20 77.595.170 Corrente de Comércio 8.930.774.139 29,66 7.734.108.442 12,29 6.887.637.326 Fonte: MDIC/SECEX Nos gráficos abaixo observa-se os principais produtos do intercâmbio comercial entre Brasil e Japão no período de 2007: Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX   Balança Comercial Brasil - Japão/ 2007Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 327.506.016 356.172.738 -28.666.722 683.678.754 FEV 309.030.379 241.791.545 67.238.834 550.821.924 MAR 367.990.754 392.255.454 -24.264.700 760.246.208 ABR 317.775.910 359.141.930 -41.366.020 676.917.840 MAI 381.383.072 379.396.474 1.986.598 760.779.546 JUN 366.790.677 354.966.986 11.823.691 721.757.663 JUL 380.206.732 419.927.790 -39.721.058 800.134.522 AGO 429.302.133 456.278.310 -26.976.177 885.580.443 SET 341.188.493 370.968.016 -29.779.523 712.156.509 OUT 371.898.590 511.266.893 -.139.368.303 883.165.483 NOV 378.791.164 448.557.788 -69.766.624 827.348.952 DEZ 349.471.151 318.715.144 30.756.007 668.186.295 Acumulado 4.321.335.071 4.609.439.068 -.288.103.997 8.930.774.139 Fonte: Aliceweb Como negociar com o Japão A postura correta é importante no Japão, sobretudo ao sentar. Evite esparramar-se na cadeira. O equilíbrio é um princípio básico japonês, portanto, pratica-se uma postura sólida e firme ao sentar-se ou ao andar; A base da etiqueta japonesa é o respeito. Esse respeito é demostrado em tudo e a toda hora; Na sociedade japonesa, é extremamente importante, principalmente nos negócios, saber a posição que a pessoa que você estabelece contato ocupa a sua empresa; Evite dar tapinhas nas costas dos japoneses, ficar muito próximo, qualquer forma de beijo em público ou contato físico prolongado; Falar alto, aparecer demais, gesticular muito, agitar-se, são considerados vulgares; Dê um presente com as duas mãos, como ao  entregar seu cartão de visitas. Isso é visto como um gesto de humildade; Ao receber um presente, não se espera que o abra imediatamente. Para os japoneses abrir o presente seria concentrar demasiada atenção no objeto e não naquilo que é verdadeiramente importante, ou seja, a intenção; Os japoneses apreciam a discrição, ternos sóbrios, escuros ou de cores neutras; Manual da boa prática nas relações de negócios com o mercado japonês – material elaborado pelo Setor de Promoção Comercial – SECOM – da Embaixada do Brasil em TóquioA preparação da missão Organize com cuidado e antecedência todos os detalhes de sua viagem: horários dos encontros, reservas de hotel, passagens de trem (melhor meio de transporte no arquipélago) etc. Será, por vezes, difícil fazer acertos de última hora ao chegar no Japão. Ademais, isto poderá servir de demonstração de seriedade aos seus interlocutores locais que costumam ser bastante metódicos e detalhistas. Um ponto importante: o tipo de hotel onde o visitante está hospedado é, aos olhos japoneses, um reflexo da posição de sua empresa. Tenha presente o fato de a língua japonesa constituir, sem dúvida, um dos maiores obstáculos que o visitante terá de enfrentar durante suas negociações. Trata-se de um elemento-chave para qualquer missão prospectiva no Japão. Os japoneses acostumados a lidar com parceiros no exterior compreendem a linguagem escrita, mas é raro encontrar um empresário que consegue exprimir-se, em inglês, com facilidade. Por isso, é indispensável recorrer aos serviços de um intérprete em todas as negociações.Mesmo nos raros casos de negociações em inglês, deve-se levar em conta que: A fluência do inglês no Japão é rara, o que pode levar a imprecisões e mal-entendidos; Um japonês jamais admitirá publicamente que não compreendeu o sentido de uma frase ou palavra; Aqueles poucos que falam inglês não são necessariamente os melhores interlocutores (muitas vezes são os mais jovens e, portanto, não são aqueles que tomam as decisões); Se apenas um de seus interlocutores falar inglês, ele será o único a traduzir tudo aquilo que o visitante está  dizendo e ficará, por sua vez, sem meios de confirmar que a mensagem foi bem recebida pelos anfitriões. Algumas regras devem ser seguidas na hora de se comunicar mais eficazmente por intermédio de um intérprete: Mantê-lo informado a respeito da evolução da ...

Mercosul

...l é a União Aduaneira (livre comércio intrazona e política comercial comum) entre Argentina, Brasil...

Mexico

...ntegração ao Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), o México reergueu sua economia. O motor do "milagre" são as chamadas maquiladoras – montadoras norte-americanas que cruzam a fronteira em busca de custos menores e mandam a maior parte da produção de volta aos Estados Unidos (EUA). Nos últimos anos, porém, o desaquecimento da economia norte-americana gera tendência recessiva no México e o governo busca novos parceiros comerciais. Aspectos econômicosO México tem uma economia de mercado livre que recentemente entrou na classe dos trilhões de dólares. Possui um mistura de modernidade com uma indústria antiga e agricultura, dominada pelo setor privado. A recente administração tem expandido a competição em portos, ferrovias, telecomunicações, geração de energia, distribuição de gás natural e aeroportos. A relação com os EUA e Canadá triplicaram desde a implementação do NAFTA em 1994. O México tem 12 acordos de livre comércio com mais de 40 países incluindo, Guatemala, Honduras, El Salvador, a Área de Livre Comércio Européia ...

Polonia

...odo de 2005 a 2007. Comércio Exterior (US$ milhões) 2005 2006 2007 Exportações (FOB) 272.896.804 299.850.956 271.691.303 Importações (FOB) 134.118.938 212.050.353 267.837.990 Saldo 138.777.866 87.800.603 3.853.313 Intercâmbio Comercial 407.015.742 511.901.309 539.529.293 Fonte: MDIC/SECEX   Balança Comercial Brasil - Polônia/ 2007Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 15.267.531 20.445.508 -5.177.977 35.713.039 FEV 21.379.440 14.978.552 6.400.888 36.357.992 MAR 16.990.807 29.969.891 -12.979.084 46.960.698 ABR 20.546.731 18.940.234 1.606.497 39.486.965 MAI 26.648.646 18.256.884 8.391.762 44.905.530 JUN 19.878.036 29.943.247 -10.065.211 49.821.283 JUL 27.017.255 20.529.288 6.487.967 47.546.543 AGO 31.224.312 24.264.281 6.960.031 55.488.593 SET 21.628.743 24.588.848 -2.960.105 46.217.591 OUT 29.081.767 22.302.079 6.779.688 51.383.846 NOV 19.870.691 24.122.016 -4.251.325 43.992.707 DEZ 22.157.344 19.497.162 2.660.182 41.654.506 Acumulado 271.691.303 267.837.990 3.853.313 539.529.293 Dentre os países que mais se relacionaram com a Polônia de Janeiro a Março de 2006 estão a Alemanha, Itália, França, Reino Unido e  Rússia. Fonte: Braziltradenet   Fonte: Braziltradenet Os principais produtos exportados e importados na relação comercial entre Brasil e Polônia em 2007 foram: Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX Como negociar com a Polônia Aperte as mãos ao ser apresentado, ao encontrar alguém pela primeira vez no dia e ao partir; É muito comum os homens beijarem as mãos das mulheres; Nos negócios, é necessário se vestir o mais discreto possível; Não tende esconder nada, pois o interlocutor logo irá perceber; Seja calmo e honesto. Os poloneses são conhecidos como pessoas muito “perspicazes”; Em geral o polonês é individualista e só se reúne em grupos quando necessário. São reservados, porém, bastante comunicativos; Os poloneses não são muito chegados ao toque, portanto abraços não são comuns; Marque os encontros e reuniões com antecedência e seja pontual; Nos contatos diretos, os poloneses são abertos e não manifestam reservas; Pode soar como falta de educação atender telefone celular durante os encontros. Endereços úteisEmbaixada da Polônia - Brasília SES - Av. das Nações, d 809, lote 33 CEP 70423-900 - BrasíliaCaixa Postal: 07-90263 CEP 70000Tel. (0xx61) 443-3438, 242-9273 e 242-8698Fax (0xx61) 242-8738E-mail: embaixada@polonia.org.br Site: www.polonia.org.brSetor Consular da Embaixada da Polônia em Brasília SES Av. das Nações, Qd. 809, Lote 33CEP 70423-900 - Brasília - DFTel. (0xx61) 243-3438E-mail: embaixada.consular@polonia.org.brConsulado Geral da Polônia em Curitiba Av. Agostinho Leão Jr, 234, Alto da GlóriaCEP 80030-110 - Curitiba - PRTel. (0xx41) 264-4662Fax (0xx41) 264-5597E-mail: curitiba@polonia.org.br Consulado Geral da Polônia em Rio de JaneiroPraia de Botafogo, 242 , 9o andar - BotafogoCEP 22250-40 - Rio de Janeiro - RJTel. (0xx21) 2551-8088/ 5047/ 8047Fax (0xx21) 2552-5093E-mail: riodejaneiro@polonia.org.br Consulado Geral da Polônia em São PauloMonte Alegre, 1791CEP 05014-002 - São Paulo - SPTel. (0xx11) 3672-3778, 3672-5778Fax (0xx11) 3871-1921E-mail: saopaulo@polonia.org.br Escritório Comercial da Polônia em São PauloZequinha de Abreu, 240CEP: 01250-050 - São Paulo - SPTel. (0xx11) 3673-2776/1420Fax (0xx11) 3673-0354E-mail: wehsp@poloniatrade.org.brSite: www.poloniatrade.org.br Consulado Honorário da Polônia em Belo HorizonteEspirito Santo 2727, s. 1207CEP 30160-032 - Belo Horizonte - MGTel. (0xx31) 3282-5569Fax (0xx31) 3281-6826E-mail: mgmconpl@cdlnet.com.br Consulado Honorário da Polônia em ErechimEuclides Cunha, 114CEP 89700-000 - Erechim - RSTel. (0xx54) 321-1074Fax (0xx54) 321-4649E-mail: rsj4380@pro.via-rs.com.br Consulado Honorário da Polônia em RecifeAv. Prof. José dos Anjos, 569CEP 52110-130 - Recife - PE Tel/Fax (0xx81) 3441-0026 Consulado Honorário da Polônia em VitóriaLauro Soares Machado, c/12, Mata da PraiaCEP 29025-110 - Vitória - ESTel. (0xx27) 225-4311Fax (0xx27) 337-7782Fontes ConsultadasCentral Intelligence Agency - www.cia.govEmbaixada da República da Polônia – www.polonia.org.brThe World FactBook – www.cia.govMinistério das Relações Exteriores (MRE) - www.braziltradenet.gov.brMinistério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) - www.mdic.gov.brDoblinski, Suzana, Negócio Fechado – Guia Empresarial de ViagensInstituto Español de Comercio Exterior – www.icex.eswww.poland.gov.plwww.business.gov.pl Última atualização: junho/2008 Por Global21...

Portugal

...s normas e regras técnicas. Comércio ExteriorTratando-se de uma pequena economia aberta inserida no espaço da União Européia, o comércio exterior assume grande importância em Portugal, principalmente no que se refere a seu papel como motor do crescimento econômico. O peso do comércio exterior no PIB do país vem aumentando e passou de 55,2% em 1998 para 67,8% em 2002. A importância do comércio externo contribuiu para que Portugal tenha sido considerado como a sétima economia mais globalizada do planeta, num estudo apresentado no início de 2000, com base em critérios como a abertura da economia ao comércio internacional e a importância do turismo, entre outros. A balança comercial portuguesa tem sido tradicionalmente deficitária. O saldo negativo que se mantinha praticamente estável entre 2000 e 2003, em torno de US$14 bilhões, ampliou-se em 2004 para pouco mais de US$ 19 bilhões. A seguir, apresenta-se os dados das exportações e importações  de 2004, 2005 e 2006 referentes às relações comerciais entre Brasil e Portugal. Relação Comercial Brasil x Portugal - Em US$ FOB   2006  Var. % 2005 Var. % 2004 Exportações 1.468.460.024 43,77 1.021.428.321 5,62 967.095.435 Importações 312.597.085 34,58 232.271.011 21,78 190.722.349 Saldo 1.155.862.939 46,47 789.157.310 1,65 776.373.086 Corrente de Comércio 1.781.057.109 42,06 1.253.699.332 8,28 1.157.817.784 Fonte: MDIC/SECEX No período de 2006 podemos verificar nos gráficos abaixo, os principais produtos exportados e importados pelo Brasil de Portugal. Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX Dentre os estados que mais relacionaram-se com Portugal no período 2006 estão o Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Santa Catarina, como podemos observar nos gráficos abaixo. Fonte: Aliceweb   Fonte: Aliceweb   Balança Comercial Brasil - Portugal / 2006Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 128.248.002 24.136.570 104.111.432 152.384.572 FEV 132.394.732 14.703.007 117.691.725 147.097.739 MAR 119.535.036 20.216.149 99.318.887 139.751.185 ABR 166.197.248 19.752.013 146.445.235 185.949.261 MAI 122.283.581 18.473.495 103.810.086 140.757.076 JUN 65.151.424 40.087.040 25.064.384 105.238.464 JUL 164.617.287 20.855.028 143.762.259 185.472.315 AGO 175.198.548 19.290.929 155.907.619 194.489.477 SET 116.875.028 27.105.992 89.769.036 143.981.020 OUT 99.644.806 27.145.649 72.499.157 126.790.455 NOV 109.290.044 53.620.048 55.669.996 162.910.092 DEZ 69.024.288 27.211.165 41.813.123 96.235.453 Acumulado 1.468.460.024 312.597.085 1.155.862.939 1.781.057.109 Viagens a negóciosRecomenda-se ao exportador brasileiro que pretenda estabelecer contatos pessoais no mercado português, a preparação prévia de sua viagem e a consideração, entre outros, dos seguintes fatores: a) os meses de julho a meados de setembro são desaconselháveis por coincidirem com o período de férias de verão; b) os principais feriados portugueses são 1º de Janeiro, 25 de Abril, 1º de Maio, 10 e 13 de Junho, 15 de Agosto, 5 de Outubro, 1º de Novembro, 1º, 8 e 25 de Dezembro; e c) é indispensável fazer reserva de hotel, através de agências de viagem ou das próprias companhias de transporte aéreo. Como tratar de negócios Portugal tem longa tradição de comércio internacional. A língua comum torna ainda mais fáceis as negociações com empresários portugueses. Esses, individualmente ou integrados em missões, deslocam-se freqüentemente ao Brasil, sendo, portanto, útil inserir, na correspondência com os mesmos, convite para que visitem a empresa brasileira exportadora. Em geral, os portugueses são tradicionais e conservadores, as pessoas e o relacionamento são mais importantes que o tempo; Marque encontros com antecipação. Seja pontual nas reuniões, embora talvez fique esperando.  Em Lisboa e outros centros urbanos, as reuniões serão mais pontuais que nas pequenas cidades; Enfatize  as vantagens pessoais ao fazer as apresentações ao seu interlocutor português. Limite a quantidade de dados; As negociações podem ser longas, com ritmo lento de concessões; As relações e influências pessoais são consideradas mais importantes que o conhecimento técnico; É aconselhável vestir-se de forma conservadora, principalmente as mulheres; As atividades sociais vinculadas aos negócios geralmente ocorrem em restaurantes. Durante as refeições, preocupe-se mais em construir o relacionamento do que com assuntos de negócios; Retribua os convites para almoçar ou jantar. Contudo, é considerado falta de cortesia dizer que você “deve” um convite ao seu interlocutor; Costuma-se usar títulos seguidos do sobrenome no contexto de negócios, embora ocasionalmente o primeiro nome venha depois do título;  O relacionamento é bastante facilitado sobretudo levando-se em conta o idioma. O que existe são alguns termos com significado diferente, alguns bastante conhecidos, mas que não chegam a causar grandes dificuldades no relacionamento. Endereços úteisCCILB - Câmara de Comércio e Indústria Luso-BrasileiraSite: www.ccilb.net Consulados Geraiswww.secomunidades.pt Câmara Portuguesa de Comércio no BrasilAv. Liberdade 602 - 2º andar  01502-001 São Paulo/SP Telefone: (0xx11) 3208-7875 Fax: (0xx11) 3342-2105 E-mail: portugal@camaraportuguesa.com.brSite: www.camaraportuguesa.com.br Câmara Portuguesa de Comércio  no Brasil – BahiaFonte do Boi, 216, Hotel Pestana, loja F, Rio Vermelho,CEP:41 940-360 - Salvador-BahiaTelefone: (0xx71) 2103-8072 Fax: (0xx71) 2103-8073 Câmara Luso brasileira de Indústria, Comércio, e Serviços do ParáAv. Presidente Vargas, 158 6º andarCEP: 66010-000 Belém – PA Telefone: (0xx91) 242-1373Fax: (0xx91) 242-3508Site: www.brasilportugal.org.br/pa Câmara Portuguesa de Comércio  no Brasil – Rio Grande do SulAndrade Neves, 155 sala 134CEP: 90010-210 Porto Alegre – RSTelefone: (0xx51) 3211-1274Fax: (0xx51) 3286- 5502Site: www.brasilportugal.org.br/rs Câmara Brasil - Portugal – CearáAv. Barão de Studart, 1980 2º Andar - Ed. Casa da Indústria - FIECCep: 60.120-001 - Fortaleza - Ceará Fone: (0xx85) 3261-7423 Fax: (0xx85) 3466-5422Site: www.brasilportugal.org.br/ce Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria no Rio de Janeiro Av. Graça Aranha, 1, 6.º andar, Centro CEP: 20030-042 Rio de Janeiro - RJ Telefone: (0xx21) 2533-4189 Consulado de Portugal em Belém do ParáAv. Generalissímo Deodoro,1683, sala 401-403CEP: 66040-140 Belém -Estado do ParáTelefone: (0xx91) 2416-666 Fax: (0xx91) 2411-181Site: www.consportbelem...

Reino Unido

...oOMC: Organização Mundial do ComércioFMI: Fundo Monetário InternacionalBIRD: Banco Internacional para a Reconstrução e o DesenvolvimentoCFI: Cooperação Financeira InternacionalAID: Associação Internacional de DesenvolvimentoFAO: Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a AgriculturaUNIDO: Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento IndustrialUNCTAD: Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento Composição setorialAgricultura: 1% Indústria: 25.6% Serviços: 73.4% (est.2006) CIA Força de trabalho / por ocupaçãoAgricultura: 1.4% Indústria: 18.2% Serviços: 80.4% (est.2006) CIA Sistema bancárioO Reino Unido possui um dos mais sofisticados e completos sistemas bancários do mundo, oferecendo ampla e completa gama de serviços, nos planos interno e externo. O Reino Unido reúne, na praça financeira londrina, o principal centro mundial de transações financeiras, ao concentrar o maior número de bancos em uma só cidade (mais de 550), e as maiores parcelas de mercados financeiros internacionais. A moeda britânica é a Libra Esterlina, internacionalmente expresso como GBP (Great Britain Pound). As notas de Libra vão de GBP 1 até GBP 100 cuja unidade se divide em 100 Pence (pennies); o uso de moedas é largamente difundido. A taxa de câmbio é livre, apenas observada pelo Bank of England. Embarques no BrasilAlguns dos documentos exigidos nos embarques para o Reino Unido são:- fatura comercial- conhecimento de embarque (Bill of Lading)- certificado de origem para o SGP (quando aplicável)- certificado sanitário ou fitosanitário (quando aplicável)- outros certificados (quando aplicáveis).O romaneio de embarque (Packing List) não é obrigatório, mas a sua apresentação facilita a liberação das mercadorias.A fatura comercial, o conhecimento de embarque, o certificado de origem (para os produtos importados sob o regime preferencial do Sistema Geral de Preferências) e os demais certificados devem ser providenciados pelo exportador brasileiro e remetidos seus originais, devidamente preenchidos, ao importador britânico. Regimes especiaisLocalidades no Reino Unido que gozam de status de zona franca com facilidades aduaneiras: - Aeroporto de Birmingham - Humberside - Liverpool - Aeroporto de Prestwick - Southampton - Porto de Tilbury - Porto de Sheerness Feiras e ExposiçõesA forma mais eficiente e mais utilizada de promoção de produtos no mercado britânico são as feiras e exposições especializadas, com alcance nacional e, muitas vezes, internacional (União Européia, países da África, Ásia e Caribe mais ligados ao Reino Unido). Esses eventos são realizados regularmente, em geral com periodicidade anual, principalmente em Londres e em Birmingham, cidade onde se localiza um grande e moderno centro de exposições, o National Exhibition Centre.O regime alfandegário aplicável às mercadorias exibidas em feiras e exposições no Reino Unido é o da Importação Temporária, com suspensão de direitos e taxas. As mercadorias deverão ser reexportadas no prazo de um mês após o término do evento, ou se destinadas à importação definitiva (em caso de venda durante a exposição), os direitos de importação e taxas deverão ser pagos no prazo de 45 dias após o encerramento da mostra. EconomiaUma das quatro principais economias européias, o Reino Unido é um centro líder de comércio exterior e de serviços financeiros, com Produto Interno Bruto (PIB) acima de um trilhão de dólares. Nas últimas duas décadas o governo têm diminuído fortemente sua participação em empresas mediante o processo de privatizações e contido o crescimento de programas de bem estar social. Sua agricultura é intensiva, altamente mecanizada e muito eficiente, mesmo para os padrões europeus. O Reino possui grandes reservas de carvão, gás natural e petróleo. O setor de serviços, particularmente os bancários, seguros e os empresariais, somam de longe a maior parcela do PIB, enquanto a participação industrial continua perdendo importância. ExportaçõesO Reino Unido é o maior exportador europeu de produtos manufaturados, petróleo, químicos, veículos automotores, aeronaves, metais, têxteis acabados e maquinário. A evolução das importações feitas pelo Brasil do Reino Unido, é apresentada no gráfico que segue: Fonte: MDIC/SECEX Os destinos das exportações, por sua vez, são mostrados no gráfico seguinte. Cinco países – EUA, Alemanha, França,  Irlanda e Países Baixos – aparecem na lista das exportadores do Reino Unido no período de janeiro a junho de 2006. Fonte: Braziltradenet O Reino Unido é um grande importador de produtos agrícolas, matérias primas, semi-manufaturados, vestuário e manufaturados acabados. A evolução das exportações do Brasil para o Reino Unido é apresentada a seguir: Fonte: MDIC/SECEX As origens das importações, por sua vez, são mostrados na tabela abaixo. Cinco países – Alemanha, EUA, França, Países Baixos, China fazem parte do grupo de países que o Reino Unido mais importou produtos no período de janeiro – junho de 2006. Fonte: Braziltradenet Intercâmbio comercial entre Brasil e o Reino UnidoO intercâmbio entre o Brasil e o Reino Unido, de 2004 a 2006, é apresentado nos quadros abaixo onde se observa um progressivo aumento das compras brasileiras naquele país, acompanhada de aumento nas vendas. Exportações Brasil - Reino Unido Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 2.121.865.291 5.347.754.672 2005 2.597.256.327 7.712.740.110 2006 2.829.454.034 8.852.355.521 Fonte: Aliceweb   Importações Brasil - Reino Unido Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 1.355.172.840 354.735.451 2005 1.375.569.998 252.595.130 2006 1.417.217.809 305.869.224 Fonte: Aliceweb   Balança Comercial Brasil - Reino Unido/ 2006Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 160.228.573 109.350.181 50.878.392 269.578.754 FEV 202.498.697 140.977.905 61.520.792 343.476.602 MAR 213.814.124 99.729.773 114.084.351 313.543.897 ABR 186.821.279 114.134.764 72.686.515 300.956.043 MAI 211.454.825 94.572.691 116.882.134 306.027.516 JUN 212.544.015 111.380.167 101.163.848 323.924.182 JUL 254.537.714 102.008.212 152.529.502 356.545.926 AGO 289.631.237 114.713.173 174.918.064 404.344.410 SET 271.522.919 144.421.608 127.101.311 415.944.527 OUT 280.658.557 120.380.988 160.277.569 401.039.545 NOV 227.413.666 149.907.987 77.505.679 377.321.653 DEZ 318.328.428 115.640.360 202.688.068 433.968.788 Acumulado 2.829.454.034 1.417.217.809 1.412.236.225 4.246.671.843 Negociando com o Reino Unido Correspondência, propostas, contratos e entendimentos, inclusive os contatos pessoais com empresários britânicos, deverão ser sempre em inglês; Pontualidade e a cortesia, são características fundamentais da ética comercial britânica; Os importadores dão grande valor à rapidez nas respostas a cartas ou consultas por telex, mesmo em caso de resposta negativa; É da maior relevância o rigoroso cumprimento d...

Russia

...parceiros comerciais.  Comércio varejistaNas grandes cidades russas, a maioria das empresas locais adquire seus produtos junto às grandes companhias de importação atacadista. A consolidação de tais empresas em rede de distribuição é a principal meta de muitos exportadores que abastecem a Rússia. Para o estabelecimento de uma rede de distribuição, em geral, é necessário que o fabricante mantenha escritório de representação na Rússia, responsável por gerenciar a rede de distribuição. Regimes aduaneirosEm conformidade com a codificação aduaneira da Rússia existem vários regimes aduaneiros praticados por aquele país: liberação de mercadorias para livre circulação; re importação de mercadorias; trânsito de mercadorias; depósito alfandegado; loja franca; processamento de mercadorias no território aduaneiro; processamento de mercadorias sob controle aduaneiro; importação e exportação temporária; zona franca aduaneira; depósito franco; processamento de mercadorias fora do território aduaneiro; exportação de mercadorias; reexportação de mercadorias; destruição de mercadorias; rejeição em benefício do Estado; exportação de mercadorias para representação da Rússia no exterior; exportação de categorias específicas de mercadorias para as ex-repúblicas da URSS. Certificado de quarentenaO certificado de quarentena é essencial para confirmar que determinados produtos de origem animal ou vegetal estejam livres  de uma série de doenças. Quando importados, tais produtos são cuidadosamente inspecionados para a confirmação de ausência de infecções, após que o certificado de quarentena é emitido. No caso de exportação de bens de origem vegetal ou animal, o certificado apropriado é emitido pelos órgãos responsáveis pelo controle de qualidade. MoedaA unidade monetária da Rússia é o rublo (Rb). O rublo  é uma moeda livremente conversível, que continua circulando em muitas das antigas repúblicas soviéticas. Seu poder aquisitivo caiu de forma alarmante. O Estado enfrenta enorme déficit orçamentário herdado do período soviético. Atualmente, a  economia  russa opera em bases  muito sólidas. O fato de as mudanças positivas mostrarem sinais de consolidação pode ser atribuído às políticas e medidas adotadas de forma decisiva pelo Governo russo, no contexto de  preços oscilantes do petróleo. Intensos esforços têm sido despendidos para fortalecer e reformar o sistema bancário  Considera-se importante que o desenvolvimento do sistema Bancário acompanhe o processo de reformas econômicas  atualmente em curso, embora, sob certos aspectos e no que tange a certos parâmetros, avalia ritmo seja ainda mais intenso. FeirasÀ medida que a Rússia ingressa na economia de mercado e acelera sua integração à comunidade econômica internacional, cresce  consideravelmente a importância das feiras e exposições como ferramenta eficiente de promoção de vendas. Empresas e profissionais especializados na organização de eventos têm atuado nas diversas regiões do país. Nos últimos anos foram criados locais para  exposições e bases de dados de referências e informações sobre o setor. A Rússia está tornando-se centro amplamente reconhecido da indústria. de exposições. O número crescente de exposições realizadas  anualmente no país já ultrapassou 2.000. Os serviços prestados pelos organizadores dos eventos aos participantes variam em termos de volume e qualidade, o que demanda certa sistematização. A Câmara russa de Indústria e Comércio, que atua em prol dos produtores e exportadores, oferece ao setor produtivo  apoio organizacional e informacional para participação em  feiras e exposições. Setores com potencial importador O setor de bens de consumo e agroalimentício. A indústria local é pouco competitiva e se prevê que o crescimento com gastos continue com um bom ritmo nos próximos anos.   Há uma classe média emergente principalmente em Moscou e São Petesburgo com alta propensão ao consumo. Os principais setores são: vinhos, conservas vegetais, calçados, móveis, têxtil, cerâmicas; Equipamentos e maquinaria para a indústria alimentícia, têxtil  e de tratamento para a madeira; Setor Naval. Existe uma grande necessidade de renovação da frota mercante quanto a pesqueira. Intercâmbio Comercial Brasil – RússiaAs relações Brasil-Rússia vêm evoluindo desde a segunda metade dos anos 90 para patamar qualitativamente mais elevado. No qüinqüênio 2000-2004, a corrente de comércio entre o Brasil e a  Rússia  (exportações +  importações) apresentou significativo crescimento médio, de 25,5% ao ano. A Rússia ocupou o 16º lugar entre os principais parceiros comerciais do Brasil em 2004, com uma participação de 1,5% no total do  comércio exterior brasileiro. Em valores, o intercâmbio entre os dois países passou de US$ 994 milhões, em 2000, para US$  4.3 bilhões, em 2006. As exportações brasileiras para a Rússia, com crescimento médio anual de 40,7%, passaram de US$ 423 milhões, em 2000, para US$ 3.4 bilhão, em 2006. Esse comportamento  expansivo  das  vendas  brasileiras para o país nos últimos 6 anos, posicionou a Rússia no 14º lugar entre os mercados de  destino das exportações brasileiras. A Rússia ocupou a 19ª posição entre os principais mercados  fornecedores do Brasil, absorvendo cerca de 1,3% das  compras totais do Brasil no exterior em 2004. O saldo da balança comercial foi favorável ao Brasil em  todo o período analisado, exceto em 2000, quando ocorreu déficit de US$ 148 milhões. No período de 2006 as exportações superaram as importações com saldo superior a 2.5 bilhões. Exportações Brasil - Rússia Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 1.658.048.407 4.077.835.648 2005 2.917.434.647 5.205.884.848 2006 3.443.427.733 5.405.951.554 Fonte: Aliceweb   Importações Brasil - Rússia Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 808.034.180 4.274.505.461 2005 722.131.034 3.357.521.283 2006 942.554.493 3.890.258.315 Fonte: Aliceweb   Balança Comercial Brasil - Rússia/ 2005Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 211.777.076 73.553.145 138.223.931 285.330.221 FEV 188.905.259 67.208.240 121.697.019 256.113.499 MAR 269.290.827 57.249.354 212.041.473 326.540.181 ABR 176.255.593 60.680.071 115.575.522 236.935.664 MAI 253.019.062 25.296.037 227.723.025 278.315.099 JUN 356.168.074 38.237.564 317.930.510 394.405.638 JUL 324.705.981 101.147.391 223.558.590 425.853.372 AGO 278.736.610 147.048.797 131.687.813 425.785.407 SET 254.992.378 92.373.998 162.618.380 347.366.376 OUT 419.438.434 105.398.900 314.039.534 524.837.334 NOV 313.704.248 75.126.805 238.577.443 388.831.053 DEZ 396.434.191 99.234.191 297.200.000 495.668.382 Acumulado 3.443.427.733 942.554.493 2.500.873.240 4.385.982.226 Em  2006 os principais produtos exportados e importados no intercâmbio comercial Brasil -Rússia foram: Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Aliceweb Abaixo, os principais produtos exportados e importados pela Rússia no seu intercâmbio mundial: Fonte: Braziltradenet   Fonte: Braziltradenet Os países com os quais a Rússia mais se relacionou em 2006 foram: Fonte: Braziltradenet   Fonte: Braziltradenet Cooperação Científica e TecnológicaA cooperação entre o Brasil e a Rússia no campo da Ciência e Tecnologia é regida pelo Acordo Básico de Cooperação Científica, Técnica e Tecnológica, assinado em 22 de novembro de 1997, por ocasião da visita do então Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Ievgueni Primakov, ao Brasil. A Subcomissão Brasil-Rússia de Cooperação Científica e Tecnológica é integrada por representantes do MRE (DEU/DCTEC), Ministério de Ciência e Tecnologia, Ministério da Saúde, Ministério dos Transportes, EMBRAPA, CTA, CNPq, CAPES, além de outras instituições. Pela sistemática em vigor, são periodicamente implementados programas específicos de cooperação científica e tecnológica, ao abrigo do Acordo-Quadro vigente. Os projetos de programas são, por sua vez, apresentados pela DCTEC às instituições brasileiras competentes para comentários e sugestões adicionais de cooperação bilateral. A cooperação Brasil-Rússia em matéria científico-tecnológica tem enfrentado dificuldades decorrentes da necessidade de maior engajamento de recursos financeiros por parte de ambos os países em diversos projetos acordados, registrando-se progressos quase que unicamente, com relação ao programa celebrado em 1999, nos campos da saúde e optoeletrônica. Endereços úteisEmbaixada da Federação da Rússia no BrasilAvenida das Nações, SES Q. 801 Lote ABrasília – DFTel: (55 61) 3223-3094, 3223-4094 Fax: (55 61) 3226-7319 Embaixada do Brasil na Federação da RússiaUlitsa Bolshaia Nikitskaia, 54121069 – Moscou - RússiaTel:(+7-095)363-0366Fax:(+7-095)363-0367E-mail: brasrus@brasemb.ruSite: www.brasemb.ru Consulado Geral da Federação da Rússia no Rio de JaneiroProf. Azevedo Marques, 50, Leblon CEP: 22450-030 - Rio de Janeiro - RJTel: (21) 2274-0097 Fax: (21) 2294-4945 E-mail: consulado.russia@radnet.com Consulado Geral da Federação da Rússia em São PauloAvenida Lineu de Paula Machado, 1366 CEP 05601-001 Jardim Everest, São Paulo, Brazil Tel: (011) 3814-4100 Tel/fax: (011) 3814-1246 E-mail: consrus_sp@mail.ru Câmara de Comércio, Indústria e Turismo Brasil - Rússia Presidente Gilberto Ramos Av. Rio Branco, 45 - sala 2309, Centro CEP: 20090-003, Rio de Janeiro-RJ Tel. 55 (21) 2516-1442 Fax: 55 (21) 2516-1768, E-mail: camara@brasil-russia.org.br Comunidade Russa em São Paulo Associação cultural "Nadejda" Barão de Juparana, 170 - SP Tel/fax: (011)6914-6498 Associação Cultural Eslavo-Brasileira João Alvares Soares, 27 CEP: 04609-000, Campo Belo - SP Tel: (011) 533-49-56 Fax: (011) 535-25-01, 524-06-08 Câmara de Comercio e Industria Brasil - RússiaCornélio Pires, 06Cep: 04320-140 - São Paulo- S.P Tel/Fax: +55 1...

Uruguai

...canaliza parte importante do comércio bilateral. EconomiaOcorreu em 2002 a recessão e a profunda queda do nível de atividades no Uruguai, como conseqüência da crise da Argentina e outros fatores fundamentalmente externos. A economia Uruguaia começou  um vigoroso processo de recuperação a partir dos segundo semestre de 2003 que se reforçou durante 2004 e 2005, conseguindo capitalizar um contexto internacional favorável  em um marco de melhorias macroeconômicas. O ano de 2003  finalizou um incremento do PIB  de 2,5%, 2004 com 12,3% de crescimento e 2005 aproximadamente 6,5%. Apesar disso, a economia continua sendo vulnerável, especialmente no âmbito da dívida externa (aproximadamente 80% do PIB, excessiva dolarização e acumulação de vencimentos a curto prazo), e o frágil sistema financeiro. Estruturalmente, mantêm forte  rigidez em grande parte dos setores, especialmente de bens de consumo e serviços, com um considerável  peso nesse último âmbito dos bens comerciáveis. A origem setorial da produção uruguaia mostra um claro predomínio do setor de serviços, que tem cerca de 70% do total do PIB. Isto reflete, entre outros aspectos, o grande peso do setor público, a relativa importância do setor financeiro apesar da crise, e o grande volume de recursos dedicados a saúde e educação. Produção AnimalA produção de gado  tem sido tradicionalmente o motor da economia Uruguaia. Sua localização geográfica e seu clima entre subtropical – temperado, permite aos bovinos e ovinos que permaneçam ao ar livre durante todo o ano, e possibilita a produção de uma gama de carnes de grande qualidade. O principal país de destino são os Estados Unidos, e a União Européia se constitui em um mercado de grande relevância para o Uruguai, por apresentar o melhor preço médio, determinado, fundamentalmente, pelos cortes de maior valor da carne de  gado. O Uruguai continua sendo um importante produtor internacional de lã e a produção leiteira também é uma atividade relevante para o país. O envio de leite para as empresas pasteurizadoras  em 2004 alcançou 1.229 milhões de litros, dos quais 80% se destinam a indústria. Isto determina um incremento de 13.4% em relação ao ano anterior, marcando uma cifra recorde. Produção Vegetal A produção arrozeira possui um significado especial para o país. A área de plantação é de aproximadamente 187 mil hectares com um volume de produção de 1,262 milhões de toneladas, localizadas fundamentalmente na zona este do país. O setor florestal começou recentemente a transitar  na fase de industrialização da madeira de forma generalizada, com base no estoque disponível obtido dos bosques semeados nos últimos 15 anos. A plantação de bosques artificiais é uma das atividades que teve maior impulso durante  os últimos anos, ocupando no final de 2002, aproximadamente 620.000 hectares, uma superfície quase quatro vezes maior que a de 1990. Houve também um incremento na produção de soja, devido a importantes investimentos de produtores argentinos. ExportaçãoA expansão das exportações foi um dos pilares da reativação econômica do Uruguai nos últimos anos, porém a sua estrutura possui aspectos vulneráveis. O crescente importância da agroindústria nas exportações totais, assim como a perda de participação das ex...

Venezuela

...como as telecomunicações e o comércio tem seguido uma tendência financeira nos últimos cinco anos. O setor gerou em 2005 uma percentagem de 28% do PIB. Entre os diferentes sub-setores, os serviços de telefonia e internet registraram um aumento notável. Isso devido a liberalização do setor, que tem permitido a entrada de novas operadoras no mercado, atingindo uma situação de competência que gerou serviços melhores e preços menores. Relação Brasil – Venezuela Exportações Brasil - Venezuela Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 1.464.573.472 843.861.240 2005 2.216.187.657 915.892.533 2006 3.555.035.121 1.543.702.431 Fonte: Aliceweb   Importações Brasil - Venezuela Período US$ FOB Peso Líquido (kg) 2004 199.557.784 1.433.492.544 2005 256.003.528 1.341.376.098 2006 591.621.082 3.162.240.811 Fonte: Aliceweb   Balança Comercial Brasil - Venezuela/ 2006Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 214.850.899 37.645.378 177.205.521 252.496.277 FEV 200.825.458 27.378.147 173.447.311 228.203.605 MAR 287.906.861 18.216.197 269.690.664 306.123.058 ABR 265.479.571 55.329.188 210.150.383 320.808.759 MAI 268.458.833 65.916.724 202.542.109 334.375.557 JUN 274.007.054 42.053.866 231.953.188 316.060.920 JUL 295.747.595 94.390.846 201.356.749 390.138.441 AGO 418.484.059 96.925.433 321.558.626 515.409.492 SET 318.910.764 65.604.173 253.306.591 384.514.937 OUT 399.079.186 24.341.111 374.738.075 423.420.297 NOV 315.318.470 20.717.200 294.601.270 336.035.670 DEZ 295.966.371 43.102.819 252.863.552 339.069.190 Acumulado 3.555.035.121 591.621.082 2.963.414.039 4.146.656.203 Abaixo, os principais produtos importados e exportados na relação comercial entre Brasil - Venezuela em 2006: Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX Em 2006, os países que mantiveram maior intercâmbio comercial com a Venezuela foram: Fonte: Instituto Nacional de Estadística - Venezuela   Fonte: Instituto Nacional de Estadística - Venezuela Os principais produtos importados e exportados por setor pela Venezuela no seu intercâmbio mundial em 2006 foram: Valor das exportações efetuadas pela Venezuela, por setor em 2006 Setor 2006 (milhões) Total 14.279 Produtos minerais 9.369 Metais comuns 3.103 Produtos químicos 925 Material de transporte 390 Outros 145 Material elétrico 134 Bebidas e tabaco 81 Plástico e manufatura 76 Agrícola 55 Fonte: Instituto Nacional de Estadística – Venezuela   Valor das importações efetuadas pela Venezuela, por setor em 2006 Setor 2006 (milhões) Total 30.559 Material elétrico 10.017 Material de transporte 5.925 Outros 3.652 Produtos químicos 3.524 Metais comuns 1.907 Indústria alimentícia, bebidas e tabacos 1.564 Agrícola 1.441 Plástico e manufatura 1.359 Papel 818 Fonte: Instituto Nacional de Estadística – Venezuela Endereços úteisEmbaixada da República Bolivariana da Venezuela - Brasília SES - Av. das Nações, quadra 803, lote 13 CEP: 70451-900 - Brasília - DFTel. (0xx61) 322-1011/9324 / 2101-1011Fax (0xx61) 226-5633E-mail: emb@embvenezuela.org.brSite: www.embvenezuela.org.br Embaixada do Brasil na VenezuelaCalle Los Chaguaramos esquina com Av. Mohedano Edif. Centro Gerencial Mohedano, piso6 La Castellana, 1060 – Caracas3977 Carmelitas 1010Tel: (0xx 212) 261 5505/7553Fax: (0xx 212) 2619601 Consulado brasileiro na VenezuelaAvenida Las Américas, Edificio Amazonas, Mezzanino, Oficina 1. Puerto Ordaz, Estado Bolívar, 3Telefone: (0286) 962-4060 Fax: (0286) 961-9233 Email: cosbras@cantv.net Consolado Brasileiro  Honorário na Venezuela em MaracaiboEdificio Las Palmeras, piso 4, Oficina 4, Avenida (2) El Milagro, esquina Calle 91-A. Maracaibo, Estado Zulia, 1314 Telefone: (0261) 722-1145 / 2710; (0269) 746-2816; (0261) 0414-690561Fax: (0261) 722-2795 / 723-2984 Consolado Brasileiro  Honorário na Venezuela em La AsunciónUrbanización Arena Cernida, Calle Principal, Quinta Clavo y Canela, Isla de Margarita, Estado Nueva Esparta.Telefone: (0295) 263-5519Fax: (0416) 695-9100 Setor Consular da Embaixada - Brasília - DFSES Av. das Nações, Qd. 803, Lote 13 CEP: 70451-900 0 - Brasília - DFTel: (0xx61) 2101-1011Consulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em BelémAv. Presidente Pernambuco, 270CEP 66015-200 - Belém - PATel: (0xx91) 3241-7574Fax: (0xx91) 3222-6396E-mail: convenbelem@bel.sol.com.brConsulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em Boa VistaAv. Benjamin Constant, 968 - Centro CEP: 69301-020 - Boa Vista - RR Tel: (0xx95) 623-9285Fax: (0xx91) 623-6610 /12Consulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em ManausRio Jurai, 839 – Conjunto Vieira AlvesCEP: 69053-020 - Manaus - AMTel: (0xx92) 3233-6006 / 4100Fax: (0xx92) 3233-6414E-mail:convenao@horizon.com.brConsulado Geral da República Bolivariana da Venezuela no Rio de JaneiroPraia de Botafogo, 242, 5o andarCEP:22250-000 - Rio de Janeiro - RJTel: (0xx21) 2554-5955 /6134Fax: (0xx21) 2553-8118E-mail: consuvenrj@rionet.com.brConsulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em São PauloGeneral Fonseca Teles, 564 – Jardim Paulista CEP: 01429-011 - São Paulo - SPTel. (0xx11) 3887-2318/4583Fax (0xx11) 3887-2535E-mail:convensp@telnet.com.br Fontes ConsultadasCentral Intelligence Agency - www.cia.govColeção como exportar – www.braziltradenet.gov.brEmbaixada da Venezuela - www.embvenezuela.org.brInstituto Español de Comercio Exterior – www.icex.esMinistério das Relações Exteriores (MRE) - www.braziltradenet.gov.brMinistério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) - www.mdic.gov.brInstituto Nacional de Estadística - www.ine.gov.ve Última atualização: novembro/2007 Por Global21...

Alemanha

...portação Saldo Corrente de Comércio JAN 447.467.711 589.168.171 -.141.700.460 1.036.635.882 FEV 509.650.857 506.734.027 2.916.830 1.016.384.884 MAR 549.211.069 700.689.015 -.151.477.946 1.249.900.084 ABR 642.584.854 635.905.488 6.679.366 1.278.490.342 MAI 615.461.102 754.400.424 -.138.939.322 1.369.861.526 JUN 559.011.192 686.101.140 -.127.089.948 1.245.112.332 JUL 583.625.092 787.269.758 -.203.644.666 1.370.894.850 AGO 654.223.790 927.333.633 -.273.109.843 1.581.557.423 SET 598.320.169 723.605.334 -.125.285.165 1.321.925.503 OUT 652.941.307 806.193.245 -.153.251.938 1.459.134.552 NOV 700.904.252 813.580.296 -.112.676.044 1.514.484.548 DEZ 697.992.783 743.709.612 -45.716.829 1.441.702.395 Acumulado 7.211.394.178 8.674.690.143 -1.463.295.965 15.886.084.321   Relação Comercial Brasil x Alemanha - Em US$ FOB   2007  Var. % 2006 Exportações 7.211.394.178     26,72 5.691.017.971 Importações 8.674.690.143     33,39 6.503.272.255 Saldo     (1.463.295.965)     80,15          (812.254.284) Corrente de Comércio    15.886.084.321     30,27       12.194.290.226 Fonte: MDIC Fonte: MDIC / SECEX (Valores em US$ FOB)   Fonte: MDIC / SECEX (Valores em US$ FOB)   Fonte: MDIC / SECEX (Valores em US$ FOB)   Fonte: MDIC / SECEX (Valores em US$ FOB)   Fonte: Braziltradenet   Fonte: Braziltradenet Características do mercado alemãoA importação de produtos é regulamentada de acordo com o direito da União Européia. Produtos brasileiros poderão encontrar restrições diretas ou indiretas. Os maiores entraves às exportações brasileiras são de ordem sanitária e fitossanitária. Os alimentos são regulamentados pela Diretiva Comunitária de 1992 que exige procedência de estabelecimentos habilitados pela Comissão Européia.O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento define uma lista de estabelecimentos e fornece as garantias de que estes estão de acordo com os padrões de saúde pública e animal. DocumentaçãoA Documentação exigida é de acordo com o Código Alfandegário e aos demais Regulamentos Alfandegários e Fiscais bem como à Legislação de Comércio Exterior. Os impostos de importação são baseados no Código TARIC que poderá ser consultado na Deutcher ebrauchzolltarif (DgebrZT), ou seja, Tarifa dos Direitos Alfandegários Alemães.As tarifas de importação vigentes são o Imposto de Importação na forma de taxas da UE e Impostos Sobre Consumo, incluindo o ...

Argentina

...tado de Assunção, em 1991, o comércio entre o Brasil e a Argentina tem apresentado notável expansão, tanto no que diz respeito às exportações quanto às importações. Podemos conferir na tabela abaixo, a relação comercial Brasil-Argentina no período de 2007 a 2005. Relação Comercial Brasil x Argentina - Em US$ FOB   2007  Var. % 2006 Var. % 2005 Exportações 14.416.945.588 23,08 11.713.819.074 18,14 9.915.423.497 Importações 10.409.414.322 29,25 8.053.681.253 29,04 6.241.072.699 Saldo 4.007.531.266 9,49 3.660.137.821 -0,39 3.674.350.798 Corrente de Comércio 24.826.359.910 25,59 19.767.500.327 22,35 16.156.496.196 Fonte: MDIC/SECEX Balança Comercial Brasil - Argentina / 2007Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 824.082.146 672.493.459 151.588.687 1.496.575.605 FEV 888.463.158 713.340.797 175.122.361 1.601.803.955 MAR 1.158.840.699 898.479.899 260.360.800 2.057.320.598 ABR 1.070.910.304 736.668.422 334.241.882 1.807.578.726 MAI 1.197.368.864 848.222.893 349.145.971 2.045.591.757 JUN 1.171.152.790 824.916.347 346.236.443 1.996.069.137 JUL 1.314.431.916 891.938.091 422.493.825 2.206.370.007 AGO 1.408.638.488 935.214.271 473.424.217 2.343.852.759 SET 1.313.439.484 864.123.677 449.315.807 2.177.563.161 OUT 1.472.526.936 895.068.026 577.458.910 2.367.594.962 NOV 1.344.193.909 1.090.298.182 253.895.727 2.434.492.091 DEZ 1.252.896.894 1.038.650.258 214.246.636 2.291.547.152 Acumulado 14.416.945.588 10.409.414.322 4.007.531.266 24.826.359.910 Fonte: Aliceweb Comércio ExteriorA expansão do comércio exterior é dinamizada pelo avanço dos produtos primários e manufaturas agropecuárias, em virtude da evolução favorável dos preços e da colocação dos excedentes da produção agrícola e crescentes embarques de mineral de cobre e concentrados, carnes, laticínios, gorduras e óleos vegetais, açúcar e resíduos da indústria alimentícia. As exportações de manufaturas industriais cresceram em menor medida, especialmente os envios para o MERCOSUL. Contudo, houve aumentos nas exportações de produtos petroquímicos, plásticos, automóveis e utilidades domésticas. As compras de bens intermédios também tiveram uma melhor evolução, em função da maior produção ocasionada pela substituição de importações. As importações de automóveis cresceram, especialmente as provenientes do Brasil, devido ao acordo com a Argentina, o que permitiu incrementar as exportações. No ranking mundial a Argentina ocupa a 47° posição nas exportações no ano de 2007. No período de 2007 podemos verificar nos gráficos abaixo, os principais produtos exportados e importados na relação Brasil x Argentina. Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX Abaixo, temos a relação dos maiores exportadores e importadores da Argentina, podendo-se observar que o Brasil encontra-se em primeiro lugar em ambas as pautas. Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX   Fonte: MDIC/SECEX   Canais de distribuiçãoNa Argentina, os intermediários exercem considerável influência na cadeia de distribuição, já que grandes importadores e distribuidores estão concentrados em poucas regiões. Muitas empresas, inicialmente produtoras, tornaram-se importadoras (com suas próprias marcas), estimuladas pela dolarização da economia, que resultou em custos mais altos de produção, ou pela falta de tecnologia de ponta no país. Soma-se a isso uma polarização do mercado, com a existência de dois segmentos bem definidos, um sofisticado e outro popular, de preços baixos. Os principais canais de distribuição na Argentina para comercialização de bens importados estão nas seguintes modalidades: Venda direta Franchising Joint-ventures Vendas a supermercados Redes de venda Designação de agentesA designação de um representante deve ser precedida de contatos com outras empresas, de forma a avaliar as possibilidades de comercialização lucrativa e presença ativa no mercado. No âmbito de feiras, exposições e congressos, os empresários brasileiros poderão travar contato com representantes de empresas potencialmente capazes de canalizar os produtos que desejam exportar. Nos últimos anos, observa-se tendência no sentido de se direcionar a designação de representante para um fabricante ou comerciante especializado no setor. Outra forma de aproximação de agentes potenciais é por intermédio de entidades de classe, grupos e associações empresariais setoriais. Práticas comerciaisO cumprimento dos prazos de entrega constitui fator importante para o êxito dos negócios. Da mesma forma, deve-se  considerar a importância da rápida resposta à correspondência e o cumprimento estrito das normais contratuais. Feiras  e  ExposiçõesAs feiras e exposições são uma ótima oportunidade para conhecer o que se comercializa no mercado onde se pretende ingressa...

Canada

... 928.244.126 Corrente de Comércio 4.070.216.114 17,14 3.474.759.009 17,14 2.966.305.652 Fonte: Aliceweb   Balança Comercial Brasil - Canadá/ 2007Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 173.782.448 112.198.256 61.584.192 285.980.704 FEV 104.237.882 85.307.097 18.930.785 189.544.979 MAR 221.492.344 146.764.020 74.728.324 368.256.364 ABR 142.687.443 134.975.868 7.711.575 277.663.311 MAI 152.001.261 119.971.432 32.029.829 271.972.693 JUN 191.080.141 138.350.199 52.729.942 329.430.340 JUL 183.586.807 194.689.536 -11.102.729 378.276.343 AGO 234.217.529 187.439.772 46.777.757 421.657.301 SET 241.361.111 109.045.235 132.315.876 350.406.346 OUT 245.400.917 196.950.600 48.450.317 442.351.517 NOV 262.884.763 121.835.954 141.048.809 384.720.717 DEZ 208.983.747 160.971.752 48.011.995 369.955.499 Acumulado 2.361.716.393 1.708.499.721 653.216.672 4.070.216.114 Fonte: Aliceweb Como negociar com o Canadá Os hábitos culturais do cidadão de Toronto exigem que os horários sejam previamente determinados e seguidos à risca; Apesar da língua inglesa ser dominante em Toronto a cultura francesa é extremamente forte no resto da província de Ontário; Os canadenses de língua francesa são reservados e dão ênfase aos aspectos relacionados à etiqueta; Um aperto de mão firme é a maneira comum e preferida de cumprimento; Toronto é a principal e mais importante cidade canadense do ponto de vista econômico, revela um universo e oportunidades de bons negócios. Endereços úteisEmbaixada do Canadá no BrasilAv. das Nações Unidas, 12901-16º andar Centro Empresarial Nações Unidas Torre Norte, BrooklinCEP: 04578-000 São Paulo - SP - Brasil Tel.:(55-11) 5509-4343Fax.:(55-11) 5509-4262E-mail: imm@canada.org.br Embaixada da República Federativa do Brasil em Ottawa450 Wilbrod StreetOttawa, ON Canada K1N 6M8Tel. : (001+613) 237-1090 / 755-5160Fax : (001+613) 237-6144E-mail : mailbox@brasembottawa.org Site: www.brasembottawa.org Consulate of the Federative Republic of Brazil2000 Mansfield Street, Suite 1700Montreal, QC Canada H3A 3A5Tel.: (001+514) 499-0968Fax : (001+514) 499-3963E-mail : consbras@total.net Consulado Geral do Canadá no Rio de JaneiroAv. Atlântica, 1130 - 5 o andar CEP 22021-000 - Rio de Janeiro - RJ tel. (0xx21) 2543-3004 fax (0xx21) 2275-2195 E-mail: rio@dfait-maeci.gc.ca Consulado Geral do Canadá em São PauloCentro Empresarial Nações Unidas - Torre Norte Av. Nações Unidas, 12901 - 16. andar - Brooklin CEP 04578-000 - São Paulo - SP Brasiltel.: (0xx11) 5509-4321 fax: (0xx11) 5509-4260 E-mail: infocentre-spalo@dfait-maeci.gc.ca Câmara de Comércio Brasil-CanadáRua do Rocio 220 cj 121 - 12º andar - Vila OlimpiaCEP: 04552-000 São Paulo - SP Tel.: 55-11-3044-4535 / 3044-6166 E-mail : ccbc@ccbc.org.brSite: www.ccbc.org.br Brazil-Canada Chamber of Commerce438 University Avenue Suite 1618, Box 60 Toronto, Ontario M5G 2K8 (416) 364-3555E-mail: bccc@iecanada.com Trade Facilitation Office Canada Suite 300, 56 Sparks St. Ottawa, Ontario Canada K1P 5A9 Tel.: (613) 233-3925 Fax.: (613) 233-7860 Site: www.tfoc.ca Fontes ConsultadasCentral Intelligence Agency - www.cia.govEmbaixada do Canadá – www.dfait-maeci.gc.caMinistério das Relações Exteriores (MRE) - www.braziltradenet.gov.brMinistério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) - www.mdic.gov.brDoblinski, Suzana, Negócio Fechado – Guia Empresarial de ViagensCanada’s Business and Consumer Site – www.strategis.ic.gc.ca Última atualização: maio/2008 Por Global21...

Chile

... o idioma indígena mapuche. Comércio ExteriorO Chile é uma das nações em maior crescimento no mundo devido a sua economia que, mesmo durante o regime militar do general Augusto Pinochet (1973-1990) permaneceu aberta. Porém, foi com o advento da democracia, a partir da década de 90, que o país obteve maior abertura, firmando tratados e acordos de comércio que o fortaleceram e o colocaram entre as economias mais fortes da América Latina. A balança comercial chilena vem apresentando resultados positivos desde 1999. Em 2003, a corrente de comércio cresceu 13,9% em comparação ao ano de 2002, incremento de 39,0% no saldo. Da mesma forma, as exportações alcançaram volume de venda 14,7% superior e as importações aumentaram 13,0%. Apesar da diversificada produção industrial, no Chile os produtos manufaturados são destinados apenas ao consumo interno. As exportações se concentram em matéria-prima e recursos naturais processados, essencialmente minerais. Observa-se a tendência à exportação de minerais na análise dos dez principais produtos comercializados pelo país. As vendas de cobre sobressaem-se perante outras mercadorias – a maior produtora mundial é uma estatal chilena. Consciente da dependência das vendas externas chilenas ao cobre, o governo tem procurado gerar condições e estimular o desenvolvimento de outras atividades e bens destinados ao mercado internacional. Na busca de expansão de mercados e diversificação da pauta exportadora, o Chile tem negociado acordos de comércio bilateral com vários países, entre outras ações. Quanto as importações, os maiores fornecedores, no período de janeiro a setembro de 2006 foram: Estados Unidos, Argentina, Brasil e China. A soma das vendas destes países representou 49,8% das compras chilenas. Outros parceiros importantes foram a Alemanha, Peru, Japão, Angola, França, e México. Fonte: Braziltradenet Em 2006, no período de janeiro a setembro, os maiores parceiros comerciais do Chile nas exportações foram Estados Unidos, Japão, China, Países Baixos, República da Coréia. Juntos, responderam no período por 47,3% das vendas chilenas para o exterior. Ainda destacaram-se Itália, Brasil, México, França, Espanha, Canadá e Alemanha. Fonte: Braziltradenet A importação se concentra em bens industrializados – principalmente máquinas, equipamentos e automóveis – e em alguns minerais. Os principais produtos importados pelo Chile em 2005 foram os combustíveis, óleos e ceras minerais. Também se destacaram as compras de caldeiras, máquinas e aparelhos, veículos automotores e tratores, máquinas, aparelhos e material elétrico, plástico, ferro fundido, ferro e aço, papel, instrumentos e aparelhos de ótica e fotografia, obras de ferro fundido, ferro e aço e produtos químicos orgânicos. Fonte: Braziltradenet Na exportações chilenas, r...

China

... privado e a abertura para o comércio exterior e investimentos externos.A China vem implementando reformas de forma gradual, e em partes. O processo acima descrito continuou com mudanças chaves que incluíram a venda, com eqüidade, dos maiores bancos chineses para investidores estrangeiros e o refinamento do mercado externo e do mercado de ações. A reestruturação da economia e o resultado de ganhos substanciais fizeram com que o PIB aumentasse cerca de 10 vezes desde 1998. O desenvolvimento econômico tem sido bem mais rápido nas províncias costeiras do que nos do interior, e há grandes disparidades na renda per capita das regiões.O governo da China tem se esforçado para: sustentar um adequado crescimento de empregos para dezenas de milhões de trabalhadores  demitidos com a privatização de empresas estatais, imigrantes e de novos integrantes do mercado de trabalho; reduzir a corrupção e outros crimes econômicos, e conter os danos sofridos pelo meio ambiente e os conflitos sociais próprios das economias que sofrem  rápidas alterações. De 100 a 150 milhões de trabalhadores rurais excedentes estão entre as vilas e as cidades, muitos se mantendo em empregos de meio turno e trabalhos de baixa remuneração. Uma conseqüência demográfica da política “uma criança por família” é que a China é um dos países que mais envelhece no mundo. Outra ameaça de longo prazo ao crescimento é a deterioração do meio ambiente, notadamente a poluição do ar, erosão do solo e a significativa queda de água potável, especialmente no norte. A China continua a perder terra arável em decorrência da erosão e do desenvolvimento econômico. O país foi beneficiado por uma forte expansão do uso de computadores e de internet, mais de 100 milhões de consumidores até o final de 2005.  Investimentos estrangeiros permanecem como um forte elemento na extraordinária expansão da China no mundo dos negócios e tem sido um fator de grande peso no crescimento de empregos urbanos. Agricultura – principais produtos: arroz, trigo, batatas, chá, painço, cevada, maçãs, algodão, óleo de sementes; porcos e peixes. Indústria: minérios e processos de mineração, ferro, aço, alumínio e outros metais, carvão; máquinas de construção; armamentos; têxteis e confecção; petróleo; cimento; química; fertilizantes; produtos de consumo incluindo sapatos, brinquedos e eletrônicos; alimentos processados; equipamentos de transporte incluindo automóveis, vagões de trens e locomotivas, navios e aviação; equipamentos de telecomunicação, veículos espaciais e satélites. Taxa de crescimento da produção industrial :  22.9% (2006 est.) Exportações: ...

Cingapura

...a, no cruzamento de rotas de comércio internacional, permitiu que fossem desenvolvidas as potencialidades que tal característica oferece: o país é importante centro financeiro, funciona como entreposto para a riqueza da região, possui o maior volume de reembarque do mundo e é o terceiro maior centro de refinação de petróleo depois de Rotterdam e Houston. Cingapura é uma pequena e densamente povoada cidade-estado insular, no sudoeste asiático, localizada entre a Malásia e a Indonésia. A economia de Cingapura é uma economia de mercado baseada no capitalismo financeiro e industrial. Assim como acontece com os demais tigres asiáticos os principais produtos de exportação são máquinas e equipamentos eletrônicos de última geração. É um país extremamente pequeno, sem recursos naturais e sem espaço para a agricultura, mas com uma economia que não pára de crescer, especialmente por ser uma plataforma de exportação - modelo de de...

E.U.A.

...ionalNAFTA – Acordo de Livre Comércio da América do NorteOTAN – Organização do Tratado do Atlântico NorteOEA – Organização dos Estados AmericanosOCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento EconômicoONU – Organização das Nações UnidasUNCTAD – Conferência das Nações Unidas para o Comércio e DesenvolvimentoOMS – Organização Mundial da SaúdeOMC – Organização Mundial do Comércio Importância dos Estados UnidosOs Estados Unidos, é claramente o país que exerce maior influência nas relações políticas internacionais. Esse predomínio acirrou-se com o desmembramento da União Soviética e o fim do comunismo. Atualmente,  os EUA são a grande potência mundial, o que é percebido através da posição predominante que tem nos foros internacionais, econômicos e junto a diversos organismos multilaterais, políticos e militares, assim como também pela capacidade de ação que tem exercido sobre países que  vão contra os seus interesses, chegando inclusive a intervenção direta como já aconteceu no Iraque  e Haiti, apenas para exemplificar. Os Estados Unidos possui uma grande capacidade de absorção interna, um mercado de proporções gigantescas e diversificado, mão-de-obra muito especializada,  uso intensivo de capital e, em particular, grande capacidade de inovação tecnológica. O seu poderio econômico se traduz pelo alto grau de influência comercial. Possui um bom dinamismo econômico sendo, sua taxa de crescimento em 2005 de 3,5%. Do ponto de vista comercial é um dos países que tem capacidade de influenciar os preços internacionais, e seu poder econômico e comercial   cresce, também, como conseqüência das atividades de suas multinacionais existentes na maioria dos países. Principais setoresServiçosO setor de serviços corresponde aproximadamente  80% do PIB americano. Por ramos de atividades, são as seguintes as participações percentuais no valor total da produção do setor: outros serviços prestados pelo setor privado – principalmente nos segmentos ligados à tecnologia da informação (21%); bancos, seguros e imóveis (19%); governo (13%); transportes e serviços de utilidades públicas (9%); comércio varejista (9%); comércio atacadista (7%); e construção (4%). AgriculturaA boa qualidade do solo americano, principalmente a do Centro-Oeste, faz com que os Estados Unidos sejam um dos maiores produtores mundiais de grãos e outros produtos agrícolas. Atualmente, um sétimo das propriedades agrícolas pertencem a grandes grupos empresariais. MineraçãoOs Estados Unidos possuem grandes reservas de importantes metais, como o cobre, minério de ferro e zinco, dependendo de outros países para o abastecimento de outros metais decorrente da falta de disponi...

França

...Note-se que a maior parte do comércio exterior dos países da UE é realizada dentro da própria Europa. A moeda única objetiva facilitar as trocas comerciais e os investimentos entre os mercados. Política externaA política externa da França está baseada numa longa tradição diplomática de vários séculos e em alguns princípios fundamentais: direito dos povos de dispor de si mesmos, respeito aos direitos humanos e aos princípios democráticos, respeito ao Estado de Direito e cooperação entre as nações. Dentro desse quadro, a França se empenhou sempre em salvaguardar a sua independência nacional, trabalhando ao mesmo tempo pelo desenvolvimento de solidariedades regionais e internacionais. Comércio ExteriorO comércio exterior francês é direcionado em mais de 60% para os países-membros da zona do Euro. A França é um importante exportador mundial de máquinas e equipamentos e também é grande produtor e exportador agrícola, principalmente de cereais e produtos da agroindústria. É o quarto maior exportador mundial de bens e terceiro maior exportador de serviços. No período de 2000-2004, o total do comércio exterior cresceu, em média, 6,9% ao ano, acumulando superávit na balança comercial de US$ 26,6 bilhões. O país atrai cerca de 8% do total dos investimentos diretos mundiais, graças à qualidade da mão-de-obra, ao alto nível de pesquisa, ao domínio de tecnologias avançadas e à estabilidade da moeda. Em 2003, a França ocupou a segunda posição entre os países da União Européia, após Luxemburgo, no recebimento de investimentos diretos estrangeiros, com um total de US$ 47 bilhões. Direção e origem do comércio exteriorExportações A França possui presença marcante em vários mercados consumidores, dentre os quais se destacam: Alemanha com participação de 15% do total exportado; Espanha com 10%; Itália com 9,0%; Reino Unido com 8%; Bélgica com 7%; Estados Unidos com 6,8%; Países Baixos com 3,9% e Suíça com 2,6%. Esses países, em conjunto, somaram 63,1% do total das exportações francesas de Jan – Jun de 2006. O Brasil absorveu cerca de 0,6% do total das exportações da França. Fonte: Braziltradenet ImportaçõesDe Jan – Jun de 2006, aproximadamente 65% das importações francesas foram originárias da União Européia. Os principais mercados abastecedores da França foram: a Alemanha com 18,9% de participação no total da pauta, seguida pela Bélgica com 10,9%; a Itália com 8,3%; a Espanha com 7,2%, o Reino Unido com 7,1%; Países Baixos com 6,5% e Estados Unidos com 4,8%. Em conjunto, os citados países totalizaram 64,% do total das importações da França. O Brasil possui pequena fatia do mercado importador francês, diante das potencialidades de negócios entre os dois países. De Janeiro a Junho de 2006, participou com apenas 0,5% do total das compras francesas. Fonte: Braziltradenet Composição do comércio exteriorExportaçõesA pauta de exportações francesa é composta basicamente por bens industrializados. O principal setor de exportação é o de “veículos automóveis, tratores, ciclos”, representando, em 2005, 13,7% do total exportado. Destacam-se os seguintes itens: “Caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos” e “Máquinas, aparelhos e materiais elétricos ”.Em seguida têm destaque “Aeronaves e aparelhos espaciais, e suas partes ”com participação na pauta de 5,6%; e “produtos farmacêuticos” com 5,%. Fonte: UNCTAD/Comtrade   Fonte: MDIC   ImportaçõesA pauta de importa ções da França é composta também, em sua maioria, por produtos industrializados, com destaque para os setores de “caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos”; “veículos automóveis, tratores, ciclos”; “combustíveis”; “máquinas e aparelhos elétricos”; “plásticos e suas obras” e “produtos químicos orgânicos”. Fonte: UNCTAD/Comtrade   Fonte: Brazltradenet   Como negociar com os francesesEmbora sejam muito comunicativos e apesar de se expressarem muito através de gestos e de expressões faciais, os franceses apresentam um perfil formal de negociação e um tratamento relativamente distante e elitista. Em contatos de negócios é usual e proveitoso estabelecer previamente o “fio condutor” da reunião uma vez que o francês não é, habitualmente, muito pragmático nem objetivo para ir direto ao assunto. Freqüentemente entra em detalhes, portanto, leve o maior número de informações acerca de seu produto e de sua empresa, preferencialmente em francês; informações em inglês perdem pontos. Ao entrar em uma reunião de negócio, cumprimente a todos com um firme aperto de mão, iniciando pelas mulheres; esqueça o habitual tapinha nas costas e o ato de ficar balançando a mão durante o cumprimento. Os cartões de apresentação (em francês) devem ser distribuídos quando todos estiverem sentados.Trate os seus interlocutores por senhor e senhora e jamais use o primeiro nome. Lembre que os franceses apreciam o distanciamento.Os franceses são ainda conservadores quanto à forma de negociar, preferindo a tradicional carta pelo correio ou fax, em vez de um e-mail. Boa educação, boa conduta e boa apresentação são aspectos valorizados pelos franceses. Sendo o nosso produto alvo o calçado, não esqueça de vestir um par da melhor qualidade, pois, tenha certeza, você estará sendo observado.Por seu papel histórico e por sua inserção internacional, os franceses valorizam a cultura (principalmente a francesa!) e a política. Sendo assim, mantenha-se munido de algumas referências mínimas acerca da França e da conjuntura político-econômica mundial e do Brasil pois, caso não aconteça durante a reunião, é quase inevitável que o tema virá a tona durante o almoço. Em relação a assuntos políticos procure diplomaticamente "fugir". Caso seja inevitável, tente a postura mais imparcial possível. Uma vez que mencionamos almoço, cabe lembrar que na França as refeições são verdadeiros rituais; se você quer ganhar pontos com seu interlocutor, convide-o para uma boa refeição. Não esqueça um bom vinho e, sobretudo, não tenha pressa. Neste quesito, as boas maneiras são imprescindíveis. Elogie a culinária francesa, um dos seus grandes patrimônios e referência de qualidade internacional.Os franceses se orgulham de sua nacionalidade, de sua história, de seus costumes, de seus produtos. Concorde com eles! Afinal eles têm bons motivos para tanto. Recomendações às empresas brasileirasO primeiro passo para a abordagem do mercado francês é a realização de um estudo de mercado, a fim de identificar a concorrência, constatar a competitividade do produto e identificar o canal de distribuição mais apropriado para o mesmo. Esse estudo irá identificar também quais as adaptações que o exportador brasileiro deverá fazer no seu produto. O exportador deverá es...

Arabia Saudita

...al nos ambientes de negócios.Comércio Exterior Balança Comercial Brasil - Arábia - Saudita 2006Valores em US$ FOB Mês Exportação Importação Saldo Corrente de Comércio JAN 94.009.958 108.525.799 -14.515.841 202.535.757 FEV 66.317.303 131.184.755 -64.867.452 197.502.058 MAR 127.731.467 109.940.088 17.791.379 237.671.555 ABR 128.382.857 126.104.782 2.278.075 254.487.639 MAI 148.483.566 168.812.710 -20.329.144 317.296.276 JUN 97.472.384 23.176.998 74.295.386 120.649.382 JUL 142.321.769 332.129.405 -.189.807.636 474.451.174 AGO 179.468.904 56.189.119 123.279.785 235.658.023 SET 92.895.880 119.969.656 -27.073.776 212.865.536 OUT 143.134.435 297.566.685 -.154.432.250 440.701.120 NOV 137.554.312 34.152.185 103.402.127 171.706.497 DEZ 120.303.667 201.093.201 -80.789.534 321.396.868 Acumulado 1.478.076.502 1.708.845.383 -.230.768.881 3.186.921.885 Fonte: Aliceweb Principais produtos comercializados entre Brasil e Arábia SauditaExportações/ImportaçõesA Arábia Saudita é o segundo principal comprador dos produtos brasileiros entre os árabes, em 2007, só fica atrás do Irã. Em 2007, o país foi responsável pela compra de US$ 1,478 bilhão do Brasil, mantendo-se praticamente estável com uma leve redução de 0,55% comparados ao ano anterior. No ranking mundial das exportações a Arábia Saudita ocupa a 20° posição na estimativa 2007 com US$ 215 bilhões. Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Secex   Fonte: MDIC/Secex   Como negociar com os Árabes sem cometer gafesDesconhecer algumas regras islâmicas não se constituem em simples gafes e nem sempre o que consideramos como um mero deslize terá uma solução pacífica podendo, por diversas vezes, aniquilar uma negociação. Portanto, um conhecimento mínimo de alguns traços culturais é básico para obter êxito nos seus negócios. Os árabes são, em geral, sociáveis, calorosos e festivos e, a melhor maneira de conhecer esta faceta, é respeitando e aceitando os seus costumes. Os cumprimentos com aperto de mão são muito bem vindos desde que entre pessoas do mesmo sexo e é habitual a aproximação física, abraços e beijos entre amigos sendo mesmo usual homens caminharem de mãos dadas pelas ruas, em sinal de amizade e respeito.Por outro lado, o contato físico entre sexos opostos é bastante rigoroso, sendo o toque somente facultado dentro de uma relação lícita ou quando há um vínculo forte de parentesco. Entretanto, se uma pessoa de sexo oposto, lhe estender a mão, aceite o cumprimento. Em um bar ou restaurante jamais peça bebida alcoólica – o álcool é vedado pela religião islâmica - ou pratos com carne de porco, animal rigorosamente proibido pelo islamismo: portanto nunca planeje exportar produtos, comestíveis ou não, que utilize o porco como matéria prima, como calçados, couro, etc. Tampouco visite países de costumes islâmicos portando roupas confeccionadas com couro suíno, o que seria uma grande indelicadeza. Em negociações, esqueça a representação feminina, mesmo que uma mulher seja a autoridade máxima dentro da empresa. Na melhor hipótese, ela a...

Cases de Sucesso

...tar as questões relativas ao comércio exterior, dando suporte às áreas financeira e comercial, fazendo com que a empresa possa focar a sua atividade fim.." Início das Operações: Maio de 2004   Rolamentos Mar do Brasil O  Caso:  "Dar suporte e consultoria, bem como criar soluções e controles para as operações cambiais funcionando como uma área de inteligência e apoio às demandas para a área comercial da empresa." Início das Operações: Novembro de 1997 ...

Empresa

...s necessidades do mercado de comércio exterior de um assessoramento particularizado, e mais que isso, de um completo gerenciamento dos processos que envolvem as transações come...

Links Úteis

...a Receita Federal - Aduana e Comércio Exterior Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - SECEX INMETRO - Barreiras Técnicas a Exportação OUTROS Medidor de Velocidade de Conexão Mapas e Rotas Rodoviárias e Urbanas no Brasil Previsão do Tempo...

Missão e Visão

...idade prestados na gestão de comércio exterior. O reconhecimento virá com a qualificação de seus profissionais e com o uso de diferenciais em tecnologia da informação....

Processo de Gestão

...erece uma gestão completa do comércio exterior, desde o desenvolvimento dos processos até a...

Sobre Nós

...s necessidades do mercado de comércio exterior de um assessoramento e consultoria particularizados, e mais que isso, de um completo gerenciamento dos...

Apresentação

...e documentos de processos de comércio exterior do cliente à qualquer momento e em qualquer local conectado à web, através de u...

Demonstração

...cado e especializado no comércio exterior ! ATENÇÃO: A SENHA SOMENTE SERÁ FORNECIDA PARA EXPORTADORES OU IMPORTADORES. ...

Greve dos servidores federais traz perdas de US$ 12 milhoes diarios ao comercio exterior, segundo empresarios

...rvidores federais ligados ao comércio exterior - Ministério da Agricultura, Receita Federal, Agê...

Receita devolve 70 por cento dos créditos do Reintegra

... da Associação Brasileira de Comércio Exterior (AEB), elogia a iniciativa, mas a considera paliativa. "O Reintegra é uma forma de amenizar a elevada carga tributária para as empresas que atuam com exportação. No entanto, como o programa está previsto para terminar em dezembro, vai funcionar apenas como um aperitivo", afirma. "Não deu tempo para muitas empresas incorporarem o benefício. Por ser de curta duração, o programa não cria um horizonte em que as companhias possam considerar o benefício dentro da sua estrutura de custo", explica.   Em maio, durante uma audiência no Senado que discutia a competitividade da indústria nacional, Nelson Barbosa, secretário-executivo do Ministério da Fazenda, disse que o governo não deverá manter em 2013 o Reintegra. Segundo o secretário, o benefício foi uma medida "emergencial", criada para auxiliar as empresas brasileiras num momento em que o dólar chegou a custar cerca de R$ 1,60. Na avaliação de Barbosa, a recente desvalorização da moeda brasileira ante o dólar indica que o benefício não será mais necessário.  ...

Mercado colombiano é alternativa para exportações brasileiras na América do Sul (Portal APEX)

...cheline Twigger, diretora de comércio exterior da Piccadilly, presente ao Seminário.   Para a Bia Brazil, fabricante de roupas para o segmento de fitness que tem 90% do seu faturamento proveniente do mercado externo, a Colômbia ainda é um mercado pouco expressivo, mas há forte interesse em reverter essa situação. "De dois anos para cá, nossa presença na América do Sul aumentou bastante. A Colômbia é um país que sofre grande influência cultural dos Estados Unidos, país em que já somos muito fortes. Acredito que isso facilitará nossa entrada. Já há dois anos participamos da principal feira de Medellín, a Colômbia Moda e, no ano passado, estivemos na Missão Comercial à Colômbia, organizada pela Apex-Brasil", relatou a diretora da empresa, Beatriz Dockhorn.   A Seculum, fabricante de softwares para sistemas de tratamento de ponto eletrônico e controle de acesso, já dispõe de cinco revendas de seus produtos na Colômbia e espera incrementar fortemente a sua atuação no país. "Estamos focando nas cidades com maior população e, portanto, mais trabalhadores, tais como Bogotá, Medellín, Cali, Barranquilla e Cartagena. Nossa expectativa é passar a participar de mais feiras e de outras ações organizadas pela Apex-Brasil, além de renovar nossa participação no PEIEX", afirmou o diretor da empresa, Fernando Lemmertz.  Fonte: Portal Apex Brasil - notícia de 29.3.2012...

ALFANDEGA DO PORTO DE SANTOS AUMENTA RIGOR NA FISCALIZACAO DE IMPORTADOS

...o sistema de fiscalização de comércio exterior (Siscomex) da Receita, de acordo com as informações prestadas pelo importador. Pode cair nos canais verde (quando está liberada), amarelo (em que os documentos são analisados), vermelho (no qual a carga passa por inspeções física e documental) ou cinza (quando há suspeita de fraude de valor). A partir da Maré Vermelha, a Alfândega concentrará energia em mandar mais cargas para o canal vermelho. Hoje, 3% das mercadorias caem neste canal - algumas vezes aleatoriamente -, mas o volume vai crescer, garantiu o inspetor-chefe. O objetivo é efetuar mais apreensões, com uma fiscalização mais certeira, porque se baseará no perfil das fraudes estudado local e nacionalmente. "A tendência é que essa porcentagem cresça cada vez mais e mais, mas de forma específica na fraude", disse Gomes. Segundo o inspetor da Alfândega de Santos, este perfil das fraudes ajudará em sua identificação. "Nós vamos mudar a parametrização sempre de uma forma mais fina, ou seja, atuando no ilícito de forma mais intensa". Esse ajuste fino se concentrará nas identificações de determinadas cargas e países de origem, por exemplo, com alto índice de fraude. "Imagine que verificamos fraude na importação de microfones. Nesse caso, todas as importações de microfone cairão no canal vermelho e nós vamos atuar com mais foco nesse tipo de mercadoria", exemplificou o inspetor. Serão foco da ação produtos manufaturados importados, principalmente em contêineres, tais como eletrônicos, brinquedos, automotivos e calçados. Fonte: A Tribuna...

OPERACAO MARE VERMELHA DA RECEITA FEDERAL

...tar o rigor nas operações de comércio exterior em razão do volume crescente de importações e o consequente aumento do crescimento do comércio desleal, que inclui a prática de fraudes como o subfaturamento, a triangulação e a utilização de falsa classificação fiscal que resultam em situações predatórias ao setor produtivo nacional. Para Barreto “a Operação Maré Vermelha é dinâmica e poderá incorporar outros setores d...

RECEITA FEDERAL ENDURECE A FISCALIZACAO DE MERCADORIAS IMPORTADAS E INCENTIVA O CADASTRAMENTO PREVIO DE OPERADORES

...; consultor especializado em Comércio Exterior; MBA em Comércio Internacional e especialização em Direito Tributário...

Carta-Circular Nº 3.542, de 12 de Março de 2012

...os documentos da operação de comércio internacional;   j) realização de pagamentos ao exterior após créditos em reais efetuados nas contas de depósitos dos titulares das operações de câmbio por pessoas que não demonstrem a existência de vínculo comercial ou econômico;   k) movimentações decorrentes de programa de repatriação de recursos que apresentem inconsistências relacionadas à identificação do titular ou do beneficiário final, bem como ausência de informações confiáveis sobre a origem e a fundamentação econômica ou legal; e   l) realização de frequentes pagamentos antecipados ou à vista de importação em que não seja possível obter informações sobre o desembaraço aduaneiro das mercadorias;   XII - situações relacionadas com operações de crédito contratadas no exterior:   a) contratação de operações de crédito no exterior com cláusulas que estabeleçam condições incompatíveis com as praticadas no mercado, como juros destoantes da prática ou prazo muito longo;   b) contratação, no exterior, de várias operações de crédito consecutivas, sem que a instituição tome conhecimento da quitação das anteriores;   c) contratação, no exterior, de operações de crédito que não sejam quitadas por intermédio de operações na mesma instituição;   d) contratação, no exterior, de operações de crédito, quitadas sem explicação aparente para a origem dos recursos; e   e) contratação de empréstimos ou financiamentos no exterior, oferecendo garantias em valores ou formas incompatíveis com a atividade ou capacidade econômico-financeira do cliente ou em valores muito superiores ao valor das operações contratadas ou cuja origem não seja claramente conhecida;   XIII - situações relacionadas com operações de investimento externo:   a) recebimento de investimento externo direto, cujos recursos retornem imediatamente a título de disponibilidade no exterior;   b) recebimento de investimento externo direto, com realização quase imediata de remessas de recursos para o exterior a título de lucros e dividendos;   c) realização de remessas de lucros e dividendos ao exterior em valores incompatíveis com o valor investido;   d) realização de remessas ao exterior a título de investimento em montantes incompatíveis com a capacidade financeira do cliente;   e) realização de remessas de recursos de um mesmo investidor situado no exterior para várias empresas no País;   f) realização de remessas de recursos de vários investidores situados no exterior para uma mesma empresa no País; e   g) recebimento de aporte de capital desproporcional ao porte ou à natureza empresarial do cliente, ou em valores incompatíveis com a capacidade econômico-financeira dos sócios; e   XIV - situações relacionadas com empregados das instituições financeiras e seus representantes:   a) alteração inusitada nos padrões de vida e de comportamento do empregado ou do representante, sem causa aparente;   b) modificação inusitada do resultado operacional da pessoa jurídica do representante ou do correspondente no País, sem causa aparente;   c) realização de qualquer negócio de modo diverso ao procedimento formal da instituição por empregado, representante ou correspondente no País; e   d) fornecimento de auxílio ou informações, remunerados ou não, a cliente em prejuízo do programa de prevenção à lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo da instituição, ou de auxílio para estruturar ou fracionar operações, burlar limites regulamentares ou operacionais.   Art. 2º  As situações descritas nesta Carta Circular, quando aplicáveis, podem indicar parâmetros para a estruturação de sistemas de controles internos, inclusive informatizados, para prevenção de lavagem de dinheiro e combate ao financiamento do terrorismo implantados pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.   Art. 3º  A comunicação das situações relacionadas nesta Carta Circular, bem como de outras que, embora não mencionadas, possam configurar indícios de ocorrência das práticas de que trata o art. 13 da Circular nº 3.461, de 24 de julho de 2009, deve ser efetuada por meio do Sistema de Controle de Atividades Financeiras (Siscoaf).   Art. 4º  Esta Carta Circular entra em vigor em 14 de maio de 2012, quando fica revogada a Carta Circular nº 2.826, de 4 de dezembro de 1998.       Nelson Rodrigues de Oliveira             Sergio Odilon dos AnjosChefe do Departamento de Prevenção       Chefe do Departamento de Normasa Ilícitos Financeiros e de Atendimento  do Sistema Financeirode Demandas de Informações do SistemaFinanceiro, substituto       Geraldo Magela SiqueiraChefe da Gerência-Executiva de Normatizaçãode Câmbio e Capitais Estrangeiros ...

Novos Cuidados na Importação - IN SRF 1169/2011

...lista em Direito Aduaneiro e Comércio Exterior pela UNIVALI / SC...

Brasil quer dobrar, no Mercosul, lista de importados que podem ser taxados com aliquota maxima

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse ontem (3) que o Brasi...

Comercio Exterior - Regime Especial de Reintegracao de Valores Tributarios para as Empresas Exportadoras (REINTEGRA), Fundo de Financiamento a Exportacao (FFEX), INMETRO e beneficios fiscais - IPI - TIPI - Alteracoes

Comércio Exterior - Regime Especial de Reintegração...

Medidas para substituir importacoes do setor eletroeletronico saem ainda este ano, diz Abinee

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC] Fernando Pimental  que a política industrial para microeletrônica será lançado no segundo semestre. Essa política anunciada hoje [Plano Brasil Maior] é uma política de linhas gerais que, sem a menor dúvida, vai beneficiar o setor. Mas a política específica de microeletrônica é a que vai atender à fabricação desses produtos que, hoje, são só montados no Brasil", disse Barbato.   Segundo...

Novas regras para operacoes sao estabelecidas

A Secex (Secretaria de Comércio Exterior) do MDIC (Ministério do Desenvolv...

Brasil tenta melhorar seus negócios na América Latina

...to, ampliarem o potencial de comércio bilateral. Este pode ser o início de um processo de fortalecimento das relações com o Brasil." "Os setores que tiveram maior interesse na pauta dos dois presidentes foram aviação, biocombustíveis, equipamentos médicos e turismo", relatou Segovia. O ministro das Relações Exteriores de El Salvador, Hugo Martinez, disse que, na reunião bilateral entre o presidente Mauricio Funes e Luiz Inácio Lula da Silva, foram assinados oito acordos, dos quais dois são novos e estão relacionados com o trabalho da Secretaria de Inclusão Social presidido pelo Gabinete da primeira-dama de El Salvador, Vanda Pignato. Com relação aos setores e o que abrangem os acordos, o ministro não quis entrar em detalhes. Fontes da chancelaria brasileira destacaram que os acordos estão ligados a projetos para reforçar o processo produtivo da cana-de-açúcar e para a diversificação produtiva. Também para a capacitação de técnicos e gerentes em desenvolvimento de instrumentos de políticas públicas para a agricultura familiar, para a transferência de metodologias do Programa Talentos do Brasil, destinado a melhorar a qualidade dos produtos artesanais e sua inserção nos mercados nacionais e internacionais. Apoio à criação de normas legais para a implementação da Certidão Digital, a qualificação técnica em tecnologias livres, e a capacitação em boas práticas em ecoturismo e turismo de aventura para o desenvolvimento do turismo sustentável. Ainda no evento, Lula se declarou um "otimista inveterado" em relação à crise política entre Colômbia e Venezuela. Segundo o estadista brasileiro, a prioridade dos dois países é estabelecer a normalidade entre os dois Estados com o retorno de embaixadores dos respectivos países. "Vimos um milhão de motivos para justificar a paz, mas nenhum para a guerra", argumentou o presidente brasileiro. Lula destacou ainda a decisão dos integrantes do Mercosul de acabar com a cobrança da Tarifa Externa Comum (TEC), que prejudicava o comércio regional. "Até agora, quando um produto entra num país, tem de pagar a TEC, e para passar de um país para outro pagava tarifa de novo. O imposto incide duas vezes sobre o mesmo pr...

Balança registra superávit de US$ 943 milhões na primeira semana de agosto

... foi de 29,7%. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) foi de US$ 7,893 bilhões, com média diária de US$ 1,578 bilhão, nesta primeira semana do mês. A média está 2,2% acima da registrada no acumulado do mês de julho (US$ 1,545 bilhão) e é 34,6% superior a média do mês agosto de 2009 (US$ 1,172 bilhão). As exportações registraram US$ 4,418 bilhões no período, com média diária de US$ 883,6 milhões. Na comparação com a média acumulad...

Preparatória do Encomex Mercosul 2010 será realizada nesta terça-feira em Porto Alegre

...a os problemas existentes no comércio exterior. Na programação, está prevista a realização de seminários, painéis, oficinas e ainda de palestras de representantes dos setores público e privado dos países do Mercosul, além de outros da Venezuela, país que está em processo de se tornar membro pleno do bloco econômico. Entre os temas das apresentações estão: integração produtiva e internacionalização de empresas, financiamento do comé...

Com forte entrada de dólares, BC deve adiar troca de ativos

...3,016 bilhões. Por Diário do Comércio e Indústria ...

Cooperação, trânsito de mercadorias e tributação são temas de acordos internacionais.

...u econômicas nas questões de comércio internacional. Citou como exemplo a União Europeia, que já integra o conselho, e o Mercosul, que també...

Mercosul aprova criação de código aduaneiro.

...sinatura de tratado de livre comércio com o Egito, o segundo fora da América do Sul. O primeiro foi fechado com Israel. Os avanços levaram o presidente Luiz Inácio Lula da Silva a dizer que foi "a melhor cúpula" de seus dois mandatos e desde 1994, quando foi assinado o protocolo que transformou o Mercosul em união aduaneira - ou seja, com aplicação de tarifa de importação comum a bens extrazona. A conclusão do código aduaneiro foi costurada ontem, com a intervenção de Cristina junto ao presidente do Uruguai, José Mujica, cuja diplomacia resistia a aprovar o documento. A divergência se concentrava em um ponto: a aplicação de direitos (impostos) de expor...

Comércio exterior brasileiro volta aos níveis anteriores à crise internacional

...hina - disse o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, acrescentando que a crise na Europa ainda não afetou as exportações brasileiras para aquela região. Em julho, a China importou US$ 3,258 bilhões do Brasil, mantendo-se na primeira posição. Depois vieram Argentina, com US$ 1,618 bilhão, e EUA, com US$ 1,581 bilhão. Apesar da recuperação da balança comercial, o superávit de julho está 52,1% abaixo do registrado no mesmo mês de 2009. Nos sete primeiros meses de 2010, o saldo acumulado, de US$ 9,237 bilhões, é quase a metade do registrado no mesmo período do ano passado (US$ 16,817 bilhões). Isso se deve ao fato de as compras externas crescerem a taxas mais el...

Assimetrias ressurgem como obstáculo à integração do Mercosul.

...degário Comum para regular o comércio com países fora da região, do qual restam apenas fechar dois artigos sobre um total de 200 itens, o que permitirá encerrar diversos anos de discussões. Em sua relação com o mundo, o Mercosul avançou nos últimos meses nas negociações com Jordânia e com a Índia para a assinatura de convênios preferenciais de comércio. Também fechou um acordo com a Autoridade Palestina para iniciar negociações no próximo semestre com o objetivo de conseguir um acordo comercial. Por sua parte, o chanceler argentino Héctor Timerman anunciou a assinatura de um acordo de livre comércio com o Egito. Por AFP France Presse...

Serviço de cabotagem inicia operação em Navegantes

...a de Logística, Transporte e Comércio Internacional das regiões Sul e Sudeste do Brasil e dos países do Mercosul. Realizado pela NetMarinha, empresa que administra o maior portal de comércio internacional e logística do Brasil, o evento está em sua terceira edição. Em 2009, a feira atraiu mais de sete mil visitantes e 60 expositores à cidade portuária de Itajaí (SC). Paralelamente à feira, acontece o Fórum NetMarinha 2010. Através dele, serão realizados seminários, workshops e debates para trazer ao público as discussões atuais do comércio internacional e logística. Com a participação de representantes da indústria, especialistas e entidades relacionadas à área, serão debatidas questões de interesse do setor no Brasil. Por Redação NetMarinha...

Empresas puxam alta do volume de crédito

...nho de 2009. Por Diário do Comércio e Indústria...

Exportações crescem 26,5% e importações, 44,7%

A corrente de comércio (soma de exportações e importações) atingi...

Brasil lidera crescimento de exportação de commodities

...ndo a Organização Mundial do Comércio (OMC), já o quinto maior fornecedor de produtos primários para a China e avançou mais que qualquer outra economia no setor. Diante da alta nos preços, 26% da arrecadação da pauta de exportação nacional é com produtos primários. Mas por conta da importação de petróleo, o ...

Operações Iternacionais.

... tal publicação da Câmara de Comércio Internacional (CCI), Paris. Devem avaliar os documentos com vistas a assegurar-se de que todos os termos e condições do crédito foram cumpridos e de que tais documentos...

Polo Naval traz desenvolvimento para a região Sul

...s. O presidente da Câmara de Comércio, Paulo Somensi, perguntou se o candidato tem planos para que Rio Grande deixe de ter apenas uma saída pela BR-392, citando como exemplos a necessidade da travessia para São José do Norte e a construção da estrada de Santa Izabel ligando Rio Grande com Arroio Grande. O candidato a vice-governador, Beto Grill, respondeu, dizendo ter conhecimento de que é preciso melhorar a travessia entre Rio Grande e São José José do Norte. Sobre a estrada de Santa Izabel, falou que é preciso ter dados técnicos e custos para saber se será priorizada.Tarso Genro estava acompanhado por Beto Grill e a candidata ao Senado Federal, Abigail Pereira. O Salão Nobre da Câmara de Comércio estava lotado. Participaram do Café da Manhã associados das entidades de classe que integram o Movimento "Aliança Rio Grande", candidatos e simpatizantes dos partidos que compõem a coligação "Unidade Popular pelo Rio Grande".   Gilberto Tavares Sequeira, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas, entidade que atualmente coordena o “Aliança Rio Grande”, informou que a intenção é promover uma série de encontros com os candidatos ao g...

Brasil despenca no ranking de inovação

...s a esta área. Por Diário do Comércio e Indústria ...

Transporte rodoviário e o container no mercado interno

...a vez mais importante para o comércio exterior. Sua importância cresce a cada dia com sua utilização. E parece c...

Resultado da balança melhora e mercado já aumenta projeção.

... 78,2 milhões. A corrente de comércio (soma das exportações e importações) totalizou US$ 7,993 bilhões, com média diária de US$ 1,598 bilhão. As exportações, no período, foram de US$ 4,192 bilhões, com média diária de...

Brasil busca acordo comercial entre Mercosul e República Dominicana

O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, desembarca hoje n...

Exportações superam importações em US$ 391 milhões na semana

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.O saldo da balança é resultado de exportações de US$ 4,192 bilhões - uma média diária de US$ 838,4 milhões - e de importações de US$ 3,801 bilhões - média de US$ 760,2 milhões por dia útil...

Exportação de manufaturado está estagnada há sete meses

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex), Fernando Ribeiro, e Júlio Callegari, do J.P. Morgan. Com isso, as empresas tendem a direcionar uma parcela maior da produção para o mercado interno. Segundo Ribeiro, as vendas de manufaturados costumam sofrer um baque quando a demanda interna cresce bastante e há um aumento simultâneo da capacidade instalada. "Isso ocorre desde os anos 80." O consultor do Instituto para Estudos do Desenvolvimento Industrial (Iedi), Júlio Gomes de Almeida, vê uma "nítida estagnação da exportação de manufaturados desde a entrada de 2010". O valor da média diária das vendas dos produtos, ressalta, pouco saiu do lugar desde dezembro de 2009, quando atingiu US$ 310 milhões, na série livre de influências sazonais calculada pelo Iedi. Em junho, o número ficou em US$ 302 milhões. Antes do agravamento da crise global, em setembro de 2008, a média diária ficava entre US$ 380 milhões e US$ 390 milhões. Para ele, a perda de competitividade das exportações brasileiras explica essa estagnação. Num momento em que a demanda externa não é das mais robustas, atrapalham as vendas fatores como o câmbio valorizado, a carga tributária, o custo do capital e a infraestrutura deficiente, diz Almeida. O volume de exportação de manufaturados reforça o quadro de falta de dinamismo retratado nos números do Iedi. Na série calculada com ajuste sazonal da LCA Consultores, as quantidades exportadas patinam desde o começo do ano, e ainda estão 22% abaixo do nível de setembro de 2008. Estão bastante fracas as vendas de material eletrônico e de comunicações. O...

Vendas do Brasil para árabes sobem mais de 16%

...ulgados ontem pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, os destaques continuam sendo o açúcar e as carnes, que representam 84% das vendas externas do agronegócio brasileiro para os países árabes, somando US$ 2,9 bilhões. Só o Irã importa 20% de toda a carne produzida no Brasil. De janeiro a junho também houve forte crescimento das importações brasileiras, que passaram US$ 2,04 bilhões para US$ 3,3 bilhões, um aumento de 62% ante a queda de 61% d...

BNDES abre linhas de crédito para importação

...a superintendente da área de Comércio Exterior do banco de fomento Luciene Machado, o banco espera fechar até o fim do ano parcerias com bancos locais em cinco países da América do Sul: Argentina, Paraguai, Uruguai, Peru e Chile. Pelo modelo, o BNDES financiará compradores nesses países com prazos de 3 a 5 anos, mas as condições financeiras e o risco dos tomadores ficarão por conta das instituições financeiras locais."O BNDES aceita o risco de crédito desses bancos no país onde estão localizados...

Governo mudará regras do setor ferroviário

...xplorados. Por NewsComex - Comércio Exterior e Logística ...

EXPORTAÇÕES - Brasil exporta muita commodity e pouca manufatura para União Européia

...r a diversificar e ampliar o comércio bilateral, sem dizer, porém, como isso poderá ocorrer na prática. Segundo a estatística de Bruxelas, o déficit comercial da UE com o Brasil caiu mais da metade no ano passado, para 4 bilhões de euros, comparado a 9,6 bilhões de euros em 2008. Em 2009, a UE exportou 21,5 bilhões de euros e importou 25,6 bilhões de euros. Para Alfred...

Porto do Rio Grande elimina passivo ambiental.

...se WPA Ambiental, Indústria, Comércio e Serviços Ltda, contratada através de processo licitatório, é a responsável pelo transporte e destinação dos resíduos e materiais tóxicos. O óleo Ascarel é proveniente de transformadores desativados que eram utilizados para abastecimento de energia elétrica do Porto Novo. Desde seu armazenamento, d...

Exportação industrial do Rio Grande do Sul cresceu 11%

...stico (25%). Por NewsComex - Comércio Exterior e Logística...

Balanca comercial tem superávit de USD 722 milhões na segunda semana do mês

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Nas duas semanas de julho, o superávit comercial é de US$ 946 milhões, resultado de US$ 5,687 bilhões de exportações e US$ 4,741 bilhões de importações. De janeiro até a segunda semana de julho, as exportações somaram US$ 94,874 bilhões e as importações, US$ 86,049 bilhões. Com isso, o superávit comercial ficou em US$ 8,82...

Argentina afrouxará restrições à importação de móveis brasileiros

...ito à Organização Mundial do Comércio (OMC) e ao Tribunal Arbitral do Mercosul. - Publicamos hoje no Diário Oficial a decisão de acabar com a exigência de visto consular para a importação de móveis de madeira e peças de móveis do Brasil -, anunciou a ministra de Indústria e Turismo, Débora Giorgi, dura...

Importações brasileiras crescem mais de 60%

... pela Organização Mundial do Comércio (OMC), mas são baseados nos dados de cada governo. Em termos porcentuais, a expansão das importações no Brasil superou a da França, Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha e Japão. Entre o ponto mais...

Receita implanta novo sistema de controle de -courier-

... as restrições e favorecer o comércio internacional porque as empresas poderão trazer bens em geral, até mesmo com cobertura cambial, o que envolve pagamento. É grande a expectativa dos empresários para o salto de qualidade que o Harpia vai proporcionar aos seus negócios. O mercado brasileiro de remessas expressas, apesar do tamanho da economia do país, é atrofiado porque os controles aduaneiros são manuais. As quatro grandes empresas globais do setor - DHL, TNT, FedEx e UPS - operam no no Brasil. Atualmente, as normas impedem trazer mercadoria com cobertura cambial, o que limita as operações às pequenas quantidades sem fechamento de câmbio. Nas importações, o limite é de US$ 3 mil. Acima disso, são a...

SC: A queda das exportações

...ísticas da pauta nacional de comércio exterior: a sua elevada concentração em commodities e em produtos de menor intensidade tecnológica. Este é outro fator que precisa ser colocado na pauta das preocupações e também das decisões que precisarão ser tomadas tanto para esta fase das exportações nacionais e catarinenses quanto com vistas à inserção do Brasil em mercados de maior intensidade tecnológica e mais rentáveis. Com informações Editorial -Diario Catarinense...

Argentinos é que devem acelerar liberação de licenças, e não brasileiros, diz Miguel Jorge

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, avisou hoje (10) que o governo da Argentina é que deve acelerar a liberação dos documentos dos brasileiros. À Agência Brasil, Migue...

Brasil barra autopeças argentinas

...estrições provocam desvio de comércio a favor da China. Os empresários brasileiros aceitaram "voluntariamente" restringir as vendas, mas o governo argentino descumpriu os acordos e não respeita o prazo de 60 dias da Organização Mundial de Comércio (OMC) para a liberação das licenças. No caso das autopeças, o governo brasileiro decidiu retaliar dentro do próprio setor, por causa de sua importância para o comércio. As exportações de baterias, freios e embreagens para a Argentina estão paralisadas desde 14 de setembro. Até ontem, não havia sido liberada nenhuma licença de importação para esses produtos e poucos importadores tinham conseguido se cadastrar. As barreiras de ambos os lados preocupam as montadoras, porque, se persistirem, podem prejudicar o abastecimento das fábricas no Brasil e na Argentina, por causa do alto grau de integração dos dois países. "O caminho para o Mercosul é a negociação e o entendimento. É preciso previsibilidade para produzir", disse o vice-presidente da Associação Brasileira dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Antônio Sérgio Martins Mello. Segundo o gerente geral da Associação das Fábricas Argentinas de Componentes (Anfac), Juan Cantarella, o problema não é generalizado, mas "pode causar problemas de abastecimento nas unidades do Brasil", se não for resolvido. Os fabricantes brasileiros de autopeças aplaudiram a medida. "Dessa maneira, o governo argentino vai entender bem o recado", disse o presidente da Sindicato da Indús...

Câmbio altera dados de exportações e importações, diz Barral

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Empresários brasileiros aprovam decisão de retaliação comercial aos EUA

...frica. Ontem (9) a Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou a lista de produtos importados dos Estados Unidos. O objetivo é sobretaxar 222 produtos em retaliação aos subsídios pagos pelo governo norte-americano à produção local de algodão. A ideia é incluir tecidos, eletrodomésticos, veículos, materiais hospitalares, frutas, peixes, complementos alimentares, cosméticos e algodão penteado, entre outros produtos. A empresária Bianca Stumpf Linck, da Brastex, que produz panos de chão e algodão farmacêutico, elogiou a decisão do governo brasileiro. “Acredito que isso incentiva a fabricação dos produtos nacionais. A princípio, funcionará como estímulo na minha área, que é de têxteis e algodão”, afirmou Bianca. Alguns setores avaliam que os efeitos não devem ser grandes. “O impacto é muito pequeno, porque hoje importa-se pouco dos Estados Unidos nos setores que deverão ser sobretaxados”, afirmou o vice-pres...

Empresários brasileiros são estimulados a investir em Moçambique

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, que coordena o grupo de empresários na viagem ao Sul da África, recomendou que todos ouvissem o embaixador, que está há um ano e meio em Moçambique. Para o diplomata, há espaço para investimentos no país e geração de mão de obra. A relação comercial entre Brasil e Moçambique, de janeiro a outubro de 2009, registrou US$ 102,5 milhões. Nos dez primeiros meses deste ano, as exportações brasileiras foram de US$ 100,4 milhões, mais de 253,3% do registrado no mesmo período do ano passado. Só os produtos industrializados representaram 87,3% das exportações brasileiras para Moçambique, seguidos pelos básicos, que registram 12,6%. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, os principais produtos brasileiros vendidos foram aviões, carne de frango (congelada, fresca ou refrigerada), reboques, semirreboques, móveis e suas partes e tratores. De Moçambique, o Brasil comprou US$ 2,1 milhões entre janeiro e outubro deste ano. O fumo em folhas é o principal produto de exportaç...

Exportação: novas regras para procedimentos na fiscalização de produtos de origem animal

...abelecimentos habilitados ao comércio internacional para o controle das exportações de produtos de origem animal. A instrução normativa define as ações necessárias para a emissão do Certificado Sanitário Nacional (CSN), da Guia de Trânsito (GT) e do Certificado Sanitário Internacional (CSI). O CSN emitido para produtos destinados à exportação, por exemplo, precisa identificar obrigatoriamente os países habilitados a receberem o produto, observan...

Balança da primeira semana de novembro tem déficit de US$ 147 milhões

... 255 milhões). A corrente de comércio (exportações mais importações) dessa primeira semana de novembro foi de US$ 5,359 bilhões (média de US$ 1,340 bilhão). Essa média é 4,8% maior que a média diária de todo o mês de outubro passado (US$ 1,278 bilhão) e 3,9% menor que a média de todo o mês de novembro de 2008 (US$1,394 bilhão). No acumulado do ano, de janeiro até a primeira semana de novembro, o superávit fechou em US$ 22,452 bilhões (média de US$ 105,9 milhões). A corrente de comércio, no período, somou US$ 234,518 bilhões (média de US$1,106 bilhão), devido a exportações de US$ 128,485 bilhões (média de US$ 606,1 milhões) e importações de US...

Argentina se diz surpresa com restrições do Brasil

... para o dia 18, no Brasil. O comércio bilateral entre as duas nações, que passa por turbulências, foi o principal tema da conversa. Em entrevista coletiva, Taiana afirmou que expressou as suas preocupações com medidas tomadas pelo Brasil. Ele considera que o País não avisou previamente antes de passar a exigir, no mês passado, licenciamento não automático da importação de div...

Brasil quer ampliar relações comerciais com países africanos

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, comandará nesta semana uma missã...

Camex divulga consulta pública sobre comércio com os EUA

...os. A resolução da Câmara do Comércio Exterior (Camex) está no Diário Oficial da União desta segunda-feira (9). A retaliação poderá ser aplicada já no início do ano que vem, por conta do descumprimento dos Estados Unidos em relação aos subsídios agrícolas. A medida foi autori...

Retaliação do Brasil aos EUA em algodão será de US$ 2,7 bilhões

A Câmara de Comércio Exterior (Camex), composta por sete minist...

Argentina chora por si mesma e Mercosul poderá implodir

...Débora Giorgi. O analista de comércio internacional Raúl Ochoa, da Universidade de Buenos Aires, disse que a medida afetará as exportações do Brasil para a Argentina e incrementará as atuais disputas comerciais entre os dois países. Mas Giorgi destacou que, com a iniciativa, a Argentina está seguindo os passos que Brasil e México deram "há mais 40 anos" para estimular suas indústrias. "Estamos dando o primeiro passo para equiparar a Argentina com zonas que têm vantagens impositivas para exportar, como Manaus, no Brasil, a "maquila" mexicana e o Sudeste asiático". O presidente da Câmara de Informática e Comunicações da Argentina (Cicomra), Norberto Capellán, advertiu que a nova lei vai "encarecer até 30%" a produção e o preço do produto ao consumidor. A Associação das Fábricas Argentinas de Eletrônica (Afarte), que reúne as empresas de Terra do Fogo, comemorou a iniciativa e estimou um aumento de 1,2 mil novos empregos diretos e cerca de quatro mil de forma indireta. Finalmente, depois de levar rasteiras da Bolívia, da Venezuela e do Equador, o presidente Lula resolveu reagir. A figura do brasileiro bonzinho acabou. O fato que deve ficar bem claro é que qualquer parceiro comercial que queira acesso ao mercado brasileiro tem que garantir acesso ao seu próprio mercado. Isso vale desde a China até a Argentina, passando pela Bolívia, Peru, Venezuela e Equador. Ora, se vale para os "hermanos" vale para nós, na razão direta dos negócios e na razão inversa da invasão dos chineses no vácuo do que, por exemplo, o Rio Grande do Sul exporta. O presidente da Câmara de Comércio Argentino-Brasileiro, Jo...

Com importações em alta, balança tem déficit no início de novembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Déficits semanais na balança comercial têm sido registrados nos últimos meses. Antes da primeira semana de novembro, ocorreram na quarta semana de outubro (-US$ 74 milhões), e na quarta (-US$ 23 milhões) e quinta (-US$ 10 milhões) semanas de setembro. Em todo o mês de outubro, houve superávit, mas o saldo posi...

UE e Mercosul reafirmam intenção de chegar a acordo comercial

...quilibrado” tratado de livre-comércio depois de um balanço das negociações suspensas desde 2004. As duas partes terminaram hoje uma reunião técnica de três dias na capital portuguesa, no nível de coordenadores, na qual debateram o estado das negociações da parte comercial de um acordo de associação aberto ...

Estudo indica retomada das exportações em sete setores

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex) no Boletim de Comércio Exterior. De acordo com o documento, os setores que elevaram seus valores exportados foram: Máquinas para escritório e equipamentos de informática (28%), Celulose e papel (26%), Coque, refino de petróleo e combustívei...

Setor de exportação enfrenta dificuldades que põem em risco a economia, diz João Tenório

...segundo a qual a corrente do comércio internacional deverá registrar retração em 2009. - No ano, as exportações estão 25,1% menores do que o patamar de vendas registrado nos nove primeiros meses de 2008. Só o setor automobilístico brasileiro prevê uma redução de 30% a 40% nas vendas para o exterior de 2009 em relação ao ano passado - afirmou. João Tenório avaliou que é muito cedo para apostar na recuperação da demanda internacional e que é sempre recorrente a discussão sobre o fator cambial, que reduz a competitividade dos produtos brasileiros no comércio internacional e distorce de forma insustentável a balança comercial brasileira. Fonte: Agência Senado...

Balança comercial de outubro mostra recuperação das exportações brasileiras

...avaliação é do secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Welber Barral. "A recuperação das exportações depende de diversos fatores, mas estamos confiantes porque o superávit de 2009 cont...

Fluxo cambial no mercado bate recorde

...hão por meio de operações de comércio exterior, segundo o BC. No total, somando as operações financeiras e de comércio exterior, o país recebeu US$ 14,6 bilhões, maior nível desde junho de 2007. Cerca de um terço dos US$ 13,1 bilhões foi direcionado para a oferta de ações do Santander Brasil. O aumento no...

Preços das exportações de carnes do Brasil continuam deprimidos

...statísticas da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) mostram que, em outubro, os preços médios em dólar das carnes in natura bovina, suína e de frango exportadas pelo país ficaram novamente abaixo do mesmo mês de 2008. Em relação a setembro deste ano, os preços em dólar da carne suína apresentaram reação, mas as carnes bovina e de frango voltaram a retroceder. Destaque positivo...

Balança de outubro fecha com superávit de US$ 1,328 bilhão

... 781 milhões). A corrente de comércio (soma das exportações com as importações) alcançou US$ 26,836 bilhões (média de US$ 1,278 bilhão). Quinta semana A quinta semana de outubro (dias 26 a 31) teve saldo comercial positivo de US$ 89 milhões (média de US$ 17,8 milhões). A corrente de comércio foi de US$ 6,073 bilhões (média de US$ 1,215 bilhão), resultado de exportações de US$ 3,081 bilhões (média de US$ 616,2 milhões) e importações de US$ 2,992 bilhões (média de US$ 598,4 milhões). Ano No acumulado do ano, com 208 dias úteis, o superávit da balança comercial chega a US$ 22,599 bilhões (média de US$ 108,6 milhões). Pelo critério da média diária, o resultado é 9,1% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Na comparação por valores totais, o superávit deste ano está 7,5% acima do verificado no período janeiro-outubro de 2008, quando foi de US$ 21,015 bilhões (média de US$ 99,6 milhões). As e...

Comércio Brasil-China pode adotar real e yuan

... do dólar norte-americano no comércio bilateral. A avaliação no governo brasileiro é de que os impactos da desvalorização do dólar no comércio exterior podem ser diluídos por meio de negócios com moedas locais. O Brasil já fechou acordo com a Argentina, negocia com o Uruguai, e tenta avançar agora nas negociações com seus parceiros do Bric: Rússia, Índia e China. As negociações acontecem em meio ao debate internacional de busca de alternativas ao dólar como prin...

Exportações para os EUA crescem, mas câmbio faz Brasil perder mercado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em relação a outubro de 2008, porém, houve uma queda de 30,6%. Apesar do aumento ante setembro, o secretário Welber Barral disse que o Brasil perdeu espaços que tinha antes da crise em mercado...

Fluxo cambial ficou positivo em US$ 14,598 bilhões em outubro deste ano

...mportações, financiamento ao comércio exterior por meio dos Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio – ACC – e dos pagamentos antecipados), o saldo positivo foi de US$ 1,492 bilhão no mês passado, contra US$ 1,610 bilhão registrado em igual período de 2008. De janeiro até outubro deste ano, o fluxo cambial é positivo em US$ 22,856 bilhões, contra US$ 12,549 bilhões positivos registrados no mesmo período de 2008. No acumulado do ano, o fluxo financeiro está positivo em US$ 13,255 bilhões, ante US$ 32,332 bilhões negativos registrados de janeiro até outubro do ano passado. Já o fluxo comercial ficou positivo em US$ 9,600 bilhões, contra US$ 44,880 bilhões registrados no acumulado de janeiro a outubro de 2008. O BC também informou que foram liquidadas compras de dólares no mercado à vista neste mês, em outubro, no valor de US$ 6,738 bilhões, o maior valor registrado em 2009. Neste ano, o BC voltou a comprar dólares no mercado à vista no dia 8 de maio. Em setembro, essas compras somaram US$ 3,481 bilhões. Fonte: Agência Brasil...

Importação atinge o maior patamar do ano e reduz saldo

...ríodo de 2008, a corrente de comércio do Brasil com exterior ainda é 26,8% menor que a de 2008. “O resultado já era esperado, uma vez que o real apreciado e a recuperação da economia doméstica estimulam as importações”, disse Felipe Salto, economista da Tendências, que projeta um saldo comercial de US$ 26,6 bilhões para 2009. Segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, o crescimento dos desembarques no país ocorre de forma significativa desde agosto. “Não se trata de um surto, mas é um aumento contínuo devido ao efeito de fim de ano, além do incentivo cambial”, afirmou. Normalmente, as importações tendem a se acelerar nos primeiros meses do segundo semestre, devido à formação dos estoques para o Natal e o aumento de produção da indústria nacional, que usa insumos importados. Como praticamente metade da pauta brasileira de importações é formada por matérias-primas e bens intermediários para a indústria, disse Barral, esse aumento tem grande peso na balança. Para Barral, o crescimento deve arrefecer nos últimos meses do ano, com uma estabilização do volume de entrada de produtos. “A tendência é de equilíbrio, com queda normal nas i...

Lula e Cristina Kirchner se reúnem para resolver impasse das licenças não automáticas

...sse hoje (3) o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral. Na semana passada o governo brasileiro decidiu impor licenças não automáticas a cerca de 15 produtos argentinos na tentativa de reverter as barreiras impostas pelos vizinhos a mercadorias brasileiras. A decisão não é definida pelo governo brasileiro como sendo uma retaliação. Mas para o secretário da Indústria da Argentina, Eduardo Bianchi, a atitude brasileira deve ser duramente combatida porque demonstra a falta de cump...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Setor privado pede “reinvenção” do Mercosul

...o aduaneira em área de livre comércio, desmontando a Tarifa Externa Comum (TEC), já razoavelmente furada. Com isso, o Brasil poderia fechar sozinho importantes acordos bilaterais de comércio – com a União Europeia, por exemplo, e mais tarde com os próprios Estados Unidos, na visão de alguns segmentos empresariais. Mas o Valor apurou que no governo Lula outra opção, menos radical, ganha terreno. É a ideia da “flexibilidade negociadora”: o Mercosul negocia um “núcleo duro” de acordo comercial, ficando 20% a 30% das linha...

Balança de outubro fecha com superávit de US$ 1,328 bilhão

... 781 milhões). A corrente de comércio (soma das exportações com as importações) alcançou US$ 26,836 bilhões (média de US$ 1,278 bilhão). Quinta semana A quinta semana de outubro (dias 26 a 31) teve saldo comercial positivo de US$ 89 milhões (média de US$ 17,8 milhões). A corrente de comércio foi de US$ 6,073 bilhões (média de US$ 1,215 bilhão), resultado de exportações de US$ 3,081 bilhões (média de US$ 616,2 milhões) e importações de US$ 2,992 bilhões (média de US$ 598,4 milhões). Ano No acumulado do ano, com 208 dias úteis, o superávit da balança comercial chega a US$ 22,599 bilhões (média de US$ 108,6 milhões). Pelo critério da média diária, o resultado é 9,1% maior que o registrado no mesmo período do ano passado. Na comparação por valores totais, o superávit deste ano está 7,5% acima do verificado no período janeiro-outubro de 2008, quando foi de US$ 21,015 bilhões (média de US$ 99,6 milhões). As e...

Ministro afirma que Argentina não vai tolerar barreiras comerciais do Brasil

...a analisou alguma questão do comércio com o Brasil, trabalhou com produtos não-perecíveis para não gerar um grave dano a algum segmento da produção", advertiu o ministro. "É diferente dizer que há um problema com sandálias do que com frutas". No entanto, minimizou o alcance do incidente registrado esta semana ao afirmar que "o problema entre os dois países abrange 6% do total do intercâmbio". A medida é considerada uma represália às licenças não-automáticas (que atrasam o processo de exportação) que a Argentina implementou como argumento para proteger o emprego, a indústria e a produção frente à crise mundial. O comércio bilateral somou 30,864 bilhões de dólares em 2008, com 4,347...

Algodão: Camex cria grupo para estudar possibilidade de retaliação aos EUA

...ho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) criou um Grupo Técnico Interminis...

Produtos argentinos começam a ser liberados na fronteira

...a licença pela Secretaria de Comércio Exterior, processo que se tornou mais lento desde a decisão do governo brasileiro de não conceder o documento de forma automática a alguns produtos vindos da Argentina. O atendimento foi ampliado em aproximadamente uma hora para melhorar o fluxo de despacho, conforme dados obtidos com a Receita Federal no Porto Seco. O horário de funcionamento passou das 8h às 20h ou 20h30, em vez de terminar às 19h. O local foi dimensionado para acomodar 560 vagas e habitualmente cerca de 150 caminhões aguardam a cada dia a liberação das cargas que entram ou saem do País – e dependem da anuência de vários órgãos como Secex, Receita e Ministério da Agricultura. O porto segue uma lista de prioridades na liberação de a...

Brasil vai retaliar EUA no algodão

... pela Organização Mundial do Comércio (OMC), pela utilização de subsídios à produção doméstica e à exportação de algodão, o que deprime as cotações internacionais e prejudica os produtores brasileiros. Na próxima semana, o governo irá publicar, para consulta pública, uma lista de produtos impo...

Camex cria grupo de trabalho para adotar medidas de retaliação no comércio externo

...ho de ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou resolução hoje (28) que c...

Diferença da entrada e saída de dólares diminui em mais de US$ 800 milhões em dois dias

...os. No caso das operações de comércio exterior, ou seja, os financiamentos de exportações e importações, o saldo positivo é de US$ 820 milhões. No mesmo período de outubro do ano passado, com 16 dias úteis, o fluxo cambial estava negativo em US$ 3,177 bilhões, com fluxo financeiro negativo em US$ 4,862 bilhões e o comercial, positivo em US$ 1,685 bilhão. De janeiro até o dia 23 de outubro deste ano, o fluxo cambial é positivo em US$ 21,099 bilhões, contra US$ 14,011 bilhões positivos, registrados no mesmo período de 2008. No acumulado do ano, o fluxo financeiro está positivo em US$ 12,171 bilhões, ante US$ 30,945 bilhões negativos registrados de janeiro até os primeiros 16 dias úteis de outubro do ano passado. No mesmo período, o fluxo comercial ficou positivo em US$ 8,929 bilhões. O BC também informou que foram liquidadas compras de dólares no mercado à vista neste mês, até o dia 23, no valor de US$ 6,518 bilhões. Fonte: Ag. Brasil...

Industriais pedem extinção de tributos nas exportações

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, Roberto Giannetti, enquanto a média mundial é de 25,8%, no Brasil a carga tributária atinge 36,6% do PIB. “É um grande equívoco pensar na arrecadação e não no desenvolvimento econômico”, c...

Miguel Jorge se diz disposto a negociar com argentinos sobre licenças não automáticas

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou hoje (28) à Agência Bras...

Portos continuam congestionados de caminhões esperando licença de importação

...a Argentina. A Secretaria de Comércio Exterior concedeu nesta quarta-feira algumas licenças, mas a situação ainda é crítica, segundo o gerente da concessionária que administra o porto seco de Uruguaiana, Flávio Evaristo. — A demora das LIs tranca todo o esquema de importação porque é o primeiro passo para o processo de entrada da carga no país. Mas complica também as exportações — afirma. O Porto Seco opera com sua capacidade máxima, cerca de 750 caminhõ...

Argentina convoca embaixador brasileiro para explicar barreiras

...com a Organização Mundial do Comércio (OMC), como reconheceu uma fonte oficial argentina.A distância entre os países vizinhos levou a medidas unilaterais da Argentina contra as importações de produtos brasileiros desde o ano passado, que foram finalmen...

Brasil e Canadá discutem comércio agropecuário

...tecnologia. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Brasil poderá ter comércio em moeda local com China, Rússia e Índia, diz Meirelles

O Brasil poderá ter comércio em moeda local com a China, Rússia e Índia...

Importadores pressionam por abertura do mercado de café

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). A indústria de café faturou de janeiro a setembro de 2009 US$ 24,9 milhões, em comparação com US$ 32 milhões em 2008. O volume embarcado no período foi de 4.526 toneladas, com redução de 23,46% em relação às 5.913 toneladas do ano anterior. Os exportadores de café também são favoráveis ao drawback (importação de produto para seguinte revenda ao exterior). Contudo Guilherme Braga, presidente do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), ressalta que a medida não será suficiente para resolver a redução nas vendas do produto. "O drawback é um instrumento de mercado que apoiamos, mas se isso for colocado como uma ação que resultará na expansão da indústria será um equívoco. Existem outras questões a serem resolvidas. A exportação é quase um cosmético nessa questão", disse Braga. A cafeicultura brasileira está sendo pressionada para iniciar uma abertura de mercado. Os importadores do café brasileiro industrializado estão aumentando a exigência por novas variedades e condicionando as encomendas a produtos com blend mais variado, o que incluiria a mistura com o produto originário de outros países. Concorrentes desse setor também aproveitam a negociação da abertura de mercado para outros itens da pauta de exportações brasileira para vender café ao País como contrapartida. Segundo Manuel Bertone, secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), durante missão brasileira no Vietnã no início de outubro, os produtores locais pleitearam a exportação do grão para o Brasil. "Fomos negociar a abertura do mercado de carnes e eles nos pediram, então, que fosse permitida a importação de café no Brasil", disse Bertone. O secretário do Mapa revelou que acha difícil o Brasil criar espaço para a importação de café. No entanto, poucos dias depois da visita, Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura, anunciou que o Brasil pretende importar café para quintuplicar suas exportações do grão torrado e moído dentro de três anos. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Mercadorias da Argentina ficam paradas na fronteira

... os ânimos: “Só 6% de todo o comércio bilateral apresentam algum tipo de conflito.” A dureza com que o governo argentino evitou reagir publicamente foi usada com fartura pela iniciativa privada. “Quando a Argentina tomou essa atitude (adotar licenças não automáticas), publicou um decreto e avisou antecipadamente a todas as partes. O Brasil não avisou nada a ninguém. Atuou de má-fé”, disse ao Valor o presidente da Federação Argentina da Indústria de Moagem (Faim), Alberto España. Na avaliação dele, a farinha de trigo foi um dos produtos escolhidos pelo governo brasileiro por causa do lobby dos moinhos brasileiros. “Quem está pagando o preço é o próprio consumidor brasileiro. Já estamos vendo um movimento de cartelização dos produtores brasileiros de farinha”, afirmou. De acordo com o empresário, o trigo argentino abastece hoje somente 6% do mercado brasileiro e não pode receber o mesmo tratamento que a Argentina dá aos calçados oriundos do Brasil, com 45% da fatia total de importações. As exportações argentinas de farinha de trigo ao Brasil são de 600 mil toneladas por ano e já existe um acúmulo de 27 mil toneladas paradas em portos ou rodovias na fronteira. No principal polo de frutas para exportação da Argentina, as licenças aplicadas pelo governo brasileiro despertam preocupação. O presidente da Federação dos Produtores de Frutas de Rio Negro e Neuquén, Manuel Mendoza, relatou a mesma situação de paralisia no trânsito das mercadorias. “Pêras e maçãs duram no máximo um mês e meio, se acomodadas no frigorífico. Acabamos de receber um comunicado em que nos dão 60 dias para a liberação”, disse Mendoza, referindo-se ao prazo de emissão das licenças não automáticas. “Exportamos para 65 países, mas o Brasil absorve por 30% das nossas vendas e não temos como redirecionar produtos de uma hora para outra. É um merca...

Saída às exportações: desoneração de tributos

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp. Segundo ele, o tema é importante e a questão ainda não foi satisfatoriamente resolvida, em razão do desinteresse e ambição fiscalista de alguns governos. Giannetti da Fonseca lembrou que as dificuldades do setor com a tributação começaram na década de 60, quando o País deu início ao aumento das exportações de produtos manufaturados. E explicou que, na época, o ministro Antonio Delfim Netto introduziu um mecanismo de reembolso do imposto sobre exportações, para que os preços dos itens exportados fossem competitivos. Com isso, o País pôde atravessar os dois choques internacionais do petróleo, durante a década de 70. Já nos anos 80, de acordo com Giannetti, com a crise financeira e a moratória, houve a adoção de incentivos às exportações e a medida ajudou o País a atravessar esse período. Disse que, em 1995, a exportação brasileira correspondia a 1,5% do comércio mundial e, em 1999, caiu para 0,7%. Diante desses números, os participantes do primeiro debate reforçaram a necessidade de se criar mecanismos de desoneração do setor exportador sem que se criem privilégios. De acordo com números oficiais do governo federal, a carga tributária atingiu 36,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2008, enquanto na Índia, em igual período, esse volume chegou a 34% do produto. Giannetti ressaltou que, em 2008, o governo arrecadou com Imposto Sobre Circu...

Brasil continua sem opções de acordos de comércio

...ada Doha de liberalização do comércio foi interrompida em 2008, após quase oito anos ...

Brasil e Canadá repassam agenda bilateral do agronegócio

Os principais temas do comércio agropecuário entre Brasil e Canadá serão d...

Irã quer ampliação comércio com Brasil de US$ 2 bilhões para US$ 15 bilhões

...ra US$ 15 bilhões o fluxo de comércio, com novos acordos envolvendo as áreas de petroquímica, produção de gás, adubos, medicina e energia nuclear. O Brasil é o oitavo fornecedor do Irã, com uma diversificada pauta de exportações que vai de alimentos a carros e minérios. As pequenas importações brasileiras concentram-se em produtos como sal, enxofre, frutas secas, tapetes, peles e combustíveis. - Houve uma troca de documentos. Estamos em fase final de negociações para elevar as atuai...

O direito de crédito dos exportadores

...s brasileiras originárias do comércio internacional. De outro lado se posicionaram os Estados, preocupados com a possível perda de arrecadação decorrente destes créditos concedidos aos contribuintes exportadores. O meio termo político encontrado para resolver essa celeuma foi atribuir à União Federal a responsabilidade de transferir aos Estados recursos decorrentes de tal desoneração dos produtos exportados. Ainda que tenha sido este o cenário político e econômico vigente quando da ed...

Quarta semana de outubro registra déficit de US$ 74 milhões

A corrente de comércio (soma das importações com as exportações) ...

Setor exporta 38% mais celulose

...bre agosto. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Exportador mantém estratégia contra real forte

... da Associação Brasileira de Comércio Exterior (AEB), as empresas algumas vezes optam por deixar seus recursos no exterior para pagar insumos importados, ou são multinacionais que precisam fazer remessas de lucros para o exterior Já as companhias que deixam seus dólares no exterior esperando que a moeda americana se valorize em relação ao real podem estar fazendo mau negócio. Por exemplo, há companhias que deixaram de internalizar os seus recursos quando o dólar estava a R$ 1,90 e agora a moeda baixou para R$ 1,70. A alternativa oposta é fazer hedge e ficar "vendido" em dólar, ou seja, garantir um preço em reais para a sua mercadoria. As empresas estão retomando lentamente as operações com derivativos mais ousados, após o trauma vivido na época da crise. Segundo uma fonte do governo federal, os derivativos voltaram, mas não é um movimento coletivo, que represente um risco sistêmico. Os dados da Cetip - empresa que administra operações no chamado mercado de balcão organizado - ainda não apontam alta significativa nas operações de derivativos. Fonte: A Tribuna...

Menos otimismo entre exportadores

...r-executivo da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, ressalta que, na comparação com meses anteriores, houve melhora na confiança do exportador em setembro, mas acredita que o desempenho este ano ainda está longe do apresentado em 2008. A previsão mais recente da AEB para 2009 é que o volume de exportações brasileiras atinja US$ 153 bilhões, saldo 22,3% inferior ao apurado em 2008, quando as vendas externas brasileiras bateram US$ 197 bilhões. A AEB tende a revisar para cima a estimativa. "Porém, mesmo com a revisão, não chegará, nem de longe, perto do desempenho que tivemos no ano passado", acrescentou. O coordenador de Análises Conjunturais da FGV, Aloisio Campelo, avalia que a retomada da economia brasilei...

Países do Leste Europeu recebem missão comercial brasileira

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) realiza na próxima semana (de 26 a 30 de o...

Para se defender, Brasil inicia retaliações contra a Argentina

... De acordo com a analista de comércio exterior do Mdic, Tânia Fittipaldi Magalhães, as empresas brasileiras que compraram materiais no mercado internacional, por meio da isenção de tarifas e impostos do drawback, para compor seus produtos, e assim, atender a demanda de pedidos argentinos, correm o risco inclusive de falir caso tenham que pagar o valor do reajuste da tributação por não embarcarem os produtos no prazo de dois anos. "As empresas teriam dois anos para exportar essas mercadorias, contudo, como a Argentina fechou as portas para indústrias brasileiras e colocou barreiras de importação, muitas empresas não terão como atender o prazo e exportar seus produtos. Por isso, o Mdi...

Fabricantes nacionais apoiam medidas contra importação

...ão de novas condições para o comércio do produto entre os dois países. A intenção dos produtores de vinho é aumentar o preço mínimo por caixa de 12 garrafas (que totalizam nove litros) importada do país vizinho para US$ 18, ante os US$ 8 acertados em julho de 2005 no comitê de monitoramento de comércio bilateral Brasil-Argentina. Na época o pedido havia sido de um piso de US$ 15 e o valor atual, reivindicado desde março, corresponde à variação cambial do período, explica o executivo. Conforme Paviani, cerca de 40% dos vinhos argentinos exportados para o Brasil estão abaixo da faixa dos US$ 18 por caixa e o aumento do preço mínimo ajudaria o país vizinho a “reposicionar e qualificar” suas vendas no mercado brasileiro. Segundo a União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), ...

Governo tenta fechar acordos sanitários para exportar mais

...nta diversos desafios para o comércio exterior, dentre eles o destaque está na participação no...

País diz à OMC que pode manter taxa antidumping sobre o PVC americano

...ou na Organização Mundial do Comércio (OMC) que uma sobretaxa antidumping aplicada sobre PVC ...

Fluxo cambial em outubro está positivo em US$ 10,489 bilhões

...7 bilhões do saldo obtido no comércio externo. Em igual período do ano passado o saldo do fluxo cambial marcava US$ 14,960 bilhões. O BC informou também que as reservas internacionais contabilizavam US$ 230,322 bilhões, na última sexta-feira (16), em razão da compra de US$ 5,977 bilhões no mercado à vista, nos 11 dias úteis do mês, dos quais US$ 4,640 bilhões só no dia 8, por conta da abertura de capital do Banco Santander. A autoridade monetária continua operando no mercado à vista, com as compras diárias da moeda norte-americana, tanto que as reservas aumentaram para US$ 232,783 bilhões no fechamento de ontem (20), influenciadas também pela valorização cambial da véspera, provocada pela taxação de 2% de Imposto sobre Operações Finananceiras (IOF) na entrada de capital estrangeiro em renda fixa e no...

Governo tenta fechar acordos sanitários para exportar mais

...nta diversos desafios para o comércio exterior, dentre eles o destaque está na participação no...

Queda do dólar não resolve problema de exportadores, dizem especialistas

...o que dizem especialistas em comércio internacional que participaram nesta quarta, dia 21, da edição de número 137 do Encontro de Comércio Exterior (Encomex), em São Paulo. O evento promovido pelo Ministér...

Argentina propõe à OMC monitorar efeito de pacotes

...dar à Organização Mundial do Comércio (OMC) o poder de monitorar o impacto de pacotes para relançar setores em dificuldade por causa da crise. Ontem, o governo de Buenos Aires propôs oficialmente que a OMC faça uma avaliação dos...

MDIC realiza missão ao Sul da África em novembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge, chefiará, pela terceira v...

Mercosul e UE retomam negociação

... para tentar de novo abrir o comércio bilateral Sem esperanças de concluir a negociação da Organização Mundial do Comércio (OMC) com impacto p...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...onomia com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Antecipação de embarques evitou grandes prejuízos para indústrias de tabaco

...s brasileiros. Por Jornal do Comércio / RS...

Brasil perde a liderança em calçados na Argentina

...e que está havendo desvio de comércio em prejuízo dos calçadistas brasileiros. Esse assessor não acredita que o ambiente vá melhorar com a volta do crescimento econômico à região e desconfia das promessas argentinas de cumprimento das normas. Ele lembra que, uma semana após a reunião em setembro entre o ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge, e a ministra de Produção da Argentina, Débora Giorgi, o país vizinho abriu uma nova investigação antidumping contra o Brasil. O auxiliar de Lula defende que o governo responda com a mesma moeda e imponha licenças não automáticas às exportações argentinas de produtos como vinhos e laticínios. A resistência do Itamaraty a essa proposta, no entanto, não deve esmorecer: o novo embaixador do Brasil em Buenos Aires, Ênio Cordeiro, deve assumir nos próximos meses e qualquer insinuação de “batalha comercial” iria na contramão dos esforços para criar um bom ambiente de trabalho, na chegada do diplomata, junto às autoridades locais. “Desde 1999 o governo da Argentina tem sido sensível às demandas da indústria e estabelece uma cortina de proteção aos fabricantes de Buenos Aires, Córdoba e Rosário. O governo brasileiro, por outros interesses de caráter estratégico, vem admitindo esse fato e pede que aceitemos essa situação”, protesta Klein. O executivo da Abicalçados garante que as licenças não automáticas aplicadas pela Argentina aos calçados brasileiros ainda estão saindo em prazo superior aos 60 dias permitidos pela Organização Mundial do Comércio (OMC). “Na média, são 90 dias. Mas já tivemos casos de até 240 dias de demora.” A associação avalia que as barreiras comerciais têm sido a principal, mas não a única, causa da perda de mercado: a valorização do real e a operação de pelo menos três fábricas brasileiras na Argentina – Alpargatas, Vulcabrás/Azaléia e Paquetá – reforçaram esse movimento, na medida em que essas empresas trocaram parte das importações por produção local. “Esse volume, porém, é bem inferior à restrição que estamos sofrendo.” O economista Alejandro Ovando, diretor-geral da IES, diz que...

Importados deverão estar mais presentes no Natal dos brasileiros

... mais baixa está motivando o comércio varejista a apostar em uma maior venda de produtos importados para as festas de final de ano. O fortalecimento do real e as boas perspectivas da...

OMC sem posição definida

...te, a Organização Mundial do Comércio não tem uma posição sobre as taxas de exportação. Af...

Exportações acumulam queda de 48% nos 9 meses de 2009

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Mato Grosso, dono do maior rebanho bovino do Brasil – mais de 26 milhões de cabeças – é apenas o sexto maior exportador nacional, atrás do Ceará e Bahia, por exemplo. Apesar dos obstáculos que o setor v...

Exportador quer mais ações para segurar o câmbio

...ex (Associação Brasileira de Comércio Exterior), Roberto Segatto, disse que a medida foi uma das sugestões para conter a queda do dólar que a entidade fez ao governo. A flexibilização para a abertura de contas ...

Exportadores temem maior queda do dólar

... mais baixa está motivando o comércio varejista a apostar em uma maior venda de produtos importados para as festas de final de ano. O fortalecimento do real e as boas perspectivas da economia têm levado os comerciantes a aproveitar o momento favorável para diversificar suas encomendas e aumentar a quantidade de compras provenientes do exterior para atender aos desejos de consumo dos brasileiros no período de Natal. De acordo com Pedro Ramos, economista da Federação do Comércio do Rio Grande do Sul (Fecomércio-RS), a combinação entre o reaquecimento da economia e os baixos preços dos importados é a principal razão para que o consumidor aumente a procura pelos produtos vindos do exterior. “Ao contrário do final de 2008, quando o brasileiro estava preocupado em manter seu emprego e renda, hoje a população está com boas expectativas de futuro e, portanto, mais motivada para consumir”, explica. No entanto, da mesma forma que no ano passado, os consumidores deverão manter a tendência de buscar artigos mais baratos, o que deve aumentar a comercialização dos itens estrangeiros. Em 2008, segundo a Associação Brasileira de Importadores de Produtos Populares (Abipp), o mercado de importados, provenientes principalmente da Ásia, cresceu 15%, chegando próximo de US$ 3,5 bilhões em desembarques no País. Esse número deve crescer outros 15% em 2009, uma elevação devida, principalmente, à nova situação cambial. Mas não será apenas no volume onde os efeitos da nova situação cambial deverão se manifestar. A qualidade dos produtos adquiridos pelo consumidor também pode sofrer uma modificação. “Pelo mesmo preço que, no ano passado, era comprado um determinado item, neste Natal o brasileiro poderá optar por outro com maior valor agregado e mais qualidade”, explica Gustavo Dedivitis, presidente da Abipp. As redes supermercadistas também acreditam que o dólar baixo deverá aumentar a participação dos importados nas vendas de final de ano. Embora a presença dos produtos estrangeiros ainda seja pequena nos supermercados do Rio Grande do Sul – apenas 1,5% do total de itens comercializados -, ela deverá dobrar em 2009. “Diversos itens terão os pedidos aumentados, especialmente frutas secas, bacalhau, azeites e bebidas”, destaca o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Cesa Longo. Essa avaliação é compartilhada pela rede Walmart, que espera um crescimento de 20%...

Superávit da terceira semana de outubro é de US$ 537 milhões

...34,3 milhões). A corrente de comércio (exportações mais importações), nesse período, foi de US$ 5,417 bilhões (média de US$ 1,354 bilhão), resultante de exportações de US$ 2,977 bilhões (média de US$ 744,3 milhões) e importações de US$ 2,440 bilhões (...

Certificado de Origem digital reduz custos com a burocracia

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior para emitir os certificados. Atualmente, o Sistema Indústria é o maior emissor do país, com o equivalente a cerca de 75% do total de certificados no país. Para usar o sistema informatizado da CNI, os exportadores devem acessar o endereço eletrônico www.cod.cni.org.br ou procurar a federação de indústria do seu estado. Apenas os estados do Amapá e de Tocantins não dispõem do serviço. Fonte: CNI ...

Exportação de açúcar aos árabes cresce 122%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, as exportações do produto para a região saltaram de US$ 136,8 milhões em setembro de 2008 para US$ 304 milhões no último mês. O açúcar respondeu por 37% de tudo o que o Brasil exportou pa...

Exportações de couros somaram US$ 791 milhões até setembro

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Apesar dos obstáculos que o setor vem enfrentando ao longo de 2009, o balanço de setembro das vendas externas de peças em relação ao mês anterior aponta um crescimento de 10% na receita apurada, somando...

Para exportadores, dólar ideal deveria estar acima de R$ 2

...ela Associação Brasileira de Comércio Exterior (Abracex). De acordo com o estudo, 68% das empresas entrevistadas acham que o dólar vai se desvalorizar ainda mais. E para todas elas, a cotação ideal da moeda americana seria entre R$ 2...

Fiesp prevê alta de 12% na exportação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Somados os dois valores, a previsão para o ano é de US$ 83 bilhões, ou 30,7% a menos do que foi vendido ao exterior em 2008 (US$ 119,8 bilhões). As previsões das empresas, no entanto, indicam uma tendência de virada a partir do fim do ano. Se as estimativas das indústrias se confirmarem, nos 12 meses terminados em fevereiro de 2010 o ritmo de queda das exportações vai desacelerar para 26,6% na comparação com os 12 meses imediatamente anteriores. Para o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francin...

Balança comercial sobe e supera os US$ 20 bilhões no ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Em cinco dias úteis, as exportações somaram US$ 3,332 bilhões, com média diária de US$ 666,4 milhões. As importações totalizaram US$ 2,971 bilhões, com média diária de US$ 594,2 milhões. No ano, a balança acumula, até a segunda semana de outubro, um superávit de US$ 22,051 bilhões. Em valo...

Os perigos do câmbio

...rotecionismo, que distorce o comércio internacional. No Brasil não é diferente e a situação provocada pela apreciação do real irriga a imaginação de certos economistas que não se cansam de tirar da sacola da saudade medidas de um passado que nos levou ao fracasso e à estagnação por duas décadas. Casuísmos como a limitação da entrada de capitais ou a taxação da remessa de lucros. Ou ainda a superada prática do câmbio centralizado e da fixação do valor da moeda conforme a conveniência da autoridade monetária. Na verdade, trata-se da equivocada mania de proteger meia dúzia de felizes exportadores em prejuízo da maioria dos consumidores, que pagariam mais caro por mercadorias piores – filme antigo e ruim. A alternativa é manter a transparência do câmbio flutuante e trabalhar a redução do custo Brasil, especialmente quanto à carga tributária, que roupa o fôlego competitivo de qualquer empresa. Por sorte, esse parece ser o rumo escolhido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que já teria mandado um recado aos mágicos de plantão: nada de artificialismo no câmbio. Que encontrem algo mais inteligente. Ainda bem. Fonte: O Estado de Minas...

Projeto de Obama preocupa exportadores de países emergentes

...capaz de erguer barreiras no comércio com os Estados Unidos é duramente rechaçado por representantes de setores industriais brasileiros e do próprio governo. “Esse tipo de posicionamento minimiza a colaboração entre países e vai contra o princípio da sustentabilidade e ao livre comércio, vai contra tudo o que já foi discutido no Protocolo de Kyoto”, diz Jorge Soto, diretor de desenvolvimento sustentável da Braskem, que atua no setor petroquímico, com forte concorrência internacional. Para o ex-embaixador Rubens Barbosa, presidente da Rubens Barbosa & Associados, consultoria de comércio internacional e investimentos, ao estabelecer limites de emissão para as empresas americanas, o projeto traz impactos negativos para países como o Brasil. “As empresas americanas conseguiram incluir medidas que obrigam outros países, em especial os do bloco dos emergentes, a ter conduta semelhante”. Essas propostas colocam muitos parceiros comerciais dos Estados Unidos em uma camisa-de-força na medida em que é possível prever uma espécie de punição tarifária para aqueles que não estiverem alinhados com as metas de empresas americanas. “É uma forma de os EUA afastarem a perda de competitividade de suas empresas”, avalia Barbosa. Fonte: Valor Econômico...

Brecha está possibilitando fraude em exportações

...l para fazer as operações de comércio exterior, aliada à falta de fiscalização, pode ser utilizada para fraudar as exportações.Depoimentos de despachantes aduaneiros, que intermedeiam embarqu...

Exportadoras estão longe de ter o mesmo desempenho

... investir, vamos depender do comércio mundial", disse o gerente executivo de Política Econômica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Flávio Castelo Branco. Ele ressalta que as empresas exportadoras operam perto do limite porque são intensivos em capital. Para Bráulio Borges, economista-chefe da LCA Consultores, ainda vai demorar para que os exportadores retomem os ambiciosos projetos de investimento que tinham antes da crise. Ele acredita que, no curto prazo, a retomada do investimento no Brasil estará focada na troca de máquinas e equipamentos, que é bem mais barato do que instalar novas fábricas. De acordo com o levantamento da FGV, a indústria metalúrgica operava, em setembro, com 81,3% de sua capacidade, mais de 10 pontos porcentuais abaixo dos 92,7% de antes da cr...

Governo brasileiro mira em Angola para ampliar presença na África

...rica.Com isso, a corrente de comércio entre os dois países (exportações e importações) deu um salto de 1.640%, passando de US$ 242 milhões para US$ 4,2 bilhões. Agora, o país está deixando de ser apenas um importador de produtos brasileiros para demandar a entrada em massa de investimentos.- Existe uma série de oportunidades naquele país. Eles precisam de infraestrutura, educação, conhecimento e treinamento.Com o fim da guerra civil (o acordo de paz que pôs fim a 27 anos de conflito foi assinado em 2002), o país está se reconstruindo. Eles querem ser no futuro o que o Brasil é hoje. E temos como fornecer tudo isso - afirma Juarez Leal, coordenador da Unidade de Projetos da Apex-Brasil.Relatório identifica 13 setores para exportações Para tanto, a equipe da Inteligência Comercial da Apex produziu um alentado estudo sobre Angola, com um panorama político e da conjuntura econômica do país, intercâmbio comercial com o mundo, infraestrutura logística e de distribuição e análise de oportunidades.Concluído em setembro, esse material está sendo enviado para três mil tradings brasileiras e 493 empresas que têm, ou podem ter, interesse em investir em Angola.Foram identificados 13 setores com possibilidades expressivas para exportações brasileiras.Entre eles estão calçados, veículos plásticos, instrumentos de precisão e carne bovina. Segundo Leal, o Brasil também tem um grande poten...

Ministério inicia teste do Siscoserv

A Secretaria de Comércio e Serviços (SCS), do Ministério do Desenvo...

Receita diz que sistema será reformulado

...scomex (Sistema Integrado de Comércio Exterior) será reformulado e já passa “por constantes manutenções evolutivas” par...

Rentabilidade das exportações do Brasil é a menor da história

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) para o nível mais baixo desde 1985, quando a série começou a ser calculada. As empresas relatam que a demanda externa começou a se recuperar lentamente, depois da queda abrupta nas ve...

Segunda semana de outubro tem superávit de US$ 361 milhões

...es), somando uma corrente de comércio (exportações mais importações) de US$ 6,303 bilhões (média de US$ 1,261 bilhão). No resultado mensal, até agora as exportações de outubro alcançaram US$ 4,759 bilhões (média de US$ 679,9 milhões) e as importações US$ 3,983 bilhões (média de US$ 569 milhões). A corrente de comércio chegou a US$ 8,742 bilhões (média de US$ 1,249 bilhão) e o superávit a US$ 776 milhões (média de US$ 110,9 milhões). No acumu...

Exportações em recuperação alimentam otimismo global

...entaram a esperança de que o comércio internacional esteja em recuperação, o que pode ser o elo que falta na nascente recuperação econômica mundial. Brasil, Coreia do Sul e Taiwan já divulgaram os d...

Países do norte da África ampliam importações do Brasil

...ento de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, as nações árabes que ficam na região geraram uma receita de exportações para o Brasil, com suas compras, de US$ 2,38 bilhões no acumulado do ano. De acordo com o gerente do Departamento, Rodrigo Solano, o desempenho reflete o bom momento das exportações de açúcar...

Brasil e Espanha assinam acordo de cooperarão em planejamento portuário

...elecimento de plataformas de comércio eletrônico. O acordo estabelece que cada parte financie sua própria participação nas atividades e estará vigente por dois anos. Em entrevista coletiva após a assinatura, González Laxe disse que os portos espanhóis "devem ser conhecidos" como "a porta atlântica" ao continente europeu. Além disso, disse que a atividade portuária emerge como "a mais global" e que será a primeira "a sentir" a recuperação econômica. Brito destacou que, com o acordo, o Brasil pretende "absorver" tecnologia e "ampliar" as relações comerciais, e ressaltou que os portos nacionais não devem competir entre eles, mas...

Fluxo cambial é positivo pelo sexto mês seguido

...a pelas operações ligadas ao comércio exterior no mês passado. O diretor de câmbio da Pioneer Corretora, João Medeiros, explica que o saldo negativo no segmento comercial tem sido gerado pela opção de muitos exportadores de manter dólares no exterior para pagar dívidas futuras. Intervenção O aumento do ingresso da moeda norte-americana no início de outubro fez o BC reforçar as intervenções diárias. O diretor de câmbio da Pioneer Corretora, João Medeiros, avalia que a instituição teria comprado US$ 4,2 bilhões apenas na última terça-feira. "Boa parte desse dinheiro ingressou no País para a compra de ações do Santander", diz. A liquidação da compra dos papéis do banco espanhol, que estrearam ontem na bolsa paulista, será feita na próxima terça-feira, 13. Portanto, mais dólares direcionados a essa operação ainda podem ingressar no País. Medeiros elogia a ação da autoridade monetária no câmbio porque, para ele, "o BC apenas atenua os movimentos, não determina o rumo das cotações". Ele avalia que o g...

Países do norte da África ampliam importações do Brasil

...ento de Mercado da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, as nações árabes que ficam na região geraram uma receita de exportações para o Brasil, com suas compras, de US$ 2,38 bilhões no acumulado do ano. De acordo com o gerente do Departamento, Rodrigo Solano, o desempenho reflete o bom momento das exportações de açúcar...

Cúpula UE-Mercosul deverá avançar pouco em comércio

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC). O assunto do acordo de livre comércio entre Mercosul e UE é outro que constará da pauta, mas a cúpula não deverá trazer nada de muito concreto sobre o tema. Ao longo do dia, o Brasil também tratará das relações bilaterais com a Suécia, discutindo um plano de ação para uma parceria estratégica entre os dois países. O governo sueco vai aproveitar também para mostrar o seu apoio à proposta da empresa ...

Em setembro, sobe exportação de aço e celular

...ados mais importantes para o comércio exterior: alguns produtos siderúrgicos e telefones celulares. Ambos tiveram um desempenho que animou o governo. "Há sinais de que os exportadores estão diversificando mercados e aproveitando a recuperação econômica", comentou o secretári...

Exportação de impostos e indústria

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, considera que "o Brasil é o único país cuja legislação desestimula as empresas a aumentar a parcela de produção destinada à exportação". A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), baseada na Pesquisa Industrial Anual do IBGE, que examinou a estrutura de custo das empresas, realizou um estudo, resumido pela jornalista Raquel Landim, que mostra que 22,9% da receita dos exportadores brasileiros de produtos industrializados vai para impostos - 17,1% são teoricamente recuperados e 5,8% não são recuperados. Convém lembrar que a Organização Mundial do Comércio (OMC) admite que os países não exportem seus impostos e não consi...

Fluxo cambial de setembro fica positivo em US$ 1,3 bilhão

...portações e financiamento ao comércio exterior) negativo em US$ 3,225 bilhões. Em outubro (nos dia 1º e 2), o fluxo financeiro somava US$ 1,335 bilhões e o comercial US$ 89 milhões. No acumulado do ano até 2 de outubro, o fluxo cambial está positivo em US$ 9,682 bilhões, contra US$ 17,719 bilhões registrado no mesmo período do ano passado. No acumulado do ano, o fluxo financeiro registra saldo positivo de US$ 1,484 bilhão e o comercial, positivo de US$ 8,198 bilhões. Com informações JB Online...

Presidente da CNI pede o fim do protecionismo da comunidade européia

...pelo Ministro da Indústria e Comércio, Miguel Jorge, em que foram discutidos rapidamente os maiores projetos de investimento bilateral. Em seguida, num seminário internacional, os temas foram aprofundados. Pelo lado brasileiro, estiveram presentes, entre outros, o embaixador do Brasil na Suécia, Antonino Mena Gonçalves; Carlos Mariani, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN); o presidente da Federação das Indústrias do Distrito Federal (FIBRA), Antonio Rocha da Silva, e o diretor executivo da CNI, José Augusto Fernandes. Pelo lado sueco, estiveram Ulf Berg, presidente do Conselho de Comércio Sueco; a ministra do Comércio, Ewa Björling; o presidente da Confederação Sueca da Indústria, Signhild Arnegard Hansen; o embaixador da Suécia no Brasil, Annika Markovic, e represen...

Secretário diz que governo investiu em todos os segmentos para dinamizar comércio exterior

...aprimorar as estatísticas do comércio internacional, disse hoje (6) o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho. A afirmação foi feita na abertura da 12ª Reunião Técnica de Órgãos Governamentais Responsáveis pelo Fornecimento de Informações Estatísticas de Comércio ...

Brasil e UE pressionam EUA por Doha

...es na Organização Mundial do Comércio (OMC) para diminuir as barreiras comerciais – seja concluída em 2010, de acordo com o esboço de um comunicado obtido pela Reuters. O documento preparado para uma cúpula entre UE e Brasil que ocorre hoje diz que um compromisso das principais economias mundiais e dos países em desenvolvimento...

Brasil quer entendimento com a União Europeia

...ntivos a um tratado de livre comércio entre este continente e o Mercosul. A posição foi decidida em reunião da delegação empresarial brasileira nesta segunda-feira (5/10), um dia antes da reunião de cúpula, em Estocolmo. A mesa de debates foi coordenada pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto. Todas as propostas serão levadas à mesa de negociaç...

Crescimento do comércio exterior demanda investimento em estatística

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, ressaltou os investimentos brasileiros nos últimos anos nas áreas de estatística de comércio exterior, em virtude do crescimento da atividade no País. “Em 2002, as exportações brasileiras somaram pouco mais de US$ 60 bilhões, no ano passado es...

Exportações recuam nas três categorias de produtos

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as vendas de produtos semimanufaturados caíram 33,5% por conta de ligas de alumínio, ferro-ligas, semimanufaturados de ferro e aço, óleo de soja em bruto, madeira serrada, ferro fundido e celulose. As exportações de manufaturados tiveram queda de 12,3%, principalmente por conta de motore...

Imposto é 22,9% da receita de exportação

...tário executivo da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Na sexta-feira, o dólar fechou cotado por R$ 1,77. O real tem se valorizado em relação à moeda americana, reduzindo a competitividade das exportações brasileiras. A reclamação das empresas de que o Brasil exporta imposto é antiga, mas a discussão ganhou novo fôlego por conta da crise. As exportações brasileiras amargam queda de 25% de janeiro a setembro em relação a igual período de 2008. Nos produtos manufaturados, o recuo foi de 31% no período. Os efeitos da crise no Brasil quebraram o tripé que sustenta as exportações porque a demanda externa se retraiu, os preços internacionais caíram e o câmbio se valorizou (por conta do ingresso de dólares). O cenário começou a melhorar no mercado internacional, mas a recuperação ainda é incipiente. “A crise tornou o acúmulo de impostos na cadeia produtiva ainda mais pernicioso. O mercado internacional está mai...

União e Estados devem R$ 32 bi a exportadores

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), em média, empresas que exportam mais de 35% do faturamento acumulam créditos porque o valor dos tributos pagos na compra de insumos são maiores do que os recolhidos nas vendas internas. “O Brasil é o único país cuja legislação desestimula as empresa a aumentar a parcela de sua produção destinada a exportação. Nenhuma empresa quer ficar com o mico do imposto na mão”, disse o executivo. Setores altamente exportadores, como processadoras de soja, fabricantes de celulose e frigoríficos, possuem os maiores montantes a receber. Mas os setores intensivos em mão de obra também são bastante prejudicados porque a cadeia produtiva é lon...

Balança da primeira semana de outubro tem superávit de US$ 415 milhões

... 506 milhões). A corrente de comércio do período (soma dos valores exportados e importados), por sua vez, ficou em US$ 2,439 bilhões (média diária de US$ 1,220 bilhão). Ano De janeiro até a primeira semana de outubro de 2009, com 189 dias úteis, a balança apresentou superávit de US$ 21,690 bilhões (média diária de US$ 114,8 milhões). Pelo critério da média diária, o valor é 11,2% maior que no acumulado de janeiro até a primeira semana de outubro de 2008, qu...

Comércio entre Brasil e Portugal cai 45,5% até setembro

O comércio entre Brasil e Portugal nos primeiros nove...

Exportação vai recuar dois anos com retomada lenta de mercados

...009, segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. Até o fim de setembro, o Brasil exportou só US$ 111,783 bilhões. O resultado fará o setor exportador recuar dois anos no tempo, ficando aquém da performance de 2007. No ano passado, o país exportou US$ 197 ...

Exportações brasileiras terão queda de US$ 40 bilhões neste ano

...eira (1º) pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral, na entrevista em que comentou os resultados da balança comercial do mês de setembro. Ele acredita que o resultado...

Governo avalia medidas para facilitar as exportações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) encaminhou ao Ministério da Fazenda um documento com sugestões para ajudar o setor exportador. A proposta é vista com simpatia na Secretaria de Política Econômica da Fazenda, mas enfrenta resistência na Receita Federal. A principal medida acelera a devolução de créditos tributários, antecipando capital d...

Manufaturados garantem variação positiva das exportações em setembro

...e acordo com o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral, o aumento de 8,2% nas vendas de produtos industriali...

União Europeia pode retomar negociações com o Mercosul

Livre comércio será discutido em cúpula de Estocolmo Elia...

Exportação vai recuar dois anos com retomada lenta de mercados

...009, segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. Até o fim de setembro, o Brasil exportou só US$ 111,783 bilhões. O resultado fará o setor exportador recuar dois anos no tempo, ficando aquém da performance de 2007. No ano passado, o país exportou US$ 197 ...

Exportações brasileiras terão queda de US$ 40 bilhões como reflexo da crise mundial, diz secretário

...hoje (1º) pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral. Ele acredita que o resultado, ao fim do ano, deve ficar abaixo, inclusive, dos US$ 160 bilhões previstos pela ...

Exportações de máquinas caíram 46% em 2009

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As importações atingiram US$ 2,9 bilhões nos oito primeiros meses de 2009, ante US$ 3,1 bilhões no mesmo período do ano anterior - um resultado 7,6% menor. O saldo da balança comercial do setor, que registrou superávit de US$ 170,7 milhões entre janeiro e agosto de 2008, apresentou déficit de US$ 1,1 bilhão de janeiro a agosto de 2009. Em nota, o presidente da Abdib, Paulo Godoy, desta...

Importação maior derruba saldo comercial

...esde janeiro. Ainda assim, o comércio do Brasil com o mundo refletiu a retomada industrial no país. Os embarques de produtos manufaturados cresceram, enquanto as compras de máquinas e equipamentos sinalizam a volta dos investimentos no setor. O total das exportações do país em setembro fechou em US$ 13,864 bilhões, apenas 0,3% superior ao resultado de agosto. Como os principais produtos agrícolas brasileiros já foram vendidos no primeiro semestre do ano, houve queda de 9,6% nos embarques de produtos básicos, mas o movimento foi compensado pelos crescimentos de 10,3% nas vendas de ...

Pacote pretende estimular as exportações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) preparou um documento com sugestões para ajudar o setor exportador e entregou o material para o Ministério da Fazenda analisar. Algumas propostas já estão na forma de projeto de lei. A principal medida muda o sistema de devolução de créditos tributários ao setor, antecipando capital de giro para as empresas a um custo mais ...

Porto de Rio Grande, um candidato a Hub Port do Mercosul

...es para o desenvolvimento do comércio exterior brasileiro fortalece sua importância no país, com o início da dragagem de aprofundamento do seu canal de acesso, o principal passo para se tornar um Hub Port. Os trabalhos, com previsão de conclusão para abril de 2010, propiciarão um aumento da profundidade do porto gaúcho de 14 para 18 metros. A draga Juan Sebastián, responsável pelo serviço, é a maior em operação na América Latina. A obra, executada pelo consórcio Odebrecht/Jan de Nul, conta com investimento de R$ 196 milhões, sendo R$ 147,5 milhões partem do Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e R$ 48,5 milhões por parte do Governo do Est...

Portos catarinenses têm sua eficiência comprovada

...ealizado paralelo a Feira de Comércio Exterior e Logística Itajaí Trade Summit, que acontece de 30 de setembro a 02 de outubro, em Itajaí. Pierdomênico explica que os portos brasileiros têm características diferentes dos portos asiáticos e europeus pelo fato de concentrarem cargas de forma regional. “Temos portos com importância estratégica em seu estado, na sua região, aos contrario de muitos portos espalhados pelo mundo que concentram cargas para outros mercados. Mas isso ...

Balança comercial tem 2o pior resultado do ano em setembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior nesta quinta-feira mostraram exportações de 13,864 bilhões de dólares e importações de 12,534 bilhões de dólares. Neste ano, o desempenho só perde para janeiro, quando a balança foi deficitária em 529 milhões de dóla...

Despenca o saldo comercial no setor de máquinas pesadas

... 2009 registrará um fluxo de comércio semelhante ao de 2007, mas com saldo comercial ainda negativo. Fonte: Ag. Brasil...

Relações bilaterais Brasil-Japão

...os estrangeiros no Brasil. O comércio exterior registrou no ano passado um aumento de mais de 45%, em comparação ao ano anterior. As informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) apontam que a corrente de comércio entre janeiro e agosto de 2008 atingiu US$ 8,173 bilhões, enquanto em 2007 foram apresentados US$ 5,839 bilhões e em 2009, com a crise financeira mundial, somam-se US$ 6,227 bilhões, no mesmo período analisado. Assim, o Japão deverá continuar com os vários projetos em andamento no Brasil, e outros novos projetos também estão em estudo, apontou o embaixador. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

A necessidade de um Eximbank

...ank para apoiar operações de comércio exterior. Em países desenvolvidos e mesmo em emergentes como China e Coreia, o fi...

Barreiras sanitárias detêm embarques de carne suína

...ão na Organização Mundial do Comércio (OMC). "A derrubada de barreiras sanitárias é mais importante do que corte de tarifas na Rodada Doha", disse ele, conclamando o governo brasileiro a ser mais incisivo não combate a novas medidas protecionistas no comércio agrícola internacional e a OMC a estabelecer claros limites no tempo para se resolver problemas envolvendo barreiras sanitárias e fitossanitárias. Barreiras desse tipo são justificadas pelas regras da OMC para proteger a saúde humana, vegetal e animal. Mas Camargo Neto avalia que o Brasil não tem acesso a muitos mercados por causa de medidas impostas sem embasamento científico sobre eventuais riscos. A di...

Brasil e México iniciam discussão de detalhes do acordo em novembro

...comandada pelo secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, e pelo diretor do Departamento de Aladi e Integração Regional do Itamaraty, Paulo França, reuniu-se com autoridades mexicanas para sondar a disposição para um acordo. Com a receptividade dos mexicanos, pretendem fazer consultas com o setor privado brasileiro, para defini...

Fluxo cambial volta a ficar positivo em setembro

...tações e de financiamento ao comércio exterior) e financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações). De acordo com os dados do BC, neste mês, até o dia 25, o fluxo financeiro positivo de US$ 3,613 bilhões foi suficiente para compensar o resultado comercial negativo de US$ 2,553 bilhões. De janeiro até 25 de setembro, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 7,953 bilhões, contra os US$ 17,393 bilhões registrados no mesmo período de 2008. O fluxo comercial está positivo em US$ 8,781 bilhões ...

Brasil busca minimizar baixa competitvidade com missões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) realiza sua quinta missão comercial. Os destinos são: Turquia (Istambul), Uzbequistão (Tashkent) e Cazaquistão (Astana). O grupo será chefiado pelo secretário executivo do Mdic, Iva...

Brasil lidera retomada econômica da América Latina, diz Bird

...ica Latina. Fonte: Diário do Comércio ...

Crise muda perfil das exportações brasileiras

...os, conforme a Secretaria de Comércio Exterior. O assunto está preocupando o governo. O cenário é bastante desfavorável para as exportações de manufaturados. A demanda mundial está fraca. Os preços sofreram forte recuo. E a desvalorização do dólar (R$ 1,80), debilita a competitividade das empresas brasileiras no exterior. O presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil, Benedicto Fonseca Moreira, e o presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, Humberto Barbatto,...

Logística precária emperra comércio

...o estado preferencial para o comércio com países que usam o mesmo idioma e afirmou que essa também é uma intenção do presidente Lula. "Não posso dizer de forma oficial, mas creio que é um desejo presidencial, pois sempre que colegas de países que falam português vêm ao Brasil ele recomenda visitar o Ceará", comentou Cid Gomes. Para tanto, medidas precisam ser tomadas com urgência. "Podemos e devemos ampliar os negócios entre os países, especialmente após os efeitos da crise econômica. Temos como oferecer a tecnologia necessária", ressaltou o governador e lembrou que "enquanto não resolvermos os problemas de conectividade, não sairemos do lugar". O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, fez longa menção ao combate, segundo ele, "extremam...

Miguel Jorge diz que papel do governo é não atrapalhar

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse nesta segunda-feira (28), ...

Brasil avança nas negociações para abrir mercado uruguaio

...m os dirigentes da Câmara de Comércio Uruguai-Brasil, aos quais argumentou que é necessária uma solução imediata para a questão. O mercado uruguaio está fechado ao frango brasileiro devido à inexistência de um acordo sanitário entre os dois países, que vem sendo protelado pelo parceiro de bloco do Mercosul. Por Diário do Comércio e Indústria...

Camex mantém alíquota de importação do trigo

...es, informou que a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu na reunião de hoje que, se houver aumento na importação de t...

Aço pode ficar isento de imposto de importação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse ontem que o governo estuda a possibil...

Ajuda ao comércio fica maior

...o potencial para financiar o comércio mundial, uma alta significativa em relação ao pacote de US$ 250 bilhões previsto pela ...

BC prevê aumento no déficit externo

... de pagamentos destinados ao comércio exterior, serviços e transferências, a chamada conta corrente, cresceu de US$ 15 bilhões para US$ 18 bilhões em 2009. O fenômeno, porém, não preocupa o governo porque o crescente investimento externo, produtivo e financeiro, deve se acelerar ainda mais em 2010, o que deve ser suficiente para balancear a conta. Trimestralmente, o BC refaz o prognóstico para as contas externas. Ontem, foi divulgada a primeira revisão após a recuperação da economia no segundo trimestre. “A revisão contempla o nível de atividade bem mais forte”, explicou o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes. Com a eco...

Exportação de manufaturados reage no 3º tri

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). A elevação foi puxada pelos básicos, que apresentaram crescimento de 3,41% no acumulado de julho e agosto em relação ao segundo trimestre, mas também começou a chegar aos manufaturados, cujos preços ficaram 1,4% maiores no mesmo período. A queda ainda é grande em relação a 2008, mas diferentes analistas identificam uma reversão do movimento anterior. O terceiro trimestre também deve marcar um ganho, também na ponta, da representatividade dos manufaturados nas exportações. Segundo cálculos do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi), os dados dessazonalizados de exportação mostram que os valores de embarques de...

Miguel Joge: Aumento de exportações depende de recuperação do mercado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, em audiência pública promovida pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE). Durante a audiência, realizada a partir de requerimento do presidente da comissão, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), ele informou que as exportações brasileiras de janeiro...

Sem concluir Doha, crise continuará, diz OMC

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, um duro alerta sobre a paralisia das negociações na Rodada Doha. O processo...

Delegação brasileira vai ao México discutir área de livre comércio

...termos de um acordo de livre comércio, consubstanciado na redução da alíquota do Imposto de Importação, segundo revelou hoje (22) a secretária executiva da Câmara de Comérc...

Exportação será beneficiada

...de relações internacionais e comércio exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), propõe a adoção de medidas para tentar rever a queda de 35% do valor das exportações brasileiras. “Isso causa perda de emprego e capacidade produtiva e de investimentos”, alertou. Crítica O economista Cristiano Souza, do Banco Santander, acredita que o discurso sobre o dólar é pouco convincente para explicar a redução das exportações. “A gente tem tido apreciação cambial (valorização do real frente ao dólar) desde 2004, e não dá para dizer que a indústria exportou pouco nesse período”, argumentou. Fonte: Correio Braziliense...

Exportadores terão juro menor para pagar dívida do IPI

... Estados. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Fluxo cambial em setembo está negativo em US$ 978 milhões

...tações e de financiamento ao comércio exterior), negativo em US$ 1,982 bilhão. O fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) ficou positivo em US$ 1,003 bilhão, no mesmo período. De janeiro até 18 de setembro, o fluxo cambial é positivo em US$ 5,914 bilhões, contra US$ 18,140 bilhões registrados no mesmo período de 2008. No acumulado de 2009, o fluxo comercial está positivo em US$ 9,352 bilhões e o financeiro, negativo em US$ 3,437 bilhões. O BC também informou que até o último dia 18 foram liquidadas compras de moeda americana pe...

Brasil proíbe importação de pneu usado

...os da Organização Mundial do Comércio (OMC). A interdição vale também para a importação de quantidade limitada de certo tipo de pneu procedente do Mercosul. Para o Brasil, isso significa que o país cumpre plenamente decisão dos juízes da OMC em disputa com a União Europ...

Exportação e importação crescem em relação a agosto

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a média diária das vendas externas em setembro de 2009 subiu 2,1% por conta da alta de manufaturados (8,8%) e semimanufaturados (1,9%). Entretanto, na mesma comparação, houve queda nos embarques de básicos (4,...

Exportador deve cortar custo, diz Mantega

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). “A economia real é pequena diante da enxurrada de dólares que entram no país tendo como destino o mercado financeiro.” Ele defende que o câmbio no país continue sendo flutuante; entretanto, pede uma atuação mais firme do Banco Central nas aquisições da moeda americana para reforçar as reservas internacionais. “O BC não está comprando o suficiente. Há um excesso que derruba a taxa [de conversão entre as divisas].” Na sua opinião, o governo precisa designar a alguma de suas instâncias a função de cuidar da estabilidade cambial. Para José Augusto de Castro, vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), outra iniciativa possível de se aplicar é a adoção de algum tipo de quarentena para o capital estrangeiro ou de uma tributação que incida sobre os recursos quando eles permanecem no país por um período curto demais. Tendências Os representantes dos exportadores...

No comércio exterior, Brasil sai pior da crise, diz professor

Pela ótica do comércio exterior o Brasil vai sair da crise econôm...

Crise muda perfil das exportações

...os, conforme a Secretaria de Comércio Exterior. O assunto está preocupando o governo. O cenário é bastante desfavorável para as exportações de manufaturados. A demanda mundial está fraca. Os preços sofreram forte recuo. E a desvalorização do dólar (R$ 1,80), debilita a competitividade das empresas brasileiras no exterior. O presidente da Associação de Comércio Exterio...

Exportadores cobram incentivos do governo

...ação reclamam da política de comércio exterior brasileira. O empresariado critica a abertura do mercado do país sem a contraproposta de incentivos à exportações. Além da dificuldade de entrar no mercado internacional, o número de produtos imp...

Governo decide cortar imposto de mais de 100 itens importados

...nacional, a Camex (Câmara de Comércio Exterior) reduziu o Imposto de Importação de 114 produtos destinados princip...

Indústria nacional busca apoio do governo na luta contra importados

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. – Foram 42 mil desempregados no último trimestre de 2008. Queremos recuperá-los e ainda aumentar a oferta de trabalho. Fonte: JB...

Quase 10 mil pequenas estão em programa de internacionalização

...sentam metas voltadas para o comércio exterior. Lançado em outubro de 2008 pelo Sebrae e parceiros, o Programa de Internacionalização das Micro e Pequenas Empresa...

Rodada Doha e novo protecionismo mundial

...ha da Organização Mundial do Comércio (OMC) lançada em 2001 favoreceu, como é da história do multilateralismo, os países desenvol...

Terceira semana de setembro registra superávit de US$ 556 milhões

...11,2 milhões). A corrente de comércio do período (soma das exportações e importações) ficou em US$ 6,436 bilhões (média diária de US$ 1,287 bilhão). Nos cinco dias, as exportações acumularam um montante de US$ 3,496 bilhões (média diária de US$ 699,2 milhões). Já as importações do pe...

Tudo errado! O Brasil não sabe como exportar!

...Brasil não pode contar com o comércio exterior para crescer este ano. O governo pr...

Brasil e EUA estão otimistas quanto à conclusão da Rodada Doha

...ue trata da liberalização do comércio mundial, foi um dos assuntos do encontro do ministro das R...

Estados Unidos aguardam decisão do Brasil sobre algodão

Representante de Comércio dos Estados Unidos, Ronald Kirk, reiterou ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...s que não revelem prática de comércio e desde que não se configure habitualidade. Exceto: - agricultor ou pecuarista, cujo imóvel rural esteja ca...

QUESTÕES - IMPORTAÇÃO

...em capacidade para operar no comércio exterior. João dos Santos Bizelli Advogado especializado em legislação aduaneira...

AEB defende política de comércio exterior mais agressiva para o Brasil

... presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), Benedicto Moreira...

Brasil já passou sua mensagem, e pode não retaliar

...r Ron Kirk, representante de comércio dos EUA, que chega ao Brasil hoje para se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e empresários na Câmara Americana de Comércio. “O próximo passo precisa vir do Brasil, a decisão sobre quais retaliações vai adotar. E pode ser que o governo brasileiro decida não retaliar, porque já passou sua mensagem; vamos decidir o que fazer depois de o Brasil anunciar suas medidas”, diss...

EUA sugerem novos acordos com o Brasil

...itar uma negociação de livre comércio. "Ter algum desses acordos em vigor pode nos ajudar a fortalecer o que já é uma boa relação", disse Kirk no evento da Câmara Americana de Comércio (Amcham). "Todos reconhecem que ter uma estrutura mais formal para as relações de comércio é bom." Os acordos de proteção de investimento e bitributação são reivindicações antigas dos empresários, mas as discussões estão paradas no Congresso. Já as negociações para um acordo de livre comércio entre os EUA e o Mercosul estão paralisadas desde o fim das discussões da Área de Livre Comércio das Américas (Alca). A sutil sinalização americana ocorre em um momento delicado. Como os americanos se recusam a retirar os subs...

Fiep defende queda de barreiras não-tarifárias para fortalecer o Mercosul

...el discutiu a importância do comércio intrabloco para a retomada do crescimento. "O principal desafio é derrubar barreiras não-tarifárias, que são chamadas de invisíveis, mas que são na verdade bem visíveis", afirmou Barion. Entre os principais problemas enfrentados pelos exportadores estão exigências tributárias e a falta de harmonização do sistema de medição. "Nós queremos exp...

Fluxo cambial tem saldo negativo de US$ 1,768 bilhão até o dia 11

...tações e de financiamento ao comércio exterior) negativo de US$ 1,491 bilhão. O fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) também ficou negativo, em US$ 277 milhões, até 11 de setembro. De janeiro até 11 de setembro, o fluxo cambial é positivo em US$ 5,125 bilhões, contra US$ 18,564 bilhões registrados no mesmo período de 2008. No acumulado de 2009, o fluxo comer...

MDIC recebe pedidos de prorrogação de drawback

...Departamento de Operações de Comércio Exterior (Decex) da Secretaria de Comércio E...

País amplia acordo em lácteos com Argentina

... a 55% por meio da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Para completar, em vésperas de eleições gerais em 2010, a Frente Parlamentar do Leite, que tem 200 deputados ativos, trabalha nos bastidores para pressionar o governo a não relaxar diante das ameaças aos produtores de leite. Fonte: Valor Econômico...

Sistema online vai facilitar comércio entre países do Mercosul

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior criou um sistema on-line de consulta para auxilia...

BNDES participa de encontro de comércio exterior do Mercosul

...u, no Paraná, do Encontro de Comércio Exterior no Mercosul (Encomex Mercosul). Esta será a primeira edição do encontro de comércio exterior dos países membros do Mercado Comum do Sul ,que cont...

Falta política de crédito à exportação

...são política de incentivar o comércio exterior. Mas não há uma política de financiamento e garantias, capaz de sustentar as decisões das burocracias, reunidas na Câmara de Comércio Exterior e do Comitê de Financiamento e Garantia de Exportações (Cofig). Essa carência ficou evidente na semana passada, em um discreto seminário promo...

Importação menor também ajuda

...e executivo da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, acredita que esse impacto positivo deverá prosseguir até o final do ano, mas a tendência é que a distância entre o desempenho das exportações e importações diminua gradualmente. Segundo o IBGE, a contribuição do setor externo também foi positiva na comparação do segundo trimestre com o mesmo período de 2008. Nesse confronto, as exportações caíram 11,4% e as importações recuaram 16,5%. Augusto de Castro ressalta que é saudável para a economia que o setor externo contribua positivamente para o PIB, mas o importante é que exportações cre...

Argentina mantém barreiras contra o Brasil

... eliminação das barreiras ao comércio bilateral impostas em outubro de 2008. Na reunião de negociação do tema, ontem, em Buenos Aires,...

Balança da segunda semana de setembro tem saldo positivo de US$ 327 milhões

...81,8 milhões). A corrente de comércio (soma de exportações e importações) do período foi de US$ 4,709 bilhões (média diária de US$ 1,177 bilhão). Pelo critério da média diária, a corrente de comércio da segunda semana cresceu 3,5% em relação a todo o mês de agosto de 2009, ma...

Especialistas propõem nova estrutura para salvar Mercosul

...finido como tratado de livre-comércio. Hoje cada país segue em uma direção comercial sua, e se adotarmos o sistema de moeda comum, todos iriam para uma direção mais equilibrada e no mesmo sentido praticamente, o que facilitaria as negociações comerciais de cada país e também as do bloco", explicou o acadêmico. Segundo o embaixador e diretor da Faculdade de Economia da FAAP, Rubens Ricupero, a União Europeia demorou a convencer todos os países a adotarem uma moeda única, a formarem um grupo único e unido, mas hoje são uma potência perante o resto do mundo. "Levará tempo, mas o Brasil e os demais países da América do Sul terão de se unir, terão de demarcar território e ponderar, sob o aspecto político e econômico, quais são as economias que terão maior lucro, que poderão apitar mais, ou menos; não adianta querer uma coisa se os números mostram que não se pode fazê-la", declarou Ricupero, salientando que "será um processo difícil, porém ele acarretará um futuro benéfico para todos os países nele envolvidos, inclusive o menor deles, a menor economia." "Na União Europeia temos a individualidade de cada país, mesmo com uma única moeda. Não podemos perder tempo mais uma vez, a Ásia está unificando sua moeda com a junção de Coréia do Norte, Coréia do sul, China e Japão", ressaltou o professor da FGV. "Há um dilema", frisa Baumann. "O Brasil não sabe até hoje por que existe o Mercosul. Todos os outros países integrantes [Argentina, Uruguai e Paraguai] sabem o porque, menos o Brasil." Baumann ainda relata que o único ponto benéfico no momento para o Brasil são as pequenas e médias empresas brasileiras, pois elas exportam para o vizinho primeiramente, depois investem em tecnologia, aprendem com os erros e com isso iniciam sua expansão para o restante do mundo de uma forma mais rápida e fácil. Holland concluiu ao dizer que o Brasil é mais importante para a Argentina do que a Argentina para o Brasil: "Então se eles não aceitarem as propostas feitas por nós, eles é que vão perder espaço no comércio brasileiro. Valem mais as relações multilaterais do que as relações bilaterais". Fonte: DCI...

FINANCIAMENTO ÀS EXPORTAÇÕES

A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Brasil trava mais disputas comerciais na OMC

...to da Organização Mundial do Comércio (OMC) ganharam destaque nos últimos dias em função de dois casos emblemáticos envolvendo produtos mu...

Exportação do agronegócio cresce em receita e volume

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). "Apesar da queda de preços da maioria dos produtos no mercado internacional, conseguimos vender uma quantidade muito maior do que em 2008. Isso refletiu no aumento da receita total da comercialização externa em agosto deste ano", explica o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria da Agricultura, João Ricardo Albanez. As receitas com as exportações de café, em agosto de 2009, cresceram 13,4% na comparação com o ano passado e ...

Brasil vai ter registro de exportações de serviços a partir de 2010

...do o diretor de Políticas de Comércio e Serviços da Secretaria de Comércio Exterior (...

Filipinas compra carne suína e de aves do Brasil

...acinação. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Governo aplica antidumping para calçado chinês

...a foi a decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicada no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira (09), após analisar o pedido da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) p...

Brasil ainda estuda retaliação a produtos dos Estados Unidos

...ão da Organização Mundial do Comércio (OMC) que autorizou o Brasil a retaliar os Estados Uni...

Brasil exportará etanol para a Europa via África

...a desenvolver a produção e o comércio do biocombustível. O Grupo Estado apurou que o acordo será estabelecido no mesmo padrão que Lula já havia assinado com o ex-presidente George W. Bush nos Estados Unidos há quatro anos. Brasília e Washington estabeleceram um entendimento para garantir a produção de etanol nos países centro-americanos e no Caribe. A produção tem um merca...

Brasil ganha nota máxima em medição da reação à crise

... Amcham (Câmara Americana de Comércio). "Alguns itens fatores foram alterados ou desconsiderados por não haver a mesma informação para todos os países, outro fato que beneficiou a colocação brasileira. Contudo, se o Brasil melhorasse nos quatro principais quesitos críticos, hoje ocuparia a 30ª colocação no relatório", esclareceu o professor da FDC. Os grupos mais críticos apontados pelo estudo mundial para o País foram: instituições públicas e privadas, marco regulatório, infraestrutura e educação. Para Margareta Hanouz, economista sênior global do Competitiveness Report, os subgrupos relacionados aos grupos deficitários para o Brasil são: Peso das Leis (132ª posição), Efeitos da carga tributária (133ª posição), qualidade dos portos (127ª posição) e qualidade da educação de matemática e ciências (123ª posição). "O Brasil tem potencial nas parcerias entre empresas públicas e privadas, contudo as leis são mais complexas e não favorecem os negócios, já a carga tributária é incompatível com o mercado. Os portos estão avançando, mas ainda estão aquém do necessário e a educação necessita de ações diretas e mais incisivas no País", ponderou Arruda. Na América Latina, o Chile (30º) lidera o levantamento, apesar da queda de quatro posições em dois anos. A pesquisa mostra que à política anticíclica adotada pelo Chile estimulou mais do que qualquer outro na região sua economia durante a crise. Seguido aparecem, Porto Rico (42º), Barbados (44º) e Costa Rica (55º). Ao perder estabilidade os Estados Unidos perdem a hegemonia e o primeiro lugar no relatório para a Suíça. A diferença na avaliação é de apenas 0,01 ponto, tendo 5,60 o primeiro lugar e 5,59 o segundo. Contudo, a confiança na principal potência permanece muito abalada. Em seguida na lista estão Cingapura, Suécia, Dinamarca e Finlândia. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Crise econômica mundial muda perfil das exportações brasileiras

...gundo dados da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Essa inversão se manteve nos meses seguintes, e a previsão da AEB é de que, no acumulado de 2009, os produtos básicos representem em torno de 41% do total exportado, ante 40% de manufaturados. Se essa projeção for confirmada, será a primeira vez em mais de 30 anos que a fatia das vendas externas d...

Exportações de couro acabado reagem em julho

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com informações Portal DBO...

Países árabes, quarto maior destino das exportações brasileiras

...nto de Mercados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Rodrigo Solano, o crescimento das exportações para os árabes que vem ocorrendo este ano foi fortemente sustentado pelas exportações de açúcar, que cresceram 49,3% no período. Sai a Índia entra o Brasil O fato de a Índia ter passado de fornecedor para comprador, entre outros fatores, teve impacto nas exportações brasileiras para o mundo árabe. Os árabes tendem a comprar mais do Brasil, e a alta nos preços da commodity fazem com que a receita das exportações cresça ainda mais. De fato, de janeiro a julho deste ano as exportações de açúcar para os países árabes cresceram 50% registrando uma receita US$ 1,2 ...

Balança da primeira semana de setembro tem superávit de US$ 480 milhões

..., fechou com uma corrente de comércio (soma de exportações e importações) de US$ 4,996 bilhões (média diária de US$ 1,249 bilhão). As exportações foram de US$ 2,7...

Dólar fecha em baixa e atinge o menor nível em um mês

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgados nesta terça-feira, o superávit comercial brasileiro foi de US$ 480 milhões na primeira semana de setembro. Do lado dos prognósticos, a Vale emitiu nesta sessão US$ 1 bilhão em bônus de 10 anos, segundo fontes de mercado. Em relatório, a empresa de consultoria em futuros e commodities FCStone do Brasil ponderou, contudo, que o cenário internacional como um todo permanece rodeado de incertezas, com os investidores ainda ansiosos por números que mostrem uma retomada mais firme. "Dessa forma, o dólar permanece sob pressão de ambos os lados e, enquanto não se definir melhor uma das tendências... o intervalo entre R$ 1,80 e R$ 1,90 deve ser respeitado", avaliou a equipe de consultores da empresa. Pela manhã, o Banco Central (BC) informou através do relatório semanal Focus que as instituições financeiras pesquisadas mantiveram as perspectivas para a taxa de câmbio para o final de 2009 e 2010 em R$ 1,85. No mercado local, segundo números disponibilizados no site da BM&FBovespa, o giro interbancário somava US$ 1,7 bilhão, às 16h25, em operações com liquidação em dois dias (D+2). Com informações da Reuters. ...

Exportações brasileiras para os EUA se recuperam em agosto

...na, comentou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. As vendas para os Estados Unidos cresceram 27,7% no mês passado sobre julho, principalmente de produtos como laminados, petróleo, máquinas e equipamentos, siderúrgicos, químicos, celulose e aeronaves. O comportamento das vendas externas em agosto reduziu um pouco a que...

ONU defende nova moeda internacional

...aço das Nações Unidas para o comércio e o desenvolvimento), uma das hipóteses é a criação de uma espécie de banco central global (que também poderia ser o FMI, reformado), que emitiria uma moeda de reserva “artificial” -como o bancor, proposto por John Keynes, em Bretton Woods, em 1944. O bancor seria uma moeda internacional destinada a ajustar os desequilíbrios nos balanços de pagamento dos países (que, no entanto, continuariam com suas próprias divisas). “Uma possibilidade é que os países concordem em trocar suas próprias moedas por uma nova, de modo que a moeda global seria lastreada por uma cesta de divisas de tod...

Países voltam a discutir Doha, enquanto aumentam os subsídios

...ha da Organização Mundial do Comércio (OMC). Mas, enquanto os discursos serão usados para mostrar compromisso com a reforma do sistema comercial, a realidade é que americanos e europeus ampliam os subsídios. Em alguns setores, o aumento é de 400% nos últimos três anos. O Brasil e outros países em...

Trocas entre Brasil e Portugal caem 37% desde janeiro

O comércio entre o Brasil e Portugal, de janeiro a ag...

Brasil acompanha Europa e EUA e eleva subsídio em 14%

...es da Organização Mundial do Comércio (OMC), os principais players nas negociações sobre a liberação do comé...

Exportações brasileiras para os EUA se recuperam em agosto

...na, comentou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. As vendas para os Estados Unidos cresceram 27,7% no mês passado sobre julho, principalmente de produtos como laminados, petróleo, máquinas e equipamentos, siderúrgicos, químicos, celulose e aeronaves. O comportamento das vendas externas em agosto reduziu um pouco a que...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Recuperação mundial vai ocorrer mais cedo, diz OCDE

...sas, a potencial retomada do comércio internacional e a resistência dos grandes países emergentes à crise, especialmente a China. “A recuperação da atividade econômica [nos grandes mercados emergentes], que começou no início deste ano, está ganhando força”, afirma o texto. Segundo a OCDE, o Produto Interno Bruto (PIB) dos países do G-7, grupo das sete maiores economias do mundo, deverá se retrair em 3,7% este ano, previsão mais otimista do que a feita pela organização em junho, que era de uma queda de 4,1%. O relatório estima cenários melhores para o Japão e a Zona do Euro, a manutenção das projeções para os Estados Unidos e uma piora no quadro da Grã Bretanha. Como resultado dessa situação em geral mais favorável, o texto estima uma melhora no mercado de trabalho. A OCDE ressalta, porém, que o ritmo da retomada deverá ser modesto por algum tempo. Esse quadro deverá se manter por boa parte do próximo ano, segundo o relatório. A entidade não espera um aumen...

Câmbio tem fluxo positivo de US$ 2,8 bi

...ada de US$ 10,918 bilhões no comércio exterior. O Banco Central também informou hoje já ter comprado US$ 2,411 bilhões em agosto no mercado de dólar à vista. Essas compras são aquelas que afetam o nível das reservas internacionais, que estão próximas do nível recorde de US$ 220 bilhões. No acumulado do ano, as intervenções já somam US$ 10,6 bilhões. O Banco Central também registrou o retorno para as reservas de empréstimos em dólares que venceram nesse período. Foram US$ 100 melhores de operações de recompra, que voltaram no dia 3 de agosto. Com informações Valor Econômico...

OMC espera terminar rodada de Doha em 2010

...os da Organização Mundial do Comércio (OMC) reunidos em Nova Délhi esperam concluir a Roda...

Reação global impulsiona as exportações

...da não reverte a retração do comércio. "Ainda estamos exportando menos do que em 2008, mas em agosto tivemos uma reversão dessa tendência, com retomada de vendas em mercados que vinham registrando quedas consecutivas, incluindo a América Latina", afirmou o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral. Embora a retração persista em locais como África e Leste Europeu, aumentaram os embarques para a União Europeia e o Oriente Médio. Mesmo considerando o crescimento das vendas como um movimento típico desta época do ano, na qual se intensifica a formação dos estoques, Barral lembrou ...

Vendas externas do complexo carne recuam em agosto

...tre do ano. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

A perspectiva para a exportação e competitividade

...á o bastante para reanimar o comércio exterior mundial que tão fortemente caiu com a crise. Mesmo que o câmbio não esteja favorável, o produtor brasileiro não deixará de exportar caso, de fato, a demanda externa tenha uma melhora. Vai preferir isso a nada, na esperança de que o câmbio um dia melhore. Muita gente vai dizer que isso prova que não é a valorização cambial o fator determinante dos nossos limites para exportar, mas essa conclusão não é correta. O câmbio é um dos determinantes das vendas ao exterior, ao lado da demanda externa. O câmbio é mais importante para o dinamismo das vendas ao exterior de produtos manufaturados a médio e longo prazo e é indutor de investimentos para exportação. Se as economias centrais superarem a recessão, haverá mais exportação de produtos brasileiros, mas também outros países irão querer exportar mais e ai a valorização excessiva da nossa moeda e o atraso brasileiro em outros fatores de competitividade farão a diferença, de forma que nesse processo o Brasil pode ficar para trás. Se o Brasil desejar voltar a ter a baixa participação que tinha no comércio mundial antes da crise (por volta de 1%) não poderá se contentar com apenas algum crescimento das expor...

Acordos bilaterais não substituem Doha, diz Lamy

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy. Ao seu lado, o presidente da Câmara Internacional de Comércio, Victor Fung, declarou que o atalho seria “mortífero”. A alternativa foi citada mais recentemente pelo chanceler brasileiro, Celso Amorim, e outros negociadores como um caminho a seguir enquanto a rodada glo...

Brasil terá em breve lista de sanções contra os EUA, diz Amorim

...os. A Organização Mundial do Comércio (OMC) deu ao Brasil o direito de fazer retaliações comerciais reconhecendo que os EUA ultrapassam os limites de protecionismo. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, disse hoje que ...

Importação cresce com preços baixos

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) e na variação do dólar, indicam que os itens importados baixaram mais de preço do que os itens nacionais. Além de alguma redução no próprio preço em dólar, os produtos foram beneficiados pela apreciação do real, o que os tornou mais competitivos frente aos produtos nacionais. No acumulado do ano, os preços de bens duráv...

Balança de agosto fecha com superávit de US$ 3,074 bilhões

...a. No período, a corrente de comércio (soma dos valores exportados e importados) fechou em US$ 24,608 bilhões (média diária de US$ 1,172 bilhão) e cresceu 6,3% na média por dia útil, em relação a julho passado (US$ 1,102 milhão) . Na comparação com agosto de 2008 (US$ 1,171 bilhão), houve queda de 33,8%. As exportações, por sua vez, ficaram em US$ 13,841 bilhões (média diária de US$ 659,1 milhões). Na comparação pelo resultado médio diário, o valor foi acresc...

Barreiras de países vizinhos afetam setor calçadista brasileiro

...res. "Pelo menos o desvio de comércio (importações de países asiáticos) está sendo evitado pela Argentina, conforme foi acordado." TRAVAS - Quanto ao Equador, o país criou travas - sobretaxação das importações (em torno de 30%) e a exigência de certificados de qualidade e ensaios laboratoriais - o que vem complicando os negócios desde o final do ano passado. "O Equador está cobrando US$ 10 de taxa por par, quando o preço médio do sapato brasileiro ficou em US$ 13 em julho", disse Klein. Quanto às certificações, os calçados precisam ser enviados a Miami para que uma empresa homologue vários itens. Ou seja, mais custos e menos competitividade ao sapato brasileiro. Problema é a saída de divisas Já com a Venezuela, o problema é financeiro. Ao centralizar as operações de câmbio, o governo Hugo Chávez controla os pagamentos, ou seja, decide quem recebe o dinheiro devido pelos importadores. "Há várias indústrias nesta situação, que envolve uma quantia de vulto", contou Klein. E não são apenas os calçadistas que têm dinheiro a receber. No setor moveleiro, apenas uma empresa aguarda US$ 3,2 milhões. Já no setor de máquinas passam de US$ 10 milhões os valores retidos. Fato que levou o presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Setores Coureiro-Calçadista e Moveleiro, deputado federal Renato Molling, a pedir apoio do preside...

Brasil deve pedir quebra de patentes para retaliar os EUA

... se a Organização Mundial do Comércio (OMC) aprovar a solicitação brasileira e decidir que o país pode fazê-lo, em retaliação aos subsídios concedidos aos fazend...

Rússia não planeja interromper importações de carne suína e de frango

...sso à Organização Mundial do Comércio (OMC), o dirigente russo informou que essa questão ainda não foi definida pelo governo russo. Mas não escondeu que as importações de carnes serão cada vez menores, “até atingirem um nível mínimo que não coloque em risco a segurança alimentar da Rússia”. Com informações Agrolink...

Secex restringe licenças de importação para pneus usados

A Secretária de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvol...

Com trunfo na OMC, Brasil decide como atingir EUA

... OMC (Organização Mundial do Comércio) anuncia hoje em Genebra o tamanho e a forma das sanções que o Brasil poderá aplicar contra os EUA por conta de subsídios dados pelo governo americano a seus produtores de algodão. Mas nem por isso estará encerrado o longo périplo iniciado em 2002: com um trunfo nas mãos, Brasília preci...

Dois projetos para integrar o Mercosul

...os do bloco, impulsionando o comércio e a integração da região. Doze anos depois, ainda faltam ser concluídos cerca de 20% do trajeto, que deverá unir uma rota que tem um dos maiores intercâmbios come...

Exportação de papel aos árabes cresce 82%

...m dados obtido no Sistema de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a receita com vendas de papel para a região passou de US$ 23,3 milhões nos sete p...

Brasil e China podem substituir dólar no comércio bilateral

...lementação de um programa de comércio bilateral nas respectivas moedas - real e renmimbi -, em substituição do dólar americano, medida que já ...

Camex aprova financiamento a exportações de pequenas empresas

...ho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou resolução nesta quarta-fe...

Comércio mundial sobe 2,5% em junho; maior alta em 11 meses

O volume de comércio mundial aumentou 2,5% em junho na comparaç...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior...

Comércio mundial sobe 2,5% em junho; maior alta em 11 meses

O volume de comércio mundial aumentou 2,5% em junho na comparaç...

Proex financiará pré-embarque de pequena empresa

...pelos ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex). “Essa medida preenche uma lacuna e complementa o esforço do governo ao criar o seguro-exportação para empresas de menor porte”, comentou a secretária-executiva da Camex, Lytha Espíndola. O seguro-exportação para as empresas com até R$ 60 milhões em faturamento anual e US$ 1 milhão de exportações por ano foi criado em novembro, mas ainda não entrou em operação, por dificuldades na regulamentação e na constituição das apólices. “Estamos trabalhando para iniciar o funcionamento do seguro de crédito a qualquer momento”, disse o coordenador de Comércio Exterior da Assessoria...

Austrália quer aumentar relação comercial com Brasil

...a Copa do Mundo. O volume do comércio entre Brasil e Austrália subiu de US$ 598 milhões em 2003 para US$ 2,48 bilhões em 2008. Fonte: Folha de São Paulo...

Comércio mundial sobe 2,5% em junho; maior alta em 11 meses

O volume de comércio mundial aumentou 2,5% em junho na comparaç...

Exportações têm alta de 14%

...sado. Dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, mostram que nos sete primeiros meses foram vendidos ao exterior US$ 554,523 milhões em produ...

Não é hora de mexer no câmbio, avalia Eris

...quadro econômico é grave e o comércio global ainda está em colapso. Não é possível esperar uma recuperação rápida dos investimentos. Fonte: Valor Econômico...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior...

Brasil é o 2º maior exportador de minérios à China

...no período. Fonte: Diário do Comércio ...

Eximbank precisa sair logo, diz Coutinho

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, já foi apresentado para o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e está em discussão para ser levado ao presidente. "Essa é uma matéria de interesse nacional e é um projeto de urgência", afirmou o presidente do BNDES, presente em evento do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), em São Paulo, voltando a defender que a criação desse banco deve ser realizada o mais ...

Recessão derruba preços de importações no país

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Para Fernando Ribeiro, economista-chefe da Funcex, a “deflação importada” provocou dois impactos na economia brasileira, um positivo e o outro negativo. Com a ajuda da valorização do real, os importados baratos auxiliaram no controle da inflação. Por outro lado, as margens de lucro das empresas nacionais vão seguir apertadas, mesmo com a recuperação da atividade. Os preços de importação brasileiros subiram 0,7% em julho em relação e junho, e 2,2% em junho em relaçã...

Sauditas querem veto ao frango brasileiro

... toneladas. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Setor têxtil crítica acordo que facilita venda ao Brasil da produção boliviana

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), de janeiro a julho não houve importação desses itens vindos da Bolívia. No ano de 2008, foram importados 1.622 toneladas de produtos de cama, mesa e banho, no valor equivalente a US$ 2,011 milhões. As importações totais de têxteis da Bolívia em 2008 somaram US$ 3,8 milhões no ano passado, o equivalente a 1.516 toneladas de produtos. Em 2007, as importações somaram US$ 3,3 milhões. “O limite de US$ 21 milhões é muito alto se for considerada a média importada pelo Brasil atualmente”, disse o executivo. A Abit enviará nesta semana um ofício ao ministério questionando o acordo. O acordo resultou de uma negociação entre os países após a suspensão das preferências tarifárias com os EUA, em 2008. O governo americano condicionava incentivos fiscais para exportação ao combate ao narcotráfico. Fonte: Valore Econômico...

Superávit comercial atinge US$ 18,94 bilhões no ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. As exportações somaram US$ 9,60 bilhões nesse período, aumento de 4,1% na média diária. Na comparação com o mesmo período do ano passado, que é afetada pelos efeitos da crise econômica, houve queda de 31,9%. Já as importações ficaram e...

Comércio exterior de alimento está sob ameaça, dizem fiscais

...ica e animal, meio ambiente, comércio internacional e turismo. Do ponto de vista do agronegócio, as exportações brasileiras ficarão seriamente ameaçadas se confirmadas as infrações. Pelo Porto de Santos passa a maior parte da produção agropecuária do País e uma das acusações dos fiscais federais é a de que seria comum a liberação ilegal de carnes, produtos lácteos, ovos e mel. Segundo o veterinário Alexandre dos Reis I...

Média exportada cai 3% na terceira semana de agosto

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), essa queda foi decorrente da diminuição no embarque de produtos básicos (-13,8%), por causa, principalmente de soja em grão, petróleo em bruto e carne bovina, suína e de frango. As vendas de manufaturados, por outro lado, tiveram crescimento de 6%, com destaque para as exportações de autopeças, óleos combustíveis, suco de laranja, chassis com motor, óxidos e hidr...

Terceira semana de agosto tem superávit de US$ 415 milhões

... 544 milhões). A corrente de comércio (soma das exportações e importações) ficou em US$ 5,855 bilhões (média diária de US$ 1,171 bilhão). No acumulado do mês de agosto, com 15 dias úteis, a balança apresentou superávit de US$ 2,030 bilhões (média diária de US$ 135,3 milhões). A corrente de comércio no período é de US$ 17,172 bilhões (média diária de US$ 1,145 bilhão), com exportações em US$ 9,601 bilhões (média diária de US$ 640,1 milhões) e...

Barreiras a vencer no comércio internacional

...e exportação e importação. O comércio internacional caiu drasticamente por efeito da contração do crédito decorrente do agravamento da tur...

Brasil cobra da Venezuela redução de barreiras ao comércio externo

... bilhão para o Brasil em seu comércio com a Venezuela entre janeiro e julho camufla a corrosão das exportaçõe...

Vendas do agronegócio aos árabes continuam a crescer

...ta de uma particularidade do comércio com a região, mas de algo que se repetiu em escala global. Na seara das carnes houve diminuição da demanda mundial, e, no que diz respeito ao óleo, o que caiu foi a oferta brasileira. Além do açúcar, soja em grãos e cereais, cresceram também as exportações de farelo de soja, café, carnes industrializadas, fumo e animais vivos. Ocorreu aumento nas vendas para os cinco principais mercados na região: Arábia Saudita (18,6%), Emirados (29,6%), Egito (10,2%), Argélia (36,4%) e Marrocos (25,7%). Houve crescimento expressivo para destinos como o Iêmen (50,5%), Líbano (26,2%), Iraque (81,7%), Mauritânia (41%), Sudão (140%), além de Djibuti e Somália. Fonte: www.anba.com.br...

Brasil e Argentina terão sistema de troca de moedas

...garantias e segurança para o comércio em moeda local entre Argentina e Brasil. Mantega afirmou que o sistema será semelhante ao firmado, no auge da crise financeira, entre Brasil e Estados Unidos, que pôs à disposição do Brasil US$ 30 bilhões, em 2008. O sistema, renovado para até 2011, não foi usado por “falta de necessidade”, segundo o governo brasileiro. (Colaborou Azelma Rodrigues, do Valor Online. Fonte: Valor Econômico...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com especialização em comércio exterior...

Sobretaxa para tênis chinês divide indústria

...ero, de Brasília A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decide, na próxima semana, se o Brasil...

Camex reduz impostos para 259 produtos

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou uma lista com 25...

Recessão derruba preços de importações no país

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Para Fernando Ribeiro, economista-chefe da Funcex, a “deflação importada” provocou dois impactos na economia brasileira, um positivo e o outro negativo. Com a ajuda da valorização do real, os importados baratos auxiliaram no controle da inflação. Por outro lado, as margens de lucro das empresas nacionais vão seguir apertadas, mesmo com a recuperação da atividade. Os preços de importação brasileiros subiram 0,7% em julho em relação e junho, e 2,2% em junho em relaçã...

Argentina ainda retém produto brasileiro, reclama exportador

... OMC (Organização Mundial do Comércio) não pode ultrapassar os 60 dias. Segundo a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), são 160 categorias de mercadorias do segmento que estão encalhadas esperando a boa vontade da burocracia argentina, sobretudo os itens para cama, mesa e banho. A medida, que já vem sendo aplicada há dez meses sob o pretexto da crise ec...

Barreira mexicana irrita exportadores brasileiros de carne suína

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) com a adoção de barreiras não-tarifárias por parte de diversos países, fato que prejudica o produtor brasileiro. No caso da carne suína, além do México, salta aos olhos a posição do governo das Filipinas, que já efetuou a análise técnica do produto brasileiro, mas ainda não abriu o mercado. Outro caso apurado por PortoGente envolve as autoridades da Coreia do Sul, que após dois anos de insistência enviou um questionário referente às condições sanitárias ao governo brasileiro, mas ainda não deu qualquer indicação de que firmará acordos com o Brasil. O presidente da Abipecs espera que o Governo Federal tenha aproveitado a visita ao Brasil do presidente do México, Felipe Calderón, para manifestar...

México resiste em ampliar acordo com País

...o para cerca de 800 itens do comércio bilateral. O presidente do México, Felipe Calderón, reconheceu ontem que há “resistências ideológicas, precon...

Comércio exterior tem queda de 25% em 2009

...ior neste ano, a corrente de comércio - que é a soma das exportações com importações - está 25,7% menor que ...

Livre-comércio a caminho

...adoção de um acordo de livre-comércio para incentivar as correntes comerciais e de investimentos entre as duas maiores economias da América Latina. “Recebo com muito interesse a proposta dos empresários brasileiros. Precisamos ser superiores aos medos e preconceitos e, por isso, me ofereço p...

Recessão derruba preços de importações no país

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Para Fernando Ribeiro, economista-chefe da Funcex, a “deflação importada” provocou dois impactos na economia brasileira, um positivo e o outro negativo. Com a ajuda da valorização do real, os importados baratos auxiliaram no controle da inflação. Por outro lado, as margens de lucro das empresas nacionais vão seguir apertadas, mesmo com a recuperação da atividade. Os preços de importação brasileiros subiram 0,7% em julho em relação e junho, e 2,2% em junho em relaçã...

Segunda semana de agosto registra superávit de US$ 680 milhões

...esultando em uma corrente de comércio (soma dos valores exportados e importados) de US$ 5,704 bilhões (média diária de US$ 1,141 bilhão). O saldo comercial (diferença entre os valores exportados e importados) foi superavitário em US$ 680 milhões (média diária de US$ 136 milhões). Na comparação pela média diár...

Análise conjuntural de Mercado

...apitais especulativos, e, no comércio exterior ocorre um saldo muito elevado para os volumes envolvidos. Para este cenário, o BC tem agido para evitar apreciação maior do real, com uma estratégia de acúmulo de reservas cambiais com elevado custo financeiro, já que sem poupança, compra dólares injetando reais no mercado e depois os esteriliza com a emissão de títulos com conseqüente aumento da dívida pública em reais, e assume um custo da diferença do custo de captação em reais e aplicações em dólares. Contudo, o país tem um mercado de derivativos muito sofisticado e que estimula movimentos especulativos no mercado futuro de câmbio, para os quais o BC não tem instrumento técnico operacional adequado para conter, onde os especuladores buscam otimizar ganhos nos investimentos no país, não só nas aplicações em si, mas também sobre a moeda com uma variação cambial favorável e deste movimento surge a pressão maior de apreciação do real, e este fato foge à percepção ou não é enfatizado pelos analistas. Simpex/TOV...

Exportações da indústria recuam 18% em julho

...mo (15%). Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Governo vence queda de braço com exportadores

...com a Organização Mundial do Comércio (OMC). — Se a OMC condenar o incentivo, por considerá-lo subsídio à exportação, os exportadores brasileiros terão até 90 dias para devolver o dinheiro. E, como (os árbitros internacionais) vão se respaldar no que foi decidido na Justiça brasileira, todas as exportações brasileiras, todas, poderão sofrer retaliações — advertiu ele. No plenário do Supremo, foram analisados três recursos contra o STJ, todos negados pelos ministros. Fonte: O Globo...

Setor têxtil tenta contornar queda de 23% na exportação

...ecuaram 17,9%. A corrente de comércio no mesmo período é de US$ 2,794 bilhão, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. "As exportações caíram como era previsível. Em primeiro lugar, pela crise mundial e a recessão do comércio exterior. Outros fatores que agravaram o cenário estão atrelados a restrições de nossos principais parceiros, com destaque para a Argentina, que representa 28% das vendas externas e recuou 44,7% este ano na comparação com o mesmo período de 2008. Outros países da América do Sul fizeram o mesmo, como a Venezuela, com queda de 9,27%. Já os Estados Unidos apresentaram uma queda de consumo muito grande (38,4%) e, consequentemente, uma queda nas compras do setor", explicou. Pimentel ainda acredita no potencial do setor. Contudo, alerta que se o Brasil voltar a crescer e o consumo interno voltar a aumentar, quem irá atender essa demanda será o comércio externo, pois será mais vantajoso importar do que comprar produtos fabricados internamente. "O Brasil tem um desafio enorme para a integração da cadeia, pois um fato relevante é que poucos países do mundo detêm o conhecimento de toda a cadeia. O Brasil ainda faz t...

Brasil amplia exportações para novos mercados

...nsal do Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da Fiesp. De acordo com estudo elaborado pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, a troca comercial com a China também cresceu outros US$ 3 bilhões, sobre o volume negociado nos seis primeiros meses de 2008. “Nos últimos 12 meses, o Brasil diversificou seu mercado de exportação”, indicou Barros. Ele explicou que o Brasil se beneficia da mudança do “centro de gravidade capitalista” para a Ásia. Mas frisou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nos próximos anos d...

Brasil exporta 20% menos produtos agrícolas em julho

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil). Em compensação, as exportações de álcool foram de US$ 175 milhões, registrando queda, em dólar, de 37,7%. O País exportou uma quantidade 18,3% menor e os preços caíram 23,7%. No acumulado dos sete primeiros meses deste ano, as exportações somaram US$ 37,731 bilhões, uma queda de 9,5% em relação ao mesmo período de 2008. As exportações caíram 13%, totalizando US$ 5,883 bilhões. Com esses resultados, o saldo da balança comercial do agronegócio diminuiu de R$34,953 bilhões para US$ 31,847 bilhões. Com informações Guia Marítimo...

Exportadores reclamam, mas para Mantega crise já acabou

...ise. Segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, apresentou reclamações pontuais em relação ao mercado externo e foi seguido por outros empresários. Barral contou, no entanto, que a maioria das manifestações foi positiva, mostrando que vários setores já retomaram o crescimento e que estão otimistas em relação...

Brasil tenta ampliar exportações

...superintendente da Câmara de Comércio Brasil Venezuela, Luciano Wexell Severo. O Brasil já é o terceiro maior exportador de produtos para a Venezuela - com US$ 5,15 bilhões exportados em 2008. Esse valor é inferior apenas ao dos EUA (US$ 12 bilhões) e da Colômbia (US$ 6,1 bilhões). A Argentina vem em sétimo lugar, com US$ 1,2 bilhão. Só no ano passado, a Venezuela importou do Brasil dez vezes mais do que exportou, tornando-se responsável por 20% do superávit da balança comercial brasileira. MERCOSUL Apesar de ainda ocupar posição modesta, Buenos Aires partiu na frente e ontem conseguiu bons acordos com Caracas. O Brasil espera reverter o quadro no dia 19 de agosto, quando levará à Venezuela uma missão com 80 empresários, além de membros dos Ministérios das Relações Exteriores e do Comércio e Indústria. Eles dirão aos venezuelanos que estão prontos para cobri...

Exportações do agronegócio caíram 20% em julho

...1 bilhões. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Exportador vê poucas saídas para conter valorização do real

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, o ideal seria uma reforma tributária para diminuir a carga de impostos que recaem sobre os produtos exportados. São tributos indiretos, como PIS/Cofins e IPI, mas ninguém acredita em uma reforma tributária hoje, a pouco mais de um ano das eleições presidenciais de 2010. Enquanto isso, a China está ampliando de forma significativa sua presença em mercados emergentes, como os países da América do Sul. Os cálculos de José Augusto de Castro são que os pro...

Mercosul - conformismo com o fracasso?

...rnos e os fortes reflexos no comércio exterior e, consequentemente, no câmbio, foram crescendo. O Mercosul foi absorvendo os impactos de políticas macroeconômicas divergentes. A união aduaneira ficou cada fez mais distante. Os posicionamentos nos fóruns de negociações comerciais, quase uma farsa. O Mercosul somente sobrevive em razão do forte sentido de união de vizinhos, que politicamente se aproximaram de fato. Opinar sobre a política econômica da Argentina é responsabilidade de seus cidadãos. Destruir a competitividade da agricultura argentina, a ponto que se projeta terem que importar carne bovina em 2010, é um equívoco de graves consequências. Cabe-nos somente nos solidarizarmos com o lado que confrontou o governo Kirchner nos inúmeros embates contra o imposto nas exportações agropecuárias. Atrelar a política de inserção comercial do Brasil à aprovação do governo argentino, pois o Mercosul assim obriga, é resignar-se ao fracasso. Imaginar que o Mercosul pode continuar realizando negociações comerciais em conjunto é um engano. Só nos cumpre agora negociar uma saída para a camisa de força que se tornou o Tratado de Assunção. O fracasso da Rodada Doha, no campo multilateral, não é responsabilidade do Mercosul, porém certamente o Brasil poderia ter tido uma postura mais agressiva, não estivesse ligado a um vizinho cujo setor industrial se esconde atrás de uma distorção cambial, reflexo da tributação nas exportações. Com isso, o setor agrícola perde alcance no mercado externo. Infelizmente, o governo Lula tem praticado uma política míope e inconsistente para o Mercosul. A contemporização com o rumo equivocado tomado pela Argentina nos últimos anos pode ter aparente sentido político, mas acarreta implicações econômicas que não podem ser ignoradas. Já faz muitos anos que o Brasil deveria ter ale...

Apesar da reação, exportações devem ter queda de 32% este ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “Tivemos uma queda cavalar”, afirma o diretor secretário da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas, Carlos Pastoriza. No seu setor, a retração foi de 30% nas exportações do primeiro semestre deste ano ante o mesmo período de 2008. A estagnação dos investimentos no mundo e a valorização do real em relação ao dólar fizeram a exportação despencar. “Não vejo melhora para o segundo semestre. O mundo desenvolvido ainda está numa situação complicada.” Também as montadoras de veículos não enxergam uma reversão nas exportações para os próximos meses em razão da queda das compras feitas pela Argentina e pelo México, os principais importadores do carro brasileiro. Segundo a Anfavea, no início do ano, a expectativa era exportar 500 mil veículos e agora essa projeção foi revista para pouco mais de 400 mil unidades. Em 2008, foram exportados 735 mil veículos. Fonte: O Estado de São Paulo...

Comércio Brasil-Paraguai voltará a crescer, prevê secretário executivo do MDIC

O comércio entre Brasil e Paraguai já demonstra recup...

Exportações aos árabes somam US$ 5,2 bilhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Na mesma comparação, as exportações totais do Brasil caíram 24%. O aumento das vendas brasileiras de açúcar (+49,38%), aeronaves (+62,7%) e soja (+186,96%) ao mercado árabe com...

Exportações começam agosto em ritmo mais forte que as importações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, divulgados hoje (10), os exportadores nacionais aumentaram os embarques de produtos semimanufaturados em 13,2% no início do mês, considerando-se o critério de média diária. Também venderam mais 7,9% de produtos básicos e 3,8% de manufaturados. Em compensação, as importadoras brasileiras compraram 48,1% menos combustíveis e lubrificantes, e as quedas foram acentuadas também na aquisição de químicos orgânicos e inorgânicos (-7,8%) e produtos farmacêuticos (-7%). Na comparação com a média diária de agosto de 2008, a média de exportações obtida na semana passada caiu 30,4%. Mas, aí também, as importações tiveram pior desempenho e recuaram 43,7%. No ano, as exportações foram 23,6% menores, enquanto as importações caíram 30,1%. De modo geral, as exportações têm caído menos que as import...

Exportador vê poucas saídas para conter valorização do real

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, o ideal seria uma reforma tributária para diminuir a carga de impostos que recaem sobre os produtos exportados. São tributos indiretos, como PIS/Cofins e IPI, mas ninguém acredita em uma reforma tributária hoje, a pouco mais de um ano das eleições presidenciais de 2010. Enquanto isso, a China está ampliando de forma significativa sua presença em mercados emergentes, como os países da América do Sul. Os cálculos de José Augusto de Castro são que os pro...

Superávit comercial do País cresce 22,4%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), o saldo comercial acumulado no ano é 22,4% superior ao verificado no mesmo período do ano passado, de US$ 14,58 bilhões. Apesar disso, a corrente de comércio, que é a soma das exportações e das importações, totaliza US$ 156,89 bilhões no ano, um nível 25,1% menor que o registrado no mesmo período de 2008 (US$ 209,45 bilhões). As exportações no ano têm média diária de US$ 582,5 milhões, o que representa uma queda de 23,6% em relação ao...

Balança da primeira semana de agosto tem superávit de US$ 935 milhões

... resultou em uma corrente de comércio (soma das exportações e importações) de US$ 5,613 bilhões (média diária de US$ 1,123 bilhão). De janeiro até a primeira semana de agosto de 2009, a balança comercial apresentou saldo positivo de US$ 17,848 bilhões (média diária de US$ 119 milhões). Na comparação com o mesmo período de 2008, o aumento foi de 22,4% (em valor) e de 19,9% (pela média diária). No acumulado do ano, as exportações chegaram a US$ 87,369 bilhões (média diária de US$ 582,5 milhões) e as importações a US$ 69,521 bilhões (média diária de US$ 463,5 milhões). A soma dos valores exportados e importados resultou em uma corrente de comérc...

Empresários do Brasil e do México querem acordo

...derón e pressiona para que o comércio entre os países seja facilitado até junho de 2010 Raquel Landim Empresários do Brasil e do M...

Exportações em queda

... ano, quando a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) informou que as 40 maiores empresas exportadoras de Santa Catarina venderam 11,92% a menos também em relação ao mesmo período do ano anterior, com a principal retração ocorrendo nas exportações para a Argentina. Não surpreende, diante das restrições cada vez mais abrangentes que o governo de Buenos Aires vem impondo aos produtos brasileiros, num verdadeiro festival de medidas protecionistas, que o governo brasileiro tem aceitado, passivamente, em nome de uma duvidosa política externa em relação aos vizinhos e parceiros bela parceria esta no Cone Sul. As restrições impostas pela Argentina, como enfatizou o direto...

Vistoria de ganhos e perdas no comércio exterior

...rsos agentes relacionados ao comércio exterior, tornandose uma ferramenta fundamental no combate às fraudes. O serviço foi disponibilizado em 21 de agosto de 2002, para todas as Unidades Aduaneiras e está ligado a Receita Federal do Brasil. O sistema foi desenvolvido pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), sendo um instrumento de consulta e análise de dados relativos ao comércio exterior, qu...

Argentina quer reduzir importações têxteis do Brasil em 30%

... que tem dificultado muito o comércio exterior e não tem cumprido prazos para liberação das licenças. Além disso, o câmbio não está favorável e houve diminuição do consumo", explica Fernando Pimentel, diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit). Em rodada de negócios com a Abit na última semana, os argentinos exigiram redução de 30% das vendas de produtos brasileiros em relação ao ano passado para retirar as barreiras impostas. "As estimativas apontam que o mercado do setor têxtil argentino irá cair entre 18% e 20%, então eles querem a diminuição de 30% das importações brasileiras para preservar a produção local", justifica Pimentel, e afirma que os brasileiros discutirão uma contra-proposta para negociar. A indústria têxtil sofreu impacto violento no período de outubro a dezembro com a crise financeira que assolou a econ...

Indústria e exportador temem paralisação na venda de café

...l (Cecafé). Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Lula deve vetar acordo sobre IPI de exportadores

...do em 1969 para incentivar o comércio exterior, foi extinto ou continua em vigor. Anteontem, o Legislativo antecipou-se à Justiça e aprovou uma lei que regula um acordo entre governo e empresas exportadoras, pelo qual o benefício valeria até 2002. Essa lei entrou de "contrabando" na Medida Provisória 460, que não trata desse assunto, mas da tributação de construtoras participantes do programa "Minha Casa, Minha Vida". De acordo com a regra, a União teria R$ 70 bilhões a pagar aos exportadores. Agora, cabe ao presidente Lula sancionar ou vetar o acordo. O veto, porém, não significa o fim do diá...

Micro e pequenas empresas são alvo de programa de exportação

...bens e serviços. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) deve aprovar na próxima reunião, marcada para o dia 26 de agosto, a criação do Proex pré-embarque. A secretária exec...

Mudanças no fluxo cambial

...rasil, financiamentos para o comércio exterior. O Banco Central, que havia substituído os bancos comerciais na realização dessas operações, foi reembolsado quando o custo dos Adiantamentos de Contrato de Câmbio (ACCs) foi reduzido de 4% mais Libor para 1,2% mais Libor. Com informações Portal Estadão...

Nova modalidade do Proex beneficia MPEs

...bens e serviços. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) deve aprovar na próxima reunião, marcada para o dia 26, a criação do Programa de Financiamento às Exportações (Proex...

A China é o principal parceiro comercial do Brasil

...icipação de cada um deles no comércio internacional. A crise afetou mais as importações brasileiras daquele país. As exportações brasileiras para a China que mais cresceram foram as de comodities, o que concentrou ainda mais a pauta em poucos itens de baixo valor agregado. Estudos da Apex-Brasil, entretanto, indicam que existe potencial de expansão das vendas de diversos produtos brasileiros de maior valor agregado, o que vem motivando uma série de ações de promoção comercial para aumentar a intensidade tecnológica das nossas exportações para a China. Um estudo de prospecção de mercado feito em 52 cidades chinesas detectou potencial para a ampliação das vendas dos seguintes setores: alimentos e bebidas, máquinas e equipamentos, construção civil e moda de alto luxo, além dos tradicionais de menor valor agregado como carne, cereais e minérios. Entre os produtos com maior potencial de contribuírem para o crescimento das noss...

Exportações de SC para Mercosul caem 11,8%

... que tem dificultado muito o comércio exterior e não tem cumprido prazos para liberação das licenças. Além disso, o câmbio não está favoável e houve diminuição do consumo", explica Pimentel. A Abit já está negociando com a Argentina para retomar o espaço perdido no mercado têxtil - especialmente para a China. Em rodada de negócios da semana passada, Pimentel conta que os argentinos exigiram redução de 30% das vendas de produtos brasileiros em relação ao ano passado para retirar as barreiras impostas. Os brasileiros irão negociar, e já estão discutindo uma contra-proposta. O diretor de relações industriais e institucionais da FIESC, Henry Quaresma, além de destacar a queda causada pela retração da economia, também acredita que as barreiras do país vizinho contribuíram para o resultado negativo. Os dados mostram que quatro dos cinco produtos mais exportados ao país vizinho tiveram queda nos embarques. No primeiro semestre de 2009 em relação ao mesmo período em 2008, dos cinco produtos mais exportados ao país, o único que teve crescimento foi o item motocompressor hermético. "As restrições impostas pela Argentina já são sentidas pelo setor exportador catarinense. Por isso, a indústria bra...

Governo prepara estratégia para promover Brasil na China

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), que detalharam a participação do país na exposição mundial que ocorrerá em Xangai, na China, no próximo ano. A estratégia consistirá em reforçar a ...

O comércio exterior se modifica

O comércio exterior em julho, pela média por dia útil...

Importações crescem 95% neste primeiro semestre

...ras modalidades que operam o comércio exterior. Os ganhos das operações começam na parte de documentação e vão até o tempo e prazo menores para a chegada das mercadorias nos destinos. Os incentivos fiscais do governo do Estado são apontados como o principal fator de atração das importações. Os benefícios prevêem redução de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de até 83,33% para produtos que não tenham similares produzidos em Mato Grosso. Além disso, todo o trâmite aduaneiro e o desembaraço da documentação tanto para importação quanto para exportação são feitos no próprio Estado, facilitando o procedimento para as empresas que querem vender ou comprar. Outra vantagem do Porto Seco está na proximidade, rapidez e segurança para aqueles que operam com a aduana. O importador ou exportador pode fazer o acompanhamento de todo o processo até a saída da carga sem a burocracia que, normalmente, acaba desestimulando o operador. O produtor também não precisa se deslocar de Cuiabá até aos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR) para encaminhar seus negócios. Por Diário de Cuiabá/MARCONDES MACIEL...

Retração da demanda internacional faz exportação de básicos cair 13,8% em julho

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou, nesta segunda-feira (3/8) o resu...

Importações crescem, e superávit da balança comercial cai em julho

...ês anterior. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, classificou como “quase estabilidade” o aumento das importações no mês passado. Ele disse que esse resultado foi muito influenciado pelas compras de produtos farmacêuticos, que cresceram 35%, principalmente por causa das encomendas feitas pelo governo. Segundo o Ministério da Saúde, a compra de medicamentos fora do padrão nos últimos três meses foi de Tamiflu, o remédio usado no tratamento da gripe suína, que somou R$ 60 milhões (cerca de US$ 30 milhões). O valor representa 17% do total de medicamentos importados pelo país. Barral acredita que a valorização cambial poderá surtir efeito no aumento das importações e consequente queda do saldo comercial a partir de “setembro ou outubro”. Ele disse que a cotação mais baixa da moeda americana estimula principalmente a compra de insumos pelas indústrias. Esses produtos têm maior participação na pauta de importações do que os bens de consumo, que também poderão ser mais importados...

Mantega vai negociar com exportadores crédito do IPI

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) fez um parecer no qual afirma que o acordo não fere as normas da Organização Mundial do Comércio (OMC). Essa era uma das ressalvas levantadas pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN). “Só é subsídio se a devolução foi superior ao nível de crédito acumulado. Mas não é. Só ICMS dá mais que os 15% (alíquota do crédito do IPI). Para a OMC, o que interessa é que no resultado final o País não esteja devolvendo mais do que foi pago na cadeia”, explicou uma fonte. Luiz Olavo Baptista, que integrou o órgão de apelação da OMC, afirma que o crédito-prêmio do IPI “é uma forma de ressarcimento dos tributos incidentes na cadeia de produção exportadora”. Fonte: O Estado de São Paulo...

Retração da demanda internacional faz exportação de básicos cair 13,8% em julho

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou, nesta segunda-feira (3/8) o resu...

Balança de julho fecha com superávit de US$ 2,928 bilhões

... junho último. A corrente de comércio do sétimo mês do ano foi de US$ 25,358 bilhões (média diária de US$ 1,103 bilhão), com exportações de US$ 14,143 bilhões (média diária de US$ 614,9 milhões) e importações de US$ 11,215 bilhões (média diária de US$ 487,6 milhões). A quinta semana de julho (dos dias 27 a 31), com c...

Estudo analisa mudanças nas alíquotas de importação

... Desenvolvimento Indústria e Comércio, o MDIC, a rebaixar as alíquotas, de 12% a 14%, para zero, de 15 tipos de aço. Na época, explica ele, os preços estavam elevados sim, mas não só no Brasil. Era no mundo todo e isso estimulava o comércio internacional. E havia temor no governo, com aquecimento da demanda interna, de que houvesse desabastecimento. A indústria local do aço contestou essa avaliação. Os consumidores aplaudiram. Mendes acaba de fazer um estudo, passados quatro anos e meio das duas medidas, no qual tece considerações sobre os dois momentos e os fatos que levaram à decisão do governo. Ele aborda desde as “dificuldades envolvendo as comparações de preços e produtos siderúrgicos” até a “crise financeira global e a siderurgia” para explicar a “decisão do governo brasileiro”. Segundo diz, o intuito do artigo é contribuir para o debate sobre a política comercial e produtos siderúrgicos no Brasil. Trata-se de tema sempre recheado de muita polêmica. Para Mendes, contratado pelo MDIC ainda em 2004, os argumentos dos envolvidos - usinas e consumidores -, via de regra, não são técnicos. “Prevalecem mais o lado emocional e os interesses de cada um”. Ele mostra que a comparação dos preços de aço entre diferentes países é bem mais complexa do que se imagina. Por isso, foram levantados seis problemas principais (e dez lições) que deveriam ser considerados na decisão. “Sem isso, o debate, como tem sido feito, torna-se improdutivo aos inte...

Exportação para mais países ajuda superávit

...esmo excluindo o petróleo no comércio bilateral com o continente, calcula Barros, há um crescimento de US$ 900 milhões no superávit do primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. O Oriente Médio também apresenta situação semelhante. A participação do bloco nas exportações do Brasil cresceu de 3,75% para 4,77%, com superávit de US$ 2,05 bilhões no primeiro semestre, bem superior aos US$ 464,37 milhões de saldo do mesmo período de 2008. Salim Taufic Schahin, presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, lembra que as exportações brasileiras aos 22 países árabes cresceram 4,1% no primeiro semestre, na comparação com janeiro a junho de 2008. No mesmo período as exportações brasileiras totais tiveram uma queda de 22%. Segundo Schahin, o que tem alavancado as vendas brasileiras aos árabes tem sido a ampliação da corrente de comércio com novos países. Também contribuiu o aumento da pauta de exportações. Cerca de 61% das vendas brasileiras aos países árabes ainda estão concentradas em produtos tradicionais como açúcar, carnes e minério de ferro. Ele destaca, porém, o maior comércio bilateral com Líbano e Egito e a venda de produtos novos como gado em pé, aeronaves e manufaturados, como calçados e roupas. Schain acredita que o ritmo de exportações para os países árabes deve continuar forte no segundo semestre. Rabih Nasser, professor do GV Law, explica que os contratos com novos parceiros comerciais têm sido assinados pelas empresas com base em pagamento antecipado ou carta de crédito irrevogável com bancos de primeira linha. “Isso neutraliza o risco de não receber, mais alto quando se trata de uma nova relação comercial”, diz. “Mas os importadores geralmente são grandes empresas que não têm tido dificuldade em conseguir as linhas de crédito junto aos bancos.” Segundo Nasser, com compradores tradicionais as condições de pagamento costumam ser mais flexíveis, com recebimentos a prazo, por exemplo. José Augusto Castro, vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), não acredita muito num movimento de diversificação de negócios em momentos de crise, em que a demanda por produtos no mercado internacional ainda está fraca. “A diversificação de mercados só é aplicada quando se fala em manufaturados”, diz. Para ele, o raciocínio não se aplica às commodities. “A compra de uma commodity agrícola, por exemplo, depende exclusivamente da vontade do importador. O exportador não tem controle de preço ou da quantidade”, defende. Castro acredita que haja um esforço de diversificação mas, para ele, é uma possibilidade ainda mais remota com a valorização do real. Fonte: Valor Econômico...

MDIC realiza missão comercial à Turquia, Cazaquistão e Uzbequistão

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) realizará em outubro de 2009, missão comer...

Acordo entre Mercosul e UE vira prioridade

...ciação de um acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia passou a ter, para o Brasil, prioridade maior que as discussões de liberalização comercial na Organização Mundial de Comércio (OMC), anunciou ontem o min...

Banco exportador será criado por MP na volta do recesso

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que conhece o ressentimento das empresas exportadoras pela falta de uma estrutura adequada de financiamento das exportações, assemelhada a um Ex-Im Bank, e pela perda de produtividade nominal decorrente do câmbio desfavorável. Apesar de a iniciativa ser bem vista, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) ressalva que o Banco não deve surgir com o mesmo...

Empresários reforçam necessidade de aprimorar relações Brasil-Chile

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, o crescimento da pauta bilateral é sinal de que a aproximação entre os países é promissora. “Empresários brasileiros e chilenos têm de trabalhar mais para aprimorar nossa relação comercial e melhorar o acesso ao mercado de nossos produtos, em harmonia para que essa relação se consolide cada vez mais”, sugeriu Giannetti. O dirigente classificou o Chile “exemplo de competência em negociações internaciona...

Falta de rastreabilidade afeta as vendas externas do Brasil

... (Acrimat). Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

A Argentina ganha mais uma

...so na Organização Mundial do Comércio (OMC). Missão cumprida, portanto, para o subsecretário de Política e Gestão Comercial do Ministério da Produção argentino, Eduardo Bianchi. O risco de um atrito mais sério, a curto prazo, está afastado, e esse era seu principal objetivo ao visitar a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde se reuniu na segunda e na terça-feira o comitê de acompanhamento do comércio bilateral. A ação na OMC havia sido pedida ao governo uma semana antes pela Confederação Naci...

Brasil e Argentina debatem comércio de frutas

...ossanitários relacionados ao comércio de citros, maçã e banana. O encontro deu sequência à reunião bilateral realizada em maio deste ano, em Buenos Aires. Em setembro, uma missão de técnicos do Mapa conhecerá, no país vizinho, o sistema de manejo de risco do para cancro cítrico. Segundo o diretor de...

Estratégia Brasileira de Exportação 2008/2010

...consenso em relação ao tema “comércio exterior”; reduzir duplicidade de iniciativas; integrar as políticas, programas, ações do governo ...

Lula se compromete em reforçar relações comerciais com Nigéria

...çar as relações em energia e comércio bilateral, que em 2008 chegou a US$ 8 bilhões. Durante um ato oficial, Lula disse estar convencido de que a Petrobras, que opera em solo nigeriano, chegará a extrair este ...

Argentina anuncia liberação maciça

...el na Organização Mundial do Comércio (OMC) ficou “mais distante” depois do encontro de ontem. Dados apresentados ontem pela Argentina mostram que a expedição das licenças foi acelerada em julho, com a liberação de 1,1 milhão de pares de calçados e de 173 mil unidades de móveis. Os setores reclamavam que, apesar de terem aceitado um acordo de “restrição voluntária” das exportações, as licenças não saíam. Ao ser indagado, na coletiva de imprensa, se seu país respeitava o compromisso com o Brasil, o subsecretário do Ministério da Produção da Argentina, Eduardo Bianchi, passou a palavra a Ramalho. “Vou deixar a pergunta para meu colega brasileiro para ver se o convenc...

Brasil ampliará acordo comercial com o Chile

...incluídos no acordo de livre comércio entre o Mercosul e Chile, e poderão se beneficiar da isenção de tarifas que alcança quase 90% dos p...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Uso correto de documentos facilita exportação

...adas no curso “Documentos do Comércio Exterior, Carta de Crédito e Publicação 600”, promovido pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) nesta segunda e terça-feira (27 e 28), em Curitiba. “Ne...

Comércio exterior ajudará PIB de 2009, avalia MDIC

...ue a contribuição líquida do comércio exterior para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2009 será positiva. A razão para is...

Empresários querem retaliações à Argentina

...comissão de monitoramento do comércio começou ontem e termina hoje em São Paulo. É o quinto encontro este ano, e o clima é de descrença. O setor privado brasileiro acredita que o modelo está esgotado porque os argentinos dificultam as negociação ou não cumprem os acordos fechados. Por conta do mau tempo em Buenos Aires, o voo atrasou e os argentinos chegaram três horas depois do previsto. As reuniões dos setores têxtil e de pneus começaram às 18 horas. Boa parte dos encontros foi adiada para hoje, como os que discutiram celulares, brinquedos, embreagens, baterias e o do comitê automotivo. Segundo Eugênio Deliberato, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Pneumáticos (Anip), os argentinos prometeram reduzir a burocracia para a importação de pneus, mas não foi estabelecida nenhuma cota. Um novo encontro ficou marcado para daqui a um mês. “Vamos esperar que cumpram o acerto”, disse. Foi a ...

Protecionismo

... no país. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Atritos marcam cúpula do Mercosul

...inimizar a queda no fluxo de comércio. O principal negociador argentino, Alfredo Chiaradía, defendeu sua política comercial como forma de preservar a estabilidade do país e do bloco em meio à crise. “Não se pode tomar esse semestre como indicativo valido do ritmo de avanço do grupo.” O Brasil procurou contemporizar, ressaltando a manutenção relativa do nível de comércio intrabloco. O secretário-geral do Itamaraty, Samuel Pinheiro Guimarães, isentou o Mercosul de responsabilidade pela falta de acordos com outros blocos. “Se não temos acordo com a União Europeia, é porque a UE pediu adiamento, e os Estados Unidos não responderam à proposta de acordo”, afirmou. Fonte: Folha de São Paulo...

Empresas reduzem exportações de calçados

...o ano passado. A corrente de comércio - soma das exportações e importações - sofreu redução de 23,2%. Com esta movimentação, o saldo da balança comercial foi negativo em 35,8%. Os dados são da Abicalçados, com base nos números fornecidos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “A queda nos embarques de janeiro a junho, somada às crescentes importações, é...

Fornecedor externo dá desconto e o preço de importação cái

Comércio exterior: Queda foi mais intensa nos bens ...

Indústria perde terreno nas exportações

...es vendas de calçados, maior comércio de grãos e períodos sucessivos de valorização do real frente ao dólar estão na raiz da perda de espaço. “A indústria sofre com a valorização do câmbio. Muitos dos seus custos, como mão de obra, são em real”, exemplifica o economista André Nunes, que retratou os principais efeitos da crise sobre as exportações em recente publicação. Nunes aponta por outro lado, fator positivo que ajudou a amenizar maior dano da desaceleração mundial por produtos industrializados. O Estado diversificou seus destinos, ampliando de 168 países, em 2000, para 192 em 2009. “A maior concorrência em mercados tradicionais levou os gaúchos a buscar novos compradores”, cita Nunes, reforçando o crescimento entre asiáticos e mesmo alguns europeus e latino-americanos. Rússia, que estava em 35º lugar em 2000, está agora em sexto. Bélgica que era 14º cliente há dez anos e 18º em 2005, subiu para quarto no primeiro semestre. O economista da Fundação de Economia e Estatística (FEE) Adalberto Maia acredi...

Países do Mercosul querem comércio com moedas locais até 2010

...a, em Assunção. Atualmente o comércio entre os países do bloco é realizado em dólar, mas Brasil e Argentina já utilizam o sistema de pagamentos em moedas locais desde 2008. A próxima etapa é a inclusão de Paraguai e Uruguai ao mesmo sistema. No caso paraguaio, a adesão ao sistema depende ainda de uma modernização de seu próprio mecanismo de pagamentos internacionais. O objetivo é que o sistema dos quatro países esteja unificado até 2010, quando então entrará em operação gradualmente e em caráter experimental. Apesa...

Quarta semana de julho fecha com superávit de US$ 653 milhões

...30,6 milhões). A corrente de comércio do período foi de US$ 6,195 bilhões (média diária de US$1,239 bilhão). Os valores resultam das exportações, que ficaram em US$ 3,424 bilhões (média diária de US$ 684,8 milhões), e importações de U...

Brasil está importando 3 vezes mais

...ão da Organização Mundial do Comércio (OMC). As importações brasileiras cresceram 44% - três vezes mais que a média mundial em 2009. Mas o País detém apenas 1,2% do comércio mundial. Com a alta, o Brasil subiu no ranking ...

Calçados têm saldo negativo na balança comercial

...o ano passado. A corrente de comércio – soma das exportações e importações – sofreu redução de 23,2%. Com esta movimentação, o saldo da balança comercial foi de 35,8% negativos. Os dados são da Abicalçados, com base nos números fornecidos pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao MDIC. “A queda nos embarques de ...

Cúpula do Mercosul tem início hoje em clima de derrota

... e negociações de acordos de comércio com outros blocos, como a União Europeia. O fim da TEC é alvo de oposição do governo do Paraguai, que consegue 10% de sua receita com impostos ao comércio exterior. Também estão em aberto os requisitos para o fim da bitributação: interconexão entre as aduanas e criação de um código aduaneiro comum e de um mecanismo de distribuição da renda aduaneira. Outros temas Com a queda no comércio pós-crise mundial (a corrente comercial do Brasil com o Mercosul recuou 31% nos primeiros seis meses deste ano), falta consenso até em temas menores. O Brasil quer aprovar um mecanismo para favorecer importações de têxteis do Haiti, para ajudar a indústria do país caribenho, mas o Paraguai já afirmou ser contra. A crise também motivou a adoção, pelo governo da Argentina, de entraves a importações, alvo de reclamações de todos os países do Mercosul. Tampouco há melhora na relação entre Argentina e Uruguai, desgastada pela recusa do governo argentino em remover ambientalistas que fecham, há dois anos, uma ligação entre os países. Sem consolidação como união aduaneira, avanços em sua institucionalização e funcionalidade para dirimir conflitos entre Estados, o Mercosul vê ainda os sócios menores tentando relançar o grupo Urupabol (Uruguai, Paraguai e Bolívia), fórum de concertação política criado nos anos 1970 e que nunca andou muito. Entre as novidades previstas para essa cúpula, estão a flexibilização das regras do Focem, fun...

Exportações: metade da distância e o dobro do valor

... dos produtos brasileiros no comércio internacional. Segundo ele, se compararmos as exportações de Brasil e China para os Estados Unidos, os produtos brasileiros levam o dobro do tempo e demandam o dobro do valor em relação aos chineses para chegar a território norte-americano, mesmo o País estando muito mais próximo da América do Norte do que a China. Os responsáv...

Importações caem mais que exportações favorecendo saldo comercial

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Quedas significativas - Neste mês, até o último dia 17, o Brasil teve quedas significativas de vendas externas nas três categorias de produtos, em relação a julho de 2008. Exportou 44,4% menos de semimanufaturados (alumínio em bruto, ferro fundido, ferroliga, catodos de cobre e óleo de soja), menos 35,3% de produtos manufaturados (óleos combustíveis, aviões, automóveis, etanol) e menos 18% de produtos básicos (minérios de ferro e cobre, carnes e soja em grão). Importações - Quanto às importações, as reduções mais acentuadas no mês, comparadas a julho do ano passado, foram registradas nas compras ...

Indústria brasileira quer ação contra Argentina

...na na Organização Mundial do Comércio (OMC) por causa das barreiras burocráticas às exportações brasileiras. O pedido ocorreu na véspera da reunião do Mercosul, que começa hoje em Assunção, no Paraguai. O clima entre os dois países é de conflito. A ministra da Produção da Argentina,...

OMC defende protecionismo moderado no comércio mundial

...tribuir para o equilíbrio do comércio mundial, segundo relatório divulgado nesta quarta-feira pela Organização Mundial do Comércio (OMC) Medidas restritivas, quando usadas em situações espe...

Projeto para elevar algumas tarifas divide Mercosul

...ara outros países, do uso de comércio em moeda local, mecanismo firmado com a Argentina, inclusive para serviços, como turismo, e outros pagamentos, como a Previdência Social. Os paraguaios afirmam que estão providenciando a adaptação de seu sistema de Banco Central (que hoje não tem controle sobre todo o sistema de pagamentos feito entre os bancos privados) para tentar aplicar o mecanismo a partir de 2010. Os uruguaios também dizem ter interesse na medida. “Para nós a expansão desse mecanismo na região é importantíssima”, disse o diretor do Banco Central argentino, Arnaldo Bocco. “Somos importadores líquidos de energia do Paraguai e da Bolívia, isso facilitaria os pagamentos”, explicou. Bocco disse que, com reservas de US$ 46 bilhões e um fluxo de pagamentos confortável até 2010, não há necessidade do novo sistema para garantir o equilíbrio do balanço de pagamentos argentino, mas argumenta que a progressiva independência das transações regionais em relação ao dólar dá proteção adicional contra turbulências externas. Ainda não será nesta reunião que Brasil e Argentina oficializarão o contrato de swap em moeda local, que permitirá aos dois países trocar reais por pesos e vice-versa, garantindo compromissos bilaterais sem necessidade de recurso ao dólar. Os dois bancos centrais estão terminando discussões técnicas e deverão fir...

Brasil exporta US$ 38,84 milhões em mel no primeiro semestre

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. De acordo com Reginaldo, o resultado desse primeiro semestre é atípico. “Esse ‘boom’ nos primeiros meses do ano é diferente do que se verifica em toda a história do setor. Tudo indica que nesse período o mercado estava recompondo seus estoques de mel. A procura pelo produto brasileiro foi forte, especialmente por conta das secas na Argentina e do desaparecimento de abelhas nos Estados Unidos e na Europa”, explica. A perspectiva para os próximos meses é de uma redução gradual. “Na medida em que o mercado recompõe seus estoques voltamos a ter o equilíbrio nas compras. Vários países exportadores já sentem a redução das compras. Mesmo assim, podemos prever que o balanço do ano será de desempenho superior ao do ano passado”, destaca Reginaldo. No mês passado, as exportações alcançaram US$ 5,137 milhões e 2,069 mil toneladas. O resultado é positivo na comparação com o mês de junho de 2008, com aumento de 19,9%...

Mercosul aposta na ampliação da moeda local em transações

...té agora sua participação no comércio total é muito baixa, informou Ivan Ramalho, secretário-geral do Ministério do Planejamento. As operações por meio do SML representam somente 1,25% de toda negociação entre os países. Segundo o Banco Central brasileiro o comércio pelo sistema apresenta vantagem para o Brasil, quadro inverso do apresentado na balança comercial. Entre janeiro e junho deste ano foram exportados R$ 122.5 milhões contra compra de R$ 1.2 milhão. Em um marco adverso, dado o impacto negativo da crise internacional no comércio bilateral, a utilização do SML registrou um crescimento constante, no qual se destaca a participação das pequenas e médias empresas", ressaltou Cassano. O comércio com a ...

O fechamento dos Portos

...sileiros passam 98% de nosso comércio exterior. Infraestrutura portuária moderna e ágil seria, p...

Onda protecionista prejudica exportações brasileiras

...omo a Organização Mundial do Comércio (OMC) e do Bird que temem que uma escalada nas restrições pode aprofundar ainda mais a crise. Hoje, a previsão é de que o comércio caia 10% em 2009. Mas a queda pode ser mais profunda se os países cederem às pressões protecionistas. Apesar das promessas de não proteção, uma série de governos têm adotado medidas para desviar o fluxo de comércio ou distorcer mercados. Nem todas as medidas são direcionadas contra os produtos brasileiros. Mas, segundo os especialistas, o principal risco não é a adoção de políticas com um alvo pre...

Ranking Açucarado

...forme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. "O déficit mundial de açúcar e a incerteza em relação à produção de alguns países fizeram com que os preços mundiais do produto disparassem, o que permitiu um avanço substancial das exportações brasileiras", ressaltou o diretor técnico da Unica. Remuneração Ele avalia que a remuneração obtida pelo produtor brasileiro com a venda de açúcar no primeiro semestre deste ano foi em média 51% superior à receita gerada com o etanol hidratado vendido no mercado doméstico. "Isso tem estimulado uma maior produção de açúcar pelas unidades produtoras", disse. Etanol em queda O crescimento das vendas externas de açúcar compensou, em parte, a queda nas exportações de etanol. No primeiro semestre de 2008, o país exportou 1,97 bilhão de litros de etanol. Já em 2009 houve queda de mais de 25% no mesmo período, atingindo apenas 1,45 bilhão de litros. De acordo com a Unica, o menor volume de etanol exportado equivale à redução das importações dos Estados Unidos, que chegaram perto dos 500 milhões de litros de janeiro a julho de 2008, contra apenas 72 milhões em 2009. A União Européia e os países caribenhos integrantes da Iniciativa da Bacia do Caribe (Caribbean Basin InTraitiative – CBI) foram os principais importadores do etanol brasileiro na primeira metade de 2009. Juntos, responderam por mais de 55% das exportações nacionais, com 412 e 400 milhões de litros importados respectivamente. Fonte: Agência Anba...

Brasil deve revidar barreiras argentinas

...ão na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra o país, tendo como argumento a demora na liberação de licenças não automáticas que afetam mais de 30 setores empresariais. Em Assunção, Lula também terá uma reunião bilateral com o presidente paraguaio, Fernando Lugo, para buscar uma solução para a disputa em torno da hidrelétrica binacional Itaipu. Segundo o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim, os técnicos do governo ainda estão estudando quais propostas serão apresentadas. Os dois temas principais são o aumento do valor que o Brasil paga pela cessão obrigatória da energia excedente de Itaipu e a possibilidade de venda de energia pelo Paraguai no mercado livre brasileiro. Tolmasquim informou que, até 2013, o Brasil está com uma sobra de energia de 4 mil mega...

Brasil negocia, na Rússia, cotas para exportação de frango

...ais questões relacionadas ao comércio bilateral dos dois países. Abertura do Mercado chinês Uma das últimas conquistas para os exportadores de frango brasileiro foi a abertura do mercado chinês, segundo maior mercado consumidor do produto em 2007, quando estimou-se o seu consumo em 10.585 mil toneladas. O grupo Doux Frangosul foi o primeiro a fechar contrato no país, em maio. “A China foi uma importante conquista, um mercado a bastante tempo desejado, que foi aberto através de negociações que envolveram o Presidente Lula, em sua última visita a este país, em maio de 2009”, declarou representante da empresa ao NetMarinha. Atualmente, 80% da produção da empresa é destinada ao mercado externo. “Além dos cuidados com a conservação, que obedecem normas internacionais, o principal diferencial dos produtos do Grupo Doux é adequar os produtos ao mercado consumidor de destino, como cortes específicos de frango, por exemplo”, afirma o representante do Grupo Doux. A primeira carga foi embarcada para a China na primeira quinzena de junho. Nesse mês, as exportações para a China cresceram mais de 401% em relação ao mês de maio, ficando atrás apenas de Cabo Verde (446%). A segunda companhia a fechar contrato com o país foi a Perdigão S.A., que não pode responder à reportagem porque está impedida pela Comissão de Valores Mobiliários de fornecer informações. A empresa está em processo de oferta de ações da Brasil Foods, que surgiu de sua fusão com a Sadia. Por Grazielle Schneider - Portal NetMarinha De Florianópolis 21/07/09...

Exportações recuam / Pneus usados / Projeto engavetado

...os da Organização Mundial do Comércio (OMC) que restá prestes a implementar a plena proibição da importação de pneus usados ou reformados. A decisão do Supremo Tribunal Federal de acabar com a prática de liminares para importação permite ao país implementar o bloqueio à entrada de pneus velhos procedentes também do Mercosul. A União Europeia, no entanto, pediu para o país remover a proibição à importação de pneus reformados, que considera não causarem problemas à saúde pública. Projeto engavetado A Casa Civil da Presidência da República está engavetando há dois anos um projeto de lei a ser enviado ao Congresso para o Brasil aderir ao Protocolo de Madri, que simplifica o registro mundial de marcas mundiais do país. Foi o que disse ontem em Genebra o presidente do PSDB, senador Sergi...

O melhor está ainda por chegar

...gundo dados da Secretaria do Comércio Exterior (Secex). Uma das principais mudanças reflete um pouco de otimismo para a frente. As empresas estão comprando mais máquinas e equipamentos, o que indica expectativa de ampliar a produção quando as turbulências passarem. No primeiro semestre, elas representavam 41,...

Brasil vai propor o uso de mais moedas locais no comércio entre os países do Mercosul

...amento, em moedas locais, de comércio de bens. “Queremos expandir para permitir que outros pagamentos sejam feitos através dele como pagamentos previdenciários e exportações de serviços”, antecipou o diretor do Departamento do Mercosul do Itamaraty, ministro Bruno Bath, em entrevista exclusiva à Agência Brasil. O uso de moedas locais no comércio entre os países do Mercosul permite que sejam economizadas reservas internacionais em dólares e euros, que se tornam mais...

Comércio exterior terá cadastro positivo em dois meses

...écie de cadastro positivo no comércio exterior. Trata-se da figura do Operador Econômico Autorizado (OEA), já existente em...

Índia reduz exportação de arroz e Brasil ocupa o espaço

...ação local. Fonte: Diário do Comércio e Indústria ...

Indústria de SC busca diversificação dos negócios com a Rússia

...ntro, realizado na Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia, a missão participou do Seminário de Divulgação de Projetos Prioritários do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Na reunião, que teve a participação de representantes de diversos ministérios dos dois países, o presidente da FIESC apresentou os números que mostram a força da indústria brasileira. A apresentação mostrou que o Brasil, que tem a quinta maior população do mundo, possui uma indústria diversificada e competitiva. O setor responde por 28% do Produto Interno bruto Brasileiro (PIB) e 70% das exportações. No ranking mundial, o país é o maior produtor de etanol de cana-de-açúcar, o terceiro maior produtor de calçados, de refrigerantes e de polpa. Ocupa a quinta posição na produção de borrachas, a sexta na de automóveis e é o nono maior produtor de aço. Os participantes do encontro também conheceram os desafios do setor produtivo brasileiro. Entre eles estão a criação de um ambiente econômico melhor por meio de reformas como a tributária, o aumento da produtividade e das inovações no conjunto de estratégias comerciais, além da continuidade do processo de reestruturação da indústria. Com informações Fiesc...

Queda na exportação

...as que lidam com logística e comércio exterior. A queda nas exportações de bens industrializados, de 22%, desde o agravamento da crise econômica, respondeu por mais da metade da retração de 16% da produção industrial brasileira no...

Terceira semana de julho registra superávit de US$ 894 milhões

... 489 milhões). A corrente de comércio no período foi de US$ 5,784 bilhões (média diária de US$ 1,157 bilhões). No acumulado do mês, com 13 dias úteis, a balança apresentou superávit de US$ 2,151 bilhões (média diária de US$ 165,5 milhões), com corrente de comércio em US$ 14,025 bilhões (média diária de US$ 1,079 bilhão). Os valores são resultados de exportações de US$ 8,088 bilhões (média diár...

Com discrição, Brasil e EUA discutem Doha

...do na Organização Mundial do Comércio (OMC) à obtenção de entendimentos setoriais para acelerar a abertura em áreas chaves nos países emergentes. Por esse mecanismo, as tarifas de importação de certos setores cairiam a zero mais rapidamente do que pelo cronograma normal, que prevê redução ao longo de oito a dez anos. Os Estados Unidos pressionam para obter uma redução maior nas tarifas de importação em setores que incluem químicos, máquinas industriais, bens eletroeletrônicos, produtos florestais e equipamentos ambientais, por exemplo. O Brasil, contudo, está discutindo com uma atitude prudente e sequer admite a existência de uma nova abordagem de negociação que,...

Exportações do setor de couro caem 54% no primeiro semestre

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O mês de junho, entretanto, registrou um crescimento de 6% em receita e de 12% em volume em relação a maio. Os principais destinos do couro brasileiro foram a China e Hong Kong, que adquiriram 36% do total exportado. A Itália ficou com 24,2% e os Estados Unidos com 7,7%. O Rio G...

Exportador pede à Rússia cota maior

...ia na Organização Mundial do Comércio (OMC). Santin lembra que a cota de 12 mil toneladas na qual o Brasil está inserido era de 68 mil e foi reduzida pelo governo russo, que também elevou de 65% para 95% a tarifa cobrada sobre a carne importada extra cota. "O Itamaraty precisa agir com maior vigor contra ações de outros países que possam existir contra os interesses do Brasil", disse o presidente da Abef, Francisco Turra. Esta semana, o presidente da Abef se reuniu com diplomatas brasileiros que participam do Programa de Imersão no Agronegócio Brasileiro. Turra reforçou a necessidade de ações para abertura e fortalecimento de mercados. "Estamos trabalhando para abertura dos mercados da Indonésia, México, Sudão, Nigéria, Malásia e Senegal." A Abef está trabalhando para que o Brasil seja retirado do processo de dumping, aberto em março pelo governo da Ucrânia, contra as exportações brasileiras e americanas de carne de frango. Os ucranianos acusam as indústrias dos dois países de exportarem o produto abaixo do preço praticado no mercado interno. "Como as exportações brasileiras não chegam a 3% da produção local, existe uma regra na OMC que prevê a retirada do Brasil do processo e é nessa fase que estamos", disse Santin. Fonte: O Estado de São Paulo...

Relatório da OMC sobre protecionismo irrita Camex

...io da Organização Mundial do Comércio (OMC) que incluiu o Brasil entre os países que adotaram medidas protecionistas em resposta à c...

Exportação para países árabes cresce 4% no ano

...hin, presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, lembra que o preço do barril de petróleo está atualmente em US$ 60 enquanto em julho do ano passado o valor era de US$ 145. Para Schahin, a perspectiva para o segundo semestre é fechamento com superávit, com a tendência de estabilização dos preços do petróleo em um nível mais baixo. Ele também acredita que as exportações do Brasil para os países árabes deverão ter continuidade no segundo semestre. “No primeiro semestre, as exportações brasileiras para a região aumentaram, mas as exportações do Brasil para o mundo caíram 22%.” De janeiro a junho o conjunto dos países árabes atingiu...

O couro brasileiro e seus compromissos

... própria. Fonte: Diário do Comércio e Indústria...

Projeção pessimista para as exportações brasileiras em 2009

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) mudou nesta quart...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Brasil vê Rússia cedendo em carne suína e aguarda acesso à China

...os na Organização Mundial do Comércio (OMC) à obtenção de melhor acesso naquele mercado. O ministro ressaltou que o estabelecimento de uma cota para a carne brasileira é uma questão política, e não técnica. O Brasil exportou para a Rússia no primeiro semestre deste ano 137,5 mil toneladas de carne suína, ante 115,8 mil toneladas no mesmo período do ano passado, segundo a Abipecs, que representa os exportadores brasileiros. Para todos os destinos, incluindo a Rússia, as exportações do Brasil atingiram no semestre 294,4 mil toneladas, alta de 8,7 por cento ante 2008. Apesar de as exportações estarem em crescimento, Stephanes observou que há aparentemente um problema de "sobreoferta e demanda mais fraca" no mercado interno, depois de os produtores de suínos terem aumentado a produção. Ele negou, entretanto, que o mercado interno esteja mais fraco em função dos casos de gripe H1N1, inicialmente conhecida como gripe suína. O ministro ressaltou que a indústria precisa melhorar os tipos de cortes oferecidos no mercado interno, para ganhar mais consumidores. "O problema não é esse (a gripe)", disse. "A gripe não t...

Exportações brasileiras para países árabes crescem 4,1% no primeiro semestre

...ta-feira (15) pela Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, que considera positivo o resultado das vendas brasileiras para aquele mercado, num total de US$ 4,3 bilhões, nos primeiros seis meses de 2009. Segundo o presidente da entidade, Salim Taufic Schahin, os países árabes sentiram pouco os efeitos ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especilaização em Comércio Exterior/Exportação...

Apenas navios com origem na Àsia ainda têm dificuldade para atracar em Itajaí

...último ano e a diminuição do comércio de cargas em decorrência da crise financeira internacional, o Porto de Itajaí vem se recuperando mês a mês e já está próx...

Brasil é um dos poucos que compram mais do país vizinho

...rgentina, Roberto Lavagna, o comércio exterior foi o principal canal de contaminação da crise, porque quase todos parceiros entraram em recessão. O setor externo representa 20% do Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina. A Argentina mantém um saldo significativo na balança comercial (US$ 8,3 bilhões de janeiro a maio), por causa do recuo de 40% das importações. O superávit é bom para as contas externas, mas o investimento caiu, porque diminuíram as compras de bens de capital. Rodrigo Alvarez, economista da Ecolatina, explica que, recente...

CÂMBIO: Dólar recua pelo segundo dia consecutivo

...1,969. Nos EUA, as vendas do comércio varejista surpreenderam positivamente, ao subirem 0,6% em junho, enquanto o índice de preços ao produtor registrou inflação de 1,8% no mês passado. Além disso, os estoques das empresas recuaram um pouco mais do que o esperado no quinto mês do ano, revelando contração de 1%. Esses indicadores dividiram atenção com a maraton...

Camex renova regime de Ex-tarifários para 270 produtos

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) renovou, até 31 de dezemb...

Movimentação de carga cresce 133,76% desde janeiro no Complexo Portuário do Rio Itajaí

...onal, dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do MDIC, apontam para uma retração de 21,91% na corrente de comércio. E globalmente, as expectativas não são melhores. A consultoria Drewry Consulting, que antes acreditava em uma queda de 5,3%, agora prevê uma movimentação 10,3% menor no comércio internacional neste ano. "Nenhum porto vai repetir 2008, foi um ano atípico, o comparativo é muito cruel", resume Grantham sobre a situação mundial. Além da crise, a retração na movimentação em Itajaí foi ocasionada pelas restrições que limitam o porto: impossibilidade de operações em dois dos quatro berços e limitação de calado de 11 metros. A queda de embarques de madeira e derivados foi a mais sentida, segundo Grantham, pois é uma carga de baixo valor agregado, que sofre com a valorização do real e com a crise da construção civil nos Estados Unidos. Apesar disso, o diretor prevê um segundo semestre melhor para o complexo portuário. Ele destaca a tendência de crescimento de cargas de importação vindas do extremo oriente e o aumento de embarques de congelados. 918 contêineres em uma única escala Na tarde da última quinta-feira (9), o Porto de Itajaí recebeu o navio Limari, da CSAV, com 918 contêineres - o que ilustra o crescimento da movimentação desde o começo do ano e prova que a infraestrutura aquaviária do Complexo Portuário do Rio Itajaí-açu apresenta hoje condições de operar navios de grande porte. "Em 2008, eram trazidos, em média, 800 TEUs por nav...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...nomista com Especialiação em comércio Exterior/Exportação...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Comércio exterior terá cadastro positivo em dois meses

...écie de cadastro positivo no comércio exterior. Trata-se da figura do Operador Econômico Autorizado (OEA), já existente em Japão, Estados Unidos e Uni...

Novo perfil de exportações fragiliza país

...Segundo a AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), neste ano o país venderá mais produtos básicos do que manufaturados ao exterior. Se a previsão se confirmar, será a primeira inversão na pauta de exportações desde 1978. Produtos básicos são as commodities agrícolas, metálicas ou energéticas que não passaram por processo industrial -soja, minério de ferro e petróleo bruto, por exemplo. A maior participação de básicos na pauta de exportações do Brasil pode trazer pro...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Segunda semana de julho tem superávit de US$ 639 milhões

... 416 milhões). A corrente de comércio foi de US$ 4,799 bilhões (média diária de US$ 960 milhões). No mês, o superávit somou US$ 1,257 bilhão (média diária de US$ 157,1 milhões), com exportações de US$ 4,749 bilhões (média diária de US$ 593,6 milhões) e importações de US$ 3,492 bilhões (média diária de US$ 436,5 milhões). A corrente de comércio alcançou US$ 8,241 bilhões (média diária de US$ 1,030 bilhão). De janeiro até a segunda semana de julho, ...

Brasil investe no comércio com países vizinhos para crescer

...ru em agosto para promover o comércio e os investimentos com esses países. Em cada um dos países, haverá seminários empresariais, rodadas de negócios e reuniões com autoridades, informou o ministério em...

CÂMBIO: Dólar sobe 0,4% com volatilidade nas bolsas

...t externo, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos anunciou que a balança comercial registrou déficit de US$ 26 bilhões em maio de 2009. No mês anterior, o déficit foi de US$ 28,8 bilhões (dado revisado). Os dados vieram abaixo do que o mercado esperava, que era um resultado negativo de US$ 30 bilhões. Foi informado também que o índice de preço das importações norte-americanas subiu 3,2% em junho de 2009, ante o mês anterior (maio),. Os consumidores norte-americanos estão menos confiantes em julho de 2009. O índice que avalia a confiança dos consumidores, medido pela Universidade de Michigan, versão preliminar, ficou 64,6 pontos. O número veio abaixo do projetado pelo mercado que era ...

Crise internacional reduz número de empresas exportadoras

...irma o secretário adjunto de Comércio Exterior, Fabio Martins Faria. O secretário adjunto do ministério, no entanto, avalia que os motivos das empresas para deixar o mercado este ano são diferentes do ano passado. Em 2008, a explicação foi valorização do real que diminuiu a rentabilidade das empresas exportadoras. Em 2009, a explicação é a retração da demanda no mercado mundial, provocada pela crise financeira. Além disso...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Cresce o número de pequeno importador

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, que fez o levantamento. “É curioso os importadores estarem crescendo mais que os exportadores”, afirmou ao Estado o secretário adjunto de Comércio Exterior, Fabio Martins Faria. Ele disse que os dados surpreendem porque o mercado doméstico se contraiu este ano. Faria acredita que o movimento pode revelar uma tendência das empresas de buscar fornecedores internacionais para reduzir custo e ganhar competitividade. “Este é um fenômeno que vai merecer estudo mais aprofundado ao longo do ano.” A maior adesão de empresas ocorreu na faixa de importações até US$ 100 mil. “Há mais firmas importando pequenos valores.” Par...

Exportação de arroz cresce 80% até junho, para 435 mil t

...e respondem por quase 70% do comércio mundial. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) revisou ontem para cima sua previsão de exportações do ano-safra 2008/09, que passou de 450 mil toneladas para 600 mil toneladas. O setor produtivo estima vendas de 700 mil toneladas. O ano começou com expectativa de dificuldades no mercado internacional, após valorização do dólar, mas os primeiros quatro meses surpreenderam positivamente os arrozeiros. O Brasil e o Rio Grande do Sul - de onde sai a maior parte do arroz exportado - têm uma vantagem competitiva em comparação à Tailândia nas ven...

Exportação de carne suína tem 1º semestre positivo

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação ...

Exportação de produtos brasileiros para a Argentina cai 14%

...mestre do ano, um déficit no comércio com a Argentina. Os dados negativos não aconteciam desde 2003. Para o governo, a queda de 14% se deve, principalmente, às medidas...

Exportações gaúchas recuam 23% no semestre

... bilhões. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

UE descarta euro e real no comércio bilateral

...l o uso do euro e do real no comércio bilateral, apesar de o bloco ser um dos maiores parceiros do país e de querer reforçar a influência de sua moeda na economi...

Brasil é 87º em ambiente para comércio exterior, diz WEF

...e estrutura para facilitar o comércio exterior. De acordo com um estudo do Fórum Econômico Mundial (WEF, da sigla em inglês) em termos de acesso ao mercado (tanto ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Argentina testa a paciência do Brasil e ameaça Mercosul

...os. A Organização Mundial do Comércio (OMC) autoriza a aplicação de licenças não automáticas, desde que a liberação dos produtos não exceda o prazo de 60 dias e que a regra seja aplicada a todos os países. Quando recorre a esse tipo de mecanismo, um governo visa atingir, no entanto, não todas as nações de forma indiscriminada, mas um determinado país ou grupo de países. Com a licença não-automática, prevalece a discricionariedade no controle das importações. O objetivo do Brasil é retaliar a...

Brasil é um dos mais fechados ao comércio, diz Fórum

...ais fechados do mundo para o comércio internacional. Segundo o Fórum, o País ocupa somente a 87ª posição no ranking de viabilidade comercial, divu...

Commodities têm peso maior nas exportações

...adar: Tecnologia, Produção e Comércio Exterior, publicado na segunda edição de boletim do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Esse crescimento ocorreu em detrimento de todos os outros grupos de produtos, mas especialmente dos itens de média intensidade tec...

Exportação de industrializados dá sinais de reação

...io, conforme a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Para automóveis, a alta foi de 15%. As vendas externas de celulares e de laminados de ferro e aço também se recuperaram em junho em relação a maio, com altas de 24% e 82%. Até mesmo as exportações de calçados melhoraram (26% a mais), graças à entrada da coleção de inverno. A recuperação das vendas externas de produtos de maior valor agregado é consequência do desempenho um pouco melhor das economias da América Latina e dos Estados Unidos, principais clientes da indústria brasileira. A dúvida é se a reação dos países deve se sustentar ou pode se esvaziar quando os efeitos dos pacotes fiscais adotados pelos governos terminarem. A qued...

Exportações se recuperam

...aio, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Para automóveis, a alta foi de 15%. Os embarques de celulares e de laminados de ferro e aço cresceram 24% e 82% respectivamente. Fonte: Correio Braziliense...

Importações menores mantêm recuperação na balança comercial

O comércio externo continua em queda na comparação co...

Importações têm queda de 29% no ano

O comércio externo continua em queda na comparação co...

Indústria gaúcha busca prorrogação de acordo que incentiva exportações aos EUA

...de relações internacionais e comércio exterior da Fiergs César Miller entende que o momento econômico gerado pela crise financeira pode dificultar a renovação do acordo, que precisa ser aprovada pelo Congresso norte-americano. — Diante de tudo que está acontecendo na economia mundial, as medidas protecionistas voltam com uma força muito grande. Todos os países buscam de uma forma ou de outra buscar um pouco de protecionismo. A federação das indústrias já contratou um escritório norte-americano especializado em lobby para apresentar aos parlamentares a importância do Sistema Geral de Preferências para as negociações com o RS. Um...

OMC alerta sobre novas barreiras comerciais

...em na Organização Mundial do Comércio (OMC). Dirigentes dos principais organismos multilaterais destacaram que novas barreiras...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Apesar das projeções, Brasil mostra recuperação no comércio exterior

...onal", disse o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. Embora a corrente de comércio seja menor, ele entende que, "na realidade, o Brasil tem mostrado recuperação de seu comércio exterior; principalmente de maio para cá". Barral afirmou, porém, que o desempenho das exportações brasileiras depende muito da recuperação dos parceiros comerciais, que têm comprado menos que nos anos anteriores. Ele disse esperar que, com a diversificação da pauta de produtos exportáveis e dos parceiros comerciais, a recuperação possa s...

Brasil tem 1º déficit comercial com Argentina desde 2003

...a Argentina e da retração do comércio, as exportações brasileiras para o país vizinho caíram 42,5% no primeiro semestre de 2009 ...

Comércio entre Brasil e Portugal cai 45,5% no 1° semestre

O comércio entre Brasil e Portugal no primeiro semest...

Cresce a exportação de manufaturados

...m apenas 0,4%. A corrente de comércio apresentou melhor qualidade, mas com alguma fragilidade. O crescimento das exportações deveu-se ao aumento das vendas de commodities, que, porém, no que toca à soja, poderá não se repetir. Paralelamente, houve um aumento das exportações de produtos manufaturados, depois de três meses consecutivos de qued...

Para que serve o Mercosul?

...o reconheceu o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral. As ações protecionistas afetam 14% dos produtos brasileiros normalmente exportados para a Argentina, incluídos calçados, têxteis, móveis e produtos eletroeletrônicos. O comércio bilateral de veículos e componentes já é regulado há muitos anos, sempre com restrições mais fortes para os produtos fabricados no Brasil. O atraso na autorização das importações causa com frequência danos irreversíveis aos produtores brasileiros. Produtos com vendas sujeitas à variação da moda, como calçados, podem ser simplesmente perdidos, se a concretização do negócio demorar meses. Também ocorrem prejuízos consideráveis para quem exporta produtos de estação, como certos tipos de roupa ou de sapatos. Executivos brasileiros têm reclamado de problemas como esses, mas não têm conseguido apoio das autoridades de Brasília. Mesmo quando se esboça alguma reação favorável às empresas brasileiras, em alguma área do governo, qualquer reação mais séria é impedida pelo presidente Lula, orientado, como sempre, por seus estrategistas diplomáticos. Enquanto os produtores brasileiros são barrados, a indústria chinesa conquista fatias crescentes do mercado argentino. Mesmo com restrições burocráticas, os fabricantes chineses levam vantagem, como na maior parte dos mercados, por causa de suas condições excepcionais de competição. Essas condições incluem, naturalmente, uma moeda ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... dinamizando as operações de comércio exterior e reduzindo sensivelmente os custos das empresas habilitadas para o procedimento. Supervisor : Luiz Martins Garcia Economista com Especialização em Comércio Exterior/Expo...

Argentina não cumpre acordo com o Brasil

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho. Por conta das medidas protecionistas e do impacto da crise, a balança bilateral registrou déficit de US$ 48 milhões no primeiro semestre. O Brasil não tinha um resultado negativo no comércio com a Argentina desde janeiro a junho de 2003. As exportações para o vizinho caíram 42,7%, para US$ 4,9 bilhões, um ritmo superior à queda de 22% das vendas totais. Segundo o governo, 14% das vendas para a Argentina foram afetadas por licenças não automáticas ou antidumping. Os exportadores argumentam que as restrições da Argentina provocam desvio de comércio. Conforme a consultoria Abeceb.com, as exportações brasileiras dos produtos sujeitos a licenciamento não automático recuaram 61% de janeiro a maio, enquanto as vendas dos mesmos produtos vindos da China caíram 39%. Segundo José Luis Dias Fernandez, presidente d...

Brasil é citado pela isenção do IPI

... pela Organização Mundial do Comércio (OMC) por ter resistido ao protecionismo. Mas agora aparece na lista dos países que não cumpriram sua pala...

Crise engole um quarto do comércio exterior brasileiro

...fez desaparecer um quarto do comércio exterior brasileiro no primeiro semestre, mostra reportagem do GLOBO nesta ...

Exportação vai cair ainda mais, prevê OMC

...io, a Organização Mundial do Comércio (OMC) aponta o aumento das barreiras comerciais e alerta que os pacotes de incentivos dos governos vão criar “distorções crônicas” no comércio. A entidade faz um apelo para que os governos comecem a pensar em retirar os pacotes de estímulos a setores da economia. Os novos dados apontam que o comé...

Fluxo cambial fica negativo em US$ 1,2 bilhão

...portações e financiamento ao comércio exterior) teve saldo negativo de US$ 88 milhões. De janeiro até 26 de junho deste ano, o fluxo cambial é US$ 363 milhões, contra US$ 14,231 bilhões registrados no mesmo período do ano passado. No período, o fluxo financeiro ficou negativo em US$ 12,525 bilhões, e o comercial, positivo em US$ 12,888 bilhões. O BC também informou que em junho, até o dia 26, foram liquidadas compras da moeda americana no mercada à vista no valor total de US$ 1,689 bilhão. Fonte: Agência Brasil...

Protecionismo cresce e afeta comércio mundial, afirma OMC

A Organização Mundial do Comércio disse que os países estão aumentando as me...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Saldo com a China deve diminuir, dizem analistas

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, afirma que não é tendência que a China se estabeleça como o principal parceiro comercial do Brasil -no primeiro semestre, o país foi destino de 14,9% das exportações. Ele admite que, neste ano, a classificação será mantida. Mas, em 2010, se a economia dos EUA se recuperar, o país deverá retomar a posição de principal comprador e parceiro comercial brasileiro. A respeito das queixas de empresários brasileiros sobre a competição com a China tanto d...

Dólar fecha em queda com otimismo nos mercados, a R$ 1,93

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio divulgou que a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 4,625 bilhões em junho, o maior valor mensal desde dezembro de 2006. Com isso, o superávit acumulado no ano chegou a US$ 13,987 bilhões. O dado acumulado é 23,8% superior ao superávit comercial de US$ 11,301 bilhões registrado no mesmo período de 2008. Fonte: Reuters News...

Exportações de mel crescem 92% em maio

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. De acordo com a análise, o balanço das exportações brasileiras de mel nos primeiros cinco meses do ano continua bastante positivo, em relação ao mesmo período de 2008. De janeiro a maio deste ano, a receita das exportações (US$ 33,7 milhões) cresceu 141% e as quantidades comercializadas (13,66 mil toneladas), aumentaram 110%. “Vale registrar que nesse mesmo período as exportações argentinas de mel (US$ 63,03 milhões e 23,54 mil toneladas) sofreram fortes reduções de 17% em valor e de 27% em peso, em relação ao período de janeiro a maio do ano passado. Com informações da Agência Sebrae...

Governo discute retaliações à Argentina

...tação causada pelo desvio do comércio bilateral para produtos chineses. Automóveis, autopeças, alimentos e laticínios poderão entrar no sistema de licenciamento não-automático das importações no Brasil. A aplicação da medida, se ela efetivamente prosperar, afetará todos os parceiros comerciais indiscriminadamente. Mas o alvo é a Argentina e, com exceção das importações provenientes de lá, ...

Protecionismo do Brasil é citado no relatório da OMC

...que a Organização Mundial do Comércio (OMC) publica hoje sobre os países que adotaram medidas protecionistas nos últimos meses. O Itamaraty vem atacando nas entidades internacionais ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Saldo comercial em junho é maior desde dezembro de 2006

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio. O saldo é também 69,5% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado, quando o superávit foi de US$ 2,728 bilhões. Em 21 dias úteis, as exportações somaram US$ 14,468 bilhões, com média diária de US$ 689 milhões e cr...

Uso de moeda local nas trocas com a China anima o governo

A retirada do dólar no comércio entre Brasil e China será positiva, como e...

Brasil vai resistir à China, diz professor

... da China no PIB global e no comércio internacional continuarem a crescer. A participação da China no comércio global é atualmente menos da metade da fatia chinesa da população mundial, e isso certamente deve aumentar. Valor: Quais são os principais impactos da ascensão da China sobre a economia brasileira? Jenkins: A ascensão da China teve impactos diretos e indiretos sobre a economia brasileira. Os impactos diretos se referem ao comércio bilateral e aos fluxos de investimento. Os fluxos comerciais são bem mais significativos, com o investimento ainda muito atrás. Há também impactos indiretos significativos, porque a China tem um grande efeito nos mercados globais. Um aspecto positivo é o impacto da demanda chinesa nos preços das commodities no mercado internacional, o que significa que o Brasil se beneficia não apenas de exportações maiores para a China, mas também de cotações mais elevadas paras as exportações para todo o mundo. Os preços ficaram mais altos do que seriam na ausência do empurrão dado pela demanda chinesa. Por outro lado, as indústrias que competem com bens chineses nos mercados da América do Norte e da Europa viram o lado negativo da ascensão da China. Valor: Como as autoridades brasileiras devem agir para se beneficiar do crescimento da China? Jenkins: As exportações brasileiras para a China ainda são basicamente de produtos primários com relativo baixo grau de processamento. Elas ainda estão concentradas num número pequeno de produtos, havendo a necessidade de diversificar a abrangência das exportações. Isso requer negociações com o governo chinês para obter um melhor acesso ao mercado do país para os produtos brasileiros e esforços para encorajar e apoiar potenciais exportadores. Um primeiro passo foi tomado no ano passado para identificar os produtos com persp...

Governo vai coibir fraude em origem de importação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou que o seu ministério, em...

Holanda busca negociar com agricultores gaúchos

...Com informações do Jornal do Comércio - RS...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Análise conjuntual de mercado

...dos Unidos o Departamento do Comércio divulgou que em maio os gastos do consumidor cresceram 0,3%, dentro das projeções, porém o crescimento da renda subiu inesperado 1,4%ante projeção de 0,3%. Estes indicadores confirmam a tendência de comportamento atual dos americanos que estão mais tendentes a poupar do que consumir, e este é um diagnóstico preocupante visto que a economia americana é 70% dependente do seu consumo interno, já comprometido pelo desemprego e pela crise de inadimplência. A despeito deste quadro defensivo dos consumidores americanos, o índice de confiança dos mesmos apurado pela Universidade de Michigan subiu em junho para 70,8 ante 68,7 em maio. As bolsas americanas operam em baixa repercutindo o entendimento de que não será tão fácil a recuperação econômica. Este sentimento repercute valorizando os "treasuries" que em conseqüência fecham suas curvas de juros "yeld", com os papeis de 10 anos recuando a rentabilidade para 3,498%. O petróleo está sendo cotado a US$ 69,84 o barril na Nymex. O Euro vale US$ 1,4042. A Libra US$ 1,6479 e Yens 95,21 valem US$ 1,00. Simpex/TOV...

Apoio para inserção internacional de pequenas e médias empresas

...representantes da Secretária Comércio Exterior (Secex) do MDIC, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Confederação Nacional da Indústria (CNI), Instituto Euvaldo Lodi (IEL), Instituto Nacional de Metrologia, Norm...

Brasil e China iniciam substituição do dólar

...udos para a implementação do comércio em moeda local”, afirmou Meirelles, que está na Basileia para encontros no Banco de Compensações Internacionais. “Vamos sair gradativamente do dólar como moeda do comércio entre os dois países”. O Brasil já conta com o mesmo mecanismo no comércio com a Argentina e vai adotar o sistema com o Uruguai até setembro. No comércio com a Argentina, o mecanismo responde até agora por menos de 1% do comércio bilateral. Com a China, que este ano se transformou no maior parceiro comercial do Brasil, a decisão política já foi tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em recente viagem à China e reconfirmada na primeira reunião de...

Brasil perde espaço para China na Argentina

.... É inadmissível o desvio do comércio no âmbito do Mercosul”, afirma o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.A projeção da Fiesp é que o “market share” das importações brasileiras sobre o total das compras argentinas caia de 32,1% para 27,6% entre 2008 e 2009. Para os produtos chineses, a expectativa é de aumento de 9,5% para 11,8% do total importado pelo país.Segundo o estudo, a crise econômica provocou uma queda de 35% na média mensal de importação argentina neste ano. No Brasil, o recuo superou a média e, na China, ficou abaixo dela -retração de 44% e 32%, respectivamente.O setor mais prejudicado por esse deslocamento é a indústria, de acordo com a pesquisa. A retração da importação argentina de produtos de origem industrial foi de quase 40% para os brasileiros e de apenas 6% para os chineses.Entre os produtos que a China está ocupando o espaço do Brasil no mercad...

Importação de bens de capital sob encomenda cresce 11,1% entre janeiro e maio

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) discute, com a iniciativa privada, 19 medidas que visam estimular investimentos e outras 18 propostas para desoneração tributária. "A redução da carga e do ônus tributário é uma das principais frentes de trabalho para reduzirmos o custo geral da produção, mas as coisas ainda acontecem numa velocidade muito demorada", avalia Godoy. Uma das propostas é permitir a compensação de créditos de forma ampla. Hoje, uma indústria que recolhe Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e que tem direito a ser ressarcido desse valor, na forma de créditos, só pode utilizar esses créditos para pagar o mesmo imposto. A proposta é criar uma espécie de câmara federal de compensação de créditos que as empresas credoras possam pagar quaisquer impostos, taxas e contribuições com quaisquer créditos que detenham com o governo federal. Assim, uma empresa com créditos de IPI poderia utilizá-los para pagar também dívidas previdenciárias e de PIS/Cofins, por exemplo. "Com isso, as empresas ganham em fluxo de caixa e evitam custos com juros ao tomarem empréstimos para financiar a produção", explica Paulo Godoy, presidente da Abdib. Com informações do Portal Abdib...

Máquina brasileira perde para chinesa

...diu participar ativamente do comércio internacional, a China respondia por 8% do total. Ao optar por máquinas chinesas mais baratas, as indústrias argentinas compraram menos do Brasil. A participação brasileira nas importações de máquinas do vizinho caiu de 24,4% em 2003 para os atuais 20,6%. Em meados do ano passado, a Franho Máquinas e Equipamentos, que produz serras de grande porte para o corte de aço, desistiu de exportar para a Argentina. Luciano Maia Costa, gerente do departamento comercial da empresa, conta que as indústrias argentinas pararam de investi...

Exportações de couros somaram US$ 399,57 milhões até maio

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A despeito das dificuldades que o setor vem enfrentando, o balanço de maio das vendas externas já aponta um pequeno crescimento nos embarques, de 11% em receita e 3% em volume, quando comparado ao mês de a...

Mercosul discutirá importação de pneus

..., por resolução da Câmara de Comércio Exterior (Camex). A intenção do Ministério do Desenvolvimento, que aguarda apenas o parecer da Advocacia Geral da União sobre o assunto, é negar a concessão de licenças de importação de pneus usados provenientes da União Europeia a partir da publicação da decisão no “Diário da Justiça”. O tema de...

OMC apoia tarifa contra produto de país poluidor

...pós a Organização Mundial de Comércio (OMC) ter dado apoio cauteloso a esse tipo de medida. Em um relatório que será publicado hoje, produzido com o Programa Ambiental da ONU, a OMC diz que suas regras tornam possível a imposição de impostos de importação por razões ambientais. “As regras permitem, sob determinadas condições, o emprego de ajustes tributários nas fronteiras sobre produtos importados e expo...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Alteração da Lista de Exceções à TEC entra em vigor a partir de hoje

...ão, a Resolução da Câmara de Comércio Exterior nº 37, que inclui três novos produtos na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (T...

Diminui ritmo de queda nas exportações do Estado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio um seminário reunindo representantes do poder público e da iniciativa privada. “Os acordos comerciais têm relevante importância para as exportações brasileiras e gaúchas. Neste sentido, é fundamental garantir o cumprimento das regras estabelecidas para proteger as empresas que vendem ao exterior”, enfatizou o coordenador do conselho de relações internacionais e comércio exterior da Fiergs, Cezar Müller. Os produtos que o Rio Grande do Sul vende aos norte-americanos pelo SGP representam cerca de 21% do total da pauta de exportação gaúcha para os Estados Unidos, enquanto a média nacional é de 13%. Para diminuir a dependência dos grandes mercados, o governo federal tem incentivado a abertura de novos destinos, principalmente na Ásia e na África. “A estratégia brasileira para aumentar os embarques e manter o País com participação de 1,25% nas exportações globais inclui ainda a simplificação de trâmites administrativos, difusão das informações e a informatização, entre outras ações”, definiu a coordenadora-geral dos regimes de origem do departamento de negociações internacionais da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Maruska Aguiar. Os SGPs da União Europeia e da Rússia também foram tratados no seminário realizado ontem pela Fiergs. No primeiro caso, o Brasil é o segundo maior usuário do programa, porém no ano passado empregou apenas 63% da capacidade total a que teria direito. Tradicionais setores da economia gaúcha utilizam a medida, como calçados, máquinas e equipamentos, implementos agrícolas e automotivos. Conforme dados do evento, já no caso russo, cerca de 58% das exportações brasileiras para o país utilizam o SGP. Mas a ênfase das preferências de Moscou está relacionada a itens sem valor agregado, como carnes, açúcar e outros produtos. Fonte: Jornal do Comércio...

Governo vai anunciar criação de banco de exportação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), que conhece o ressentimento das empresas exportadoras pela falta de uma estrutura adequada de financiamento das exportações, assemelhada a um Ex-Im Bank, e pela perda de produtividade nominal decorrente do câmbio desfavorável. Avalia-se que o momento para bancar o projeto do Ex-Im Bank é oportuno, porque além de atacar o problema de falta de crédito para o setor exportados - um dos mais combalidos pela turbulência econômica - sem mexer na estrutura de arrecadação do governo, a proposta encontra apoio...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Tarifa sobre o aço será mantida, diz Miguel Jorge

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse ontem que dificilmente a Câmara de Comércio Exterior (Camex) revisará a decisão de...

Básicos contribuem para superávit da balança na terceira semana de julho

...60,8 milhões). A corrente de comércio no período foi de US$ 5,739 bilhões (média diária de US$ 1,148 bilhão). A média diária das exportações na terceira semana foi de US$ 687 milhões. Cresceu 2,3% em relação à registrada até a segunda semana de junho (US$ 671,3 milhões), motivada pelos embarques de básicos (+ 9,3%) – por conta de soja em grão, minério de ferro, petróleo em bruto, farelo de soja e fumo em folhas; de semimanufaturados (+ 5,7%), principa...

Brasil volta a ter superávit com a China

...rise inverteu a tendência do comércio entre Brasil e China. O Brasil acumulou superávit de US$ 2,...

Importação de insumos cresce em maio

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). Na série sem ajuste sazonal, as quantidades importadas de bens intermediários subiram 7,5% sobre abril deste ano. O economista-chefe da Funcex, Fernando Ribeiro, diz que as compras externas de insumos sempre acompanham muito de perto a produção industrial. “Quando a indústria se recupera, as importações de bens intermediários são retomadas com uma defasagem pequena.” Como a melhora da produção local neste ano é modesta, o aumento do volume importado também não é dos mais expressivos, avalia Ribeiro. Nos quatro primeiros meses do ano,...

Indústria de SC busca saídas

...á neste ano. O secretário de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, que participou do evento na Fiesc, aponta países da América Latina, África e Ásia como exemplos de mercados que ajudam a equilibrar as exportações. Mas ele acredita que a retomada é mais provável apenas a partir de 2010. – Este ainda será um ano difícil para a indústria. Em 2010 deve começar a recuperação da economia pelos países emergentes – avalia. Para o presidente da Fiesc, Alcantaro Corrêa, a preocupação do setor industrial com a estruturação dos seus processos mostra que as empresas catarinenses têm investido em gestão na busca de maior competitividade e fortalecimento para ganhar novos mercados. – Dada a maior competitividade do mercado internacional, as exportadoras costumam ser empresas cuja gestão se diferencia das demais. O fato de elas realizarem ajustes rapidamente confirma isso – afirma. Segundo o levantamento, as exportadoras catarinenses estão estruturando os processos internos para enfrentar a crise. Para 87% das 110 empresas pesquisadas, as adequações nos processos internos devem ser realizadas no decorrer deste ano. Entre as principais medidas, estão a prospecção e a diversificação de mercados, a introduçã...

Consumidores de aço tentam reverter taxa de importação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, para discutir sobre o assunto, segundo informações da entidade. As usinas siderúrgicas, por outro lado, estão satisfeitas com a medida, que há tempos estava sendo solicitada ao governo, sob a alegação de que a entrada de aço de fora estava prejudicando a indústria local, por conta de competição desleal. Procuradas, a Gerdau e Usiminas afirmaram, por meio de nota ao DCI, que apoiam a decisão para o "restabelecimento das alíquotas de importação". A primeira disse que "também acredita que a medida, diante do atual cenário de crise, trará impacto positivo para a siderurgia brasileira". A mesma alegação foi adotada pela Usiminas, que salientou que a "medida representa uma das contribuições necessárias ao fortalecimento da siderurgia brasileira, que atualmen...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Superávit da balança está em US$ 1,131 bilhão

Comércio Exterior: Superávit da balança está em US$...

Volume mundial de exportações encolherá US$ 4 trilhões, segundo estimativas, e protecionismo agrava cenário

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), com base em dados do Fundo Monetário Internacional (FMI). A cifra - pouco superior ao tamanho da economia alemã - representa um tombo de 25% em relação aos US$ 15,8 trilhões exportados em 20...

Apesar da crise, câmbio e renda puxam importação

...m 23,5%, diz a Secretaria de Comércio Exterior. Os produtos importados estão mais presentes no dia a dia, mas o impacto para a balança comercial é reduzido, pois os bens de consumo não-duráveis representam apenas 8% das importações. Mas a entrada desses produtos no País é problemática para alguns setores que empregam muito. Nos têxteis, por exemplo, foram fechadas 10.378 vagas de janeiro a abril. Sandro Benelli, diretor de compras globais do grupo Pão de Açúcar, afirma que vai vender mais importados, como alimentos e vinho, mas não revelou o porcentual. As negociações com fornecedores no exterior para os produtos de fim de ano devem ser finalizadas em julho. Mesmo com o dólar a R$ 2,4 no início da crise, as vendas do Pão de Açúcar de objetos de decoração e utensílios domésticos importados cresceram 30% no Dia das Mães. Na Páscoa, foram vendidos 10% mais importados. "Fui pessoalmente até a Noruega renegociar o preço do bacalhau depois que o câmbio estourou", conta Benelli. Segundo Sylvio Mandel, presidente da Ass...

Brasil aceita reduzir embarque para o país vizinho em 19%

...36% na corrente bilateral de comércio nos cinco primeiros meses de 2009. Os calçadistas brasileiros aceitaram limitar as vendas em 15 milhões de pares por ano até 2011 -em 2008, foram 18,5 milhões. Os brasileiros queriam redução de 10%, mas cederam. "Não era o que queríamos, mas dos males ainda é o menor", afirmou na ocasião o diretor-executivo da Abicalçados, Heitor Klein. A Argentina é o terceiro desti...

Na crise, exportadores brasileiros buscam mercados emergentes

...squisa Sondagem Industrial – Comércio Exterior, divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) no final do mês passado, mostrou que 60% das 1.307 empresas consultadas pretendem ir atrás de novos destinos para mitigar os efeitos da crise em suas vendas externas “[As empresas estão] buscando sim [novos mercados], mas não necessariamente conseguindo”, afirmou o vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. “Alguns mercados emergentes conseguem ter um desempenho melhor, como China, Índia e alguns países do Oriente Médio. É uma opção, mas todo mundo vai correr para ela, então é preciso ser competitivo ou já ter um pé nesses lugares”, declarou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisas da CNI, Renato da Fonseca. “Todo mundo está tendo a mesma idéia”, disse Castro. "Existem casos de sucesso e outras empresas que não estão conseguindo", acrescentou Fonseca. Na avaliação dos dois, o Brasil tem duas realidades quando se fala em comércio exterior: a das exportações das commodities, que conseguem se manter relativamente bem por causa da demanda de grandes economias emergentes; e a das vendas de produtos industrializados, que sofrem não só com a crise, mas também c...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...omista com especialização em Comércio Exterior...

Camex inclui três itens na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum

Os ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiram hoje (18/6), em...

Camex rejeita reduzir TEC para trigo de fora do Mercosul

BRASÍLIA - A Câmara de Comércio Exterior (Camex) não aprovou o pedido da A...

Custos de logística são determinantes para a competitividade nas exportações

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Concex), da Federação das Indústrias do Estado do Rio Gr...

Diário Oficial da União publica quatro Resoluções da Câmara de Comércio Exterior (Camex).

...atro Resoluções da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Três dessas medidas foram aprovadas pelos membros do Comitê Executivo de Gestão (Gec...

Preços de exportação de básicos mostram recuperação em maio

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). No período, as quantidades exportadas de básicos subiram 17,9%. Fonte: Valor Econômico...

BCs do Bric discute moeda na semana que vem na Suíça

...e para substituir o dólar no comércio com o Uruguai, mais uma passo para deixar de usar a moeda americana no Mercosul. A informação é do presidente do BC brasileiro, Henrique Meirelles, que ontem esteve na Suíça para dar garantias aos membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) de que o Brasil tem estabilidade suficiente para sediar ...

Exportações de couros recuam 55% nos cinco primeiros meses de 2009

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A despeito das dificuldades que o setor vem enfrentando, o balanço de maio das vendas externas já aponta um pequeno crescimento nos embarques, de 11% em receita e 3% em volume, quando comparado ao mês de a...

MDIC divulga balança comercial por unidades da federação e por municípios

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) divulgou nesta quarta-feira (17/6) a balan...

Produtos básicos devem liderar exportações do brasil em 2009

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. "Os produtos básicos irão superar os manufaturados pela primeira vez, desde 1979. Todos os países que exportam mais manufaturados têm um comércio exterior mais estável, com um crescimento contínuo"...

Brasil e Argentina acertam troca de moeda

...plicados no financiamento do comércio bilateral e também servirão como garantia para as reservas internacionais do país vizinho. Segundo declarou à imprensa argentina o assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para Assuntos Internacionais, Mar...

Camex discute retirada da TEC do trigo para importação de Canadá/EUA

...ros que integram a Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidem na quinta-feira se permitem ou ...

Fluxo cambial fica positivo em US$ 661 milhões até o dia 12

...portações e financiamento ao comércio exterior) tiveram saldo de US$ 866 milhões. Já o fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) teve resultado negativo de US$ 205 milhões. De janeiro até o dia 12 de jun...

País amplia exportação a China, Rússia e Índia

..., a inversão do resultado do comércio exterior positivo para o Brasil deu-se por dois fatores. O primeiro foi a queda nas importações brasileiras e o segundo pelo redirecionamento das compras de produtos brasileiros que passaram a ser efetuadas em maior quantidade por esses países. As compras feitas pelo Brasil de produtos dos três países, de acordo com as projeções da Pezco Consultoria, devem, na sua maioria, manter uma tendência de queda. Até o final do ano, a Rússia perderá 10% de suas exportações, enquanto a China terá uma queda em suas vendas de 15% e a Índia apresentará um crescimento de 5% em seu comércio. No caso do Brasil, conforme o estudo, o nível de exportações para o grupo permanecerá igual ao do ano pa...

Países do Bric mantêm debate sobre utilização do dólar em transações

...nteceu em novembro, quando o comércio do Brasil com a Rússia caiu bastante por questões externas, como a queda do crédito internacional", argumentou. "Temos de continuar a desenvolver mecanismos financeiros", completou. Horas depois, o chanceler russo, Sergey Lavrov, evitou detalhar os termos do debate dos chefes de Estado e de governo, mas confirmou que as discussões estavam em andamento. "Nós estamos discutindo os acordos de swap, mas isso é realmente um assunto para os experts. Temos de sentar e discutir os benefícios de fazermos comércio em nossas moedas e não em dólar". MERCADO TENSO Manifestações semelhantes de autoridades chinesas e indianas deixaram o mercado tenso em grandes praças financeiras do mundo. Na Europa, o euro reverteu a tendência recente e voltou a ganhar terreno em relação ao dólar, fechando o dia em US$ 1,3843, contra US$ 1,3793 na vésp...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

QUESTÕES - IMPORTAÇÃO

...lada no Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex), os bens trazidos por viajante, excluídos do conceito de bagagem.  João dos Santos Bizelli Advogado especializado em legislação aduaneira...

APRECIAÇÃO DO REAL - Exportador amarga perdas com real

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) já revela perdas de janeiro a abril, antes mesmo...

Exportação em queda puxa recuo da indústria

...indiretos do encolhimento do comércio externo respondem por 50,3% do desempenho da indústria. O restante é consequência da retração do mercado interno, que, apesar de manter um nível de consumo elevado, viu os investimentos e a formação de estoques despencarem durante a crise. Para Nascimento, o efeito indireto da queda das exportações foi mais sentido pelos produtores de insumos básicos, como celulose e papel, metalurgia, química e borracha e plástico -itens presentes em muitos produtos exportados pelo país. O vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, afirma que isso decorre do fato de que as exportações mais atingidas são a de produtos manufaturados, com maior impacto na cadeia. "Quando a indústria deixa de exportar um automóvel, deixa de consumir vários outros itens", explica. Essa integração faz com que os pesquisadores do BNDES apostem na recuperação rápida da produção industrial quando as exportações começarem a ser retomadas. "A indústria brasileira tem uma ligação com o comércio exterior maior do que se supunha. Qualquer retomada das exportações colabora para puxar toda a indústria", diz Nascimento. Castro vê a queda do dólar como um risco nesse cenário. "Se a taxa de câmbio estiver mui...

Exportações de calçados caem 26%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, alegando a prática de dumping pela indústria da China. De janeiro a abril, a quantidade de pares exportados caiu 26,5%, com 49,5 milhões de pares vendidos. No mesmo período de 2008, os embarques chegaram a 67,4 milhões de pares. O faturamento também apresentou queda. A receita dos exportadores brasileiros foi de US$ 469 milhões, contra US$ 646,5 entre janeiro a abril do ano passado – uma redução de 27,4%. De acordo com a diretoria da Abicalçados, a situação está...

Indicadores apontam alta de produção em maio e de exportações em junho

... Eletropaulo. Já os dados do comércio exterior brasileiro mostram, nas duas primeiras semanas de junho, uma média diária de exportação 12% superior a de maio. Dentro deste percentual, os embarques de manufaturados aumentaram 11,9%, os de semimanufaturados, 13,6%, e os de básicos, 12,9%. Em relação a maio de 2008, o indicador de produção industrial da FGV sinaliza um recuo de 9,9%. Em abril, no confronto com mesmo período do exercício anterior, a queda foi mais acentuada, de 16,2%. No a...

Pequena reação nas exportações brasileiras de couro

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior – Secex, elaborados pela Associação das Indústrias de Curtume do Rio Grande do Sul – AICSul ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Receita com exportação de carnes tem queda de 22,6%

...; Mercado e da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Em volumes, os embarques totalizaram 2,451 milhões de toneladas entre janeiro e maio, o que representa um recuo de 5,9% sobre as 2,605 milhões de toneladas exportadas nos primeiros cinco meses de 2008. As exportações de carne bovina tiveram um recuo de 16,0% de janeiro a maio. Segundo o levant...

Argentina cria nova barreira contra o Brasil

...anunciada pelo secretário de Comércio da Argentina, Guillermo Moreno, tem o objetivo de estancar a crescente fuga de capitais. Nos últimos dois anos, saíram do país US$ 38 bilhões. A presidente Cristina Kirchner pretende impedir o que denomina de “invasão” de produtos estrangeiros. No segundo semestre do ano passado ela lançou uma série de medidas que englobam desde licenças não automáticas (é preciso aguardar liberação para a entrada da mercadoria) à imposição de cotas para produtos — entre os quais os fabricados no Brasil. Fonte: Zero Hora...

Colapso no mercosul

...protecionismo da Argentina e comércio com vizinho cai 36,2% em 2009 Desde a sua criação há 18 anos, o Mercosul se...

Concorrência enfraquece o calçado brasileiro

...alçados.. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Exportação afeta 50% da queda da produção

... efeito indireto da queda do comércio exterior. Nos veículos, por exemplo, 42% da queda da produção no período (de 29%) é explicada pelo setor externo, sendo 31% por resultado direto da queda nas vendas externas e 11% por conta do efeito indireto. Um exemplo de como a redução das vendas externas afeta o setor de veículos, nota Puga, são os caminhões que deixaram de ser comprados para conduzir produtos exportados do seu local de fabricação até os portos. EM CASCATA Metalurgia: exportações do setor caíram 13,9%, mas produção recuou 30% - um terço da queda na produção ocorreu por efeito indireto da retração nas vendas externas do País Produtos químicos: setor apurou aumento nas exportações de setembro a março. Mesmo assim, a produção industrial caiu 6%, sendo 32% desse total por efeito da queda das exportações Borracha e plástico: exportações do setor caíram 23,9% e produção recuou 21%. Mas 30% da queda é atribuída ao fator indireto Papel e celulose: houve queda de 12,1% nas exportações do setor e de 5% na produção, sendo 63% por influência indireta. Por O Estado de São Paulo - SP...

Exportação aos árabes cresce 5,4%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Na mesma comparação, as exportações totais do Brasil caíram 23%. O desempenho foi sustentado pelo crescimento das vendas de produtos como açúcar, aeronaves, milho, soja em...

Segunda semana de junho tem superávit de US$ 737 bilhões

...$ 442 milhões. A corrente de comércio, no período, foi de US$ 4,2 bilhões - média diária de US$ 1 bilhão. No acumulado do mês, a corrente de comércio alcançou US$ 10,1 bilhões (média diária de US$ 1,1 bilhão). O superávit acumulado é de US$ 1,9 bilhão (média diária de US$ 216 milhões), com exportações de US$ 6 bilhões (média diária de US$ 671 milhões) e importações de US$ 4 bilhões (média diária de US$ 455 milhões). De janeiro até a segunda semana de junho, com 110 dias úteis, o superávit chega a...

Calçado brasileiro perde mercados e faturamento no exterior

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Fonte: Agência Brasil...

Crescem exportações do agronegócio para o Oriente Médio

... já que o país domina 80% do comércio mundial. Nos cinco primeiros meses do ano a receita com os embarques diminuiu, embora tenha ocorrido um ligeiro aumento na quantidade exportada. Fonte: www.anba.com.br...

Exportações e importações têm queda sincronizada

...e executivo da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. "Todo setor manufaturado teve queda de exportação." Ele observou, porém, que anteriormente se imaginava que as exportações cairiam mais que as importações, mas a alta do dólar no início da crise inibiu as importações. No acumulado de 12 meses até março, as exportações foram o único grupo do PIB que teve variação negativa em comparação a igual período anterior. A queda foi de 3,5%. As importações de bens e serviços aumentaram 9,6% no período. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Funcex: rentabilidade de exportador já caiu 12% este ano

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). "A situação piorou em maio, por causa da valorização do real ante o dólar, e tende a piorar ainda mais", diz Fernando Ribeiro, economista-chefe da Funcex. Em abril, o câmbio médio foi de R$ 2,20 por dólar. Essa média caiu para R$ 2,06 em maio e já está abaixo de R$ 2 este mês. Até abril, a rentabilidade das exportações ainda se manti...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Apesar da queda recorde, exportação caiu menos que importação

...e executivo da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. "Todo setor manufaturado teve queda de exportação." Ele observou, porém, que anteriormente se imaginava que as exportações cairiam mais que as importações, mas a alta do dólar no início da crise inibiu as importações no primeiro trimestre. No acumulado de 12 meses até março, as exportações também foram o único dos grupos componentes do PIB que tiveram variação negativa em comparação a igual período anterior. A queda nesse caso foi de 3,5%. As importações de bens e serviços aumentaram 9,6% no período. Pela primeira vez desde o primeiro trimestre de 2006, o setor externo não deu uma contribuição negativa para o PIB. A gerente de contas trimestrais do IBGE, Rebeca Palis, explicou que a queda das exportações (-15,2%), comparativamente a igual trimestre do ano passado, ficou muito próxima da queda das import...

Balança comercial do agronegócio registra maior superávit do ano

...os, pois na época o fluxo de comércio apresentou movimento acima da tendência sazonal em razão da regularização de embarques não registrados em março e abril daquele ano, devido à operação padrão de auditores fiscais aduaneiros. Produtos - Dentre os produtos do agronegócio, apresentaram variações positivas de crescimento em maio o complexo sucroalcooleiro (29,7%), sucos de frutas (10%) e fumo e derivados (44,1%). O valor das exportações do complexo sucroalcooleiro saltou de US$ 593 milhões para US$ 769 milhões. A alta é atribuída às exportações de açúcar, que cresceram 61,2% em maio na comparação com o mesmo período do ano anterior, atingindo a cifra de US$ 661 milhões. Houve aumento tanto de preço como de quantidade nas exportações do produto, respectivamente 9,9% e 46,7% Regist...

Brasil promete deixar de importar da Argentina

... da Associação Brasileira de Comércio Exterior (Abracex), "o Ivan Ramalho [secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior -Mdic] está tomando nota das dificuldades enfrentadas pelos empresários brasileiros e há a tendência de se posicionar fortemente contra as medidas impostas pela Argentina. Ele deve confrontar as imposições com outras imposições, do mesmo nível, como fez com o leite em pó". Segatto disse ainda que o governo sabe que a Argentina está colocando diversas dificuldades para que seus empresários não comprem ...

Câmbio afeta exportação brasileira de carne suína

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs). Em volume, houve quedas d...

Fluxo cambial fica positivo na primeira semana do mês

...portações e financiamento ao comércio exterior) tiveram saldo positivo de US$ 670 milhões e o fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) teve resultado negativo de US$ 120 milhões. No acumulado do ano até a primeira semana de junho, as operações comerciais tiveram saldo positivo de US$ 13,645 bilhões e as financeiras, resultado negativo de US$ 11,505 bilhões. O Banco Central também informou que comprou US$ 871 milhões no mercado à vista na semana passada. Desde o mês passado, o BC vem realizando esse tip...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Calçadistas esperam liberação de licenças

... diretor-executivo. Dados do comércio exterior mostram que, de janeiro a abril deste ano, a receita com exportações para a Argentina recuou 37,8%. Foram US$ 32 milhões, somando 1,7 milhão de pares, ante US$ 51,5 milhões do mesmo período de 2008, que registrou 3,21 milhões de pares. O volume de parescaiu 45,3%.A indústria brasileira tem pressa em embarcar 3,5 milhões de pares que estão prontos e que só não foram despachados devido aos atrasos na liberação de licenças. Em alguns casos, a demora é de até 180 dias. A expectativa é que os argentinos cumpram sua parte no acordo. “Eles prometeram liberar imediatamente as licenças”, ressaltou Klein, que projeta retomada no ritmo de embarques em duas semanas.A meta reivindicada pela Abicalçados era de 25 milhões de pares para 2009, volume que reflete potencial da demanda argentina e que chegou a ser comercializado entre 1999 e 2000, quando começaram a ser definidas cotas para importação. A diferença entre o pretendido e o concedido, dez milhões de pares, somaria divisas de US$ 150 milhões, segundo o r...

Camex eleva de zero para 12% o Imposto de Importação de vergalhões de aço

Renata VeríssimoA Câmara de Comércio Exterior (Camex) elevou de zero para 12% a...

Exportação começa junho com alta de 20%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Na comparação com maio, os exportadores venderam mais 25,4% de semimanufaturados (ferro-liga, alumínio em bruto, óleo de soja, couros e peles, dentre outros), mais 20,4% de produtos básicos (petróleo cru, minério de ferro, cereais, carne e outros) e mais 14,3% de produtos manufaturados (automóveis, autopeças, celulares, calçados, etanol, motores e geradores, aviões e tudo o mais com agregação de tecnologia). Na comparação com junho de 2008, houve retrações fortes nas três categorias de produtos: 28,4% nos manufaturados, 14,1% nos semimanufaturados e 10,5% nos básicos. No total de 106 dias úteis até a última sexta-feira, as v...

Balança da primeira semana de junho apresenta superávit de US$ 1,208 bilhão

...65,2 milhões). A corrente de comércio, no período, foi de US$ 5,860 bilhões, média diária de US$ 1,172. Em relação ao mês de maio de 2009, houve um crescimento na média diária de 17,9% nas exportações, e uma pequena queda nas importações de 0,3%. Já no comparativo com junho de 2008, a média diária do período apresentou queda de 20,2% nas exportações, e de 38,4% nas importações. O superávit da primeira semana do mês é o melho...

Brasil restringe vendas à Argentina em mais 4 setores

...m amenizar a queda de 36% no comércio bilateral neste ano, terminou ontem em Buenos Aires com concessões brasileiras em quatro setores: freios, embreagens, calçado...

Crise afeta comércio entre Brasil-Europa

O comércio do Brasil com a União Europeia vem sofrend...

Euro forte não desbanca dólar na América Latina

... seja muito relevante para o comércio exterior com a zona euro. Primeiro, porque parte da apreciação já ocorrida do real estaria sendo compensada por uma desvalorização do dólar com relação ao euro. Além disso, o fator dominante para a determinação das trocas comerciais nesse momento é a contração da demanda externa, e não a rentabilidade relativa das exportações – resume Loes. Fonte: JB...

Presidente Lula sanciona lei do drawback

...ia conjunta da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e da Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRF). De acordo com o texto da lei sancionada, os benefícios do drawback serão aplicados, também, sobre a aquisição no mercado interno ou externo, de maneira combinada ou não, de bens empregados em reparos, criação, cultivo ou atividade extrativista de produtos exportáveis. Apenas exportadores habilitados pela Secex poderão utilizar a suspensão tributária que prevê o drawback. Por: Diario do Nordeste/CE...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Indústria de móveis aceita reduzir exportações em 35%

...am uma redução voluntária de comércio em troca de maior agilidade na liberação de produtos, atrasados na alfândega devido ao licenciamento não automático de importação imposto pelo governo argentino a uma lista de mais de 600 produtos brasileiros. As negociações começaram em março, incentivadas pelos governos dos dois paíse...

Normas do Mercosul entram em vigor no País

... e Diretrizes da Comissão de Comércio do Mercosul. Entre os textos, alguns datam de 2004, como é o caso da norma relativa ao Despacho Aduaneiro de Mercadorias. Caberá à Secretaria da Receita Federal do Brasil editar normas complementares necessárias à aplicação das decisões e diretrizes referidas no Decreto. A seguir, estão relacionadas as disposições ap...

Porto do Rio Grande vai dobrar capacidade

...países. Fonte: O Jornal do Comércio (RS)...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...p;com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

BC calcula perdas globais de US$ 4,1 trilhões na crise

...ueda de 1,3% este ano, com o comércio mundial tendo um recuo de 11%, o que tende a gerar impacto nas exportações brasileiras. O presidente do BC ressaltou ainda que os mercados têm mostrado recentemente uma percepção de que o pior da crise já passou. Ele disse esperar que isso se confirme, mas ressaltou que ainda é prematuro para se chegar a grandes conclusões, já que a economia dos EUA aparentemente terá um processo lento de recuperação. Em relação ao Brasil, Meirelles afirmou que o que diferencia o País nesta crise em relação às anteriores é que desta v...

Brasil e Argentina fazem nova rodada de negociação bilateral

...ado vizinho. As barreiras ao comércio impostas pela Argentina já garantiram ao país o terceiro mês consecutivo de superávit com o Brasil. Mas, enquanto isso, a China avança no mercado argentino. Em maio, o saldo positivo da Argentina com o Brasil chegou a US$ 56 milhões, s...

Egito é um dos mercados prioritários para o Brasil

...ocorreu na sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, teve a presença do presidente da entidade, Salim Taufic Schahin. “A assinatura do memorando de entendimento é uma importante medida para por em contato a Apex-Brasil e a Gafi. Com isso, a Câmara Árabe vai fazendo seu trabalho de aproximar o Brasil dos povos árabes, nesse caso com o Egito”, afirmou Schahin. De acordo com Borges, a idéia do acordo é mostrar o potencial do mercado egípcio para as empresas brasileiras, que ainda é pouco conhecido. “A Câmara Árabe para nós é fundamental porque permite nos aproximarmos dos países árabes”, acrescentou. Entidades A delegação egípcia esteve ontem também com diretores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), para pedir o apoio da entidade na busca por empresas interessadas em investir no Egito. A vice-presidente da Gafi e o vice-presidente da Bolsa de Valores do Egito, Mohammed Omran, estiveram ainda nos escritórios do Banco Nacional de Desenvolvimento ...

Exportações gaúchas têm queda de 23% em maio

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Os negócios mantêm retração com a crise internacional. No acumulado dos primeiros cinco meses de 2009, a queda é de 27%. As perdas estão acima da média nacional, que é de 23%. ...

Missão comercial brasileira à África Subsaariana começa na próxima segunda-feira

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. A primeira cidade a ser visitada é Acra, capital de Gana (8/6); seguida de Dacar - no Senegal (dia 9); depois Lagos (Nigéria), dias 10 e 11, final...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Acordo preferencial Mercosul-Índia já está em vigor

O Acordo de Comércio Preferencial entre o Mercosul e a Repúblic...

Dólar faz exportador cortar desconto e rever tabela de preços

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). A tendência é uma margem de lucro ainda mais apertada nos próximos meses por conta do enfraquecimento do dólar, que fechou cotado a R$ 1,9370 ontem, queda de 12% em relação à média de abril. Segundo Danilo Marcon, diretor comercial da Cerâmica Vila Rica, o dólar abaixo de R$ 2,00 “zerou” a sua rentabilidade e a empresa se prepara para reduzir ainda mais a participação das exportações em seu faturamento. A fatia das vendas externas nas vendas já caíram de 65% no ano passado, para 50% este ano. O executivo conta que as vendas para a Rússia “praticamente pararam” desde o início da crise - a queda dos embarques para esse destino chega a 70%. Para a Argentina, as exportações recuaram 20% neste início de ano. Marcon disse que o maior problema do mercado internacional é a falta de demanda, mas acredita que “se pudesse dar algum desconto, venderia um pouco mais”. Ele contou que, no ano passado, os clientes da cerâmica aceitaram um reajuste de 25% nos preços para compensar o câmbio. Agora a mesma estratégia é impossível. “O cenário mudou totalmente a com a crise. É como oferecer comida para quem não está com fome”, disse. Otmar Müller, presidente do Sindiceram-SC e diretor industrial da Eliane, disse que o impacto do câmbio não é tão forte quanto um ano atrás por conta da redução gradativa das exportações. O volume exportado pelas empresas catarinenses caiu 36% entre fevereiro e abril deste ano comparado com 2008, ano que já não havia sido tão forte. Sem conseguir elevar as vendas no mercado interno, a produção de revestimentos cerâmicos já está 10% inferior a do ano passado. “Com esse novo recuo, teremos que rever os preços em dólar, mas nosso principal mercado ainda está recessivo”, disse Müller, falando dos Estados Unidos. O presidente da Buettner, João Henrique Marchewsky, disse que vai repensar todo o planejamento por conta do novo recuo do dólar. “É uma situação horrorosa. Evitamos dar preço ontem (para as exportações) por conta da queda”, disse ele, considerando que as têxteis terão uma dificuldade ainda maior no mercado externo, onde a demanda já se apresentava fraca por conta da crise mundial e pelas restrições argentinas. “Vamos esperar esta semana para ter uma noção melhor da cotação”, explicou. A empresa projetava o dólar a R$ 2,00 para o ano, mas acredita que terá que estimá-lo em R$ 1,80. Marchewsky disse que as vendas externas da empresa podem cair 40% este ano se a queda do dólar se aprofundar nos próximos meses. A General Brands, que exporta sucos prontos, tem negociado preço com os clientes no exterior para manter o mesmo volume de exportações, afirmou o presidente da empresa, Isael Pi...

Exportação para mercados tradicionais cresce em maio

...início de uma recuperação do comércio exterior brasileiro, segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral. Na entrevista coletiva da b...

Fluxo cambial de maio tem o melhor resultado desde abril do ano passado

...portações e financiamento ao comércio exterior) contabilizaram saldo positivo de US$ 1,551 bilhão no mês passado, e o fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) teve resultado positivo de US$ 1,583 bilhão. Segundo o BC, foi o segundo fluxo cambial mensal seguido em alta, uma...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Vendas externas de carnes voltam a cair

... Desenvolvimento Indústria e Comércio. O quadro sugere que a demanda dos países importadores ainda não retomou os níveis normais, num momento em que apreciação do real em relação ao dólar tira competiti...

Ásia foi principal destino de exportações brasileiras em maio

...importações. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, preferiu destacar que houve recuperação nas vendas externas para mercados que, por causa da crise, tinham registrado fortes retrações nas compras - em especial no fim do ano passado. Ele citou como exemplo Portugal, Reino Unido e Emirados Árabes. Mas as exportações à União Europeia como um todo caíram 28% nos cinco meses de 2009 sobre igual intervalo de 2008. Para os Estados Unidos, então, houve recuo de 40,7%. Para a China, porém, houve aumento de 35,6%, o que contribuiu para a alta de 11,2% nas vendas para a Ásia. Tal movimento içou o bloco asiático à liderança nas compras de produtos brasilei...

Brasil bate 2º recorde seguido de exportação de soja em maio

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Em abril, o país já havia batido o recorde ao registrar exportação de 4,49 milhões de t, superando a marca anterior de 4,44 milhões de t de maio do ano passado. Os agricultores têm aproveitado os bons valores da soja no mercad...

Exportação de milho cai 25% em volume em maio

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na comparação com maio de 2008 também houve queda, de 57%. Naquela ocasião o Brasil exportou 694,7 mil toneladas de milho. O recuo reflete a fraca negociação de milho nos portos ao longo de maio, com queda na demanda pelo milho brasileiro. No acumulado do ano, no entanto,...

Exportador ainda consegue trabalhar com dólar a r$ 2,00

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje que os exportadores brasileiros ainda têm espaço para trabalhar com o patamar atual do câ...

Queda na venda de minério de ferro explica superávit menor, diz ministério

...da-feira (1) o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento (MDIC), Welber Barral. Em maio, de acordo com números divulgados também nesta segunda-feira pelo MDIC, o superávit da balança comercial somou US$ 2,65 bilhões...

QUESTÕES - IMPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Receita com exportação de suco cresce 15,8% em maio

...ados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, apontam que o volume exportado em maio foi de 166 mil toneladas, 1,0% abaixo do verificado em maio do ano passado e 3,4% superior a abril deste ano. Com informações Portal ùltimo Segundo...

Balança comercial de maio tem superávit de US$ 2,6 bilhões

... 466 milhões). A corrente de comércio, no período, chegou a US$ 21,3 bilhões (média diária de US$ 1 bilhão). Na avaliação dos números da quarta semana de maio (de 25 a 27) as exportações fecharam em US$ 2,9 bilhões (média diária de US$ 581 milhões) e as importações em US$ 2 bilhões (média diária de US$ 401 milhões), resultando em um saldo...

Calotes explodem nas exportações

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Roberto Giannetti da Fonseca, confirma os problemas. “Conhecemos de 50 a 100 exportadores que tiveram algum tipo de atraso”, afirma. “Ainda não é algo que chegue ao bilhão, mas certamente já está na casa dos milhões de dólares.” O vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, não se arrisca a dar números, mas revela apreensão com o tema. “Estou há 40 anos nessa área e nunca vi nada parecido”, diz. “O volume de calote aumentou muito, principalmente nos Estados Unidos.” O presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), Alessandro Teixeira, revela que cerca de 10% dos 5 mil sócios da entidade já relataram algum tipo de dificuldade para receber o dinheiro de vendas ao exterior. Mas ele destaca que todos os casos, pelo menos até agora, envolvem o adiamento do prazo de pagamento. “Ainda não são reclamações de inadimplência”, observa. Uma das consequências desse quadro é o encarecimento do seguro cobrado dos exportadores. “Reajustamos nossos prêmios em 30%”, confirma Blanco. Com isso, diz Augusto de Castro, diversas empresas (principalmente de menor porte) desistem de vender ao exterior. “Sem garantia, o risco passa a ser todo da empresa.” O Estado apurou que, entre os setores atingidos, estão autopeças, têxteis, calçados, alimentos e petroquímico. A reportagem procurou entidades setoriais e empresas cujos nomes foram citados por fontes ao longo da apuração. Nenhuma companhia quis se pronunciar. A associação dos produtores de calçados, Abicalçados, negou, por meio de sua Assessoria de Imprensa, o aumento do calote. O diretor executivo da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Fernando Pimentel...

Cooperativas prevêem exportar 20% aos árabes

...ação geral do agronegócio no comércio mundial. Por isso acreditamos ser perfeitamente possível atingir a meta”, diz Marcos Mattos, assessor técnico da gerência de mercados da OCB. No primeiro trimestre de 2009, as cooperativas brasileiras exportaram US$ 108 milhões para os países árabes, contra os US$ 105 milhões de janeiro a março de 2008, crescimento de 2,51%. Os dados são de um estudo de mercado da OCB divulgado a cada três meses. De acordo com o estudo, São P...

Crise muda geografia das exportações brasileiras

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex) relativo a maio, as exportações brasileiras de produtos básicos em dólares, em abril, aumentaram 21,3% ante igual mês de 2008, enquanto as vendas de produtos manufaturados caíram 31,2%. "Já no início da crise estava claro que a América do Sul seria o destino que mais afetaria nossas exportações, já que é um mercado importante para os manufaturados", explica Augusto de Castro. Para ele, o País prioriza as vendas externas de commodities, mas perde mercados de manufaturados já conquistados anteriormente. No primeiro trimestre de 2009, os principais blocos de destino das vendas externas brasileiras perderam participação no total exportado pelo País, exceto no caso da Ásia, que ganhou fôlego, especialmente por causa do forte crescimento das vendas para a China. As mudanças continuam em curso, de forma acelerada, como mostram os resultados de abril. A Associação Latino-Americana de Integração reduziu a sua fatia de 23,54% no primeiro trimestre do ano passado para 19,29% no mesmo período deste ano. Em abril, era de 16,06%. No Mercosul, houve perda de um total de 12,40% para 9,06% no primeiro trimestre, chegando a abril em 8,30%. No que diz respeito à União Europeia o recuo de fatia foi menor no período, de 24,88% para 24,06%, - em abril foi de 20,79%. No caso da Ásia, a participação nas exportações passou de 15,17% no primeiro trimestre de 2008 para 22,76% no primeiro trimestre de 2009. Em abril, a fatia da Ásia já chegava a 29,95%. Com informações: Jornal do Commercio/RS...

Dólar cai pela sétima sessão seguida e fecha a R$ 1,95

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior divulgados nesta segunda-feira, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,6 bilhões em maio, aumentando o saldo acumulado no ano para US$ 9,3 bilhões. Nesse contexto, o Banco Central realizou nesta tarde mais um leilão de compra de dólares no mercado à vista. Desde 8 de maio, o BC tem feito esse tipo de operação em todas as sessões regulares. Para o operador da B&T Corretora de Câmbio, Marcos Forgione, a tendência de queda do dólar ante o real deve permanecer neste mês, principalmente lastreada pelo ingresso de recursos na Bovespa. Entretanto, Forgione pondera que "ainda estamos num momento de crise e não devemos nos iludir com esses momentos de melhora no cenário (econômico)". Na BM&F, o volume de dólar negociado no segmento à vista girava em torno de US$ 1,2 bilhão, segundo dados preliminares. Fonte: Reuters...

Exportador perde com o real, moeda com 2ª maior alta em 2009

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). A desvalorização do dólar é uma tendência mundial, mas na visão dos exportadores os juros altos são o principal responsável pelo real sobrevalorizado. Para eles, a taxa de juros real desproporcionalmente alta em relação à de outros países atrai para o Brasil um número crescente de investimentos financeiros, que inundam o mercado de dólares e fazem a valorização do real ser muito superior à de outras moedas. O quadro é reforçado ainda pela avaliação que prevalece no exterior de que o País tem resistido bem à crise. “Com reservas de US$ 200 bilhões e uma das maiores taxas de juros do mundo, o Brasil é um verdadeiro porto seguro para os investidores estrangeiros em meio à turbulência global”, afirma José Augusto de Castro, vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Com a taxa de câmbio abaixo da barreira psicológica de R$ 2 por dólar, os exportadores reclamam que a vida ficou muito mais difícil. “Não se pode mais planejar”, diz...

Exportadores necessitam mais que um Eximbank

... no 23º Encontro Nacional de Comércio Exterior, um ministro do Desenvolvimento, na época o embaixador Sérgio Amaral, anun...

Integração pode aumentar exportações de arroz, suco e ovinos no RS

...omo a Organização Mundial do Comércio (OMC). – É preciso ter paciência e persistência na negociação com determinados mercados e o Brasil tem atuado ativamente nesses fóruns – ressaltou Costa. Com informações Agência Safras...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Abertura do mercado chinês para frango brasileiro deve aumentar exportações

...referindo-se ao potencial do comércio entre os dois países. Em 2008, o país exportou cerca de 3,4 milhões de toneladas de carne de frango. A venda gerou uma receita de US$ 6,3 bilhões ao agronegócio brasileiro. Este ano, até o início de maio, foram exportadas 1,1 milhão de toneladas de carne de frango ao valor de US$ 1,5 milhão. Fonte: Agência Brasil...

Brasil pode elevar participação de 8,5% no comércio externo de ovos

...articipação atual de 8,5% no comércio internacional de ovos. Sampaio diz que durante as missões comerciais ao Oriente Médio, muitos importadores demonstraram interesse em comprar ovos do Brasil. A Venezuela também é um mercado importante e num futuro próximo será a Europa, visualiza o diretor do DPI/MAPA. Na sua opinião, um dos maiores entraves ao Brasil na conquista do mercado internacional de ovos é a falta de escalas internas. O secretário observa que o sistema de consórcio é uma alternativa de associativismo já conhecida de grandes empresas, principalmente no setor da Construção Civil, que contam com todo um marco legal, mas que no Agronegócio esse instrumento ainda é pouco utilizado. Os consórcios poderão alavancar a produção e exportação de ovos, hoje ainda concentradas em empresas de médio porte, diz o diretor. Defesa semelhante faz o presidente da União Brasileira de Avicultura-UBA, Ariel Mendes, para quem as exportações de ovos, hoje, estão n...

China toma mercado do Brasil na Argentina

...es e Denyse Godoy Enquanto o comércio entre Brasil e Argentina registra queda brusca desde o início da crise mundial, com retração de 39% no primeiro trimestre do ano, a China amplia sua participação no mercado vizinho em detrimento das vendas brasileiras. O chamado desvio de comércio -incremento nas importações de fornecedores extern...

CNI: crise afeta 73% das empresas exportadoras

...al, aponta Sondagem Especial Comércio Exterior realizada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) e divulgada nesta quinta-feira. De acordo com o levantamento, o principal im...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...e Admissão Temporária para o comércio intrazona poderão ser praticados até 31/12/2010. Luiz Martins Garcia  Economiasta com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Representação no exterior tem que melhorar, diz Célio Porto

... discutiu Estratégias para o Comércio Internacional de Ovos e Apoio Governamental para Exportações. De acordo com o secretário, o Ministério da Agricultura, junto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX), vem tentando estimular uma maior presença institucional no exterior e o projeto é aumentar a base exportadora, produtos exportados e empresas que exportam. Para isso, precisamos melhorar a representação institucional lá fora, enfatizou o secretário. Informou que a APEX, com a abertura de escritórios em outros paises, vem oferecendo espaço para que entidades de classe dos exportadores brasileiros, inclusive de carnes, possam contratar profissionais para representá-los, sem necessidade de...

China autoriza importação de 22 frigoríficos brasileiros

...a à imprensa. A ampliação do comércio do agronegócio entre os dois países ocorreu após a visita feita à China pela missão brasileira comandada pelo presidente Luís Inácio Lula da Silva entre os dias 18 e 20 deste mês.(AE) Com informações Jornal Cruzeiro do Sul...

MDIC isenta importação de reach stackers

...isão. A Secex (Secretaria de Comércio Exterior) do MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) baixou uma portaria autorizando a isenção do imposto de importação par...

Ministério recomenda consórcios para exportar ovos

...articipação atual de 8,5% no comércio internacional de ovos. Verificamos um aumento de vendas para o mundo árabe e, durante as missões comerciais ao Oriente Médio, muitos importadores demonstraram interesse em importar ovos do nosso país”, declarou Marques, segundo o comunicado do Mapa. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, as exportações brasileiras de ovos renderam US$ 91,6 milhões no ano passado, um aumento de 85% sobre 2007. Só para os países árabes as vendas em 2008 somaram mais de US$ 40 milhões, um crescimento de mais de quatro vezes em comparação com o ano anterior. Com informações Agência de Notícias Brasil- Árabe...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Uma enxurrada de importados

...ngress”, sobre tendências do comércio internacional, de J.F. Hornbeck e Marisabel Cid, da Divisão de Assuntos Estrangeiros, Defesa e Comércio do Congresso americano, a América Latina é a segunda região de maior expansão das exportações americanas - só fica atrás da África. No período 1996-2007, a corrente de comércio americana para a América Latina cresceu 137%, 110% para a Ásia, 114% para a União Europeia e 294% para a África. O crescimento para o mundo como um todo foi de 120%. “Houve mudança de paradigma”, diz Nogueira. “Os americanos eram os consumidores de última instância de todo mundo, e dessa forma alimentaram a expansão econômica de todos os países asiáticos. Isso acabou.” A pressão americana pela abertura de mercados deve atingir, na visão do economista, setores industriais, como automóveis e máquinas. E vai se somar à pressão chinesa pela abertura de produtos de consumo, como têxteis e calçados. O impacto de um esforço exportador americano sobre a América Latina será sentido de maneira distinta. Enquanto o Mercosul dispõe (mal ou bem) de um arcabouço de medidas para proteger seus mercados de concorrências desleais ou de movimentos que causem dano às economias internas, seguindo as regras da Organização Mundial do Comércio (OMC), outros países não terão muito o que fazer. É o caso do México, Chile e Peru, que têm tratados de livre comércio com os EUA que os impedem de usar os mecanismos da OMC contra as exportações americanas. “Todos os países vão aumentar suas exportações, não só os EUA”, opina o argentino Felix Peña, especialista em relações econômicas internacionais. Para Peña, não há dúvida de que os EUA “vão fazer todo o necessário para aumentar suas exportações” assim que saírem da crise, mas isso é apenas um lado da história. O outro lado é que ...

Dólar pode piorar o que já está ruim

...e nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), a Fiesp ouviu 78 empresas selecionadas entre as 250 maiores exportadoras brasileiras. A pesquisa aponta para uma queda nas exportações de produtos industrializados de 24,8% nos 12 meses a serem encerrados em setembro de 2009. No mesmo período de 2008, conforme o Secex, houve crescimen...

Exportações brasileiras de equipamentos sob encomenda diminuem 41,8% em 2009

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), considerando importações e exportações somente de bens de capital sob encomenda. O resultado da balança comercial do setor tornou-se negativo já em 2008, quando a velocidade do crescimento das importações passou a ser maior do que a velocidade do aumento das exportações. No ano passado, os fabricantes de máquinas e equipamentos pesados exportaram 26,7% a mais em relação a 2007, mas as importações cresceram 67,8% no mesmo período. Com informações:Portal ABDIB...

Exportações devem cair 20% em 2009

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A redução só não deve ser maior graças ao desempenho dos produtos básicos, que vêm sendo beneficiado pela alta nas cotações de commodities. No primeiro quadrimestre, as vendas de produtos básicos apresentaram valor recorde para...

Governo vai lançar o Eximbank para financiar as exportações brasileiras

...o é centralizar operações de comércio exterior, hoje espalhadas pelo BB, BNDES, Teso...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...ras, de natureza cambial, de comércio exterior ou de repressão ao abuso do poder econômico. Luiz Martins Garcia  Economista com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Alta do real afeta exportação de manufaturados, diz AEB

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), a grande prejudicada com essa alta do real é a exportação de manufaturados, que já vinham em queda por conta da crise econômica internacional. A China será o maior beneficiário dessa valorização do câmbio com o aumento das exportações, principalmente para os países da América do Sul. “Cada vez que o Brasil deix...

Crise permite substituição de importações

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). A queda de demanda provocada pela crise levou os fabricantes locais de insumos a operar com capacidade ociosa e elevou a oferta de produtos a preços baixos no mercado interno. Além disso, a desvalorização cambial que ocorreu no início da crise encareceu os importados, embora este último fator tenha perdido força recentemente com a queda do dólar, que está próximo de R$ 2,0. Segundo Nelson Pereira dos Reis, presidente-executivo da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), o setor químico retomou este mês o nível normal de produção, após a brusca interrupção das atividades provocada pela crise no fim de 2008. Ele informou que as empresas optaram por desovar os estoques excedentes nos mercados interno e ...

Impasse em negociações com a Rússia

...ís na Organização Mundial do Comércio (OMC), em processo que foi retomado ontem em Genebra. No caso do açúcar, Moscou fez uma negociação incompatível com as regras da OMC, com a aplicação de uma "banda de preço...

Mercosul esvaziado, e esquerda cada vez mais radical

...egião, um severo declínio do comércio, remessas mais fracas e redução das perspectivas de turismo”. No documento, o Fundo estima que a América Latina e o Caribe deverão ter retração de 1,5% neste ano. Segundo analistas, o Mercosul, que já representou 15% do comércio nacional e hoje não chega a 9%, deverá ficar ainda mais esvaziado. Outros esperam que as relações locais sofram com um possível acirramento das disputas políticas e comerciais, com a queda do preço de commodities e a alta do petróleo. – O Brasil poderia contribuir no atual cenário liderando uma nova etapa do Mercosul, que possibilite dar um salto qualitativo na integração, de modo que os benefícios em termos de comércio e investimento se distribuam de forma mais equilibrada entre os países membros. A ampliação do papel do BNDES no financiamento do setor produtivo em escala regional é uma alternativa – avalia Beatriz Nofal, presidente da Agência de Promoção de Investimento Nacional da Argentina, equivalente local ao BNDES. Vantagens Para Steve Hanke,...

Portaria conjunta da Secex e da Receita Federal cria drawback integrado

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvol...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Dólar tem leve queda e fecha a R$ 2,02, com poucos negócios

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) nesta segunda-feira. Nobrega afirmou ainda que a Ptax - taxa média ponderada do dólar que serve de referência para fechamento de contratos futuros - deve ser mais baixa este mês, em linha com a acentuada queda do dólar nas últimas semanas e com a mudança nas estratégias de bancos e investidores estrangeiros decorrentes da apreciação do real. De acordo com os últimos dados da BM&F, as posições futuras compradas dos investidores estrangeiros estão em cerca de US$ 1,6 bilhão, bem abaixo do pico registrado em março, de US$ 14,3 bilhões. Nesse contexto, o gerente do Banco Alfa de Investimento disse que, "se amanhã as bolsas abrirem em alta e os dados forem positivos, provavelmente, o dólar pode cair abaixo de R$ 2". Fonte Reuters...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Terceira semana de maio tem superávit de US$ 698 milhões

..., fechou com uma corrente de comércio de US$ 5,560 bilhões (média diária de US$ 1,112 bilhão), resultante de exportações de US$ 3,129 bilhões (mé...

Apex-Brasil inaugura primeiro Centro de Negócios da Ásia

... Teixeira, e o secretário de Comércio Exterior, Ivan Ramalho, inauguraram o primeiro Centro de Negócios na China e o maior núcleo de apoio no exterior, comparado aos quatro Cns já existentes ao redor do mundo. O Centro de Negócios e...

Brasil e China estabelecem cronograma para incrementar agronegócio

...ificar, este ano, a pauta do comércio do agronegócio. A agenda de trabalho foi revista durante visita ofic...

Brasil vira o jogo e amplia exportações para a África

O comércio de empresas brasileiras com países african...

Comércio de US$ 10 bi com Turquia é viável em cinco anos, diz Amorim

...l a Istambul Para chanceler, comércio entre Brasil e Turquia pode chegar a US$ 10 bi O ministro das Relações Exteriores, Celso Amori...

Complexo de Itajaí opera seis navios simultaneamente

...global que atinge o setor de comércio exterior em todo o planeta. Diante da conjuntura atual podemos dizer que a realidade verificada em nossa região é bastante satisfatória”, diz. Grantham informa que as operações mundiais de comércio exterior apresentaram recuos no primeiro trimestre deste ano de 11,3% em relação ao quarto trimestre do ano passado. “Se analisado especificamente o caso do Japão as quedas foram de 16,6% nas importações e 28,2% nas exportações. Por outro lado a projeção da Organização Mundial de Comércio (OMC) estabelece uma retração de 9% no comércio mundial em 2009. Realidade que comprova que o Complexo de Itajaí, mesmo com limitações, vem apresentando um bom desempenho”, acrescenta o diretor. Movimentação – Do volume total, o Porto Público opera 5 mil toneladas em cargas conteinerizadas, movimentadas no cargueiro Santa Carlota, com destino ao continente eu...

Exportações serão beneficiadas, diz governo

...fendeu ontem o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, expressando a simpatia com que o ministério do Desenvolvimento trata a criação da nova gigante de alimentos brasileira. "No que se refere às exp...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Brasil e Turquia buscam intensificar relações comerciais

...s comerciais do Brasil. É um comércio que está crescendo chegou a triplicar em cinco anos - mas ainda é pequeno, tendo atingido US$ 1,2 bilhão em 2008, segundo o governo brasileiro, ou US$ 2 bilhões, segundo o governo turco, que quer ampliar o fluxo para US$ 10 bilhões nos próximos cinco anos. “Não existe mercado pequeno para nós. Todos os mercados são importantes”, disse o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, que também participou do encontro, disse que o presidente Lula conversou com Erdogan sobre o interesse da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) de recuperar o terreno perdido quando a Coréia venceu uma recente concorrência para fornecer aviões à Turquia. Segundo ele, há interesse da Embraer em se associar à Turquia para produzir os aviões cargueiros a jato ...

Camex espera resposta da Agricultura para zerar TEC do trigo

...para exportação, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) deverá, na próxima reunião, reduzir para zero o imposto de i...

Comércio China-Brasil em yuan levará anos, diz banco

...ina e Brasil de realizar seu comércio bilateral em yuan e reais será limitado pelo fato de a mo...

Maio registra maior fluxo cambial desde setembro de 2008

...portações e financiamento ao comércio exterior) está positivo em US$ 658 milhões e o financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) registra saldo positivo de US$ 1,401 bilhão. No acumulado do ano, o fluxo comercial está positivo em US$12,083 bilhões e o financeiro, negativo em US$ 11,567 bilhões. Fonte: Agência Brasil...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Rentabilidade de exportações recua 8,8%

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior), Fernando Ribeiro, que calcula o índice. Para o vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto Castro, o impacto será mais sentido nos manufaturados, principalmente nas indústrias de calçados, confecções e móveis, mais intensivas em mão de obra. "Muitas fecharam contratos imaginando que o dólar ficaria entre R$ 2,20 e R$ 2,30 e agora vão ter prejuízo. Quando forem fazer a próxima venda, vão trabalhar com uma cotação mais baixa, o que diminui a competitividade", afirma. "Quem agradece é a China, que vai ocupando esse espaço." Com informações do Jornal Folha de S. Paulo...

China e Brasil anunciam acordo bilateral até 2014

...concretas para a evolução do comércio, dos investimentos e de cooperação em várias áreas. As metas serão detalhadas nos próximos meses e aprovadas em outubro deste ano, durante reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Coordenação (Cosban). O Brasil e a China assinaram ontem um acordo ...

BC consolida regras para exportadores

...exportação". O secretário de Comércio Exterior do MDIC, Welber Barral, traduziu a explicação do BC. "A regra consolida normas espalhadas e abre a opção para a negociação", disse o secretário. A possibilidade de quitar ACCs com recursos de financiamento externo obtidos sob a forma de recebimento antecipado era permitido para situações em que o embarque da mercadoria ou da prestação de serviço ocorresse em até 360 dias a contar da data de liquidação do contrato de câmbio. A nova regra tira a restrição do prazo, permitindo que essa "compensação" entre os dois tipos de operação seja feita em qualquer prazo. O recebimento antecipado é um tipo de crédito que normalmente oferece prazo maior que o ACC. Barral disse que, no ano passado, depois do agravamento da crise financeira, minguou a oferta de financiamento externo. Dessa forma, os exportado...

Brasil substitui Argentina na venda de soja aos árabes

... eletrônico da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil. De acordo com a economista da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Gilda M. Bozza, o movimento reflete a ocupação de uma fatia de mercado deixada pela Argentina no mercado árabe. “Os maiores fornecedores deles eram Argentina e Esta...

Camex inclui 132 novos produtos pelo regime de Ex-tarifários

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou hoje (18/5), no ...

China forma estoque com produto importado do Brasil

...velam dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) elaborados pelo Conselho Brasil-China. Os analistas estão perplexos porque isso ocorreu enquanto a economia chinesa desacelerava por conta do colapso das exportações para Estados Unidos e Europa. O PIB da China cresceu 6% no primeiro trimestre, uma taxa expressiva, mas abaixo dos 10% de 2008. "Muitos de nós estão intrigados com os números que vem da China", disse Arthur Kroeber, economista-chefe da Dragonomics. Além dos maiores estoques, outros fatores colaboraram para impulsionar as compras chinesas de commodities. A China está gastando US$ 586 bilh...

Exportações brasileiras à China cresceram 64,7% neste ano

...Indústria, Desenvolvimento e Comércio, compilados pelo CEBC. Mas o dado mais impressionante é o das vendas de petróleo e derivados, que subiram 251%. "Nós erramos feio na projeção", disse Rodrigo Maciel, secretário-executivo do Conselho Empresarial Brasil-China. "O comércio destes três produtos está crescendo muito forte, mas os fatores responsáveis por isso são variados", explicou. Pacote de estímulos Maciel afirmou que boa parte do impulso no comércio de maneira geral - e nas vendas de minério de ferro em particular - se deve ao plano de estímulos lançado pelo governo chinês para combater a crise. A iniciativa de mais de US$ 585 bilhões anunciada em novembro inclui forte investimento em obras de infra-estrutura e construção civil para a geração de empregos. "Cerca de 70% dos gastos previstos no pacote estão relacionados à infra-estrutura e isso demanda minéri...

Protecionismo argentino ameaça vendas gaúchas

...ria, do Desenvolvimento e do Comércio Exterior (MDIC) no encontro, Luiz Raimundo Fernandes, que participou da reunião organizada pelas Frentes Parlamentares em Defesa dos Setores Coureiro-Calçadista e Moveleiro da Câmara Federal e da Assembleia Legislativa e pela Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI-NH/CB/EV), projetou que medidas contra preços rebaixados dos produtos chineses, que estão roubando mercado dos brasileiros na Argentina, devem amenizar a situação de queda nas vendas e demora nas liberações.Fernandes aposta em possibilidade de remoção de dificuldades em reunião entre representantes dos...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Setor têxtil busca acordo para conter exportações

...to, triangulação e desvio no comércio bilateral têxtil. “Devemos ficar atento ao desenvolvimento do comércio bilateral, para privilegiar soluções boas para os dois lados”, afirmou o diretor de operações de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Luiz Fernando Antonio. Pimental considerou “muito positiva” a busca de “um entendimento em benefício mútuo”, mas reconheceu que a questão agora é ver na prática o resultado do diálogo entre o setor privado. (AM) Fonte: Valor Econômico...

Apesar de crise, exportações do Brasil à China aumentam 65% em 2009

...Indústria, Desenvolvimento e Comércio, compilados pelo CEBC. Mas o dado mais impressionante é o das vendas de petróleo e derivados, que subiram 251%. "Nós erramos feio na projeção", disse Rodrigo Maciel, secretário-executivo do Conselho Empresarial Brasil-China. "O comércio destes três produtos está crescendo muito forte, mas os fatores responsáveis por isso são variados", explicou. Pacote de estímulos Maciel afirmou que boa parte do impulso no comércio de maneira geral - e nas vendas de minério de ferro em particular - se deve ao plano de estímulos lançado pelo governo chinês para combater a crise. A iniciativa de mais de US$ 585 bilhões anunciada em novembro inclui forte investimento em obras de infra-estrutura e construção civil para a geração de empregos. "Cerca de 70% dos gastos previstos no pacote estão relacionados à infra-estrutura e isso demanda minér...

Balança da segunda semana de maio tem superávit de US$ 505 milhões

...ilhões), com uma corrente de comércio de US$ 5,5 bilhões (média diária de US$ 1,1 bilhão). No período, as exportações foram de US$ 3 bilhões (média diária de US$ 605 milhões) e as importações chegaram a US$ 2,5 bilhões...

Brasil deve aumentar importação de trigo

...nformação é do secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral: – Estamos empenhados num esforço para aumentar a compra do trigo desses países e talvez até de outros. Com a seca na Argentina, a produção do país neste e no próximo ano deve ser uma das piores do século, com um teto de 6,3 milhões de tonela...

Brasil propõe exportar carne ao Uruguai

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) propôs ao governo do Uruguai que o Brasil ...

Comércio entre Brasil e Argentina com moeda local soma US$ 122 milhões

...ntina processou operações de comércio entre os dois países por um valor equivalente a US$ 122,8 milhões desde seu início, em outubro do ano passad...

Exportação de carne é o principal ponto da agenda

...e pode trazer mais volume de comércio. A China é o maior consumidor mundial do produto, com cerca de 40% do mercado global. O ponto alto da visita presidencial será a assinatura por Lula e o presidente Hu Jintao de comunicado conjunto sobre a relação bilateral, no qual estará previsto um plano de ação quinquenal, que trará metas de comércio, investimentos e cooperação para 2010-2014. Por: Estadão...

Exportações brasileiras para a Europa diminuem

...216 bilhões. O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, admite que a recessão dos países europeus, de 2,5% no primeiro trimestre do ano, vai afetar as exportações brasileiras. Mas ele pondera que nem todos os exportados serão afetados. “A recessão da União Europeia afeta as exportações do Brasil, mas não da mesma forma. As vendas de alimentos, por exemplo, têm pouca elasticidade”, afirma. O vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, discorda. Ele diz que a queda de demanda no bloco fará com que os preços das commodities caiam. Para o Brasil, afirma Castro, o impacto ocorrerá nas exportações de soja, carne de frango, suco de laranja, açúcar e café. “A demanda mais fraca da União Europeia vai fazer com que o bloco importe menos quantidade de produtos, mas também vai afetar os preços.” Castro diz que ainda é difícil prever o tamanho da redução das exportações brasileiras para a UE até o fim do ano. Entre os principais produtos br...

Lula fez balanço positivo de sua visita à Arábia Saudita

...itam a posição brasileira no comércio mundial. "E isso foi sentido nesta visita quando notamos que os árabes querem investir no Brasil e esperam o mesmo dos empresários brasileiros. Há uma confiança mútua entre os dois países." Segundo o presidente, a Arábia Saudita tem interesse em atrair empresas brasileiras nos setores de petróleo, gás, mineração, aviação, engenharia e construção. "Os dois países estão investindo em grandes obras de infra-estrutura e nós podemos contribuir com a transferência tecnológica para a m...

QUESTÕES IMPORTAÇÃO

...a com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Carnes: missão do brasil quer ampliar exportações para a china

Grande parte do comércio brasileiro com a China está concentrada no...

Lula trabalhará para diversificar exportações durante visita à China

...je o ministro da Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Durante sua visita à China, entre segunda-feira e quarta-feira da semana que vem, Lula estará acompanhado de uma caravana de 240 empresários brasileiros que tentarão aprofundar as re...

Complexo Portuário do Rio Itajaí-Açu movimenta 32,89% das exportações catarinenses

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior apontam que o Complexo Portuário de Itajaí foi responsável pelo...

Exportações de couros registram queda de 57% neste ano

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “A queda de 57% nos embarques de couro até abril deste ano continua sendo reflexo do impacto da crise financeira internacional que afetou a economia americana e se espalhou mundialmente a partir de setembro de 2008”, a...

Exportação aos árabes cresce 15%

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Abril foi o segundo mês consecutivo de crescimento de dois dígitos, após dois meses de queda nas vendas em janeiro e fevereiro. Já as importações de produtos árabes recuaram em 50,7% em abril e em 62% no acumulado do ano, ficando em US$ 369 mil...

EXPORTAÇÕES - Perfil das exportações só melhora em 2010

...firmou ontem o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. “Isso é reversível, mas é reversível a médio prazo”, acrescentou, citando o segundo semestre de 2010. Barral disse não estar ainda preocupado com a recente desvalorização do dólar frente ao real. Desde o início de março, o dólar caiu 15,7% frente à moeda brasileira. Ainda assim, o real perdeu cerca de um terço do seu valor frente a agosto do ano passado. Para o secretário, esse movimento ten...

Fluxo cambial em maio está positivo em US$ 1,162 bilhão

...ões), mas o financiamento ao comércio exterior por meio dos Adiantamentos sobre Contratos de Câmbio (ACC) e dos pagamentos antecipados. O fluxo financeiro mede a entrada e saída de recursos por meio de compra e venda de ações, títulos, investimentos estrangeiros e remessas de lucros e dividendos para o exterior. Esse saldo, portanto, é mais sensível às oscilações do mercado financeiro, refletindo mais rapidamente mudanças nas percepções dos investidores internacionais e a melhora no mercado financeiro, como as ...

Governo brasileiro quer aumentar exportações para a China

...al", afirmou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. De acordo com Barral, o Brasil representa apenas 1,4 por cento do que a China compra no exterior e um levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento aponta 26 sectores em que as empresas brasileiras poderiam ampliar a sua participação no mercado chinês. Entre eles peças sobressalentes, produtos siderúrgicos, computadores, motores de veículos, aviões, químicos, celulose e papel, carnes e fertilizantes. Barral afirmou que, para aumentar o comércio bilateral o governo enfrenta resistências no próprio Brasil pois os empresários mostram-se reticentes seja por questões culturais ou pelo alto custo da promoção co...

Sete estados e DF registram aumento das exportações em abril

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A queda foi maior na Região Nordeste (-23,2%), seguida das Regiões Sul (-16,2%) e Nordeste (-15%), enquanto as demais regiões apresentaram acréscimo nas vendas internacionais, Norte (14%) e Centro-Oeste (0,4%). As exportações aumentaram em sete estados e...

Apesar de toda ajuda, o Brasil perde mercado na AL

A corrente de comércio, a soma de exportações e importações, entr...

Argentina barra 4 milhões de sapatos brasileiros

... Grings Twigger, diretora de comércio exterior da Picadilly, uma das marcas brasileiras mais visíveis nas vitrinas portenhas. Para fábricas de sapatos femininos como a Picadilly, prazo é fundamental. Por isso, prepara um teste para finalizar calçados na Argentina. Vai levar cabedais – partes de cima do sapato – e solados de chinelos e sandálias. Depois de mostrar essa disposição, o distribuidor local conseguiu liberar dois terços das encomendas. No entanto, a terceira parte segue sem perspectiva. – Seria lamentável reduzir a operação no Brasil e dispensar pessoas, nesta situação, por decisão argentina e indecisão brasileira – diz Micheline. Por que é importante A Argentina é o segundo maior comprador de calçados brasileiros. Essas vendas ajudam a sustentar empregos no Brasil e no Estado, onde se concentram as indústrias de sapatos femininos, mais dependentes da moda e da estação do ano.  Desde setembro de 2008, a Argentina aumentou restrições para a entrada de produtos brasileir...

Brasil quer ampliar exportação à China

...al”, afirmou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. Segundo ele, o Brasil representa apenas 1,4% do que a China compra do mundo. Um levantamento feito pelo Ministério do Desenvolvimento aponta 26 setores em que as empresas brasileiras poderiam ampliar sua participação no mercado chinês. Entre eles, autopeças, siderúrgicos, computadores, motores de veículos, aviões, químicos, celulose e papel, carnes e fertilizantes. Barral afirmou que, para ampliar o comércio bilateral, o governo enfrenta resistências em casa. Empresários brasileiros se mostram reticentes, seja por questão cultural ou pelo alto custo da promoção comercial na China. Para ajudá-los, a Agência de Promoção às Exportações (Apex-Brasil) vai abrir um escritório em Pequim. O desafio é transformar a pauta exportadora brasileira para China de produtos básicos para d...

Saldo 68% maior ainda não empolga exportador

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, ainda evita fazer qualquer previsão para 2009. Um dos motivos está ligado à importação de bens de capital. De acordo com Castro, enquanto a produção nacional desses produtos despencou 23% no primeiro trimestre, na comparação com março de 2008, as compras no exterior de bens de capital caíram apenas 6,4% no acumulado ...

ZPE de Rio Grande deve iniciar operação no segundo semestre

...lo naval. Fonte: Jornal do Comércio...

Exportações brasileiras perdem espaço na América Latina

Apesar de ganhar espaço no comércio exterior com a China, o Brasil registrou f...

Portaria MDIC N 98

...DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, no exercício de suas atribuições, e tendo em vista o disposto no inciso IV do art. 1º do Anexo I do Decreto nº 6.2...

Proposta sobre a TEC protege paraguaios no Mercosul

... é uma situação frequente no comércio exterior paraguaio. O acordo prevê que o tributo só será cobrado uma vez, e a renda dessas operações será redistribuída entre os quatro sócios. O Paraguai negociou o acordo, mas acabou por vetá-lo. Segundo um diplomata, o novo modelo daria tratamento mais relaxado ao Paraguai e permitiria ao país preservar a arrecadação do imposto de importação - uma de suas principais fontes de receita. A proposta em elaboração prevê que, quando o Paraguai for o destino final de uma mercadoria estrangeira que tenha ingressado por outro país do bloco, seu governo terá direito de cobrar a TEC pela segunda vez. Quando reexportar um produto a outro país do bloco, não o veria taxado de novo pelo seu vizinho. A fórmula ainda está em fase de estudos. Mas é considerada pelo Itamaraty como alternativa viável para que o restante do Mercosul possa...

Setores químico e petroquímico são os mais acionados pelo Brasil

...em atuando mais em defesa do Comércio nacional com os chamados processos antidumping (ação contra preço predatório de importados). Segundo pesquisa do Barcellos Tucunduva Advogados, o setor...

Superávit da primeira semana de maio é de US$ 547 milhões

...). No período, a corrente de comércio (soma das exportações e importações) foi de US$ 5,299 bilhões (média diária de US$ 1 bilhão). Ano De janeiro a primeira semana de maio (86 dias úteis), as exportações brasileiras somam US$ 46,422 bilhões, com média diária de US$ 539,8 milhões. Pelo critério da média diária, o resultado é 16,2 % menor que o do mesmo período do ano passado. Também no acumulado do ano, as importações chegam a US$ 39,153 bilhões - média diária de US$ 45...

Apex prevê forte queda no comércio de bens de consumo

O comércio exterior internacional deverá apresentar e...

Brasil é o segundo em ação antidumping, diz OMC

... pela Organização Mundial do Comércio (OMC). Globalmente, 120 novas investigações foram abertas no período, um aumento de 41% em relação ao primeiro semestre, ilustrando a ação de governos para proteger suas indústrias de importações com preços supostamente desleais. ...

Conselho das Zonas de Processamento de Exportação aprova regimento interno

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge, o órgão aprovou ainda duas medidas que serão publicadas por meio de resoluções, nos próximos dias, no Diário Oficial da União (DOU). O regimento interno, que também será publicado no DOU, apresent...

Portaria SECEX N 10

SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR PORTARIA No- 10, DE 7 DE MAIO DE ...

UE aplica sobretaxa de 25,9% sobre alumínio brasileiro

...ros, em uma nova barreira ao comércio em plena recessão global. O argumento para aplicar a medida antidumping é combater importações com preços abaixo de custo, em concorrência desleal que provoca prejuízos à indústria nacional, algo que o Brasil contesta nesse caso. A comissária de Comércio da UE, Catheri...

Argentina dará preferência a importações brasileiras

...s para melhorar os fluxos de comércio bilateral, informou a Fiesp, em comunicado. “Entendemos que a Argentina passa por um momento difícil, agravado pela crise mundial e estamos dispostos a ajudá-los a manter o emprego e o desenvolvimento”, disse Skaf, segundo a nota. No entanto, os industriais argentinos se comprometeram a dar prioridade às manufaturas brasileiras, na frente de outros países, no caso dos produtos nos quais a Argentina não possa atender sua demanda interna. “O que não podemos aceitar é uma queda das exportações brasileiras à Argentina e um aumento das importações argentinas provenientes de outros países, seja da China ou de outra nação”, acrescentou Skaf. O presidente da Fiesp disse confiar em que, com a aceitação destes dois princípios, ser...

Brasil será alvo preferencial do protecionismo

...scitar barreiras técnicas ao comércio e incentivar medidas discriminatórias. O cenário é traçado pelo advogado americano Scott Andersen, principal estrategista do processo brasileiro contra os subsídios dos EUA ao algodão. Com informações Valor Econômico...

Exportação de vinho sobe 18,5% de janeiro a março

...Com informações do Jornal do Comércio...

Fórum Parlamentar de Logística Portuária é criado em SC

...ra atender a movimentação do comércio exterior e dos estados vizinhos. Entre as ações previstas estão a aproximação dos setores público, sindical e privado da comunidade portuária, planejamento dos portos localizados no estado; acompanhar os desdobramentos da relação do setor privado relacionados à força de trabalho; e a implantação de uma secretaria de Estado voltada para os assuntos portuários, entre outras. Serafim Venzon sugeriu a criação de sub-comissões dentro do fórum, onde cada parlamentar representará uma: Moacir Sopelsa (PMDB) é o responsável pela Federação das Indústrias, o deputado José Cardozo - Cardozinho (PPS) cuidará da Logística Aduaneira e área Retro Portuária, o deputado Darci de Matos (DEM) ficou com o Meio Ambiente, Décio Góes (PT) tratará da Administração e Serviços Públicos, enquanto a deputada Professora Odete de Jesus (PRB) trabalhará com a Cultura, Tecnologia e Turismo. Já os deputados Sargento Amauri Soares (PDT), Kennedy Nunes (PP) e Narcizo Parisotto (PTB), vão tratar de Relação e Trabalho; Transportes e Comunicação e Legislação Tributária de Incenti...

Portaria SECEX N 8

SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR PORTARIA No- 8, DE 6 DE MAIO DE 2...

Portaria SECEX N 9

...k integrado. O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, no uso das atribuições que lhe foram c...

Região Sul terá escritório da Sala do Exportador

...spacho aduaneiro e balcão de comércio exterior do Banco do Brasil entre outros. São parceiros no projeto a BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros), Sindicato dos Despachantes Aduaneiros, Banco do Brasil, Correios e Telégrafos e Caixa RS. O suporte institucional fica de responsabilidade do Sebrae-RS, Fiergs, Mdic, Banrisul e Brde. Com informações do Jornal Agora - RS...

Saldo cambial é o maior em 7 meses

...rte queda das importações, o comércio exterior respondeu por US$ 4,9 bilhões que ingressaram no Brasil em abril, a melhor marca desde setembro de 2008 e o quarto mês seguido de aumento da entrada pelo fluxo comercial.A conta financeira, no entanto, continua no vermelho. Em abril, investidores e empresas remeteram US$ 3,48 bilhões ao exterior. Apesar do resultado negativo, o que chama atenção é a concentração das remessas nos dois últimos dias de abril, quando saíram US$ 2,6 bilhões.“Empresas com dívida no exterior podem ter remetido dólares para pagar os compromissos. Acredito que o movimento desses dois dias tenha sido pontual”, diz Agostini. Sem os dois dias, o fluxo financeiro teria saída 74% menor, de US$ 884 milhões. Para o economista, as perspectivas são positivas.“O estrangeiro está entrando aos poucos, e esse tipo de investidor respondeu por boa parte da recuperação da Bovespa, que saiu dos 29 mil pontos e já está em 51 mil”, diz Agostini. Para ele, é provável que mais estrangeiros entrem no mercado brasileiro nas próximas semanas, o que deve reduzir a saída ou até inverter a tendência da conta financeira Fonte: O Estado de São Paulo...

Conselho das Zonas de Processamento de Exportação será instalado nesta quinta-feira

...Desenvolvimento, indústria e Comércio Exterior (MDIC), às 14h, o Conselho Nacional das Zonas de Processamento de Exportação (CZPE). ...

Exportações para países árabes têm forte aumento

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, os embarques renderam US$ 807,35 milhões, um aumento de mais de 50% em comparação com março do ano passado...

Alemães querem ampliar negócios no RS

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o País exportou para os germânicos US$ 8,8 bilhões no ano passado (crescimento de 22% sobre 2007) e comprou deles US$ 12 bilhões (aumento de 38%). O País vende para a Alemanha especialmente commodities. O principal item de exportação é o minério de ferro, seguido por café não torrado. Já as importações ganham destaques em produtos químicos com base no cloreto de potássio e partes de veículos. O Rio Grande do Sul é o quarto estado brasileiro exportador para a nação europeia, tendo vendido cerca de US$ 700 milhões no ano passado. As importações dos gaúchos ficaram praticamente na mesma proporção. Com informações do Jornal do Comércio - RS...

China supera EUA e torna-se maior parceiro do Brasil

...eis pelo volume mais alto de comércio (soma de exportações e importações) com os brasileiros. O Brasil manteve os Estados Unidos como principal parceiro a partir de 1930, quando os americanos desbancaram a Inglaterra do pódio do comércio mundial. — Não quer dizer que isso vá s...

Exportações de soja crescem 70% em abril

...rde. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, os embarques da oleaginosa somaram 4,493 milhões de toneladas, ante...

Exportações do Brasil se recuperam e superávit comercial dispara

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio. Apesar do aumento, as vendas externas do Brasil foram 8% inferiores em relação ao mesmo período de 2008. No entanto, a queda foi menor que a das importações, que caíram 26,6%, comparando com abril do último ano, e 5,6% em relação a março. Em todo o ano de 2009, o saldo comercial alcançou US$ 6,7 bilhões, 51,3% mais que os primeiros quatro meses de 2008. Já a soma de importações e exportações, de US$ 80,2 bilhões, reduziu 19,5%, com...

Exportações para países árabes têm expresimo aumento

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira, os embarques renderam US$ 807,35 milhões, um aumento de mais de 50% em comparação com março do ano passado...

Importação desaba e mascara saldo

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, as vendas de produtos básicos apresentaram valor recorde para os primeiros quatro meses (US$ 17,24 bilhões) e cresceram 8,7% ante o mesmo período de 2008. Já os produtos manufaturados e semimanufaturados, de alto valor agregado, tiveram queda nas vendas de 28,7% e de 21,5%, respectivamente. Com isso, a participação dos produtos básicos na pauta de exportação passou de 30,4% no primeiro quadrimestre de 2008 para 39,6% no mesmo período deste ano. Pela série histórica anual do ministério, é o mesmo nível do início da década de 80. A participação dos produtos industrializados caiu de 66,8% para 58,2% de janeiro a abril deste ano. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, avaliou que há uma tendência de recuperação das exportações. Segundo ele, o crescimento de 14,8% nas vendas externas em abril em relação a março é o maior nesse período de comparação desde 1998. Também houve melhora no acumulado do ano. No primeiro trimestre, a queda nas vendas externas era de 19,4%. No fechamento do quadrimestre, caiu a 16,5%. Segundo Barral, a comparação com abril de 2008 apresenta distorção. Naquele mês, houve registro menor das exportações por causa de greve da Receita Federal. Do lado das importações, houve queda em todas as categorias. No acumulado do primeiro quadrimestre, as importações de bens de capital cederam 6,4%. Barral destacou, no entanto, que a participação dos bens de capital na pauta subiu de 21,1% no primeiro quadrimestre de 2008 para 25,6% no mesmo período de 2009. As compra...

Superávit brasileiro cresce 113% em abril

...cos. Segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral, essa é uma mudança histórica, já que os Estados Unidos vinham ocupando essa posição há vários anos. Em abril, a corrente de comércio entre Brasil e China totalizou US$ 3,232 bilhões, enquanto com os Estados Unidos foi de US$ 2,768 bilhões. Em março, a China já tinha se tornado o principal destino das exportações brasileiras. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, afirmou que os resultados apurados nos dois últi...

Balança comercial de abril tem superávit de US$ 3,7 bilhões

... 430 milhões). A corrente de comércio no período foi de US$ 20,9 bilhões (média diária de US$ 1 bilhão). Considerando o critério da média diaria, o superávit deste mês foi 130,4% maior que o de março último e 124,4% acima do registrado em abril de 2008. Na mesma comparação, as exportações aumentaram 14,8% sobre março deste ano e caíram 8% considerando o mesmo período do ano passado. Já as impor...

Baque nas exportações é menor entre emergentes

Os prognósticos para o comércio mundial em 2009 são dos mais difíceis. O c...

Brasil e Argentina fazem acordo na área de lácteos

Comércio: Foram acertados preços mínimos e cota máx...

China reage e salva exportação do Brasil/

...rias-primas. Sem o avanço do comércio com a China, o superávit da balança comercial no trimestre, de US$ 3 bilhões, encolheria US$ 1,8 bilhão, calcula a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). “Tirando o Japão, o bloco asiático tem um potencial comercial muito grande”, diz o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. O presidente Lula visitará a China nos dias 18 e 19. (1ª Página) China vira principal comprador do Brasil Com alta de 61% nas compras, China passa os EUA na lista de importadores A China está salvando as exportações brasileiras em meio à recessão global. ...

Cooperativas se destacam frente às exportações brasileiras

... base dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), mostra que as cooperativas exportaram US$ 668,4 milhões de janeiro a março deste ano, contra US$ 761,7 milhões em 2008. Observam-se ainda menores indicadores nas quantidades comercializadas, 10,23% menos que no primeiro trimestre do ano anterior. Já o valor recebido em reais, pelos embarques do setor ao exterior, atingiu US$ 1,55 bilhão, em conseqüência da elevação da taxa de câmbio, registrando aumento de 16,87%. Balança comercial Seguindo os dados apresentados pela economia brasileira, as importações das cooperat...

Indústria quer aprovação do aproveitamento e compensações do Crédito-Prêmio de IPI

O Conselho Temático de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Es...

Pascal Lamy fica mais quatro anos na OMC

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascoal Lamy, foi eleito na quinta-feira (30) pa...

Saiba como o surto de gripe suína pode afetar os setores da economia

...Unidos e o Canadá têm 40% do comércio internacional de suínos, enquanto o Brasil tem 17% de participação. Se a carne desses países for barrada em várias nações, o produto nacional pode conquistar novos mercados. Hoje, o maior importador de carne suína do Brasil é a Rússia. Entretanto, outros grandes consumidores da Ásia, como a China, podem ver a necessidade de abrir o mercado para o produto brasileiro – hoje, o país ainda negocia a habilitação de frigoríficos para exportar para o território chinês. E mesmo que haja alguma restrição para a carne suína brasileira – afetando negativamente este segmento –, Amaryllis diz que o Brasil produz todos os eventuais substitutos para o produto. “O que tem acontecido desde (o início dos anos) 2000 é que a gente tem sido beneficiado por todas as confusões internacionais”, ressalta a economista. Ela explica que, no caso da gripe suína, o país poderá contribuir para uma eventual substituição do produto porque é o líder mundial na produção de carne bovina e disputa o primeiro lugar no setor de aves. Além disso, é o principal produtor de soja, proteína vegetal que substitui a carne. Por: G1...

Lamy pede o fim da proliferação dos acordos de livre-comércio

...or da Organização Mundial do Comércio (OMC), sugere o fim da proliferação de acordos de livre-comércio no mundo e que os tratados regionais existentes sejam gradualmente revertidos em acordos multilaterai...

Brasil e Peru estudam substituir dólar por real em trocas comerciais

...o impulso de que “precisa” o comércio entre os países é a criação de linhas de financiamento em reais, para que “os comerciantes peruanos possam comprar produtos brasileiros”. Além disso, ambos “instruíram” seus ministros para que apresentem soluções em um prazo de 60 dias para problemas comerciais “muito concretos” que estão diminuindo o comércio fronteiriço. Os ministros das Relações Exteriores se reunirão com autoridades policiais e alfandegárias para “destravar qualquer obstáculo ao livre-comércio entre Peru e Brasil”, disse Lula. Em primei...

Camex prorroga para junho fim da cota de importação de pneus remoldados do Mercosul

...ho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu prorrogar até 30 de junho...

Apenas exportação de produto básico está em expansão

Com o cenário de retração do comércio mundial, os produtos básicos são o único s...

Exportações crescem, importações caem e saldo comercial aumenta

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior sobre o comportamento da balança comercial na semana passada. A estatística sobre comércio externo mostra que, embora menores que as do ano passado, as vendas externas têm crescido mais que as importações, possibilitando saldos comerciais cada vez maiores. É o caso do saldo comercial (exportações menos importações) deste mês, que soma US$ 2,545 bilhões, na melhor performance de 2009, com média diária de US$ 159,1 milhões. Isso dá um desempenho 97,6% melhor do que o de março e 9...

Frango deve ajudar a recuperar perdas em SC

...ação é resultado da crise do comércio internacional e da queda de preços dos principais itens da pauta de exportação, especialmente das carnes. O patrimônio líquido cooperativas cresceu 16% e atingiu R$ 2,38 bilhões em 2008. O ramo agropecuário é o mais representativo do sistema cooperativista em Santa Catarina. As 51 cooperativas do setor responderam por 66,8% do movimento econômico e fecharam 2008 com faturamento de R$ 7,4 bilhões, 24% superior ao ano anterior. Embora com faturamento maior, registraram prejuízo de R$ 5,37 milhões ante ganho de R$ 108,77 milhões em 2007. "O balanço de 2008 revelou a verdadeira ‘marolinha’ da crise sobre o setor". Segundo Zordan, no último trimestre do ano passado os custos de produção aumentaram com as altas de adubos, rações e insumos, com o aumento dos estoques e a paralisação das vendas no mercado interno e externo. "As cooperativas f...

Gripe suína pode abrir novos mercados ao País

...e carne suína - quase 40% do comércio internacional. Desse total, 14% são redirecionados para o México. Já o Brasil vendeu ao exterior 529,41 mil toneladas de carne suína no ano passado - 12,71% a menos que o registrado em 2007, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs). "No momento, o que parece mais assustador para a indústria de carne suína dos EUA é que o México é o destino de cerca de 14% das exportações do produto norte-americano e realizou boas compras no começo de 2009", afirmou Robert Moskow, analista do Credit Suisse Group. "É difícil ver como o ritmo de compras poderia continuar, com o governo mexicano declarando estado de emergência e os consumidores distantes de restaurantes e locais públicos", disse Moskow. Com informações do Jornal DCI - SP...

Portuários se mobilizam para garantir reconstrução de Itajaí

... Sindicato dos Empregados no Comércio Hoteleiro, Bares, Restaurantes e Similares; Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Metalúrgica e Mecânica e Força Sindical de Santa Catarina. Com informações do Portal Portogente...

Superávit acumulado é 35,7% maior que em 2008

...ultado deve-se à retração do comércio mundial, que levou a uma queda nas exportações e nas importações brasileiras. As vendas externas, no período, caíram 17,3% pela média diária, totalizando US$ 40,67 bilhões. Já as importações diminuíram 22,3%, somando US$ 35,11bilhões. Some...

‘O Mercosul vai se preservar’

...o foi ministro de Indústria, Comércio e Turismo, secretário executivo da Camex e embaixador especial para Assuntos do Mercosul. Como embaixador em Buenos Aires, entre 2002 e 2004, viveu de perto a crise econômica que assolou o país vizinho. Atualmente, Botafogo Gonçalves é o presidente do Conselho Curador do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri). Em ent...

Exportadores aguardam acordo sobre crédito-prêmio no Senado

...de relações internacionais e comércio exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Roberto Giannetti, que espera, pelo menos desde o ano passado obter a aprovação do Ministério da Fazenda para o acerto que evitaria o julgamento da questão pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A possibilidade de um acordo será discutida nas emendas agluti...

Movimento nos portos cai 17,5% no 1º tri

...mentos em infraestrutura. "O comércio internacional caiu muito. A expectativa é a China. Precisamos investir na melhoria da infraestrutura atual e em ampliações." Para José Augusto de Castro, vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), as exportações do agronegócio, principalmente soja, estão aumentando por conta de preços ainda altos e de uma situação cambial favorável. "Os exportadores de soja estão antecipando embarques. No ano passado, esses embarques haviam sido adiados", disse. Segundo Castro, a situação para outros produtos, principalmente commodities industriais (como minério e celulose), é mais difícil. "A queda de volume é um dado preocupante, porque os portos vivem de tarifas para gerar receita. A tarifa não é apurada sobre o valor, e sim sobre a quantidade movimentada. Quando menos movimentação, menos receita e menos recursos para investimentos em melhorias." Em relação às cargas, a queda foi mais forte justamente nas movimentadas em portos públicos (contêineres), com redução de aproximadamente 35% no primeiro trimestre. Para granéis sólidos (minério e soja, principalmente), a queda foi de 22% e, para granéis líquidos (principalmente combustíveis), a redução foi de 14%. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Procuradoria da Fazenda acredita que pacto pode gerar problemas com a OMC

...ção à Organização Mundial do Comércio (OMC), especialmente em um momento de crise financeira mundial. Isso porque, segundo ele, desde 1983, quando o crédito-prêmio IPI teria sido extinto, a legislação foi se construindo de forma a criar vários benefícios fiscais ao setor exportador, como a isenções de ICMS e de IPI, e o reconhecimento da validade do crédito-prêmio acarretaria não apenas em uma eliminação do efeito tributário no setor, mas em um ganho financeiro. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Brasil traça meta comercial com a China

...detalhadas de crescimento do comércio bilateral, investimentos e cooperação em vários setores, incluindo o espacial. Primeiro do gênero, o documento será lançado durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Pequim de 18 a 20 de maio e deverá dar impulso à relação bilateral. A crise global e a recessão nos Estados Un...

Brasil traça meta comercial com a China

...detalhadas de crescimento do comércio bilateral, investimentos e cooperação em vários setores, incluindo o espacial. Primeiro do gênero, o documento será lançado durante visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Pequim de 18 a 20 de maio e deverá dar impulso à relação bilateral. A crise global e a recessão nos Estados Un...

Brasileiros negociam cotas de exportação para carne

...ia na Organização Mundial do Comércio, desde que o país abra mais espaço para as carnes brasileiras. Representantes dos s...

Exportação brasileira de mel cresce quase 12% em março

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Os Estados Unidos permanecem como grandes compradores do mel brasileiro. Em março, 2,038 mil toneladas de mel, o correspondente a US$ 4,625 milhões, foram destinadas a esse país. A Alemanha importou 549,814 toneladas , totalizando em valor US$ 1,550 milhão. O Reino Unido foi responsável pela importação de 247,260 toneladas, o correspondente a US$ 640,341 mil. O Brasil também exportou mel para Angola, Bélgica, Bolívia, Cabo Verde, Canadá, Coréia do Sul, Holanda, Hong Kong e Japão. Com informações do DCI - SP...

Exportações de orgânicos passam longe da crise

...ilhões em receita oriunda do comércio de orgânicos. No mundo, os valores saltam para US$ 43 bilhões. No primeiro quadrimestre do ano, a Organics Brasil participou de três feiras internacionais e faturou US$ 10 milhões em negócios fechados e US$ 23 milhões em negócios futuros. ""Superou os números do período passado"", afirma Liu que prevê uma alta de 20% nas exportações dos 71 associados do projeto, que em 2008 captaram US$ 58 milhões em divisas. A Organics Brasil, entidade de fomento à exportação, participa ai...

Exportações fracas farão produção industrial cair 4,5% este ano, diz Ipea

A retração no comércio externo deve provocar diretamente uma qued...

Mercado interno pode compensar queda expressiva das exportações , afirma Ipea

...adar: Produção, Tecnologia e Comércio Exterior, divulgado hoje (23) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), nesse período os setores que sofreram maior retração de vendas para o exterior foram o de veículos (-51%), madeira (-48%), petróleo e combustíve...

Pressão na Rússia pela carne suína

...ia na Organização Mundial do Comércio (OMC) se Moscou cumprir o compromisso de melhorar o acesso da carne brasileira ao país. O Brasil também negocia a reversão de alteração do sistema de cotas e tarifas extracotas, acertada no final de 2008. A baixa comercialização de carne suína, desde o início da crise, é um dos principais problemas das agroindústrias de SC, e o Estado é a maior vítima desse problema com a Rússia, afirma o vice-presidente da Federação da Agricultura do Estado (Faesc), Enori Barbieri. Ele lembra que em 2006 o Brasil expor...

Barreiras comerciais da Argentina não preocupam, diz Lula

... e Cristina discutam sobre o comércio internacional, a situação regional e a relação da América Latina com os Estados Unidos, já que vêm de duas reuniões onde o tema foi debatido recentemente - a do G-20 em Londres e a cúpula das Américas em Trinidad Tobago. Os diplomatas frisaram que os presidentes não vão discutir as barreiras comerciais levantadas pela Argentina contra produtos brasileiros e que, segundo dados da consultoria Abeceb.com já atingem 14,2% da pauta de exportações do Brasil para a Argentina. Paralelamente ao encontro presidencial, será realizada a terceira reunião do Mecanismo de Integração e Coordenação Brasil-Argentina (MICBA), um grupo de trabalho com funcionários de vários ministérios dedicados a fazer sair do papel os projetos prioritários definidos pelos presidentes (veja quadro). Da lista de projetos, os mais avançados são o Sistema de Pagamentos em Moeda Local (SML), que já está operando, a cooperação aeronáutica e entre os bancos estatais BNDES e Banco de La Nación. O SML serve para eliminar o dólar das transações comerciais entre os dois países. Está operando desde outubro, mas até agora atingiu uma participação mínima no comércio total, apenas 0,12%. A cooperação aeronáutica é uma tentativa de tornar a Área Material Córdoba, um complexo aeronáutico do governo argentino, em parceiro estratégico da Embraer. Depende da aquisição de aviões Embraer pela Aerolíneas Argentinas, operação que está prestes a ser concretizada com recursos do BNDES. O acordo do banco de fomento brasileiro com o Banco de La Nación é mais amplo e, além de financiar a compra das aeronaves, deve liberar recursos para o financiamento à importação de outros produtos de interesse bilateral. Fonte: Valor Econômico...

Brasil e China se reúnem para fortalecer comércio

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Brasil estuda financiar exportações para Teerã

...BNDES para reverter queda do comércio causada por sanções a Irã O Brasil e o Irã pretendem montar um mecanismo de financiamento direto do comércio bilateral, p...

Chile libera importação de carne bovina do Brasil

... (Abiec), Otávio Cançado. "O comércio de carne bovina com o Chile está liberado a partir de hoje", afirmou Cançado. Ele explicou que 18 unidades de frigoríficos pleiteavam a liberação das exportações, das quais 16 tiveram o pedido atendido. Ainda não há, porém, detalhes sobre as plantas que foram aprovadas, nem sua localização. Cançado acrescentou que o o...

Comércio mundial dá sinais de reação

... da pior queda em 70 anos, o comércio mundial começa a dar sinais de reação, embora tímida. Dados obtidos pelo Estado apontam que, pela primeira vez desde setembro ...

Crise expõe atraso do modelo exportador

...ar da Produção, Tecnologia e Comércio Exterior", novo indicador criado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), para medir o impacto da crise nas exportações de manufaturados. Embora reconheça que a queda verificada no Brasil foi similar ao que ocorreu no resto do mundo o economista Adhemar Mineiro, do Dieese, aler...

Fluxo cambial está positivo em US$ 557 milhões neste mês

...portações e financiamento ao comércio exterior) está positivo em US$ 1,003 bilhão. Já o fluxo das operações financeiras (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) está negativo em US$ 446 bilhõ...

França busca mais espaço na economia brasileira

...conomia e pela Secretaria de Comércio Exterior, em Paris. A ideia é ampliar o número de companhias já estabelecidas no Brasil - 360, dentre as quais 35 dos 40 maiores conglomerados franceses -, facilitando o acesso de médias, pequenas e micro empresas a mercados e parceiros brasileiros. Até o meio do ano, a ministra da Economia, Christine Lagarde, e a secretária de Comércio, Anne-Marie Idrac, visitarão o Brasil durante eventos oficiais do Ano da França. Em setembro, o presidente Nicolas Sarkozy retorna ao País, nove meses depois de sua primeira viagem oficial. Entre as ações comerciais na agenda em 2009 estão desde feiras para divulgação de vinho,...

Governo e empresários discutem comércio exterior e produção industrial

...adar: Produção, Tecnologia e Comércio Exterior, com projeções dos impactos da queda das exportações sobre a produção industrial em ano de crise, análises dos investimentos privados e um ensaio sobre logística. Será às 10h, na sede do Ipea. Participam o dire...

Setor quer redução de impostos para importação de máquinas

Empresários do setor comércio exterior querem que o governo diminua os i...

Volume de exportações cresce, mas economistas descartam recuperação

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). A alta foi de 2,54%. Em valor, as exportações, de US$ 11,8 bilhões no período, ainda ficaram abaixo dos US$ 12,6 bilhões no mesmo mês de 2008. A razão da queda foi a redução média de 9% nos preç...

Crise reduz fretes para o Mercosul

...o PIB do município provém do comércio exterior. De acordo com o presidente do Sindicato dos Despachantes Aduaneiros do Estado, Lauri Kotz, a crise no transporte de cargas atinge diretamente os despachantes. – O momento é grave, muitas empresas diminuíram o número de funcionários. Mas temos esperança que a situação melhore a partir de maio se o BNDES financiar as compras da Argentina, principal cliente dos produtos brasileiros – afirma Kotz. Exemplo do impacto da crise sobre o setor é a ausência de cargas em plena safra de arroz, cebola e alho. Sem frete para a Argentina, renda de transportador cai Para a assessora de assuntos internacionais da Cooperativa dos Transportadores de Cargas de Uruguaiana, Gladis Vinci, a situação dos 210 associados é crítica. Os caminhões chegam a ficar até 15 dias parados no pátio sem consegu...

Economia de SC dá sinais de retomada

... por 1,5 ponto percentual, o comércio, também com 1,5, as residências, por 2,9 pontos, e os demais setores, 1,1 ponto percentual. Na área industrial, o consumo de março cresceu 3,2% frente a março de 2008, com forte contribuição do consumo industrial livre, que avançou 4% na mesma margem de comparação. Segundo a Celesc, a retomada de março ocorreu após três meses de resultado negativo frente aos mesmos meses do ano anterior: -0,2% em dezembro, -0,2% em janeiro e -0,3% em fevereiro Com informações: Blog Diario...

Encomex 2009 traz novidades para o público de comércio exterior

Os Encontros de Comércio Exterior (Encomex) ganham, em 2009, novo f...

Exportação de gado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). De acordo com a Scot, é o o segundo maior embarque do setor, atrás apenas de setembro de 2007, quando foram exportados 67,6 mil cabeças. Na compa...

Exportadores pedem reforma tributária

... da Associação Brasileira de Comércio Exterior (Abracex), Primo Roberto Segatto, vai encaminhar um estudo ao governo federal para pedir desoneração de impostos incidentes sobre as importaç...

Moeda local pagou apenas 0,12% do comércio entre Brasil e Argentina

...icantes 0,12% da corrente de comércio bilateral. Segundo empresários ouvidos pelo Valor, os principais motivos do desinteresse do setor privado são o risco cambial, a falta de financiamento em real, e a pe...

Pedidos de importação de bens usados serão publicados no site do MDIC

...s submetidos à Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDI...

Sistema Moeda Local foi utilizado por 136 empresas

...muito pequena da corrente de comércio entre os dois países, está sendo considerado um sucesso pelos governos brasileiro e argentino justamente por ter atraído os micro empresários. "São eles que pagam os custos mais altos nas transações bancárias de câmbio", disse um técnico do BC argentino que participou de toda a montagem do sistema desde o começo, mas pediu para não ser identificado. Os bancos cobram entre 1% e 3% do valor da operação em tarifas bancárias sobre transações de câmbio. Com base no valor médio de cada operação, o uso Sistema de Pagamentos em Moeda Local pode ter representado até US$ 2.700 de economia em comparação com o sistema normal. Quanto menor a empresa, maior a redução da despesa, já que os pequenos costumam ser penalizados pelos bancos com as maiores tarifas. A adesão entre os bancos atingiu 21 instituições argentinas e 18 brasileiros. Lançado em outubro de 2008, o SML saiu do zero e consumiu mais de dois anos de planejamento e testes. "Hoje parece fácil, mas no início era apenas uma ideia e não tínhamos a men...

Superávit da terceira semana de abril é de US$ 328 milhões

...85,6 milhões). A corrente de comércio foi, no período, de US$ 5,184 bilhões (média diária de US$ 1,037 bi). No acumulado do mês, a corrente de comércio chegou a US$ 12,337 bilhões (média diária de US$ 1,028 bilhões). No mesmo período, o superávit ficou em US$ 1,665 bilhão (média diária de US$ 138,8 milhões), com exportações de US$ 7,001 bilhões (média diária de US$ 583,4 milhões) e importações de US$ 5,336 bilhões (média diária de US$ 444,7 mi...

Trigo russo dificulta permuta por carnes

...Argentina e a fragilidade do comércio internacional determinada pela crise", conjectura o analista Élcio Bento, da Safras&Mercado. Liderada pelo secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, a missão, que entre outras ações deve estabelecer os parâmetros desse escambo, é integrada ainda pelo secretário de Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Célio Porto, pelo diretor do Departamento Econômico do Ministério das Relações Exter...

Exportador terá que ter ‘imaginação’ em 2009, diz governo

...avaliação é do secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral. De acordo com ele, para driblar os efeitos da crise, os empresários terão de buscar diversificar ainda mais seus mercados, co...

Fiergs apresenta suas propostas contra a crise

...rtadoras. Fonte: Jornal do Comércio...

Superávit da terceira semana de abril é de US$ 328 milhões

...85,6 milhões). A corrente de comércio foi, no período, de US$ 5,184 bilhões (média diária de US$ 1,037 bi). No acumulado do mês, a corrente de comércio chega a US$ 12,337 bilhões (média diária de US$ 1,028 bilhões).No mesmo período, o superávit chegou a US$ 1,665 bilhão (média diária de US$ 138,8 milhões), com exportações de US$ 7,001 bilhões (média diária de US$ 583,4 milhões) e importações de US$ 5,336 bilhões (média diária de US$ 444,7 milhõ...

Barreiras argentinas já preocupam empresários locais

...tes ou de maior valor para o comércio bilateral são os congeladores horizontais e os ferros de passar roupa. Dos US$ 6 milhões que a Argentina importa desse tipo de congelador, US$ 5,7 milhões são procedentes do Brasil. No caso dos ferros elétricos, 40% das importações argentinas vêm do Brasil. Mauricio Claveri, analista de comércio exterior da Abeceb.com, diz que a nova lista eleva de 14% a 14,2% o peso das restrições sobre o total de exportações do Brasil para a Argentina. Para ele, o governo continua a levantar barreiras aos importados brasileiros porque as negociações setoriais iniciadas em março estão lentas. "Até agora só cinco setores se reuniram para discutir um controle do fluxo de comércio e nenhum deles chegou a acordo", comentou Claveri. Os importadores argentinos, por sua vez, já marcaram uma reunião na semana que vem no Ministério da Produção. Segundo Diego Santisteban, eles vão reclamar do excesso e da generalização das medi...

Brasil e Rússia vão realizar reunião bilateral de comércio

...ilhões, até 2010. Em 2008, o comércio entre os dois países foi de US$ 8,0 bilhões, 46,5% acima do valor registrado em 2007. Este é um dos tópicos que serão discutidos no pr...

Colômbia está de olho no Mercosul, diz Uribe

...o número de acordos de livre comércio, passando de quatro para 45 até o final do governo, e citou como exemplo Chile, Canadá e países da América Central. O presidente colombiano, com um dos mais altos índices de popularidade na América Latina, procurou destacar que seu governo vem adotando politicas anticíclicas para combater os efeitos da crise financeira mundial. No entanto, não descartou a possibilidade de o país poder fazer como o México e buscar uma linha de financiamento junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI). – A Colômbia terá que se financiar para evitar comprometer o futuro – disse Uribe, ressaltando que, no momento, seu país não precisa de um empréstimo. – Estamos em boa ...

Governador de Santa Catarina enaltece Complexo Portuário do estado e chama armadores de volta

...reu ontem durante a feira de comércio exterior e logística que acontece no ExpoTransamérica, em São P...

Governador de SC afirma que os EUA aprovaram importação de carne do estado

...e ocorreu durante a feira de comércio exterior e logística que acontece no ExpoTransamérica. O objetivo do evento era chamar os armadores de volta ao Complexo Portuário do Rio Itajaí-Açu, q...

Para analistas, exportação reduz desempenho

...cimento mundial por conta do comércio e das expectativas ruins que retraem investimentos." A intrigante disparidade entre dados do comércio e da indústria é avaliada pelo economista como consequência da crise do crédito. "Primeiro, a indústria sofre. Já o desempenho do comércio depende basicamente de inflação e do emprego, que ainda não chegaram ao pior momento." Ele espera uma piora no mercado de trabalho a partir do segundo trimestre. Mas acredita que o impacto no comércio será atenuado pela tendência de queda da inflação, que ajuda a preservar o poder aquisitivo. "A queda do juro também ajuda." Por Valor Econômico - SP ...

Argentina amplia ação protecionista

... com o Brasil para regular o comércio bilateral, a Argentina impôs entraves ontem à importação de 60 grupos de produtos, como artigos de vestuário, freezers e instrumentos musicais. Com as medidas, que valem para todos os países, a Argentina amplia o regime de licenças não-automáticas de importação, pelo qual o governo administra os volumes que e...

É preciso enriquecer o perfil das exportações

...ta, mas também pela queda no comércio internacional. Vale lembrar que a Organização Mundial do Comércio (OMC) prevê queda em torno de 10% na corrente de comércio mundial neste ano, um recorde em décadas. Desse modo, o valor total das exportações pode perder de 20% a 25% em relação a 2008, nos cálculos da Fiesp explicado essencialmente pela retração dos industrializados. O levantamento da entidade antecipa que, desde o agravamento da crise, as commodities alcançaram quedas menores que as dos industrializados, tanto em volume como em valor. Os coordenadores do estudo da Fiesp insistem na forte redução da demanda nos países ricos e que esse fato atinge de forma diferenciada produtos básicos e industrializados. Apesar dessa explicação, ...

Exportações de etanol ensaiam recuperação

...ados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), mas os volumes comprometidos com o mercado externo entre abril e maio já ultrapassam 500 milhões de litros. É uma marca que supera as expectativas do mercado e que pode indicar um movimento de recuperação. "Há um pequeno prêmio [de R$ 20 por mil litros] para as exportações em relação à venda no mercado interno", afirmo...

Exportadores querem desoneração tributária e mais financiamento

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) defende a inclusã...

Protecionismo: ameaça mais distante

Apesar de queda de 9% no comércio global e estímulos a mercados internos, OM...

Sauditas têm interesse no agronegócio catarinense

...o do presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Salim Taufic Schahin, do secretário-geral da entidade, Michel Alaby, e do seu assessor, Wail Hababi.Isaura Daniel/ANBA “Essa é a primeira vez que o embaixador vem a Santa Catarina, mas segundo ele, não será a última. O embaixador prometeu fazer uma segunda visita para ver de perto o nosso sistema de agribusiness. A Arábia Saudita é um país emergente e oferece grandes possibilidades de intercâmbio e complementaridade com nosso estado”, afirmou Luiz Henrique após receber o diplomata. De ...

Argentina analisa fazer comércio com América Latina em moeda local

...quema que permite realizar o comércio bilateral com as respectivas moedas nacionais, dispensando o dólar. Por: France Press...

Brasil e Colômbia avaliam uso de moedas locais nas transações entre os dois países

...s de crédito em reais para o comércio, via BNDES e, eventualmente, também por intermédio do Banco do Brasil. “Isso corresponde à posição que o presidente Lula defendeu na reunião do G20”, disse Garcia. “É preciso irrigar o comércio mundial e uma das formas de se fazer isso é criar linhas de crédito para que a atividade comercial possa se estabelecer”, acrescenotu. A ampliação do financiamento para o comércio foi um dos compromissos assumidos pelos líderes do G20 financeiro na reunião do dia 2 deste mês, em Londres. Fonte: Agência Brasil...

Brasil volta a atacar barreiras

...je na Organização Mundial do Comércio (OMC) que governos estão driblando as regras internacionais e adotando medidas protecionistas em número cada vez ...

CÂMBIO: Dólar se descola de NY e fecha estável

...o do G-20 e o saldo positivo comércio exterior. No começo do mês, o grupo do G20 acordou de injetar mais de US$ 1 trilhão no mercado para fomentar a economia mundial, sendo que US$ 250 bilhões são para estimular o comércio exterior e US$ 750 para o crédito. "O mercado entendeu que o volume de divisas deve aumentar na economia mundial, o que somado a alguns indicadores positivos domésticos e nos EUA ajuda na retomada da confiança no Brasil", destaca Agostini. Tanto que em abril, o câmbio passou de R$ 2,30 para R$ 2,20. Já o índice Bovespa se valoriza cerca de 11% no mês e 21% no ano. Parte desta alta, segundo Agostini, é creditada a entrada de capital estrangeiro. "De uma forma lenta, os investidores estão voltando a aplicar no Brasil", observou. "O que noto é que o câmbio encontrou um novo patamar e deve seguir gravitando entre R$ 2,15 e R$ 2,20 até que novas informações consistentes o façam mudar novamente de patamar", concluiu o economista. (Simone e Silva Bernardino - InvestNews) ...

Exportações de mercadorias cairão 9% em 2009, diz OMC

...ndo a Organização Mundial do Comércio (OMC). A contração será mais severa nos países desenvolvidos, nos quais ela ficará em torno de 10%. Nas nações em desenvolvimento, a OMC prevê uma queda entre 2% e 3%, mas com o agravante de que este setor tem uma incidênci...

Importação de confecções anda na contramão e sobe 75%

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Segundo varejistas e fabricantes locais, as encomendas de roupas foram feitas para os fornecedores na Ásia em meados de 2008, antes da eclosão da crise no Brasil em setembro, quando a perspectiva era de demanda aquecida. "Como não tem oferta de coleção de inverno no Brasil, o setor aproveitou e comprou antes da crise", disse Sylvio Mandel, presidente da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abeim), que representa redes como C&A, Riachuelo e Renner. Se o frio decepcionar é grande a chance de os produtos encalharem no varejo ou nas empresas. A catarinense Brandili dobrou a importação de jaquetas de inverno este ano, mas, por conta da crise, está com 40% no estoque. "Tivemos que reajustar o produto em 50% por causa do dólar, que saiu de R$ 1,6 na encomenda para R$ 2,3", disse Germano Costa, diretor comercial. As importações representam 5% do portfólio da empresa. O desempenho das importações de vestuário não acompanha o de insumos para a indústria local, como tecidos e fios. ...

IPI de linha branca deve ser zerado por três meses

...quentemente, à indústria, ao comércio e ao emprego. Também pesa o fato de a cadeia automotiva ter, desde dezembro, reduções expressivas de IPI. No caso da linha branca, as alíquotas do IPI são de 20% para máquinas de lavar, 15% para geladeiras e freezers, 10% para tanquinhos e 5% para fogões. Junto com a desoneração temporária da linha branca, Mantega deve ampliar a lista dos materiais de construção beneficiados com IPI menor. A reivindicação já tinha sido levada na semana passada pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria do Material de Construção (Abramat), Me...

PORTARIA CONJUNTA Nº 1, DE 1º DE ABRIL DE 2009

...DA FAZENDA E O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, no uso das atribuições q...

Portaria MDIC Nº 89

...DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 87, parágrafo único, incisos II e IV,...

Brasil volta a atacar barreiras

...je na Organização Mundial do Comércio (OMC) que governos estão driblando as regras internacionais e adotando medidas protecionistas em número cada vez ...

Dinheiro tipo exportação

...iros mercados e promovendo o comércio em moedas locais. Sem alarde, a empresa está em pleno processo de licitação para compra de duas novas linhas de produção de cédulas e de uma nova máquina voltada à cunhagem de moedas. Ao...

Exportações aumentam nos primeiros dias úteis de abril e superam importações

... de soja e o café em grão. O comércio continua negativo, porém, em relação a produtos manufaturados (etanol, motores e geradores, polímeros plásticos, automóveis, bombas e compressores, dentre outros), que caíram 4,8% na comparação com a média diária do mês passado. Esse segmento de mercado está com baixo desempenho no mundo todo, desde outubro de 2008, período a partir do qual a crise se aprofundou. Já a média diária das importações neste mês caiu 9% compar...

Exportações de arroz sobem 50% no trimestre

...valia Fischer. Por Jornal do Comércio / RS...

Exportações de dez estados crescem em março

...s referentes às operações de comércio exterior das 27 unidades da federação em março foram divulgadas na quinta-feira (9/4) no site do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (www.desenvolvimento.gov.br). No mês, as exportações brasileiras somaram US$ 11,8 bilhões, valor 6,4% menor que o verificado em março de 2008 (US$ 12,613 bilhões). Na mesma comparação, as importações brasileiras registraram retração de 13,7%, ao sair de US$ 11,624 bilhões de janeiro a março de 2008 para US$ 10,037 bilhões no mesmo período deste an...

Isenção da TEC pode ser solução para o Brasil importar trigo fora do Mercosul, diz Abitrigo

...Comissão de Monitoramento do Comércio Bilateral com a Argentina, realizou reunião na semana passada em São Paulo, quando o governo argentino manifestou preocupação com a redução de 39% no comércio entre os dois países no primeiro trimestre deste ano em relação a 2008. Durante a reunião, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o país vizinho prometeu ao secretário executivo da pasta, Ivan Ramalho que, após realizar levantamento sobre a produção de trigo deste ano, informará o Brasil sobre potencial dos estoques que estará disponível para venda. Segundo o ministério, o assunto deverá voltar a ser discutido na próxima reunião bilateral sobre comércio, prevista para o dia 30 deste mês, em Buenos Aires. “O Brasil precisa saber a quantidade de trigo que a Argentina poderá vender para planejar a alternativa de comprar de outros países", disse Ramalho. Na ocasião ele afirmou que poderá ser r...

Analistas apostam em saldo comercial maior

...rva também que a corrente de comércio do Brasil - soma de importações e exportações - vai cair quase 25% em 2009, de US$ 371,1 bilhões para US$ 283,3 bilhões. É uma queda superior aos 9% projetados pela Organização Mundial do Comércio (OMC) para as transações comerciais do mundo. O dado se baseia no volume comercializado, não nos valores. A corrente é dada em valores. A comparação entre os dois dados é apenas para dar uma ideia do tamanho do tombo das relações comerciais brasileiras após a crise. O vice-presidente da Associação Brasileira de Comércio Exterior (AEB), José Augusto de Castro, lembra que, do ponto de vista da atividade econômica, o que importa é a corrente, não o saldo comercial. Por isso, a melhora do superávit esperado para o ano não terá efeito no emprego, por exemplo. Castro nota que as importações de bens manufaturados, um bom termômetro da atividade econômica, recuaram quase 30% no primeiro trimestre em relação a igual intervalo de 2008. Por ora, a projeção da AEB é de um superávit comercial de US$ 17 bilhões, resultado de US$ 163 bilhões de exportações e US$ 146 bilhões de importações . “Desde que soltamos esse número, no fim do ano passado, temos ressaltado que há muita incerteza no mundo. Por isso, o saldo pode ser bem maior ou bem menor”, diz Castro. Segundo ele, a entidade só vai rever a estimativa no meio do ano, como faz tradicionalmente. A Tendências Consultoria ainda não reviu as previsões para o setor externo. A empresa mantém, desde novembro, a estimativa de saldo comercial de US$ 21,8 bilhões, o que contribuirá para um déficit em conta corrente de US$ 18,7 bilhões. “Como esperamos uma entrada de US$ 25 bilhões em investimento estrangeiro direto e uma desaceleração nas remessas de lucros e capitais para o exterior, acreditamos em uma sobra de dólares de US$ 16 bilhões no balanço de pagamentos de 2009″, explica o analista André Sacconato. Por isso a Tendências estima, desde o fim do ano passado, que o dólar encerrará 2009 em R$ 2,00. O mais recente relatório Focus divulgado pelo Banco Central (BC) mostra uma expectativa de dóla...

Comércio Brasil-China pode prescindir do dólar

...íses e usar reais e yuans no comércio bilateral. Leia trechos da entrevista que trata da relação do país com o Brasil. REAL E YUAN Não sei o que Hu Jintao respondeu a Lula quando ele propôs as transações sem dólar, usando o yuan e o real. Hu não é loiro...

Dólar cai a R$ 2,17 e renova mínima em 6 meses

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Nos mercados acionários dos Estados Unidos, as bolsas de valores ensaiavam uma alta, à medida que as ações de bancos ganhavam força. No Brasil, a Bovespa operava em território positivo, com o ingresso de mais recursos de investidores externos. No final da tarde, o principal índice da bolsa paulista avançava em torno de 1,2%. No mercado de câmbio, segundo os dados mais recentes da BM&F, o volume de dólar negociado no segmento à vista girava em torno de US$ 2 bilhões, abaixo da média diária de abril, de US$ 2,8 bilhões. Fonte: Reuters News...

Governo aplica medida antidumping

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) aplicou direitos antidumping, por um prazo...

IPI para máquinas e insumos pode acabar

...empresas. Fonte: Jornal do Comércio...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...s que não revelem prática de comércio e desde que não configure habitualidade, exceto: - agricultor ou pecuarista, com imóvel rural cadastrado ...

Ramalho admite estudo sobre isenção da TEC para trigo

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho, disse hoje que a oferta menor de trigo na Argentina este a...

Brasil facilita livre circulação de mercadorias com o Mercosul

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic) inicia o projeto piloto do Certificado de Origem Digital (COD), que não teve o valor do investimento divulgado. No entanto, sabe-se que será realizado com subsídio de todos os ...

Camex estuda isenção da TEC para trigo

...e ano pode levar a Câmara de Comércio Exterior (Camex) a discutir a isenção da Tarifa Externa Comum (TEC) para importaçã...

Governador de SC anuncia em SP a recuperação do Complexo Portuário do Rio Itajaí-Açu

... de Itajaí, durante feira de comércio exterior e logística em São Paulo, e de um jantar, no mezanino do Transamérica ExpoCenter, às 20h30. Os eventos contam com o apoio dos Portos de Itajaí e Navegantes, Multilog, Teconvi, Localfrio e Teport. A organização é do Portal Netmarinha. O governador destaca os atributos do complexo portuário catarinense...

Governo aumentará controle da qualidade de produtos importados usados na área de saúde

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior firmaram ontem (8) um termo de cooperação para desenvolvimento...

Governo estuda redução de IR sobre remessas ao exterior para pagamento de despesas com o Reach

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Crise faz porto de Hong Kong receber navios menos carregados

...stre de 2008. O fato é que o comércio mundial desacelerou e afetou as operações portuárias no mundo inteiro. O índice de frete marítimo do Báltico, que indica a movimentação no mercado de navios para o tr...

Exportadores procuram mercados alternativos

...vos alvos para incrementar o comércio bilateral. “Se podemos ter um comércio de US$ 30 bilhões com a Argentina, por que temos só US$ 3 bilhões com a Colômbia, que também é grande?”, indagou Ivan Ramalho, secretário-executivo do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que participou da conferência “Crise Mundial: as oportunidades para o Brasil” promovida pela Companhia ...

Governo e indústria discutem importação de máquinas usadas

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, em uma reunião quinta-feira na sede da Fiesp. "Fechamos ontem uma proposta de minuta de portaria melhor que a do Ministério do Desenvolvimento e melhor que a portaria que está em vigor. Fizemos uma limpeza conceitual e operacional e com mais controle", explicou Bernardini. Ele chamou a portaria do Ministério de "uma árvore de Natal, cheia de penduricalhos". O assessor da Abimaq disse que a proposta do governo autoriza a importação, por exemplo, de moldes e ferramentas o que destruiria um pedaço da indústria nacional. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, argumenta que a im...

Importação de máquinas usadas pode ter acordo

...ia nacional. O secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, argumenta que a importação de usados representou menos de 1% das compras internacionais de bens de capital em 2008. “Não há mudanças na substância, apenas nos procedimentos”, afirmou. Segundo ele, continuarão sendo permitidas apenas as importações de máquinas e equipamentos usados que não tenham produção no Brasil. Fonte: O Estado de São Paulo...

Pagamento de serviços no exterior será isento de IR

...ão", afirmou o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, depois de participar de um seminário para discutir a nova legislação da União Europeia sobre substâncias químicas (Reach, na sigla em inglês). A mudança virá por...

Comércio Exterior: Mercosul faz acordo bilateral com África

...evê a redução das tarifas no comércio bilateral. O acordo envolve 2.116 itens que terão queda de 10%, 25%, 50% e 100% nas alíquotas de importação aplicadas de lado a ...

Crise detona queda das cotações e o aumento do protecionismo

... americanos, que distorcem o comércio mundial, deverão subir de US$ 8,1 bilhões em 2008 para US$ 9,9 bilhões neste ano, se as atuais projeções de preço se materializarem. Essa previsão consta do estudo "Trade Protection: incipient but worrisome trends", divulgado em 4 de março e escrito pelos especialistas do Banco Mundial, Elisa Gamberoni e Richard Newfarmer (o estudo pode ser obtido em http://www.voxeu.org/index.php?q=node/3183 ). Em entrevista ao Valor, Newfarmer disse que naqueles quatro países, os subsídios já aumentaram em relação ao ano passado. Os subsídios à exportação constituem outra forma de proteção, como os que a União Europeia recentemente voltou a praticar no setor de laticínio. "Também temos visto ...

Exportador quer apoio técnico para ZPEs

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic) criou uma estrutura provisória interna para começar a executar a Zona de Processamento de Exportação. Segundo o presidente da Abrazpe, a estrutura conta com quatro técnicos, tendo como responsável o secretário de comércio exterior do Mdic, Welber Barral. Conselho Nacional A assessoria de imprensa do Mdic informou que o decreto que regulamenta as ZPEs propõe a criação do Conselho Nacional das ZPE, formada por seis ministros, que permite ainda a criação de Secretaria-executiva, chefiada pelo ministro do Desenvolvimento Miguel Jorge. No caso do Conselho, a assessoria informou que não precisa de mais nenhuma legislação para entrar em funcionamento. Porém, confirmou que existem mais de 30 projetos de lei em andamento no Congresso Nacional sobre a ZPE. Fonte: Gazeta Mercantil...

Vendas externas do Brasil crescem mais que as importações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio, divulgado ontem (6). O desempenho das importações foi ainda mais fraco, com redução de 33,9% na comparação com a média diária obtida em abril de 2008, e registrou queda de 15% também em relação à média diária de mês anterior. Ao contrário do ano passado, quando as importações evoluíram sempre acima...

Cai volume de financiamento à exportação

...uperação no financiamento do comércio exterior do tombo registrado em dezembro tem sido lenta. A média de ACCs foi a US$ 130 milhões entre outubro e março. Nos quatro meses anteriores, a média por dia trabalhado fora de US$ 196 milhões. "O que ocorre hoje é o reverso da moeda [em comparação ao que acontecia antes da crise]", diz Darwin Dib, economista do Itaú Unibanco. As linhas de financiamento estão mais caras e escassas, o horizonte é cada vez mais curto e, acima de tudo, há o recuo da demanda global por exportações de produtos brasileiros. Com informações do Jornal Folha de S. Paulo...

Conselho de Autoridade Portuária promove segunda reunião extraordinária sobre dragagem do Rio Itajaí

..., Equipav S/A Pavimentação e Comércio, CHEC Dredging Co. Ltda - subsidiária da empresa chinesa Shangai Dredging Co. Com informações da Assessoria de Imprensa...

Cresce o impacto de barreira argentina na exportação brasileira

...Comissão de Monitoramento do Comércio Bilateral (denominada mais recentemente como Reunião Bilateral). Na avaliação da CNI, a “abordagem caso a caso não dá transparência e previsibilidade às relações comerciais e às decisões de investimentos e abre campo para demandas crescentes do lado argentino por medidas adicionais de proteção”. Com informações do Portal ExportNews...

Exportação cai 62% em Itajaí e Navegantes

...Santos, segundo o diretor de Comércio Exterior e Marketing, Marcello Stewers. A metalúrgica Electro Aço Altona, apesar de ainda usar o único berço em atividade do Porto de Itajaí para embarcar e receber pequenas mercadorias, usa Santos como alternativa. O gerente de exportação, Pedro Crestani afirma que o custo do transporte chega a triplicar. A ameaça de paralisação dos armadores, caso o Rio Itajaí-Açu não seja liberado para embarcações de grande porte até o fim da próxima semana, assustou os empresários. – Se os armadores não atracarem nem em Itajaí nem em Navegantes, será um desastre – acredita o diretor da Coteminas, Sérgio Luis Pires. O transtorno logístico para as indústrias exportadoras de frango congelado é dos mais vultuosos. Com um volume de produção que garantia ao Porto de Itajaí a liderança nacional na exportação do pr...

Primeira semana de abril registra superávit de US$ 588 milhões

...196 milhões) e a corrente de comércio (soma das duas operações), US$ 2,914 bilhões - média de US$ 971 milhões por dia. A média diária das exportações na primeira semana de abril foi 12,8% menor que a registrada no mesmo mês do ano passado (US$ 669,4 milhões). Em relação a março de 2009 (média diária de US$ 536,8 milhões), houve um crescimento de 8,7%. As importações, na mesma comparação, apresentaram queda de 33,9% sobre a médi...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Recua o ritmo dos embarques e das vendas futuras de milho

...reliminares da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) apontam uma retração superior a ...

Saldo da balança cresce 9,1% e soma US$ 3 bi no trimestre

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). A média diária do saldo comercial dos três primeiros meses foi de US$ 49,4 milhões. Segundo o professor de economia da ESPM, José Eduardo Balian, o crescimento perante o trimestre anterior demonstra que o País está saudável e que enfrenta a crise de maneira forte e positiva. "Ap...

China passa EUA e se torna o maior importador de produtos brasileiros

...a — analisou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, ao divulgar os números da balança comercial. Governo dá alívio fiscal para exportadores Barral também anunciou sua previsão de exportações para 2009: US$ 160 bilhões, montante 20% inferior ao registrado em 2008, que ficou em US$ 197,9 bilhões. O motivo é o desaquecimento da demanda mundial, por causa da crise. As exportações continuaram em queda em março, mas em ritmo menor do que o das importações. Em relação a igual mês de 2008, os embarques caíram 14,9% e as compras externas, 21,5%. Na comparação com fevereiro de 2009, as vendas externas aumentaram 23,1% e os gastos no exterior, 28,3%. Por blocos econômicos, as exportações brasileiras só não caíram para Ásia (alta de 45,8%), África (15,1%) e Oriente Médio (16,1%). As vendas para a Europa Oriental recuaram 43%; para os EUA, 40,4%; para o Mercosul, 36,7%; e, para a União Europeia, 20,8%. Os produtos básicos salvaram as vendas externas, com alta de 14,2%. Os embarques de semimanufaturados e manufaturados tiveram retração de 25,8% e 27,1%, respectivamente. Entre os básicos, os destaques foram soja em grão, algodão em bruto e minério de ferro. Os exportadores serão beneficiados com uma portaria que será publicada hoje, no Diário Oficial, suspendendo a cobrança de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI)...

Empresas ficam isentas de IPI sobre insumo usado em produtos destinados ao exterior

...do Ministério da Indústria e Comércio e da Receita Federal, publicada ontem no "Diário Oficial da União". A medida entra em vigor em 45 dias. Para o secretário do Comércio Exterior, Welber Barral, essa é uma grande conquista para o setor do agronegócio exportador. "Esse segmento da economia contribui muito para o desempenho da balança comercial brasileira e agora poderá usufruir de um sistema que reduzirá a incidência de tributos federais sobre os bens exportados", ressaltou. Barral analisou a importância da medida em tempos de crise econômica. "Dian...

Exportadores serão beneficiados por ZPEs

...NS do setor. O secretário de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral, confirmou que o governo vai trabalhar com os incentivos do Drawback Integrado. Mas não adiantou se prepara medidas para todo o setor exportador. A opção do governo pelo incentivo às ZPEs, no entanto, pode esbarrar na falta de recursos. Segundo a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), os investimentos privados nas ZPEs estão ameaçados, diante de agravamento da crise, já que não há demanda por investimentos em um momento de contenção de gastos. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP...

Missão da FIESC abre caminho para empresas catarinenses em Cingapura

... internacionais e aumentar o comércio entre Santa Catarina e Cingapura", disse. Entre as reuniões realizadas nesta quarta e quinta-feiras (1º e 2), o diretor de relações industriais e institucionais da FIESC, Henry Quaresma, destacou o encontro com a Spring Sigapure, órgão governamental voltado para o aprimoramento da competitividade empresarial. "A Spring atua muito na formação de clusters, agrupamento de empresas para atuarem no mercado internacional. Pretendemos firmar parcerias com eles nessa área, pode ser bastante útil para diversos setores da indústria catarinense, como a de móveis e a naval", explicou. Em uma reunião com empresários na Singapore Business Federation (SBF), equivalente à Confederação Nacional da Indústria (CNI), os participantes da missão conheceram projeto que permite conectar empresas por meio de um grande sistema de informações. A FIES...

Missão da FIESC abre caminho para empresas catarinenses em Cingapura

... internacionais e aumentar o comércio entre Santa Catarina e Cingapura", disse. Entre as reuniões realizadas nesta quarta e quinta-feiras (1º e 2), o diretor de relações industriais e institucionais da FIESC, Henry Quaresma, destacou o encontro com a Spring Sigapure, órgão governamental voltado para o aprimoramento da competitividade empresarial. "A Spring atua muito na formação de clusters, agrupamento de empresas para atuarem no mercado internacional. Pretendemos firmar parcerias com eles nessa área, pode ser bastante útil para diversos setores da indústria catarinense, como a de móveis e a naval", explicou. Em uma reunião com empresários na Singapore Business Federation (SBF), equivalente à Confederação Nacional da Indústria (CNI), os participantes da missão conheceram projeto que permite conectar empresas por meio de um grande sistema de informações. A FIES...

Novo modelo de drawback reduz custo de produção para exportadores do agronegócio

...do Ministério da Indústria e Comércio e Secretaria da Receita Federal do Brasil, publicada nesta quinta feira (2), no Diário Oficial da União (DOU), e entrará em vigor em 45 dias. O Ministério da Agricultura participou das discussões técnicas para garantir que o mecanismo abrangesse os itens do setor agrícola que estavam excluídos na modalidade “drawback verde-amarelo” e as sociedades cooperativas de produção agropecuária. A diferença em relação ao chamado “drawback verde-amarelo” é que as matérias-primas utilizadas poderão ser adquiridas no mercado interno de...

Receita com exportação de carne suína soma US$ 94,8 milhões em março

...eira (01) pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). Com informações do Portal Canal Rural...

Drawback Integrado entra em vigor em 45 dias

...untamente pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral, e pela secretária da Receita Federal do Brasil, Lina Maria Vieira, permite também que as empresas brasileiras efetuem compras no mercado interno e externo, de forma combinada ou não, eliminando a necessidade de importar, como exige o Drawback Verde-Amarelo. De acordo com a portaria, o drawback integrado não será concedido a empresas optantes pelo Simples Nacional, às tributadas com base no lucro presumido ou arbitrado e às sociedades cooperativas. Entretanto, o texto traz uma ressalva com relação às cooperativas do setor de agronegócios, que poderão ser beneficiadas pelo sistema. Para o secretário Welber Barral, essa é uma grande conquista para o set...

Exportação de café em março foi de 2,302 mi de sacas, informa MDIC

...ados hoje pela Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com informações da Agência Estado...

Exportações de açúcar atingem US$ 254,3 milhões em março

...ções partem da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Com informações da Agência Safras...

Exportações para China melhoram resultado da balança de março

...nês. Segundo o secretário do Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral, o resultado com a China representou uma contribuição significativa para o saldo positivo de US$ 1,73 bilhão da...

Ministério do Desenvolvimento prevê queda de 20% nas exportações em 2009

...ões, afirmou o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral. Essa previsão ...

Queda na importação garante superávit

...s de queda nos resultados do comércio exterior, o Brasil conseguiu fazer no primeiro trimestre um superávit...

Agronegócio: certificação é requisito para ampliar exportações - agroex

...a de exportar. O analista de comércio exterior do Núcleo de Integração para Exportação do (Niex/Mapa), Adilson Farias, informou que há várias certificações voltadas inclusive para pequenos produtores. O diretor do Departamento de Planejamento e Desenvolvimento do Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio (MDIC), Fábio Martins, ressaltou que a decisão de exportar não deve estar atrelada ao momento ruim do mercado interno. Para ingressar no mercado externo é preciso, em primeiro lugar, se consolidar no mercado interno, estabelecer estratégias, ter um planejamento e atender às exigências do país comprador, ressaltou. O administrador do Departamento de Relações com o Governo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Victor Burns, esclareceu que a maior dificuldade para acessar o crédito não é a falta de dinheiro, mas de informação. Ele disse que 88% das empresas que buscam recursos são pequenas e médias e que o banco reserva as melhores condições de financiament...

Balança de março fecha com superávit de US$ 1,771 bilhão

...71 bilhão e numa corrente de comércio (soma das duas operações) de US$ 21,847 bilhões. Pelo critério da média diária, as exportações brasileiras, em março, apresentaram queda de 14,9% sobre o desempenho médio diário registrado no mesmo mês de 2008 (US$ 630,7 milhões). Entretanto, sobre a performance média diária dos embarques brasileiros em fevereiro deste ano (US$ 532,6 milhões), houve um crescimento de 0,8%. As impo...

Camex reduz alíquota de aditivo químico polêmico

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu baixar a alíquota...

Indústria do Brasil quer aproveitar acordos de livre comércio do Chile

...gio Leo Sem acordos de livre comércio com os países de maior economia, o Brasil pro...

Superávit em março soma US$ 1,771 bilhão

...71 bilhão e numa corrente de comércio (soma das duas operações) de US$ 21,847 bilhões. Pelo critério da média diária, as exportações brasileiras, em março, apresentaram queda de 14,9% sobre o desempenho médio diário registrado no mesmo mês de 2008 (US$ 630,7 milhões). Entretanto, sobre a performance média diária dos embarques brasileiros em fevereiro deste ano (US$ 532,6 milhões), houve um crescimento de 0,8%. As impo...

Brasil pressiona contra protecionismo

...os subsídios que distorçam o comércio internacional nos próximos doze meses. Na ilustração da dramática recessão global, novas estimativas que circulam entre negociadores apontam agora queda de 13% do comércio internacional este ano, por causa ...

Brasil pressiona contra protecionismo

...os subsídios que distorçam o comércio internacional nos próximos doze meses. Na ilustração da dramática recessão global, novas estimativas que circulam entre negociadores apontam agora queda de 13% do comércio internacional este ano, por causa ...

Crise econômica já afeta corrente de comércio entre Brasil e China

O comércio entre o Brasil e a China sentiu os impacto...

GCC e Mercosul aceleram negociações para tratado de livre comércio

...a este ano o acordo de livre comércio negociado entre os dois blocos. “Falei com meu querido amigo [Abdulrahman] Al-Attiyah e estamos seguros de que este ano vamos assinar fina...

GCC e Mercosul aceleram negociações para tratado de livre comércio

...a este ano o acordo de livre comércio negociado entre os dois blocos. “Falei com meu querido amigo [Abdulrahman] Al-Attiyah e estamos seguros de que este ano vamos assinar fina...

Representantes do Mercosul participam de workshop no MDICdo Portal do Desenvolvimento

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), do workshop Manual de Estatísticas de Comércio Internacional de Serviços. O evento, que encerrará nesta quarta-feira (...

Brasil reduz Lista de Exceções à TEC de 99 para 92 produtos

...ção do Mercosul, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou sexta-feira (27/3) no Diário Oficial d...

Brasil reduz Lista de Exceções à TEC de 99 para 92 produtos

...ção do Mercosul, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou sexta-feira (27/3) no Diário Oficial d...

Líderes querem conclusão rápida para acordo GCC-Mercosul

...ociações do tratado de livre comércio entre os dois blocos. De acordo com uma minuta do documento, obtida com exclusividade pela ANBA, os chefes de estado dos países envolvidos “instruíram seus ministérios e agências a acelerar a freqüência de reuniões com vistas a atingir uma rápida conclusão das negoc...

Líderes querem conclusão rápida para acordo GCC-Mercosul

...ociações do tratado de livre comércio entre os dois blocos. De acordo com uma minuta do documento, obtida com exclusividade pela ANBA, os chefes de estado dos países envolvidos “instruíram seus ministérios e agências a acelerar a freqüência de reuniões com vistas a atingir uma rápida conclusão das negoc...

Mercosul maior

...ente-se que essa corrente de comércio regional é fortemente superavitária para o Brasil, tendo gerado, no ano passado, US$ 14,4 bilhões de saldo positivo para o nosso país. Para a Argentina, a importância do Mercosul é ainda maior. Somente o Brasil absorveu, em 2007, 19,1% das exportações daquele país, ao passo que os EUA responderam por apenas 7,6%. Obviamente, essa robusta corrente comercial regional representa importante linha de defesa dos Estados partes, numa crise que afeta mais profundamente as economias centrais. Além desses avanços econômico-comerciais, foram feitos também progressos político-institucionais de relevo. A expansão do Mercosul, com a incorporação dos novos Estados associados do Peru, Equador e Colômbia, e, futuramente, da Venezuela como Estado parte, agregou peso econômico-político ao bloco e aumentou seu protagonismo internacional. A criação do Focem, fundo que financia projetos nas áreas mais pobres da região, permitiu ao bloco o enfrentamento das suas assimetrias. Por sua vez, a implantação do Parlamento do Mercosul vem resgatando o déficit democrático...

Mercosul maior

...ente-se que essa corrente de comércio regional é fortemente superavitária para o Brasil, tendo gerado, no ano passado, US$ 14,4 bilhões de saldo positivo para o nosso país. Para a Argentina, a importância do Mercosul é ainda maior. Somente o Brasil absorveu, em 2007, 19,1% das exportações daquele país, ao passo que os EUA responderam por apenas 7,6%. Obviamente, essa robusta corrente comercial regional representa importante linha de defesa dos Estados partes, numa crise que afeta mais profundamente as economias centrais. Além desses avanços econômico-comerciais, foram feitos também progressos político-institucionais de relevo. A expansão do Mercosul, com a incorporação dos novos Estados associados do Peru, Equador e Colômbia, e, futuramente, da Venezuela como Estado parte, agregou peso econômico-político ao bloco e aumentou seu protagonismo internacional. A criação do Focem, fundo que financia projetos nas áreas mais pobres da região, permitiu ao bloco o enfrentamento das suas assimetrias. Por sua vez, a implantação do Parlamento do Mercosul vem resgatando o déficit democrático...

A maioridade do Mercosul

...ública depende fortemente do comércio de triangulação, mas todos os países-membros se beneficiam da renda aduaneira. “A cobrança dupla da TEC é um problema fiscal. Nenhum governo está disposto a perder receita. É uma questão de política econômica interna de cada país. Ninguém quer deixar de ganhar com o estabelecimento de uma cobrança única”, diz o economista sênior do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Buenos Aires, Uziel Nogueira. Os 18 anos do Mercosul também coincidem com uma série de conflitos entre os países-membros. No Paraguai, brasileiros proprietários de terra têm problemas para legalizar o título de posse de suas terras e são alvos de invasões dos campesinos. O país ainda renegocia com o Brasil o Tratado de Itaipu. Os outros dois países do bloco também reacenderam no mês passado uma velha disputa diplomática que levou o Uruguai a ameaçar deixar o Mercosul em 20...

Aumenta o lobby pela aprovação no Brasil da adesão da Venezuela ao Mercosul

..., seguido da Argentina, cujo comércio é cinco vezes maior, mas o superávit ficou em US$ 4,3 bilhões). Simões disse que a adesão da Venezuela ao Mercosul favorece ainda mais essas relações comerciais e fortaleceria todo o bloco. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu que seu partido tenha postura mais técnica e menos política no caso. O protocolo de adesão, assinado em Caracas em 4 de julho de 2006, concede de forma imediata os direitos de participação plena da Venezuela no Mercosul. Em até quatro anos a Venezuela deve adotar a nomenclatura do Mercosul e a Tarifa Externa Comum (TEC). Brasil e Argentina são obrigados a liberalizar todo o comércio para a Venezuela até janeiro de 2010, exceto os produtos considerados sensíveis, cujo prazo é 2014. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Camex intensifica monitoramento de importações que prejudiquem indústria nacional

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) não detectou até o moment...

Camex intensifica monitoramento de importações que prejudiquem indústria nacional

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) não detectou até o moment...

Exportações de mel atingem US$ 6,4 milhões em fevereiro

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet da Secex - Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Quanto aos principais estados exportadores de mel, São Paulo continua liderando, responsável por uma receita de US$ 1,445 milhão. Em seguida foram Santa Catarina, Ceará, Rio Grande do Sul, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte e Minas Gerais. O melhor preço foi recebido pelo Paraná, com US$ 2,68 por quilo de mel. Santa Catarina, Ceará e São Paulo também receberam preços acima da média. Já o menor preço foi recebido pelo Rio Grande do Norte e pelo Rio Grande do Sul: US$ 2,06 por quilo. Cenário Segundo Resende, o cenário continuará sendo favorável ao mercado de mel em...

Governo não adotará medidas protecionistas contra a Argentina, garante Miguel Jorge

... pela Organização Mundial de Comércio [OMC], que pode ser adotada por até 60 dias”, avaliou o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Miguel Jorge, hoje (26), durante o programa Bom Dia, Ministro. “Não tomaremos medidas protecionistas, a menos que haja casos de concorrência desle...

Nova medida de apoio à exportação brasileira pode ser aprovada em abril

...tária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Spíndola, a expectativa é que o Congresso Nacional aprove a Medida Provisória 451, que estabelece a ampliação e a consolidação de todas as modalidades...

Resolução CAMEX Nº 18

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, conforme o deliberado em reunião realiza...

Impasse diminui cargas em Navegantes e Itajaí

..., Equipav S/A Pavimentação e Comércio e a CHEC Dredging Co. Ltda. O diretor comercial do porto de Itajaí, Robert Grantham afirma que houve divergências entre a Draga Brasil e a SEP. Segundo ele, haveria problemas quanto à medição do volume de dragagem e também com o pagamento. Oliveira Neto afirma que a Draga retirou quase 3 milhões de metros cúbicos de sedimentos do fundo do rio, enquanto que o contrato só previa 2,2 milhões m3. "Também antecipamos o prazo da realização dos serviços, de quatro meses para 2,5 meses", diz. O executivo da DTA conta que pegaram o porto com calado de seis metros e que o deixaram com 10,3 metros, em processo de homologação. Segundo Neto, a bacia do rio Itajaí-açu sofreu estresse nos últimos meses. Depois das enchentes de novembro, uma nova enxurrada foi registrada entre a meia noite do dia 08 e às 5h da manhã do dia 09. Choveu em Itajaí 55% do esperado para o mês inteiro. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP...

Queda no volume físico de importações em fevereiro é recorde

...ísico (quantum, no jargão de comércio exterior) de importações que atingiu 32,1% em fevereiro em re...

Rússia deve alterar sistema de importação de carnes

...aís à Organização Mundial do Comércio (OMC). Com informações do Portal AviSite...

Camex reduz Imposto de Importação de dois produtos utilizados no setor petroquímico

...mercado interno, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu o Imposto de Importação do bisfenol A, grau polic...

Contencioso entre Argentina e Brasil deve ser resolvido em mesa de negociações

...ersar”, afirmou o diretor de Comércio Exterior do Ciesp, Ricardo Martins. “A conversa por setores vai facilitar o entendimento entre ambos os lados”, sinalizou. Na avaliação do dirigente, não é necessário recorrer a organismos internacionais para se chegar ao entendimento comercial. “Os marcos regulatórios do Mercosul são suficientes para nós resolvermos os problemas, sem recorrermos à OMC [Organização Mundial do Comércio]”, garantiu. “Somos países irmãos, fronteiriços, e temos canais para solucionar contenciosos”, completou Martins. Sinalizando na mesma direção, o presidente da Câmara de Comércio Argentino-Brasileira de São Paulo, Alberto Alzueta, def...

Governo facilita importação de máquinas usadas

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior deve realizar uma consulta pública, em São Paulo, em abril, para aperfeiçoar o projeto de portaria esboçado pelos técnicos. O projeto prevê algumas exceções para a regra que impede importação de bens usados como similar nacional, entre elas partes e peças usadas destinadas à manutenção de equipamentos de informática e telecomunicações e moldes especiais usados pela indústria de pneus. Não há intenção no governo, porém, de liberar generalizadamente a compra de máquinas e equipamentos usados do exterior. Bens de consumo usados também continuam com importação proibida. A nova portaria deve ser publicada ainda no primeiro semestre. Ontem, a Câmara de Comércio Exterior (Camex), cumprindo o cronograma pré-fixado no Mercosul, reduziu para 92 itens a lista de exceções à Tarifa Externa Comum (TEC) do bloco. Foram retirados da lista principalmente peças de ferro destinadas à indústria ferroviária, que passaram a ser tributadas em 2%. O país poderá ter até 93 itens da lista, e, ao se encerrar o aumento de oferta do trigo, com a safra no país, esse produto deverá ser incluído na lista, segundo a secretária-executiva da Camex, Lytha Espíndola. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Nova regra aduaneira é arma para aumentar as exportações

...os que atuam diretamente com comércio exterior. Mesmo assim, ambos os entrevistados concluíram que a base do regulamento aduaneiro é feita de leis muito antigas e que ele deveria ser descomplicado. "O novo regulamento tornou-se uma ferramenta essencial, um manual de atuação", disse Valdir. "Há a necessidade de atos normativos que esclareçam os novos procedimentos", acrescentou Bizelli. Com informações do Jornal DCI - SP...

ONU propõe controle internacional de taxas de câmbio

...cia das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad) recomenda que os ajustes nas taxas de câmbio dos países devem estar ...

Os portos públicos e o marco regulatório

...mental para o crescimento do comércio exterior experimentado pelo país. Permitir que terminais privativos de uso misto fizessem concorrência aos terminais públicos em condições desiguais, já que os últimos se encontram submetidos a regime indiscutivelmente mais oneroso, acabaria por desestruturar o sistema existente, prejudicando o comércio exterior. O assunto já havia sido objeto de apreciação pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários - Antaq, no passado, tendo ensejado a edição da Resolução nº 517/2005, pela qual a agência esclareceu que os terminais privativos de uso misto (como espécie do gênero terminal privativo) deveriam atuar com foco em carga própria, comprovando que esta, por si só, justificaria a sua instalação. Entretanto, a mencionada Resolução passou a ser questionada, sob o fundamento de que impedia a entrada de novos concorrentes no mercado. Cogitou-se, então, de alterá-la, iniciativa que, por sua vez, levou a Associação Brasileira dos Terminais Públicos de Contêineres (Abratec) a mover uma ação, perante o Supremo Tribunal Federal, requerendo que este garantisse o respeito à Constituição, em especial no que se refere à disposição que exige prévia licitação para a delegação de serviços públicos. Diante das incertezas criadas por tais discussões, a Secretaria Especial de Portos em conjunto com a Presidência da República, após amplos debates envolvendo todos os interessados, produziu o Decreto nº 6.620/2008. Publicada em outubro de 2008, a norma reafirmou o que já dispunha a Resolução nº 517/2005, diferenciando terminais públicos de terminais privativos de uso misto. Quanto aos terminais públicos, o Decreto previu uma série de disposições que possibilitam ao particular provocar a abertura de novas licitações para expansão da capacidade portuária já existente, ampliando as possibilidades de atuação em parceria com a iniciativa privada. No que respeita aos terminais privativos, ratificou o entendimento de que deverão ter por foco a movimentação e armazenagem de carga própria, operando com carga de terceiros apenas residualmente. Ainda com a intenção de atrair investimentos privados para o setor, o Decreto nº 6.620/2008 regulamentou a concessão de novos portos públicos à iniciativa privada, permitindo que as empresas requeiram a abertura de licitação tanto para arrendar um terminal público em um porto já existente quanto para obter a concessão de um novo porto. Tais medidas objetivam, por um lado, motivar a participação da iniciativa privada no setor e, por outro, preservar o modelo centrado nos terminais públicos, que tem sido capaz de absorver uma demanda crescente por serviços portuários, com lógica empresarial, mas sem retirar setor tão estratégico do controle do poder público. Representam, assim, o reconhecimento do sucesso do modelo atual. De Patrícia Perrone Campos Mello - Jornal Gazeta Mercantil - SP...

Para quem busca opções logísticas qualificadas e rentáveis

...te do processo de Suporte em Comércio Exterior da Simpex, que já tornou factíveis várias operações de importadores e exportadores nacionais, e a cada dia mais amplia a sua carteira de clientes. Avalie nossas condições e propostas encaminhando-nos a sua cotação sem qualquer compromisso por e-mail ou entre em contato através de nosso Chat On-Line. Comércio Exterior é Simples com a Simpex !!...

Saldo de entrada e saída de dolares fica negativo em março

...portações e financiamento ao comércio exterior) está positivo em US$ 897 milhões. Já o fluxo cambial das operações financeiras (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) está negativo em US$ 2,806 bilhões. Neste mês, os adiantamentos de contratos de câmbio (ACC) somam US$ 1,864 bilhão....

Brasil sobe de posição no ranking

...nda conta com apenas 1,2% do comércio mundial. Segundo a Organização Mundial do Comércio (OMC), o País terminou 2008 como o 22º maior exportador mundial, uma posição acima da registrada em 2007. Já as import...

Comércio mundial deve recuar 9% em 2009

Os volumes do comércio mundial deverão recuar 9% em 2009, no maio...

Exportações de produtos básicos aumentam e garantem balança

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e mostram que o desempenho médio das exportações nos 15 dias úteis de março, até a sexta-feira (20), manteve ritmo semelhante ao de fevereiro. No acumulado do mês, as vendas de produtos básicos cresceram 5,5% em relação à média do mês anterior, enquanto produtos manufaturados venderam menos 1,4% e a queda dos produtos semimanufaturados foi de 13,8%. Com informações da Agência Brasil...

Receita média diária de embarques de carne atinge us$ 40,905 milhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No comparativo com a média diária de março de 2008, de US$ 52,919 milhões, o desempenho deste mês é 22,7% inferior. Com informações do Portal último segundo...

Setor têxtil brasileiro quer provar para argentinos que os vilões são asiáticos

...gentina provocaram desvio de comércio, prejudicando o Brasil e beneficiando a Ásia. Um levantamento da consultoria Abeceb.com, situada na capital argentina, aponta que a participação das importações de tecidos e fios no consumo da Argentina estava em 26,4% em 2008, sem oscilações significativas desde 2006. Mas os produtos de terceiras origens abocanharam três pontos percentuais do Brasil no intervalo e respondem por 16% do mercado argentino. Na confecção, o elo da cadeia que mais gera emprego, as importações atendem 12,4% do mercado argentino, mas o Brasil possui inexpressivos 1,3%. A tendência de perda de espaço do Brasil é a mesma até no denim, tecido utilizado para a fabricação de jeans, no qual o "share" do Brasil no mercado argentino é expressivo. Prejudicadas pelos acordos de limitação e outros mecanismos de proteção, as vendas de denim do Brasil para a Argentina caíram 15,8% entre 2005 e 2008. A fatia do país nas compras do vizinho cedeu de impressionantes 98,7% para 69%. Mesmo assim, as importações de denim da Argentina cresceram 19,8% nos últimos três anos, graças a alta de 31% nas compras vindas de terceiras origens. Os fabricantes argentinos argumentam que a indústria brasileira é quatro vezes maior que a Argentina e que, apesar do protecionismo, o país acum...

Brasileiros e argentinos discutem restrições

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ivan Ramalho. A primeira rodada de negociações reunirá fabricantes de calçados, têxteis e confecções, motocicletas, autopeças, móveis, trigo e vinho. Os cinco primeiros são demandas da indústria argentina, preocupada com a invasão de produtos brasileiros, e três (autopeças, calçados e têxteis e confecções) estão sujeitos a licenças de importação não-automáticas. "O que se pretende, neste momento, é que os setores privados do Brasil e da Argentina busquem uma informação harmonizada em relação, por exemplo, ao tamanho do mercado argentino, à produção argentina, à importação desse produto não só do Brasil, como de outras regiões", explicou Ramalho. Segundo ele, os problemas enfrentados pela indústria argentina não necessariamente devem-se à concorrên...

Exportação brasileira de manufaturados cai 34%

...anos, aponta a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Em janeiro e fevereiro, a receita de exportação de manufaturados recuou 34% na comparação com o mesmo período de 2008. A última queda anual ocorreu em 1999 e foi de 7%. Da perda de US$ 6,6 bilh...

Exportação cai e déficit comercial da zona do euro sobe forte

...hões de euros em 2007, com o comércio de produtos de energia representando a maior parte do déficit, informou a Eurostat. As importações de energia aumentaram 30% em 2008 em relação ao ano anterior. O comércio de alimentos e bebidas registrou superávit de 11,1 bilhões de euros em 2008, acima do superávit de 8,5 bilhões de euros em 2007. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Exportações e importações do País caem 22,8% no ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) nesta segunda-feira, 23. O volume das exportações e importações brasileiras, porém, caiu 22,8% no período. Os dados mostram que a balança comercial acumula no ano, até o dia 22 de março, um superávit d...

Marrocos estuda importar gado leiteiro de SC

... país em ascensão, com livre comércio com a União Européia, Canadá, Rússia e, recentemente, Estados Unidos. O ministro Aziz Akhannouch considerou o Brasil um país rico em recursos naturais e de grande potencial na agricultura e pecuária e deixou clara a sua vontade em ampliar as relações com os brasileiros, em especial, com os catarinenses. — Por outro lado, queremos que os empresários brasileiros visitem o Marrocos para conhecer o nosso setor agrícola e de pesca marítima. No nosso país, temos um plano denominado Marrocos Verde, a fim de incentivar os empresários estrangeiros, principalmente os brasileiros, a investirem na agricultura de lá — explicou Akhannouch. Com informações do Jornal Diário Catarinense...

Marrocos estuda importar gado leiteiro de SC.

... país em ascensão, com livre comércio com a União Européia, Canadá, Rússia e, recentemente, Estados Unidos. O ministro Aziz Akhannouch considerou o Brasil um país rico em recursos naturais e de grande potencial na agricultura e pecuária e deixou clara a sua vontade em ampliar as relações com os brasileiros, em especial, com os catarinenses. — Por outro lado, queremos que os empresários brasileiros visitem o Marrocos para conhecer o nosso setor agrícola e de pesca marítima. No nosso país, temos um plano denominado Marrocos Verde, a fim de incentivar os empresários estrangeiros, principalmente os brasileiros, a investirem na agricultura de lá — explicou Akhannouch. Com informações do Jornal Diário Catarinense...

Ritmo da modernização dos portos ainda é lento

...rtante não perder de vista o comércio internacional do Brasil, já que pelos portos nacionais passam mais de 90% das exportações do país. E conclui: "Navio, porto, cadeia logística e órgãos públicos só se justificam na medida em que estiverem servindo bem o comércio brasileiro”. Com informações da Assessoria de Imprensa do Centronave...

Brasil tenta recuperar fluxo comercial com a Argentina

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior até novembro de 2008 os valores de exportação passavam com folga a casa do bilhão exportado, este mês a balança fechou com somente US$ 693 milhões, se comparado com fevereiro do ano anterior houve uma queda de 49,52%. Um dos principais motivos apontados pelo gestor de negócios da Câmara Brasil-Argentina do Rio Grande do Sul, Jorge Flores, é a retração do comércio mundial e não somente do comércio entre os países vizinhos. No entanto, o desequilíbrio a favor do Brasil será constante, uma vez que a Argentina ainda não conseguiu recuperar sua economia, antes mesmo desta crise financeira. "A Argentina precisa criar um pensamento de longo prazo, pois só assim conseguirá se recuperar tão rapidamente quanto é previsto", explica Flores. O valor total exportado para a Argentina sofreu uma queda de 47,42% quando comparado com o mesmo período de 2008. No entanto, se compararmos com o mês anterior, houve um aumento de 7,79%. Segundo o...

É o momento de o Brasil qualificar carne para exportação

...s pelo mundo, com a queda no comércio internacional, no crédito e no consumo. Por conta da situação, o desemprego grassa em países como os EUA, a Inglaterra, a França, a Alemanha, a Rússia e a Chi...

Exportação de calçados do CE caiu mais de 20%

...dos através da Secretaria de Comércio Exterior, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Secex/MDIC). “No último semestre de 2008, já vínhamos sentindo que as exportações estava caindo, mas somente agora os números podem confirmar isso´, comenta o presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados e Vestuários de Juazeiro do Norte (Sindindústria), Antônio Mendonça. Segundo ele, ´apesar de o Ceará estar vindo em um bom ritmo de expansão no envio de calçados ao exterior e de muitas grandes empresas virem se instalar...

Superávit com Argentina cai a US$ 24 milhões

Com a forte queda do comércio bilateral, a Argentina está prestes a zera...

Empresários temem ampliação de barreiras comerciais na Argentina

...a Argentina e reclamam que o comércio com o sócio do Mercosul está quase paralisado desde novembro em alguns produtos. O setor privado também teme que o governo argentino ...

Exportação brasileira de carne suína se recupera, mas preço pago ao produtor ainda está baixo

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o Brasil arrecadou cerca de US$ 86,3 milhões em fevereiro com as exportações de carne in natura. Dentro deste contexto, a média diária de embarques atingiu US$ 4,8 milhões, resultado que superou os US$ 3,2 milhões registrados em janeiro, quando a receita total foi de US$ 66,8 milhões. O volume total de carne ...

Exportação brasileira deve cair 11% em 2009

... 2009 e a redução mundial do comércio já passa a ser equivalente à queda registrada nos anos 1930. Pior: uma plena recuperação dos fluxos aos níveis...

Brasil sobretaxa importação de viscose de 6 países

...lândia e Taiwan. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) identificou, preliminarmente, a existência de dumping (quando o preço do produto exportado é inferior ao praticado no próprio país). O valor da sobretaxa, fixada em dólar, varia de empresa por empresa, segundo a lista publicad...

Debandada

...008. Segundo a Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), o encolhimento é reflexo da crise internacional, que reduziu a demanda de diversos produtos. Ao todo, 8,22 mil companhias verde-amarelas fizeram negócios fora do país em janeiro, ante 9,3...

Exportações do Estado caem mais que a média

... em 2003. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Mais de 2 mil empresas deixaram de importar ou exportar em janeiro

...as e importadoras deixaram o comércio exterior brasileiro no mês de janeiro. A informação é da Associação de Comé...

Ano pode ser desastroso para o comércio mundial

O comércio mundial terá em 2009 um de seus piores mom...

Comércio global pode cair 17%

...ê a maior queda em 80 anos O comércio mundial terá em 2009 a maior queda em 80 anos, segundo estimativas do Banco Mundi...

Média de comércio exterior até março é 22% menor que 2008

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que, às 15h, disponibilizará na internet o detalhamento das informações sobre o comércio exterior brasileiro na segunda semana de março. Com informações do Jornal O Estado de São Paulo...

RESOLUÇÃO No- 11, DE 13 DE MARÇO DE 2009

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no exercício da atribuição que lhe confere o § 3o do a...

Ano pode ser desastroso para o comércio mundial

O comércio mundial terá em 2009 um de seus piores mom...

Argentina e Brasil vão buscar acordos setoriais

... para discutir os atritos no comércio bilateral. O clima da reunião entre os representantes dos dois países foi bem mais ameno do que o da reunião anterior, realizada no mês passado em Brasília. O secretário-geral do Itamaraty, Samuel Pinheiro Guimarães, e o de Relações Econômicas Internacionais da chancelaria argentina, Alfredo Chiaradía, classificaram a reunião de “frutífera e muito harmônica”. “A Argentina é a nossa principal aliança estratégica e temos interesse essencial na prosperidade dos dois países”, disse Pinheiro Guimarães. “A crise econômica mundial tem uma dimensão enorme, talvez a maior da história, e o desafio do Brasil e da Argentina é o de tomar a crise como oportunidade para aprofundar a integração.” Para Chiaradía, as posições mais radicais expostas anteriormente fazem parte ...

Comércio global pode cair 17%

...ê a maior queda em 80 anos O comércio mundial terá em 2009 a maior queda em 80 anos, segundo estimativas do Banco Mundi...

Embarques de carne suína surpreendem

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs). O volume vendido aumentou 21,7% ...

Exportações de algodão bateram recorde em 2008

...os na Organização Mundial do Comércio (OMC). Depois de mais de cinco anos e US$ 3,5 milhões gastos pela Abrapa com advogados e outros especialistas, o órgão de arbitragem tem até 30 de abril para decidir sobre a modalidade e o valor da punição aos americanos. Enquanto o governo brasileiro pede US$ 2,6 bilhões pelos danos causados ao setor algodoeiro brasileiro, os cálculos da outra parte estipulam um valor de US$ 30 milhões mensais até que sejam implementadas as determinações da OMC. “Caso o valor decidido seja irrisório, primeiro cai em descrédito a OMC e, depois, o governo brasileiro em seu papel de liderança diante dos países agrícolas em desenvolvimento”, afirmou Cunha. Para ele, caso a retaliação autorizada não tenha efeito direto no setor algodoeiro ou agrícola, será avaliado o que os produtores poderão ganhar pela briga, que tem seu fim aguardado por vários outros países com reclamações semelhantes Com informações do Jornal Estado de Minas...

Importadores tentam barrar frango do Brasil

...is na Organização Mundial do Comércio (OMC) para contestar a proposta da UE sobre o frango fresco. “Se ficar claro que fere a regra, vamos chamar a UE para conversar na OMC”, explica André Nassar, diretor do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), que assessora a Abef nessa questão. Os exportadores de carne bovina e suína não reportaram novos casos de protecionismo. A disseminação de tentativas protecionistas vem em um momento preocupante para exportadores de frango. Em fevereiro, o setor teve o pior desempenho desde que a crise se tornou mais aguda, em setembro do ano passado. A receita de exportação foi de US$ 295 milhões, 42% menos que os US$ 515 milhões de fevereiro de 2008. Em janeiro o recuo em receita tinha sido mais ameno, de 12%. Em volume o impacto foi menor. Foram embarcados 292,5 mil toneladas, queda de 10% em relação a fevereiro de 2008. Em janeiro deste ano, os embarques tinham caído 12,7% em relação a igual mês de 2008. Perdigão A Perdigão divulgou ontem nota assegurando que não utiliza em seu processo de criação de aves a substância Chloranphenicol, cujo uso é proibido em atividades agropecuárias no Brasil desde 1998. “Reiteramos que as equipes técnicas de qualidade da companhia mantêm um rígido controle sobre todas as etapas de sua cadeia produtiva, procedimento que garante o cumprimento da legislação vigente no País e nos mais de 110 mercados internacionais onde a empresa atua”, afirmou o comunicado. As agências internacionais noticiaram que o Serviço de Investigação Veterinária e Quarentena da Coreia do Sul encontrou vestígios da substância em 23,5 toneladas da companhia brasileira e teria solicitado que a empresa não fizesse novos envios até que a investigação seja concluída. A Perdigão contestou ontem a notícia e informou que vai procurar as autoridades sanitárias da Coréia do Sul para apurar o fato. (Gazeta Mercantil/Finanças & Mercados - Pág. 12)(Fabiana Batista)...

Calçadistas ameaçam demissões e pedem ajuda contra China

..., ao ministro da Indústria e Comércio, Miguel Jorge, pelo presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Milton Cardoso. No último trimestre de 2008, o setor dispensou 42 mil trabalhadores. "Esse surto de demissões, quando 13% dos funcionári...

Índice de frete marítimo recua, após pico do ano na véspera

...nte ligada à volatilidade do comércio de minério de ferro, no qual a China tem participação determinante. As reservas de minério de ferro nos principais portos da China subiram 6% na semana passada para 62,53 milhões de t, de acordo com informações da Chinica Shipbuilders Ltd. Com informações do Portal Invertia...

OMC insinua que BNDES adota protecionismo

...smo A Organização Mundial do Comércio (OMC) deixa claro que existem suspeitas de que a atuação do Banco Nacional do Desenvolvimento Econô...

Para OMC, Brasil é exemplo a ser seguido

...em na Organização Mundial do Comércio (OMC) que uma proposta de aumento da Tarifa Externa Comum (TEC...

Queda acentuada do PIB surpreende setor exportador

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. O efeito sobre as exportações é pequeno, “porque elas têm vida própria”. O problema das exportações brasileiras é o mercado internacional, explicou Castro. No atual momento, o Brasil tem um preço competitivo e não enfrenta problemas de financiamento no mercado interno, embora o custo desse crédito seja mais caro. “O maior problema hoje é exatamente a dema...

Argentina e Brasil discutem entraves comerciais para enfrentar a crise

...dos os temas relacionados ao comércio, incluindo licenças, procedimentos antidumping e, sobretudo, serão analisadas estratégias para evitar desvios de comércio (para países terceiros) em decorrência da crise", disse Eduardo Sigal, subsecretário da Integração Americana e Mercosul. Com informações do Portal Google News...

Cinco estados brasileiros apresentaram crescimento das exportações em fevereiro

...s da federação brasileira no comércio exterior foram publicados hoje (11/3) no site do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A balança comercial brasileira registrou, em fevereiro, exportações de US$ 9,5 bilhões, com média diária de US$ 532,5 milhões. As importações, na mesma comparação, somaram US$ 7,8 bilhões (média diária de US$ 434,4 milhões) e registram uma queda de -34,6 %. Exportações A Região Sudeste – Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo – totalizou embarques de US$ 5,2 bilhões. Os quatro estados apresent...

Exportação agrícola recua 18,6% em fevereiro

...de 29,3%. Fonte: Jornal do Comércio...

Argentina e Brasil discutem entraves comerciais para enfrentar a crise

...dos os temas relacionados ao comércio, incluindo licenças, procedimentos antidumping e, sobretudo, serão analisadas estratégias para evitar desvios de comércio (para países terceiros) em decorrência da crise", disse Eduardo Sigal, subsecretário da Integração Americana e Mercosul. A reunião foi marcada em 17 de fevereiro, após um encontro entre chanceleres, ministros da Fazenda e funcionários do Comércio Exterior no Brasil, no qual discutiram medidas que entravam o comércio bilateral, mas com a falta de entendimento criaram equipes técnicas para a negociação. A Argentina teve um déficit comercial de 4,344 bilhões de dólares com o Brasil, mas em dezembro passado o resultado negativo foi de apenas 64 milhões, o nível mais baixo desde 2004, influenciado pela recessão. Com informações do Portal G1...

Exportação de carne brasileira atinge média de US$ 41,727 milhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No comparativo com a média diária de março de 2008, de US$ 52,919 milhões, o desempenho deste mês é 21,1% inferior. Com informações da Agência Safras...

Indústria de defesa brasileira propõe isenção de tributos

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio, da Ciência e Tecnologia, das Relações Exteriores, da Defesa, do Planejamento, e da Fazenda, o texto chega à etapa final antes de ser enviado ao Congresso. Previsto no Plano Estratégico de Defesa Nacional, o regime fiscal diferenciado faz parte também da pauta do setor....

Brasil passará por sabatina na OMC

...ra, a Organização Mundial do Comércio (OMC) realiza sua sabatina sobre as práticas comerciais do País, o principal raio-X já promovido sobre o Brasil nos últimos quatro anos. No total, governos de todo o mundo enviaram mais de 500 perguntas e, até quarta-feira, o governo terá de dar uma resposta. Segundo o própr...

Exportação de Soja cresce em fevereiro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Na comparação com janeiro deste ano, quando foram exportadas 614,5 mil t, o volume de fevereiro é 12,2% maior. O levantamento do MDIC mostra que a receita cambial com exportação de soja em grão no mês passado foi de US$ 264,4 milhões. O desempenho é 42% maior do que no mesmo mês de 2008 (US$ ...

Exportadores do RS se mobilizam para reverter barreiras na Argentina

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado (Fiergs), acrescenta que os gaúchos vão contribuir para solucionar o problema “o mais rápido possível”. – Em momento de crise, não podemos ter esse tipo de restrição. É preciso trabalhar mais, vender mais, exportar mais. É bom para o empresário, para o governo e para o emprego – argumenta. Ainda não é possível fazer uma avaliação dos prejuízos, explica Müller, porque não existe critério no prazo de concessão das licenças: – É uma surpresa todo dia. Em alguns, não liberam nada, em outros sai alguma coisa. Na prática, a Argentina está liberando menos importações do Brasil. Executivos alertam para risco de demissões Riscos para a manutenção do nível de emprego recheiam os recados dos empresários ao governo federal – ponto mais sensível do impacto da crise sobre o Brasil até agora. Maristela ressaltou que o setor moveleiro vem conseguindo se equilibrar e manter os postos de trabalho com gestão de férias, de custos e revisão de investimentos. No ano passado, a Argentina foi a maior compradora de móveis brasileiros. Em janeiro, reduziu em 33,6% as encomendas e cedeu lugar ...

Governo atualiza projeções e mantém otimismo no agronegócio

...ne de aves abastecerá 90% do comércio mundial e a suína, 21%. “Os resultados indicam que o País manterá a liderança no mercado internacional de carnes”, avalia o coordenador. (Inez De Podestà) Confira o estudo das projeções para o agronegócio....

Governo elege países e produtos para ampliar exportação

...-presidente da Associação de Comércio Exterior (AEB), José Augusto de Castro. O dirigente ressalta, porém, que há uma distância muito grande a ser percorrida para o Brasil atingir 1,25% de participação nas exportações mundiais. "É uma meta ousada, que acho difícil de ser atingida num cenário de dólar desvalorizado", afirma. Segundo Castro, o avanço no market share das exportações globais só vai ocorrer caso as vendas mundiais cresçam, na média, num ritmo inferior às brasileiras. Atualmente, na sua avaliação, o aumento das exportações depende mais da elevação dos preços das commodities do que de medidas de incentivo às vendas externas. O professor do Instituto de Economia da Unicamp, Fernando Sarti, afirma que é possível atingir a meta projetada pelo governo. Ele lamenta, entretanto, que esse crescimento tenha que ser puxado pelas exportações de produtos básicos. "Acho que é factível atingir a meta. O problema é a nossa dependência nas exportações de commodities agrícolas e minerais. Um desafio adicional ao avanço das exportações brasileiras passa ainda pela forte concorrência da China em mercados comuns, como o Mercosul e a Associação Latino-Americana de Integração (Aladi). "Os chineses renegaram a América Latina, a África e até a Ásia a um segundo plano, já que o interesse era conquistar os Estados Unidos e a União Européia. Agora estão se voltando aos mercados periféricos", destaca Castro, da AEB. Fonte: AE...

O governo da Argentina adota novas medidas protecionistas

... OMC (Organização Mundial do Comércio)- é uma das principais queixas do empresariado brasileiro. Apontam que as licenças têm demorado mais de quatro meses para sair. Escalada Desde o início do ano, o governo argentino já adotou uma série de medidas comerciais contra o Brasil, o que inclui investigações e a adoção de licenças que atrasam a entrada de produtos no país. Os dois países já vêm discutindo a questão desde o mês passado e devem se reunir novamente em março em busca de uma solução. Por parte do Brasil, a primeira medida concreta foi a abertura de uma investigação, há 15 dias, sobre a venda de leite em pó da Argentina, que dobrou no início do ano. O governo brasileiro avalia a possibilidade de que haja "práticas desleais de comércio". As barreiras c...

Receita Federal simplifica exportações até US$ 50 mil

...az parte da simplificação do comércio exterior prevista na Política de Desenvolvimento Produtivo, anunciada na semana passada. Até o limite de US$ 50 mil, o exportador deve usar o Registro de Exportação Simplificado (RES). A declaração simplificada foi criada com o objetivo de desburocratizar os despachos...

Barreiras da Argentina: Brasil não vai buscar retaliação , afirma Amorim

...na assim. Queremos que nosso comércio, o comércio bilateral, evolua", disse, em encontro com empresários na Fiesp. Para o vice-presidente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), José Augusto de Castro, com a dificuldade financeira por que passa a Argentina, não resta outra alternativa ao país vizinho além da adoção de medidas protecionistas. "Eu sabia que a Argentina procuraria restringir ainda mais o comércio com o Brasil. Ela não tem outra...

Brasil conta com trigo russo recém-liberado, diz Stephanes

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior está avaliando zerar para que o Brasil possa adquirir o produto com menores custos. Outras origens possíveis são os EUA e o Canadá. Mas, de acordo com uma fonte de uma multinacional, o trigo russo está bastante competitivo, mesmo com TEC, em relação ao produto da Argentina, onde há escassez. De acordo com a fonte, que preferiu ficar no anonimato, o trigo russo para entrega no porto de Santos, com custo, frete, TEC e tarifa de Marinha Mercante incluídos, sairia por 238 dólares por tonelada, contra 249 dólares do argentino. Na base FOB, o trigo russo sairia a 168 dólares por tonelada, contra 220 dólares do argentino. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Exportadores de frango fazem fila em Brasília para licenças que sairão em abril

...diz Verussa. O secretário de comércio exterior, Welber Barral, explica que a espera é desnecessária. O governo diz que a entrega dos pedidos de licença será por meio eletrônico. “A legislação mudou, e a nova legislação é a que vale”, disse Barral. Com informações do Portal G1...

CIRCULAR No- 12, DE 3 DE MARÇO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Exportações de têxteis caem 36% em fevereiro, apesar da alta do dólar

...reliminares da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) mostram que, em fevereiro, as ex...

OMC pede vigilância contra o aumento do protecionismo

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, disse nesta quarta-feira, 4, que as...

Stephanes pede ao Canadá rapidez na análise de risco para suínos de SC

...s etapas para autorização do comércio entre os dois países, está sendo tratado pelo governo canadense já há algum tempo. Stephanes reuniu-se hoje com a vice-ministra de Agricultura do Canadá, Yaprak Baltacioglu, que se comprometeu a analisar o pedido feito pelo Brasil. O ministro S...

Argentina cai para 3º lugar entre maiores compradores do Brasil

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O retrocesso é mais que o dobro da retração que as vendas brasileiras tiveram para os demais países, de 20,9%, no mesmo período. O Brasil vendeu U$S 690 milhões ao vizinho e comprou US$ 666 milhões, deixando um déficit de ...

Brasil admite aceitar cotas para exportar à Argentina

... força em tempos de crise no comércio bilateral. Espécie de comércio com limite de vendas de acordo com a demanda local, a implantação das cotas é uma das saídas em estudo para regular o comércio com o Brasil, sobretudo nos setores de linha branca (como geladeiras), têxteis e calçados, t...

CIRCULAR No- 11, DE 3 DE MARÇO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Comércio exterior e conjuntura

O comércio exterior apresentou, em fevereiro, resulta...

Exportação de soja em grão sobe 62,2%

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Na comparação com janeiro deste ano, quando foram exportadas 614,5 mil t, o volume de fevereiro é 12,2% maior. A receita cambial com exportação de soja em grão no mês passado foi de US$ 264,4 milhões, valor 42% maior do que em fevereiro de 2008 (US$ 186,2 milhões) e 4,5% ...

MDIC recebe inscrições para missão empresarial ao Chile

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) organiza missão empresarial ao Chile, entr...

Missão comercial holandesa já está no Brasil

...investimentos e correntes de comércio mútuos, entre outros, com a participação ainda maior de empresas holandesas e com a criação de mais laços de cooperação. Em São Paulo, o Primeiro-Ministro e o Ministro Eurlings se encontraram com o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além da abordagem da crise econômica e os laços econômicos mútuos, eles trataram da política para mudanças climáticas e da realização das Metas do Milênio. Com informações da Revista Portos e Navios...

Argentina está quebrando regras da OMC, diz secretário de comércio exterior

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Carne bovina: exportações de fevereiro atingem us$ 185,9 milhões

...números são da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC). O preço médio pago pela carne bovina novamente apresentou desvalorização. Em fevereiro, a carne bovina "in natura" foi negociada a de US$ 2.816,7/tonelada, valor 5,4% inferior ao de janeiro, de US$ 2.976,4/tonelada. No comparativo com fevereiro de 2008, quando a receita média diária com exportações atingiu US$ 13,4 milhões, o desempenho de fevereiro último foi 22,8% inferior. Com informações do Portal último Segundo...

Entidades investem para incentivar Exportações de Pequenas empresas

...m Cláudio Fisch, analista de comércio exterior da Celex, um dos principais modos de entrada e inserção de comércio com outros países são as ações de promoção comercial, como participação em feiras e missões empresariais. Teixeira acrescenta que acontecerão também visitas de jornalistas especializados aos parques tecnológicos nacionais e que o projeto apoiará o desenvolvimento da cultura exportadora, por meio de um trabalho de diagnóstico, análise e consultoria, que seguirá o Modelo de Maturidade Exportadora. “A partir do momento em que as empresas passam a promover seus produtos, projetos ou serviços a novos mercados, aumentam as chances de novos negócios e consolidação de crescimentos, sucesso e sustentabilidade”, avalia Mauricio Schneck, assessor de relações internacionais da Anprotec. Com isso, espera-se atrair investimentos estrangeiros produtivos para o setor e promover o intercâmbio tecnológico orientado para negócios. Segundo dados da Anprotec, cerca de 45% das 6.300 empresas vinculadas às Incubadoras e Parques Tecnológicos brasileiros, pertencem ao setor tecnológico, totalizando aproximadamente 2.800 micro e pequenas empresas. Destas, 600 já atingiram um mínimo de atuação mercadológica e 250 encontram-se próxima...

Exportações em fevereiro foram 14,4% maior que em janeiro

...es). Segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Welber Barral, em entrevista coletiva concedida ontem (2/3) no MDIC, as exportações no mês mantiveram a tendência histórica de desempenho médio diário superior ao verificado em meses de janeiro, como fo...

Receita com exportação de carne bovina cai 26,9%, indica MDIC

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os embarques totalizaram 66 mil toneladas no mês passado, volume 13,7% inferior ao exportado em fevereiro de 2008 mas 25,9% superior em relação a janeiro. Suínos As exportações de carne suína totalizaram 40,5 mil toneladas em fevereiro. De acordo com o relatório preliminar, o volume ficou 14,5% acima do expo...

Balança comercial fecha fevereiro com superávit de US$ 1,7 bilhão

... úteis do mês. A corrente de comércio (soma das operações de exportação com as de importação) somou US$ 17,409 bilhões em fevereiro. A média diária das exportações apresentada no mês ficou 20,9% menor que a verificada no mesmo mês do ano passado (US$ 673,7 milhões). Porém, em relação ao desempenho médio diário em janeiro último (US$ 465,8 milhões), houve crescimento de 14,4%. As exportações nos meses d...

Barreiras sanitárias preocupam o Brasil

...nto à Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevedo, as questões sanitárias e fitossanitárias ganham importância na medida que o comércio passa a ter tarifas mais baixas. “Podem se tratar de proteção comercial velada e tendem a ser mais frequentes”, afirmou ele. Sobre o México, que continua sem responder se aceita os “bons ofícios” do presidente do Comitê de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (SPS)...

Negócios internacionais de Santa Catarina cresceram 30% em 2008.

... em operações relacionadas a comércio exterior. Do montante, US$ 9,9 bilhões foram exportados e US$ 7,9 bilhões, importados. Em rel...

Nova barreira argentina

...iódica do acordo especial de comércio do setor automobilístico. Se os acordos fossem cumpridos, esse comércio já teria sido liberalizado há anos, mas ninguém sabe quando isso finalmente ocorrerá. De tempos em tempos, o governo argentino propõe - e o brasileiro aceita - uma alteração dos termos do acordo, sempre com novos limites para um dos lados - o Brasil. Desde o agravamento da crise internacional, no segundo semestre do ano passado, as barreiras multiplicaram-se, com a suspensão de licenças automáticas de importação de vários produtos e a adoção de uma grande lista de preços de referência, sempre com valores calculados para dificultar o ingresso de mercadorias brasileiras. Ninguém tem dúvida sobre a natureza das ações do governo argentino, quando se trata de regular o comércio com o Brasil, mas o governo brasileiro geralmente prefere curvar-se e aceitar as imposições. De vez em quando, ensaia alguma resistência, ...

Nova regra aduaneira é arma para aumentar as exportações

...os que atuam diretamente com comércio exterior. Mesmo assim, ambos os entrevistados concluíram que a base do regulamento aduaneiro é feita de leis muito antigas e que ele deveria ser descomplicado. "O novo regulamento tornou-se uma ferramenta essencial, um manual de atuação", disse Valdir. "Há a necessidade de atos normativos que esclareçam os novos procedimentos", acrescentou Bizelli. Com informações do Jornal DCI - SP...

Portaria libera importação de peças usadas mesmo com similar nacional

...mou ao Valor o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. A lista das partes e peças com importação autorizada consta da portaria, e foi definida com as associações de classe empresariais. Mas pelo menos uma dessas associações tem duras críticas à portaria elaborada no Ministério do Desenvolvimento. O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica ...

Superávit comercial é 29,9% menor no 1º bimestre

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Inicialmente, havia sido divulgado que o primeiro mês do ano tivera um déficit de US$ 518 milhões. No entanto, esse número foi alterado para um déficit de US$ 524 milhões. Segundo a assessoria de imprensa do MDIC, esses ajustes costumam ocorrer ao longo do ano. No caso do saldo de janeiro, a correção foi feita porque algumas transações de comércio exterior registradas inicialmente só em fevereiro, na verdade ocorreram em janeiro. Por isso, o aumento do déficit. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Brasil teme mais barreiras da Argentina

... OMC (Organização Mundial do Comércio). Procurada, a Tramontina afirmou que não iria comentar o caso. Segundo reportagem publicada no "Valor" de ontem, a empresa foi taxada em mais 413%, e os fabricantes de talheres chineses, em 1.450%. A sobretaxa é resultado de um processo "antidumping" aberto em abril do ano passado a pedido da empresa argentina Iteca. O aumento do imposto vale por quatro meses. O secretário do Comércio Exterior, Welber Barral, disse que o Ministério do Desenvolvimento tem como política defender todas as empresas brasileiras que sofrem com processos "antidumping", inclusive aqueles que já são mais antigos, e tentar acordos -em último caso, recorrendo à OMC. Com informações do Jornal Folha de S. Paulo...

Crédito externo ainda é escasso

..., foi o crédito destinado ao comércio exterior. Segundo dados do governo, para financiamento de exportações com prazo de até 180 dias a oferta de crédito é plena: chega a cerca de 50% dos vencimentos para operações de até 360 dias. Acima desse prazo, não há crédito. Mesmo para o comércio exterior, segmento que é considerado de baixo risco, o preço ficou salgado. Para operações de prazo mais curto, as linhas estão custando Libor (taxa interbancária de Londres) mais 250 pontos-base. Os bancos que operam no Brasil, porém, continuam contratando financiamentos junto a seus correspondentes no exterior, mesmo a um preço mais caro, para preservar a clientela, pois sabem que em algum momento o Banco Central sairá do mercado. Assim, conseguem fazer uma média entre as taxas cobradas nos leilões de linhas de crédito para exportação e os recursos captados fora. Pelos dados do BC, coletados até 20 de fevereiro, a taxa de rolagem era de 92% dos vencimentos. Esse percentual, aparentemente bom, não significa muita coisa, primeiro porque os vencimentos em janeiro e fevereiro costumam ser baixos e, também, porque é uma parcial do mês que pode ter sido afetada por uma única operação. Para se ter uma ideia da evolução das captações externas para refinanciamento de dívidas, estas eram de 126% em outubro de 2008, logo depois do acirramento da crise financeira,...

Governo avalia como retaliar os EUA no caso do algodão

...ão da Organização Mundial do Comércio (OMC), contra os subsídios americanos ao algodão. Os produtores de algodão e de têxteis brasileiros querem um acordo de compensações que reduza as tarifas de importação nos EUA pa...

Governo vai editar portaria que tornará mais ágil importação de máquina usada

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) deve publicar na próxima semana uma portaria que tornará mais ágil a importação ...

Importações alarmam calçadistas brasileiros

...forme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), verifica-se que os US$ 37,4 milhões importados este ano representam um crescimento de 35% sobre janeiro de 2008 e de 214% sobre janeiro de 2007. Isto depois de as importações de dezembro já ter registrado um aumento de 48% sobre dezembro de um ano antes. Em meio aos dados alarmantes, ...

Mercados importadores adotam medidas protecionistas para enfrentar a crise

...ra o Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), os mecanismos utilizados para fechar mercados demonstram o clima defensivo do comércio global. De acordo com dados do Icone, as principais medidas protecionistas foram tomadas pela Rússia, que fixou preços internos para lácteos, pães e óleos vegetais, além de reduzir a cota de carne suína brasileira em 50 mil toneladas e elevar a tarifa extra-cota de 40% para 65%. Terceiro maior comprador do óleo de soja brasileiro, a índia aplicou tarifa de 20 por cento sobr...

Proposta de Obama para corte de subsídios anima Brasil

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Como toda medida deve passar pelo Congresso, a proposta ainda pode ser modificada, alertam os especialistas. Saulo Nogueira, pesquisador do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Internacionais (Icone), lembra que o ex-presidente George W. Bush tentou, sem sucesso, passar propostas semelhantes, mas vê no cenário atual uma oportunidade melhor para convencer os congressistas: – Em tempos de crise, fica mais fácil mudar políticas tradicionais, que muitos consideram injustas. Só não sou mais otimista porque há muitos republicanos contra a proposta. Potencialmente, diz Nogueira, o corte de subsídios pode reduzir a exportação de grãos americanos a terceiros mercados nos quais o Brasil compete: – Aí, é possível prever um aumento de espaço para os produtos brasileiros. Agora, embora o ...

Receita com café verde cai 1,21% em janeiro, divulga Mapa

... em números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O volume embarcado no período teve elevação de 13,34%, de 110.538 toneladas para 125.288 toneladas. O preço médio de exportação teve redução de 12,84% no período, de US$ 2.568 por tonelada para US$ 2.238 por tonelada. O crescimento mais expressivo em receita cambial, em termos porcent...

Brasil tem superávit cambial em fevereiro

...portações e financiamento ao comércio exterior) está positivo em US$ 2,429 bilhões. Já o fluxo cambial das operações financeiras (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) está negativo em US$1,633 bilhão. No acumulado do ano, o fluxo cambial está negativo em US$ 2,222 bilhões, contra US$ 2,053 bilhões do resultado também negativo do mesmo período de 2008. O fluxo financeiro está negativo em US$ 5,183 bilhões e o comercial positivo em US$ 2,961 bilhões. Com informações da Agência Brasil...

China se retrai e traz incerteza à soja brasileira

...ivulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) na última semana apontam para uma queda de 97,7% nos embarques do produto industrializado, uma diminuição de 47 mil toneladas para 1,5 mil toneladas. Com a retração o Brasil deixou de faturar no mês de janeiro US$ 43, 2 milhões somente com as exportações de óleo para a China. Com informações Diário Comércio, Industria e Serviços...

Evento no Oriente Médio abre mercado para novos produtos brasileiros na região

... da crise, ficou claro que o comércio do país com as indústrias árabes não sofreu qualquer impacto. O evento começou no dia 21 de fevereiro com uma palestra sobre a produção e o potencial exportador do Brasil e um jantar de gala, onde foi servida comida brasileira, preparada pela Chef Morena Leite, para 250 convidados. No dia seguinte, a rodada de negócios teve uma demanda maior que a planejada inicialmente, pois muitos compradores que estiveram no jantar decidiram se reunir com mais empresas do que haviam agendado. Cada...

Frete em queda tira embarcações de linha

A queda no fluxo do comércio internacional com a crise econômica que as...

Governo facilitará importação de máquinas usadas

...ndo informou o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral. "A portaria será publicada nos próximos dias, possivelmente na segunda-feira", anunciou. Os prazos de emissão de licença de importação para esses produtos, que hoje é de, em média, 90 dias e chega, em alguns casos, a até seis meses, deverá ser reduzido para 15 dias, em média, e, no máximo três meses, previu Barral. Uma das principais mudanças na portaria a ser publicada é o fim da exigência de laudos técnicos independentes,...

Importação da Argentina vira alvo de debate

...ilateral de Monitoramento de Comércio Brasil-Argentina. O encontro bilateral, marcado para 4 de março, em Buenos Aires, discutirá o Mecanismo de Adaptação Competitiva, a pedido dos argentinos. O instrumento permite aos maiores sócios do Mercosul impor, em casos de forte e súbita elevação de importações, barreiras à compra de produtos do vizinho. ...

Situação do Brasil é mais favorável, diz CBC

...pesar da queda da demanda no comércio exterior e da devolução de contêineres pela...

Brasil apresenta déficit no comércio internacional de lácteos

...Brasil apresentou déficit no comércio internacional de lácteos. O aumento nas importações aparece nos dados da balança co...

Milho brasileiro avança nos mercados de países emergentes

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Em nenhum outro ano, o Brasil negociou milho com esses países em janeiro. O volume de um único mês foi 72% maior que aquele entregue ao longo de todo o ano de 2007 quando foram vendidas apenas 128,3 mil toneladas. A receita referente à essa entrega inusitada aos árabes ficou em US$ 42,5 milhões. A Arábia Saudita foi responsável por US$ 26,1 milhões desse montante. Marrocos e os Emirados, também importaram US$ 15,6 milhões e US$ 784 mil, respectivamente. A ...

Vendas para a Argentina caem 50%

...compilado pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), com dados do Ministério do Desenvolvimento e da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). De acordo com o estudo, a América Latina mais o Caribe formavam o maior mercado de destino de produtos brasileiros (em valores), com 27,13% de participação em janeiro do ano passado. Essa fatia recuou para 21,99% no mês passado. Com isso, os latinos foram ultrapassados pela União Europeia (UE) na lista de mercados da pauta comercial brasileira. "A América Latina é exportadora líquida de commodities. Com a queda dos preços das commodities, eles estão com dificuldade de divisas, menos receita e contração de merca...

Brasil discute alternativas para substituir importações de trigo argentino

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, e o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), Sérgio Amaral. Eles devem discutir a substituição das importações do cereal da Argentina pelas de outros ...

Brasil vai promover indústria de doces em Dubai

...) e tem o apoio da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. O Brasil é atualmente o quarto maior produtor mundial de chocolates e balas e conta com 57 das maiores companhias de chocolates, balas, confeitos e gomas de mascar do continente americano. Os doces brasileiros são embarcados para 142 países, sendo Emirados Árabes, Iêmen, Líbano, Líbia e Egito os principais destinos do mercad...

Camex amplia crédito à exportação para pequenas e microempresas

...ublicou decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) que amplia, de R$ 300 milhões, para R$ 600 milhões, o faturamento bruto anual máximo das empresas candidatas ao Proex. Em março, a Camex deve votar o Proex pré-embarque, que permitirá o financiamento da produção de bens e serviços para exportação. Em dois meses, o governo espera concluir também as regras da medida que criará o seguro de crédito para...

China mantém volume de importação do Brasil

...e estímulo fiscal chinês. "O comércio bilateral vai cair inevitavelmente. Vamos enfrentar uma redução substancial em valor com a queda dos preços das matérias-primas, mas o volume dificilmente será afetado", disse o secretário-executivo do Conselho Brasil-China, Rodrigo Tavares Maciel. A desaceleração da economia chinesa pode significar uma perda para o Brasil de cerca de U$ 1,5 bilhão em exportações de soja, minério de ferro e petróleo. Em...

Governo amplia alcance de linha de crédito à exportação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) espera que o programa atenda até 900 empresas neste ano. Em 2008, foram atendidas entre 400 e 500. Lúcia Helena Monteiro Souza, diretora da Secex (Secretaria de Comércio Exterior), explicou que o governo pretende manter o Proex como um programa de crédito para pequenas e médias empresas. Por isso, a faixa de empresas que podem buscar o financiamento não foi maior. Mesmo assim, desde o início de 2008, o limite de faturamento das empresas aptas cresceu dez vezes. O limite original era de R$ 60 milhões e já foi ampliado três vezes. A nova faixa de inclusão atenderá principa...

Rússia promete rever cotas de carne

...ís na Organização Mundial do Comércio (OMC), Maxim Medvedkov. E avisou que a discriminação contra a carne brasileira "cria repercussão" no apoio de Brasília à entrada russa na entidade. O Itamaraty não chegou a ameaçar com retirada do apoio a Moscou, mas insistiu que o país "não está nada contente" com a medida que afetou as suas exportações. A Rússia, portanto, não pode contar com apoio irrestrito. O resultado foi a fixação de nova reunião em abril, quando o secretário executivo do Ministério do Desenvolvimento, Ivan Ramalho, volta a Moscou. Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Pedro de Camargo Neto, os negociadores têm que se concentrar num objetivo: "O Brasil deve insistir em obter melhor cota este ano, porque os EUA insistiram e levaram 50 mil que foram retiradas do Brasil". Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Árabes compram US$ 42 milhões em milho do Brasil

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A receita brasileira com as vendas de m...

Argentina quer limitar exportações brasileiras

...eiras de fim de barreiras ao comércio bilateral será um "teste de estresse" da viabilidade do Mercosul. "Estamos vivendo a hora da verdade", afirmou. Na entrevista após o encontro, nem Taiana nem Amorim revelaram as propostas discutidas na reunião. Reconheceram que houve divergências, mas enfatizaram o "bom diálogo" e o interesse em encontrar uma solução conjunta, "mutuamente satisfatória". O governo brasileiro rejeita propostas de aumentar restrições ao comércio bilateral, e oferece, em troca, a criação de mecanismos para estimular investimentos na Argentina e incentivar exportações ao Brasil, como aumento do comércio em moeda local. Foi criado um grupo de trabalho encarregado de criar uma proposta comum, com "meios financeiros criativos." O grupo terá de se reunir no dia 4 de março, em Buenos Aires, com a tarefa de produzir um relatório para ser discutido entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Cristina Kirchner, que se encontram em São Paulo, em março, e em Buenos Aires, em 23 de abril. O grupo também discutirá, segundo Amorim, "propostas criativas" para...

Brasil e Venezuela também tentarão eliminar dólares em trocas comerciais

...las moedas de seus países no comércio bilateral, informaram fontes oficiais do Brasil. Porta-vozes do Palácio do Planalto disseram à Agência Efe que Lula telefonou para Chávez para parabenizá-lo por sua vitória no refer...

Exportações de têxteis caem e empresários querem medidas que garantam competitividade

...$ 168,7 milhões, excluindo o comércio de fibra de algodão. O resultado se deve ao valor de US$ 245 milhões em importações, contra US$ 76,3 milhões em exportações. Se forem incluídas as fibras de algodão, o déficit cai para US$ 108,8 milhões”, afirmou. “Essa queda brusca nas exportações vem da retração dos mercados. Nossa preocupação está nas medidas de protecionismo que outros países estão adotando referente às importações. As empresas, com o governo, terão que tomar medidas para garantir a competitividade do produto nacional, diante de um mercado mais disputado”, disse. Ele explica que a queda das exportações do setor...

Reunião de comércio Brasil-Rússia é realizada em Moscou

... reunião de monitoramento do comércio bilateral Brasil-Rússia. Nos dois dias da bilateral, iniciada ontem, representantes do...

Balança brasileira tem superávit, mesmo com queda no ritmo das exportações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, as exportações somaram US$ 2,361 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 2,136 bilhões. Apesar do superávit, a média diária exportada na segunda semana do mês foi de US...

Brasil e Argentina debatem tensão comercial

Uma drástica queda do comércio bilateral e o crescente protecionismo regi...

Brasil teme novas barreiras comerciais

...ar na Organização Mundial do Comércio (OMC) a legalidade da cláusula “Compre América”, do pacote de estímulo econômico recém-aprovado nos EUA, disse ontem o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, em gravação de um programa da TV Brasil que vai ao ar esta semana. A cláusula prevê que o aço e os produtos manufaturados usados em obras financiadas pelo plano devem ser comprados nos EUA. - É uma análise legal complexa, mas nós estamos fazendo - disse Amorim. - (ir à OMC) é uma opção real. Em relação às barreiras “verdes”, a preocupação dos empresários é quanto à tramitação atualmente no Congresso dos EUA de projetos prevendo sobretaxação de importações de países que não assumiram compromisso com metas de redução de emissões de gases poluentes. O Brasil não tem qualquer tratado internacional deste tipo assinado, por se enquadrar na categoria de nações em desenvolvimento. Ir...

Exportação de couro cai 60% em janeiro para US$ 73,63 mi

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O presidente do CICB, Luiz Bittencourt, diz que a queda nas exportações é reflexo da escassez de crédito provocada pela crise financeira internacional. "Além disso, o desempenho do setor é constrangido pelas al...

Exportação de gado vivo cresce em receita

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Na avaliação de Tito Rosa, os venezuelanos devem prosseguir como os principais compradores neste ano. "O governo Hugo Chávez precisa garantir a oferta de alimentos e não tem muitas opções para o abastecimento das indústrias do país", diz. O rebanho da Venezuela vem diminuindo nesta década. Em 2008, 91% dos bovinos embarcados pelo Brasil foram enviados do Pará, pela proximidade com o maior comprador. Também sem autossuficiência pecuária, os libaneses passaram a comprar no país pela alta do preço do bezerro na Europa. Primeiro, adquiriram gado no Rio Grande do Sul, mas depois foram ao Pará, em busca de lotes mais em conta. Com informações do Jornal Folha de S. Paulo...

Governo prepara ofensiva para elevar exportações

...ativa de garantir o fluxo de comércio no mercado internacional. Os resultados negativos da balança comercial no início de 2009 impuseram ao governo uma dura realidade, que exige, segundo o secretário de Comércio Exterior do Ministé...

Pedro Brito assina ordem de serviço para reconstrução do Porto de Itajaí

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Fonte: Netmarinha...

Projeto quer impulsionar exportações de tecnologia

... nos parques tecnológicos no comércio internacional", afirma Alessandro Teixeira, presidente da Apex-Brasil. A meta do projeto é sair de exportações de US$ 100 mil, em 2008, para US$ 1,4 milhão em 2009 e US$ 2,3 milhões em 2010. "A parceria Apex-Brasil-Anprotec contribuirá para a construção da nova imagem do Brasil no exterior. Um país que, além dos predicados naturais, é tecnolocicamente vigoroso, empreendedor e inovador" avalia Guilherme Plonski, presidente da Anprotec. Os mercados-alvo iniciais do projeto são Estados Unidos, México, França, Reino Unido, Alemanha, Portugal, Espanha e Colômbia. Além das ações de promoção comercial, como participação em feiras, missões empresariais e visitas de jornalistas especializados aos parques tecnológicos nacionais, o projeto apoiará o desenvolvimento da cultura exportador das emp...

desafio de conter o protecionismo

..., em janeiro, da expansão do comércio do Brasil com os países da América do Sul, o ministro das Relaçõ...

Balança reverte saldo e acumula superávit de US$ 172 mi

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que disponibilizará, às 15 horas, no seu site o detalhamento das informações sobre exportações e importações na segunda semana de fevereiro. A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 225 milhões na segunda semana de fevereiro (9 a 15). Segundo os dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, as exportações somaram, no período, US$ 2,361 bilhões, enquanto as importações totalizaram US$ 2,136 bilhões. Apesar do superávit, a média diária exportada na segunda semana do mês foi de US$ 472,2 bilhões, número 13,83% menor que o desempenho médio registrado na primeira semana de fevereiro (US$ 548 milhões). Com relação às importações, a média diária do período foi de US$ 427,2 milhões, o que representa uma queda de 5,86% em relação à média registrada na primeira semana do mês (US$ 453,8 milhões). Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Barreiras erguem desglobalização

...im das medidas que esfriam o comércio internacional. Segundo levantamento da Federação das Indústrias dos Rio Grande do Sul (Fiergs), pelo menos 13 países adotaram medidas protecionistas desde setembro. A atitude dos governos, na visão de Simão Davi Silber, professor de economia da Universidade de São Paulo (USP), é uma reação natural em tempos de crise. – Quando tem um tiroteio, é cada um por si se escondendo embaixo da mesa. É uma irracionalidade – explica Silber. O excesso de estoques é o principal incentivo das medidas. Como a economia internacional sofreu uma freada brusca, desaquecendo-se em apenas quatro meses, muitas empresas estão com os depósitos cheios e sem compradores. E essa combinação pode levar empresários a torrar estoques. Os governos têm usado o temor do dumping (desova de produtos abaixo do custo de produção) como justificativa para as medidas de desglobalização. – É quase inevitável, a dúvida é sobre a dimensão. Não acho que vá se repetir o que ocorreu na década de 30, quando o protecionismo teve uma escalada generalizada iniciada com os americanos – diz Lia Valls, professora da Fundação Getulio Vargas especializada em comércio internacional. O novo cenário provoca situaçõe...

Comércio mundial murcha

...China como EUA têm visto seu comércio exterior declinar. As exportações chinesas caíram mais de 17% em janeiro (em relação a janeiro de 2008). Alguém poderia achar que se trata de “boa notícia” -os chineses, e não apenas os brasileiros, estariam perdendo mercado. Bem, as importações chinesas declinaram 43%. No fim das contas, o superávit comercial chinês aumentou 100%, para U...

Mercado de móveis de alto padrão organiza feira Abimad 2009

... exportação e experiência no comércio internacional, normalmente só são monitoradas. “O nosso foco são as pequenas e médias empresas. Se elas não têm departamento para tratar de exportação, vamos falar com os traders que elas trabalham”, revelou o gerente de exportação da entidade, Fábio Belmonte. Ele afirma que o empresário tem que responder uma série de perguntas qualificadoras, como se tem espaço para estocar contêineres ou se tem folgas na linha de produção e até mesmo se conta com funcionários que falam inglês e espanhol. A partir desse questionário, é marcada uma visita a fábrica, que tem caráter de inspeção. “Se a linha de produção não tem a limpeza adequada, paramos a auditoria e vamos falar com os diretores”, comentou Belmonte. “Queremos melhorias no processo produtivo. Se o empresário tiver loja, vou fazer uma visita sem avisar”, reiterou. A Abimad está orientando os exportadores, nesse momento de dólar flutuante, a não fechar contratos de longo período. O recomendado são apenas 12 meses. Belmonte afirmou que o mercado americano está em queda, em função da recessão que assola o país e especialmente o setor imobiliário e de construção civil. Nesse sentido, a busca por novos mercados, como o Oriente Médio e África, tem sido a solução para compensar perdas. Na América Latina, os produtos brasileiros já tem força e são soberanos. Um grande problema desse mercado, afirma Belmonte, é que o preço dos fretes, apesar de se manter estável, é muito alto frente aos preços praticados nos países concorrentes. “Temos que consertar os nossos portos, pois muitos empresários preferem exportar p...

NOVO REGULAMENTO ADUANEIRO BRASILEIRO

...Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio, ou, se em outro idioma, acompanhada de tradução em língua portuguesa, a critério da autoridade aduaneira, contendo as denominações próprias e comerciais, com a indicação dos elementos indispensáveis a sua perfeita identificação; IV - marca, numeração e, se houver, número de referência dos volumes; V - quantidade e espécie dos volumes; VI - peso bruto dos volumes, entendendo-se, como tal, o da mercadoria com todos os seus recipientes, embalagens e demais envoltórios; VII - peso líquido, assim considerado o da mercadoria livre de todo e qualquer envoltório; VIII - país de origem, como tal entendido aquele onde houver sido produzida a mercadoria ou onde tiver ocorrido a última transformação substancial; IX - país de aquisição, assim considerado aquele do qual a mercadoria foi adquirida para ser exportada para o Brasil, independentemente do país de origem da mercadoria ou de seus insumos; X - país de procedência, assim considerado aquele onde se encontrava a mercadoria no momento de sua aquisição; XI - preço unitário e total de cada espécie de mercadoria e, se houver, o montante e a natureza das reduções e dos descontos concedidos; XII - custo de transporte a que se refere o inciso I do art. 77 (*) e demais despesas relativas às mercadorias especificadas na fatura; XIII - condições e moeda de pagamento; e XIV...

O novo regulamento aduaneiro

... tributação das operações de comércio exterior. Decorridos aproximadamente seis anos, temos a publicação do Decreto nº. 6.759, no Diário Oficial da União de 06/02/09, que novamente vem atualizar e consolidar as normas aduaneiras em função de diversos atos legais (Leis nºs 10.833/03, 10.865/04 etc.) que foram sancionados nesse período. O Regulamento Aduaneiro aprovado pelo Decreto nº. 6.759/09, assim como o seu antecessor, incorpora as normas relativas à organização dos serviços aduaneiros, aos impostos de importação e de exportação, bem como dos tributos federais vinculados (IPI, PIS-Importação e Cofins-Importação), aos regimes aduaneiros especiais, aos procedimentos do despacho aduaneiro de importação e de exportação, às multas e outras penalidades e demais matérias correlatas. Por se tratar de ato regulamentar, não existe modificações de caráter legal. Entretanto, cabe observar a possi...

Real não foi maior causa do aumento de importações

...dos por práticas desleais de comércio, como o dumping e os subsídios ilegais. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Argentina crê em recuperação de comércio com o Brasil

..., disse hoje acreditar que o comércio bilateral com o Brasil vá se recuperar rapidamente, embora tenha admitido que ele tenha caído muito ...

Comércio com Portugal fica fora da agenda do governo brasileiro

...ionalmente desequilibrado, o comércio luso-brasileiro não irá merecer este ano especia...

Fatura de Importação

...Acordo Geral sobre Tarifas e Comércio, ou, se em outro idioma, acompanhada de tradução em língua portuguesa, a critério da autoridade aduaneira, contendo as denominações próprias e comerciais, com a indicação dos elementos indispensáveis a sua perfeita identificação; IV - marca, numeração e, se houver, número de referência dos volumes; V - quantidade e espécie dos volumes; VI - peso bruto dos volumes, entendendo-se, como tal, o da mercadoria com todos os seus recipientes, embalagens e demais envoltórios; VII - peso líquido, assim considerado o da mercadoria livre de todo e qualquer envoltório; VIII - país de origem, como tal entendido aquele onde houver sido produzida a mercadoria ou onde tiver ocorrido a última transformação substancial; IX - país de aquisição, assim considerado aquele do qual a mercadori...

Missão da UE vê "incoerências" no Brasil

...", sem porém causar danos no comércio. "Agora não sei o que os brasileiros estão fazendo, se estão reforçando as auditorias, não tive nenhum contato com o lado brasileiro desde a volta da missão. Suponho que eles estão olhando o lado da auditoria", acrescentou. Van Goethem disse esperar que na média 100 novas fazendas brasileiras sejam certificadas por mês para exportar para a UE e para isso Bruxelas "acredita nas autoridades brasileiras para apresentar as fazendas que respondem aos critérios exigidos". Por seu lado, a missão brasileira em Bruxelas disse não ter recebido nenhum sinal de insatisfação do lado europeu, após a missão, e espera o relatório final dos veterinários pa...

Para banqueiros, crise poderá durar até 3 anos na América Latina

...e uma baixa nas operações de comércio exterior. O levantamento, realizado no final do ano passado em bancos pequenos e grandes de 19 países da região, revelou que as instituições concederão menos créditos à pequenas e médias empresas e os farão com taxas de juros maiores. A Felaban agrupa mais de 500 entidades financeiras da América Latina e Caribe. A pesquisa foi realizada pela empresa argentina D"Alessio IROL. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

Reclamação formal contra cotas definidas pela Rússia

...missão intergovernamental de comércio por melhores condições de acesso da carne brasileira. O objetivo é voltar às cotas anteriores, recuperando 50 mil toneladas para a carne suína, e reduzir os impostos sobre vendas "extra-cota" nas carnes de aves. Pelo acordo assinado durante uma visita de Lula a Moscou, o Brasil apoiaria a entrada da Rússia na Organização Mundial do Comércio (OMC) em troca do compromisso dos russos em pelo menos manter a compra de carnes brasileiras. O Ministério russo de Desenvolvimento Econômico aumentou a cota de importação de carne suína, com tarifa menor, de 493 mil para 531 mil toneladas. Na mudança, os EUA ganham e o Brasil perde. A fatia americana saiu de 40,3 mil toneladas para 100 mil. Já o Brasil vendia e dominava a cota para "outros países". Essa fatia era de 197 mil em 2008 e cai para 177 mil em 2010. Para os exportadores de frango, o cenário pi...

Brasil deve liberar importação de trigo sem tarifa em 2009

...ina, afirmou o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral. Segundo Barral, a idéia é que a cota já entre em vigor em março, mas ele ressaltou que a questão ainda tem de passar pela aprovação da...

CIRCULAR Nº 8, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

CIRCULAR Nº 9, DE 11 DE FEVEREIRO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO...

Brasil define estratégia para exportação em 29 grandes mercados

...da de reuniões bilaterais de comércio exterior estão reunidas na Agenda de Eventos Internacionais 2009 ações coordenadas para comércio e investimentos, la...

Exportações de básicos caem 4,9%, divulga MDIC

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Os manufaturados registraram uma queda de 26,2% em relação à média diária de fevereiro de 2008, em razão da redução das exportações de gasolina, laminados planos de ferro ou aço, automóv...

Governo tenta driblar protecionismo com exportação

...ras em 2009. O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral, que anunciou a agenda, disse que a redução da demanda é maior em países desenvolvidos do que nos em desenvolvimento. A chamada Agenda Internacional 2009, que poderá ser acessada pelo site do...

Abef pede a ministro nova regra à cotas de exportação

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Dentre as reivindicações está a revisão e adequação do modelo de distribuição do percentual de 30% das cotas de certificado de origem para a exportaç...

Aduana exige regularidade e ficha limpa

...ficha limpa, regularidade no comércio exterior (ter movimentado mais de US$ 10 milhões e efetuado pelo menos 100 operações internacionais no ano anterior), ter atividade industrial, ter CNPJ há no mínimo dois anos e patrimônio líquido igual...

Dólar interrompe seqüência de 5 baixas e fecha em alta

...ares para o financiamento do comércio exterior. As propostas serão acolhidas entre 14h45 e 15h15 e o resultado será divulgado ao longo da sessão. Fonte: Reuters News...

Governo vai monitorar mercado de aço de olho em dumping

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, nesta segunda-feira. Segundo ele, se for constatada concorrência desleal, principalmente na entrada de produtos de aço fabricados na Ásia, o governo poderá adotar medidas antidumping. O setor de siderurgia brasileiro tem cr...

China retoma compra de frango gaúcho

..., para o restabelecimento do comércio de carne de frango in natura com a China. É a consolidação de um mercado muito significativo para o Brasil. Com informações do Jornal Zero Hora - RS...

Protecionismo preocupa o Brasil

...ão da Organização Mundial do Comércio (OMC). A representação brasileira vai explorar o risco de o sistema multilateral de comércio perder de vez sua credibilidade. A advertência será feita pelo chefe da delegação brasileira em Genebra, na Suíça, embaixador Roberto Azevedo. Ele destacará o abuso de barreiras não...

Saldo comercial da primeira semana de fevereiro tem superávit de US$ 471 milhões

...Nesse período, a corrente de comércio (soma das exportações com as importações) foi de US$ 5 bilhões. Pelo critério da média diária, as exportações brasileiras, nesse período, tiveram um decréscimo de 18,7% em relação ao desempenho médio diário apresentado em todo o mês de fevereiro de 2008 (US$ 673,7 milhões). Em relação ao valor médio diário exportado em janeiro deste ano (US$ 466,1 milhões), o resultado de fevereiro...

Trapalhada de Tarso já prejudica comércio internacional do Brasil

... ONU) mas também econômicas (comércio internacional). O despacho a seguir, apurado por esta página, demonstra que começaram as retaliações européias contra produtos brasileiros: Desde 2008, produtores rurais catarinenses vinham negociando com empresas italianas a comercialização de 15...

China publica lista de frigoríficos habilitados a exportar carne de frango in natura

..., para o restabelecimento do comércio carne de frango in natura com a China. É a consolidação de um mercado muito significativo para o Brasil”, comentou o secretário de Defesa Sanitária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Inácio Kroetz. Os abatedouros habilitados estão no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais. A habilitação dos frigoríficos ocorreu no início de dezembro, quando Kroetz...

Egípcios vêm ao Brasil vender mármores

... em São Paulo e da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. Expositores do país árabe participam do evento pelo quarto ano consecutivo. “A participação na feira fez aumentar o volume de negócios e abriu novas oportunidades”, disse à ANBA o chefe do escritório comercial, ministro Mahmoud Mazhar. “Este ano esperamos mais contratos com empresas brasileiras”, acrescentou. De ac...

Equador avalia retirar medidas contra importações, diz ministra peruana

A ministra de Comércio Exterior e Turismo do Peru, Mercedes Aráoz...

Exportações de carne devem se normalizar depois da queda de janeiro, diz Stephanes

... passado, ele acredita que o comércio com a União Européia possa retornar aos patamares anteriores ainda este ano. “O Brasil exportava cerca de 20% da carne bovina para a União Européia. Em valor, isso representava quase 30%, já que eles compram as partes nobres. Com o problema de rastreabilidade, esse volume caiu a quase z...

SC exporta 50 toneladas de carne suína ao Chile

...nte exportado ser pequeno, o comércio assume caráter simbólico nos planos do empresário. — O negócio começa timidamente, mas as ambições envolvidas apontam para voos mais altos. Vender para o Chile significa adquirir um selo de qualidade que nos dará acesso à União Européia e ao Japão, justamente os mercados que queremos conquistar — disse Canton. O credenciamento reflete a excelente condição sanitária de Santa Catarina, único estado brasileiro a ser considerado zona livre da febre aftosa. Para o vice-presidente da Aurora, o fator foi decisivo nas tratativas da exportação. — A conquista é uma prova de que temos as melhores unidades industr...

Seca na Argentina leva Brasil a procurar novos parceiros para importar trigo

... dentro do Mercosul tornam o comércio com o país vizinho mais atraente. Com informações da Agência Brasil...

Brasil registra aumento na exportação de aço e ferro em janeiro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) terem apontado déficit de US$ 518 milhões na balança comercial brasileira de janeiro, alguns setores da economia, como aço e ferro, mostraram fôlego nesse novo ano. Relatório do Goldman Sachs aponto...

Crise eleva barreiras contra produtos do Brasil

...defensivo que tomou conta do comércio internacional. Nesse contexto, a gritaria do empresariado nacional ainda não é grande, pois alguns setores estão mais preocupados em defender o mercado interno. Na semana passada, o Brasil adotou licenças de importação, mas desistiu. As medidas protecionistas que prejudicam as vendas de produtos brasileiros estão concentradas nos países emergentes. Na agricultura, surgem reclamações contra Índia e Rússia. Na indústria, as principais dificuldades estão na vizinhança, principalmente Argentina, Equador e Venezuela. Nos países ricos, o temor do exportador brasileiro é o aumento dos subsídios. Terceiro maior comprador do óleo de soja brasileiro, a Índia aplicou tarifa de 20% para o produto em novembro. Segundo Fábio Trigueirinho, secretário-geral da Associação Brasileira de Óleos Vegetais (Abiove), o problema é que foi mantida a isenção para ól...

Equador

O Equador adotou, a partir do dia 22 de janeiro de

Estímulo à exportação é cobrado da Fazenda

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior faz forte pressão para o Ministério da Fazenda acelerar o anúncio das novas medidas pró-exportação. Embor...

Exportações da indústria médico-hospitalar e odontológica crescem 10% em 2008

...ação do dólar desfavoreceu o comércio exterior. A baixa cotação da moeda americana até o mês de setembro deixou as empresas, principalmente as pequenas e médias, menos competitivas em virtude da dificuldade de manter os preços. “O setor enfrentou ainda no último trimestre de 2008 a desaceleração da economia mundial. Com o anúncio da crise, o mercado freou algumas aquisições e postergou alguns investimentos”, lembrou Pallamolla. De acordo com o levantamento do Instituto de Estudos e Marketing Industrial (IEMI) realizado à ABIMO, o segmento que mais aumentou suas vendas externas foi o de Radiologia com 30,8%, seguido de...

Fiesp quer restrição para alguns importados

...olvimento, da Indústria e do Comércio Exterior baixou uma circular suspendendo a licença automática para um grande número de itens da pauta de importações brasileira, mas teve de recuar diante da reação ruidosa de setores da indústria. “A intenção pode ter sido boa, mas da maneira como a circular foi feita acabou causando uma grande confusão, porque incluiu tudo que é posição fiscal de matérias-primas, insumos, componentes e equipamentos que o Brasil precisa importar e não necessitam de burocracia nenhuma”, dis...

Governadores querem compensar exportadores

... impacto da desaceleração do comércio exterior no nível de emprego. Para Yeda, a aceleração da compensação dos tributos federais daria mais folga de caixa às empresas e também aos Estados, que poderiam reduzir as transferências da compensação da desoneração do ICMS das exportações. A medida, diz ela, seria temporária. Segundo o secretário de Fazenda do Rio Grande do Sul, Ricardo Englert, empresários têm reclamado de dificuldades em obter a compensação, problema que agrava o quadro atual. Com informações do Portal Newscomex...

Importação

Com o objetivo de obter diferimento no recolhiment

Brasil e Índia realizam primeira reunião de comércio bilateral

...ilateral de monitoramento do comércio Brasil-Índia, na tentativa de aumentar o intercâmbio comercial. Em 2008, as transações comerciais entre os dois países foram deficitárias em US$ 2,461 bilhões para o Brasil, valor que superou o saldo negativo de 2007 - US$ 1,211 bilhão. A de...

CIRCULAR No- 5, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Estímulo à exportação é cobrado da Fazenda

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior faz forte pressão para o Ministério da Fazenda acelerar o anúncio das novas medidas pró-exportação. Embor...

Indústria quer manter imposto sobre wet blue

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) deverá discutir amanhã um...

RESOLUÇÃO No- 2, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2009

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o §3o do art. 5o ...

RESOLUÇÃO No- 3, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2009

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no exercício da atribuição que lhe confere o § 3o do a...

RESOLUÇÃO No- 5, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2009

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no exercício da atribuição que lhe confere o § 3o do a...

Anúncio de licenças de importação foi "comédia de erros", admite secretário

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Exportações de manufaturados puxam queda da balança comercial

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior mostram que as exportações de manufaturados apresentaram uma queda de 34% em relação a janeiro do ano passado. A retração foi puxada pela redução das vendas de automóveis ...

Melhoram condições de exportação de carne bovina in natura para a União Europeia

...ção das propriedades rurais. Comércio - Atualmente, 814 propriedades estão habilitadas a fornecer bovinos aos estabelecimentos exportadores de carne bovina in natura para a UE. Nove estados compõem a área habilitada: Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Com informações da Assessoria de Imprensa do Mapa...

Volume de milho exportado em janeiro cresceu 239%, divulga MDIC

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostram que, na comparação com dezembro de 2008, houve uma pequena redução no volume exportado. No último mês do ano, os embarques de milho para o mercado externo somaram 1,366 milhão de toneladas. O aumento das exportações do cereal nos últimos dois meses está diretamente relacionad...

Aumento da exportação para Norte da África depende de melhoria de transporte

O presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasil, Salin Taufic Schahin, diz qu...

Balança comercial teve déficit de US$ 518 milhões em janeiro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) anunciou nesta segunda-feira (2) que a bal...

Comitê vai promover comércio Brasil-Marrocos

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, e o ministro marroquino do Comércio Exterio...

UE quer bem-estar animal nas regras da OMC

...as da Organização Mundial do Comércio (OMC). O governo e o setor privado brasileiros estão preocupados com as intenções por trás dos esforços da UE. Há temores sobre eventual uso do tema como "moeda de troca" para garantir u...

Uma nova perspectiva para os portos brasileiros

...r às demandas decorrentes do comércio exterior, mas também representam grandes catalisadores do desenvolvimento de suas áreas de influência. O investimento no fomento do setor portuário é, portanto, de enorme importância para o crescimento estratégico do país. Este é o cenário que vem, depois de longo período de letargia, sendo visualizado nos últimos anos - de busca de instrumentos de estruturação de investimentos públicos e privados no setor - e que ganha um novo contorno. Coerente com essa ótica, o Governo Federal editou, em 29 de outubro, o Decreto nº 6.620/08, que dispõe sobre as políticas e diretrizes para o desenvolvimento do setor de portos e terminais portuários sob a responsabilidade da Secretaria Especial de Portos da Presidência da República e disciplina a concessão, o arrendamento e a autorização de instalações portuárias marítimas. O Decreto - que vinha sendo desenhado há meses no âmbito da Secretaria Especial de Portos e que passou pelo rigoroso crivo, de quase quatro meses, da Assessoria Jurídica da Casa Civil - ...

Foco deve ser contra importação da China, afirma especialista

...iretor da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil), embora a crise tenha efeito generalizado sobre o comércio exterior, a tendência é que as importações caiam mais lentamente do que as exportações, daí a pressão maior sobre a balança comercial. Isso porque o país importa itens manufaturados que obedece...

Sul é região com a maior queda nas exportações, diz BC

...gistrou as maiores quedas no comércio varejista e na produção industrial nos últimos três meses de 2008. Nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a movimentação nas vendas do setor varejista caiu 7,7% e o ritmo das indústrias, 3,3%. De acordo com o levantamento do BC, o Sudeste registrou maior desaceleração nesses dois setores (8,1% e 3,7%, respectivamente), porém o recuo das exportações foi de 14%. No entanto, conforme o BC, o índice de emprego no Sul foi o que menos sofreu influência da crise. No compa...

Uma nova perspectiva para os portos brasileiros

...r às demandas decorrentes do comércio exterior, mas também representam grandes catalisadores do desenvolvimento de suas áreas de influência. O investimento no fomento do setor portuário é, portanto, de enorme importância para o crescimento estratégico do país. Este é o cenário que vem, depois de longo período de letargia, sendo visualizado nos últimos anos - de busca de instrumentos de estruturação de investimentos públicos e privados no setor - e que ganha um novo contorno. Coerente com essa ótica, o Governo Federal editou, em 29 de outubro, o Decreto nº 6.620/08, que dispõe sobre as políticas e diretrizes para o desenvolvimento do setor de portos e terminais portuários sob a responsabilidade da Secretaria Especial de Portos da Presidência da República e disciplina a concessão, o arrendamento e a autorização de instalações portuárias marítimas. O Decreto - que vinha sendo desenhado há meses no âmbito da Secretaria Especial de Portos e que passou pelo rigoroso crivo, de quase quatro meses, da Assessoria Jurídica da Casa Civil - ...

Barreira causou inquietação aos países vizinhos

...ia, o Instituto Boliviano de Comércio Exterior (IBCE) divulgou comunicado alertando que o licenciamento exigido pelo Brasil atingiria a Bolívia especialmente em têxteis e móveis. Segundo o instituto, até outubro de 2008 a Bolívia vendeu US$ 2,455 bilhões ao Brasil, quase tudo em gás natural. Mas neste total há US$ 46 milhões em outros produtos, dos quais US$ 4 milhões seriam afetados pelas novas regras do licenciamento de importações, com maior dificuldade para entrar no mercado brasileiro. A entidade lembrou que as novas regras deixariam ainda mais distante o cumprimento da promessa várias vezes feita pelo presidente Lula ao presidente Evo Morales de que o Brasil compraria da Bolívia mais que gás. As manifestações de repúdio à decisão brasileira foram aumentando ao longo do dia de ontem. Em Montevidéu, políticos de oposição e empresários saíram a público criticando o protecionismo brasileiro enquanto circulavam boatos de que 50 caminhõe...

Barreira seria exceção, avalia OMC

...ros a adotar uma barreira ao comércio internacional no âmbito da atual crise. Segundo a OMC (Organização Mundial do Comércio), os seus membros "parecem ter mantido sob controle, com sucesso, as pressõ...

Governo recua e suspende nova regra de importação após crítica de empresários

...núncio oficial, o diretor de Comércio Exterior da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), Roberto Giannetti da Fonseca, recebeu do governo a informação de que o sistema seria apenas flexibilizado. Ele havia participado de reunião no Ministério da Fazenda. O governo acabou decidindo, no entanto, suspender a medida por ela ter sido "mal compreendida",...

Medida foi tentativa de mascarar déficit comercial

...scarar o déficit previsto no comércio exterior, em janeiro. Segundo um técnico do Desenvolvimento que acompanhou a trapalhada do governo, a intenção das licenças era adiar, para fevereiro, algumas grandes importações, de aviões ou máquinas e equipamentos, para atender a pedido levado a Miguel Jorge por Mantega, que queria alguma medida para impedir um resultado negativo na balança. Os ministros haviam se reunido quinta-feira à noite e discutiram os números prévios da balança comercial, considerados "muito ruins" por ambos. Decidiram que tentariam conter importações em grandes volumes, de maneira a minimizar o impacto sobre a balança de janeiro. O tiro saiu pela culatra, na definição de um graduado assessor do governo: provocou confusão nas empresas e desagrado até no Plan...

Novos nichos devem aumentar as exportações de vinho em 2009

...Com informações do Jornal do Comércio - RS...

RF intensifica fiscalização em seguro de transporte internacional de importação

...as empresas envolvidas com o comércio exterior a considerarem como um padrão criado por “uso e costume”, a utilização de uma taxa única e fixa sobre o valor FOB para declarar o seguro no registro da DI, sem atentar para a forma adequada do cálculo do seguro e taxa constante da apólice contratada. Esse é um procedimento praticado sem fundamento legal e a partir do ano passado, a RF intensificou a fiscalização em empresas importadoras, especificamente para verificação da declaração do prêmio do seguro na DI. A constatação de irregularidades na informação do valor do prêmio de seguro nas Declarações de Importação expõe o importador ao risco de ser responsabilizado pelo fisco, por não aplicar o procedimento de forma correta. A orientação é para que as empresas envolvidas com os trâmites de importação observem essa questão e informe o valor do seguro no registro da DI de forma correta....

Uruguai elogia fim de restrição brasileira a importações

... inócua do ponto de vista do comércio exterior". No entanto, ele ressaltou que seu Governo se "surpreendeu pela falta de aviso prévio" da medida, que "deveria ter sido comunicada" como parte das disposições do Mercosul, integrado pela Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. A medida aplicada na segunda-feira e suspensa ontem exigia uma licença prévia para a importação de 60% dos produtos adquiridos pelo Brasil no exterior. Embora a razão alegada pelo Governo brasileiro tenha sido realiz...

Volume de exportação cai 8,7% no 4º tri

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Por conta do desempenho negativo do fim do ano, a quantidade exportada caiu 2,5% em 2008. É a primeira queda desde 1995, quando foi implantado o Plano Real e a paridade entre a moeda local e o dólar prejudicou a competitividade da indústria. Antes da crise global, os economistas apostavam em esta...

CIRCULAR No 3, DE 27 DE JANEIRO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO...

Importação: ministro defende licença prévia

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, negou ontem que a decisão do gov...

MDIC estabelece licença de importação para produtos de 24 capítulos da Nomenclatura Comum do Mercosul

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) estabeleceu desde ontem (26/1), por um per...

País impõe licença prévia de até 10 dias a lista de importados

...égicas” sobre a tendência do comércio exterior brasileiro. As informações foram dadas nesta terça-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. “O que foi colocado é um processo de licença automática, as licenças serão emitidas em até 1...

Suco de laranja perde espaço no exterior

...07, conforme a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Já as exportações do suco congelado recuaram 25,8% na mesma comparação, para US$ 1,145 bilhão - pouco acima do resultado de 2000, quando as vendas atingiram US$ 1 bilhão. Na soma dos dois produtos, US$ 2 bilhões em 2008, queda de 11,2% em relação ao ano anterior. Esta retração se reflete no desempenho das companhias. Líder no ranking do segmento, a Cutrale exportou, entre suco congelado e NFC, US$ 868,4 milhões em 2008, 11,4% menos que em 2007, conforme a Secex. Num sinal claro de que os tempos mudaram, a Cutrale foi a 38ª maior exportadora do país no ano passado. Em 2000, "pré-NFC", quando exportou US$ 328,8 milhões, ocupou a 23ª colocação no ranking. Não há mais nada com o efeito multiplicador que teve o NFC no horizonte das empresas. "A cadeia é muito eficiente, mas os grandes ganhos [de produtividade] já foram conquistados. A busca por melhorias continua, mas agora temos que investir muito mais em diferenciais como gerenciamento de risco, desenvolvimento de uma visão mercadológica mais apurada e relacionamento com o cliente", diz um executivo que está na ativa. Também para estar mais perto de seus principais clientes - e não apenas por questões relacionadas à segurança de sua família - que José Luiz Cutrale, filho do fundador da Cutrale (falecido em 2004) e um dos empresários mais ricos do país, estabeleceu residência em Londres já há algum tempo. Em tempos bicudos, parcerias como a que a Cutrale mantém com a Coca-Cola ou a Citrosuco com a Pepsi são vitais. O executivo que chamou a atenção para a importância dessas relações admite que o cenário de curto prazo é sombrio e que no médio e longo prazos o suco de laranja, em seu papel de ingrediente, dependerá da evolução da demanda por outras bebidas, tanto em mercados maduros como o europeu quanto em desenvolvimento como o chinês. Mas também confia nas vantagens do suco integral para que o produto, sobretudo o NFC, não fique definitivamente no papel de coadjuvante. Nas gôndolas dos supermercados de qualquer mercado, inclusive o brasileiro, o suco de laranja integral chega a custar três vezes mais que sucos prontos, néctares, refrigerantes ou águas com sabor. Mas, segundo ele, há em vários mercados o amadurecimento do movimento "back to basics" que mantém o suco de laranja com vantagens em relação, principalmente, aos refrigerantes - apesar da famosa dieta do americano Dr. Atkins, a favor das proteínas e contra os carboidratos presentes na laranja. O problema é que outros sucos e néctares também são encarados assim pelo consumidor e passaram a atrair mais o interesse dos grupos de refrigerantes. Daí Coca e Pepsi comprarem empresas de sucos . Exemplos disso foram a aquisição da mexicana Del Valle pela Coca-Cola, em 2006, ou a oferta de US$ 2,5 bilhões que a gigante americana fez pela chinesa Huiyuan Juice, no fim de 2008. Para a Pepsico, uma das tacadas mais importantes foi dada no início do ano passado, quando arrematou a maior companhia de suco de Rússia, a JSC Lebedyansky , por US$ 1,4 bilhão. Em novembro de 2008, um grande evento em Washington debateu as tendências globais para o mercado de sucos em geral. Representantes das grandes empresas brasileiras, que respondem por boa parte da produção dos EUA, estiveram presentes, particularmente interessados nas tendências para as bebidas "concorrentes". Afinal, o sonho de que um dia cada chinês poderia tomar um copo de suco de laranja por ano parece ter ido por água abaixo, mas a esperança de que a demanda por produtos mais baratos, com laranja, continue crescendo permanece viva. Por Valor Econômico - SP...

UE e OMC temem retomada do protecionismo

...s. Na Organização Mundial do Comércio (OMC), as medidas não escaparão de uma avaliação na reunião da semana que vem, em Genebra. A entidade máxima do comércio vai passar em revista as medidas protecionistas tomadas por vários governos. A OMC acredita que a adoção de barreiras irá intensificar a crise internacional e lembra que o G-20 s...

Argentina impõe mais barreiras a produtos brasileiros

... - A queda de mais de 40% do comércio neste início de ano reabriu a temporada de conflitos c...

CIRCULAR No- 2, DE 21 DE JANEIRO DE 2009

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO...

IMPORTAÇÃO - Governo emperra a importação e adota LI para quase todos produtos

...u de surpresa as empresas de comércio exterior, o governo passou a adotar desde ontem uma série de barr...

Importação - relação de capitulos sujeitos a LI e procedimentos

...atribuições da Secretária de Comércio Exterior relativas ao controle das operações de Comércio Exterior, a SECEX informou que ao amparo do disposto no artigo 10º da Portaria SECEX nº 25 de 2008, foram alterados os tr...

Importadoras decidem assumir riscos

... A previsão da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) para a balança comercial de 2009 indica que a importação de bens de consumo cairá 16% neste ano, frente a 2008. A expectativa, informa José Augusto de Castro, vice-presidente da entidade, é de que, no grupo de bens não-duráveis, o desembarque dos produtos alimentícios decline 7,5%; o dos artigos de toucador, 7,7%; o de bebidas e tabacos, 7,6%; e o de vestuário e confecções, 9,8%. Os bens de consumo duráveis serão ainda mais afetados pela crise, principalmente automóveis (-23,1%), máquinas e aparelhos de uso doméstico (-21,6%) e móvei...

Mau sinal na exportação

... começa mal para o Brasil no comércio exterior. O País acumulou neste mês, até o dia ...

MDIC confirma licença prévia de importação a 17 setores

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ivan Ramalho, para discutir a balança comercial, que já soma um déficit de US$ 645 milhões em janeiro. Ramalho chegará a ...

Agilidade na importação de máquinas usadas

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) vai alterar a portaria que regulamenta o mecanismo de aprovação desse tipo de importação. "A ideia é que o governo diga logo se o equipamento pode ou não ser trazido...

Brasil e Argentina realizam primeira reunião de comércio bilateral do ano

...Comissão de Monitoramento do Comércio Bilateral Brasil-Argentina de 2009. O grupo é chefiado pelo secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterio...

Corrente de comércio da quarta semana de janeiro soma US$ 4,8 bilhões

...). No período, a corrente de comércio (soma das exportações com as importações) totalizou US$ 4,881 bilhões e o saldo comercial (diferença entre o valor exportado e o importado) fechou a semana com um déficit de US$ 255 milhões. O desempenho das exportações brasileiras na quarta semana de jane...

Líbia, um país aberto aos negócios

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, que lidera a missão empresarial ao Norte da África, teve encontros com o vice-primeiro-ministro líbio, Mubarak Al-Shamikh, com o ministro da Indústria e Mineração, Ali Yousef Zikri, com o presidente da estatal do petróleo National Oil Company (NOC), Shokri Ghanem, além de reuniões nos ministérios dos Transportes e Telecomunicações e Relações Exteriores. O presidente da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, Salim Schahin, que acompanhou as visitas, disse que as autoridades líbias em geral demonstraram grande interesse em fomentar os negócios com o Brasil. “A Líbia quer atrair negócios e os ministros dizem que as empresas brasileiras terão preferência”, afirmou. O interesse, segundo ele, vale para todos os setores, especialmente construção, infraestrutura e até energia, mesmo sendo o país um grande produtor de petróleo. A Líbia quer ampliar a utilização do gás em sua matriz energética. Schahin acrescentou que, durante as conversas, foi mencionada inclusive a possibilidade de criação de uma zona franca na Líbia para companhias do Brasil, para que o país possa ser utilizado como plataforma de exportação. Nos encontros foi discutida também a facilitação da concessão de vistos para empresários brasileiros e o vice-primeiro-ministro pretende organizar em breve uma missão comercial ao país. A delegação liderada pelo ministro encerrou a visita à Líbia nesta segunda à tarde e seguiu para Argel, capital da Argélia, segunda etapa da viagem. Com informações da Agência de Notícias Brasil - Árabe...

Ramo têxtil quer ampliar vendas aos árabes

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Neste sábado, uma delegação empresarial chefiada pelo ministro Miguel Jorge segue para Líbia, Argélia, Tunísia e Marrocos. Divulgação Indústria pretende formar parcerias para vendas trianguladas A idéia não é só vender aos mercados árabes, mas também promover parcerias que viabilizem as exportações para outros países, utilizando-os como plataforma de exportação. A Europa é um destino que pode ser atingido pelo Norte da África, já que a maior parte dos países da região tem acordos de associação com a União Européia. De acordo com Netto, a tendência de internacionalização das empresas tem crescido no setor. Segundo o executivo, a Tunísia tem tradição de produzir roupas sob licença para grandes marcas, e o Marrocos é um bom mercado para insumos e também para confecções. O projeto Texbrasil prepara um estudo sobre os países árabes para definir as melhores ações para a região. A princípio, de acordo com Netto, serão prospectados os mercados do Catar e de Dubai e podem ocorrer rodadas de negócios com empresas da Tunísia, Marrocos e Egito. Balança As exportações de têxteis e confecções para os países árabes somaram quase US$ 32 milhões no ano passado, com uma pequena redução de 2,7% em comparação com o ano anterior. Em 2007, porém, a receita com os embarques havia crescido 42,2% em relação a 2006. Os principais destinos em 2008 foram os Emirados Árabes Unidos, Egito, ...

Selic menor deve baratear ACCs

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Em 2008, número de bovinos exportados pelo Brasil caiu 8%

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC) mostram que as exportações brasileiras de bovino...

Embarque de commodities cairá mais que normal no 1º tri

...quinta-feira o secretário de Comércio Exterior do governo brasileiro, Welber Barral. Tradicionalmente, o volume embarcado de commodities agrícolas, especialmente de soja, o principal produto do agronegócio brasileiro, tende a cair no primeiro trimestre, período em que a colheita ainda está se desenvolvend...

Governo inicia programa para restringir importações

...esolução 466, do Conselho de Comércio Exterior e Investimentos (Comexi) do país, 627 categorias de produtos serão importadas em quantidades menores ou submetidas a taxas alfandegárias adicionais. Neste sentido, a importação de 248 produtos, como peças de automóveis e alimentos, deverá ser reduzida entre 30% e 35%, em comparação com o ano passado. ...

Itália tem interesse em importar bovinos vivos do Brasil

...e do rebanho nacional. "Esse comércio será positivo para a imagem do Brasil e devemos não só apoiar, como trabalhar para que isso aconteça, o que servirá de referência para outros países", disse em nota. Além de bovinos vivos, o Brasil também tem interesse que a União Europeia reconheça as garantias sanitárias de Santa Catarina para a carne suína. A escolha de Santa Catarina se baseia na exigência da União Europeia de que a importação de animais vivos ocorra somente de áreas livres de febre aftosa sem vacinação. O Estado possui esse reconhecimento pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), desde maio de 2007. Com informações da Agência Estado...

Ministro aponta exportações como saída para indústria de base brasileira

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. Ele citou dois segmentos – o de máquinas e equipamentos e o de autopeças - que vêm enfrentando dificuldades nos últimos meses devido à reversão de expectativa de inv...

Brasil dobrou exportação de mel

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web), da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Entre os desafios enfrentados no ano passado pode-se destacar o fim do embargo europeu ao mel brasileiro, ocorrido em março. Por conta disso, o setor, que é o 11º produtor mundial de mel e o nono maior exportador, precisou implantar Boas Práticas e o Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (HACCP/APPCC) nos entrepostos e casas de mel, além de cumprir ainda com a exigência de registro junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Destinos Apesar da crise econômica, os Estados Unidos foram o principal destino das exportações brasileiras em 2008. O país respondeu por 73,1% do total comercializado, com uma receita de US$ 31,84 milhões, ao preço de US$ 2,32 por quilo de mel. Com a Alemanha, o Brasil comercializou US$ 7,188 milhões, ou seja, 16,5% das exportações, a um preço de US$ 2,66 por quilo, bem acima da mé...

Brasil realiza missão comercial ao Norte da África

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge, chefiará missão comercial...

Brasil-Argentina - Sistema de Pagamentos em Moeda Local (SML)

...e até 360 dias, relativas ao comércio de bens, incluídos os serviços e as despesas relacionadas, previstos na condição de venda pactuada, tais como frete e seguro. Em termos operacionais, o relacionamento dos bancos centrais com os bancos participantes do SML e destes com os exportadores e importadores será efetuado nas respectivas moedas locais, seja para fins de pagamento das exportações ou para fins de recebim...

Equador vai impor cotas a importados para deter déficit

...gundo decisão do Conselho de Comércio Exterior e Investimentos. A lista dos itens afetados deve ser divulgada hoje ou amanhã. Mas o ministro da Indústria do Equador, Xavier Abad, já disse que Quito adotará cotas para veículos importados, limitando sua entrada a 70% do registrado em 2007. Segundo o jornal "El Universo", Abad disse também que calçados terão uma tarifa específica de US$ 10 o par. Ainda segundo ele, doces, maquiagem, têxteis, perfumes e cerâmicas estão entre os produtos que enfrentarão cotas ou novas tarifas. Motos e celulares idem. Al...

Exportações em queda

...l do Instituto de Estudos do Comércio e Negociações Muito tem sido discutido sobre as limitações que a crise finan...

2008 encerra-se com queda nos embarques de calçados

...ornecidos pela Secretaria de Comércio Exterior, ligada ao MDIC. Países – Uma das principais razões da queda no volume de pares exportado ao longo de 2008 foi a consecutiva redução de pedidos dos maiores compradores de calçados do Brasil, principalmente os Estados Unidos, que lideraram a lista. Os norte-americanos compraram 37,7 milhões de pares em 2008, uma retração de 23,2% ante 2007. O faturamento caiu 32,6%, ficando em US$ 483,8 milhões em 2008, contra US$ 717,4 milhões do ano anterior. Com isso, os EUA, que em 2007 detinham 27,7% do total dos embarques brasileiros, em 2008 contabilizou um declínio para 22,7% do volume exportado. Balizando pelo volume físico, a vizinha Argentina ficou em segundo lugar no ranking dos importadores, com a aquisição de 18,5 milhões de pares no ano passado, pelos quais pagou US$ 192,9 milhõ...

Brasil e Equador destacam laços bilaterais após crise diplomática

...ção equatoriana na Câmara de Comércio Internacional (CCI) de Paris "seguirá em separado, e isso foi plenamente entendido pelas autoridades brasileiras". "Evidentemente que isso vai continuar, é uma decisão equatoriana", afirmou o embaixador, acrescentando que o Brasil não se envolve "em decisões de países soberanos e irmãos, como é o Equador". "Há um tribunal internacional, e o Brasil é parte do processo", frisou. Com informações do Portal G1...

Até agora, balança comercial brasileira não sabe o que é superávit em 2009

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Na comparação dos valores, o saldo comercial dos 11 primeiros dias úteis de 2009 (- US$ 390 milhões) ficou 184,6% menor que o verificado nos 22 dias úteis de janeiro de 2008 (US$ 41,9 milhões). Sobre o desempenho verificado em dezembro do ano passado (US$ 104,6 milhões), a queda foi de 133,9%. Analistas de mercado ouvidos pelo Boletim Focus, do Banco Central, estimam que a balança comercial fechará o ano com superávit de US$ 14,5 bilhões. Com informações do Portal Cidade Biz...

Brasil finaliza análise risco para importação de trigo da Rússia

...e brasileiro de intensificar comércio bilateral com o mercado russo, considerado importante para o País. “A abertura para o comércio do trigo certamente se refletirá no fortalecimento do comércio bilateral em produtos agropecuários como um todo”, afirmou o secretário. Ainda em Berlim, foi instituído um grupo de entendimento entre ambos os países na área vegetal, a exemplo do que já acontece para os produtos de origem animal. Técnicos dos governos brasileiro e russo discutirão temas bilaterais no comércio de produtos de origem vegetal, como importação de trigo russo e exportação de soja e farelo de soja brasileiros. “A criação desse grupo ampliará o comércio bilateral agropecuário, tendo em vista que a Rússia é grande exportadora de trigo e fertilizantes e o Brasil quer aumentar a importação desses produtos. Por outro lado, importa significativamente carne bovina, suína e de aves; soja e frutas, que são destaque na pauta de exportação brasileira”, ponderou ...

Corrente de comércio soma US$ 4,9 bilhões na terceira semana de janeiro

...s. No período, a corrente de comércio (soma das exportações com as importações) somou US$ 4,930 bilhões. Mês Até a terceira semana de janeiro, a média diária das exportações brasileiras apresentou retração de 21,2% sobre a registrada em todo o mês de janeiro de 2008 (US$ 603,5 milhões). Em relação ao desempenho médio diário em dezembro do ano passado (US$ 628,1 milhões), foi registrada queda de 24,2%. A média diária das import...

Média diária de exportações caiu 21,2% até o dia 18

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, tanto exportações quanto importações apresentam, neste início de ano, uma retração na comparação com o desempenho verificado em janeiro de 2008. Mas é mais intensa a queda das exportações. Até a terceira semana do mês, a média diária exportada (US$ 475,8 milhões) caiu 21,2% sobre a média registrada em todo o mês d...

Agricultura terá drawback verde-amarelo

...tária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Spíndola. A Camex é um órgão do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Ontem foi apresentado o balanço das operações com drawback em 2008. Entre janeiro e dezembro do ano passado, um total de US$ 46,8 bilhões de exportações foram realizadas vinculadas ao mecanismo. A participação do drawback nas importações totais do Brasil foi de 6,63%, mas as exportações vinculadas ao mecanismo representaram 23,65% do valor geral no ano passado. Isso mostra que o sistema permite a agregação de valor e alavancagem do comércio exterior. Cálculos feitos pela Camex indicam que, para cada US$ 1 de importação via drawback, são geradas exportações de US$ 4. O drawback verde-amarelo, lançado em 18 de setembro do ano passado, respondeu por exportações de US$ 2 bilhões no ano passado. Os setores mais beneficiados foram os de ...

Apesar de criticar Israel, Brasil apóia ratificação de acordo comercial

...Congresso, o acordo de livre comércio entre o Mercosul e Israel, assinado no ano passado e em tramitação no Senado. O relator do acordo na comissã...

Comércio com árabes foi recorde em 2008

O comércio do Brasil com os países árabes bateu todos...

PIS/Cofins sofre restrição e afeta exportador

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). Sem a compensação durante todo o ano, explica, a Receita terá em 2009 uma arrecadação que só entraria em 2010. Ou seja, com o artifício, o órgão terá arrecadação adicional contabilizada como receita de 2009. Procurada, a Receita não se manifestou. Para os exportadores, diz Castro, isso traz um problema de fluxo de caixa durante todo o ano exatamente num momento em que falta crédito no mercado. Sem a compensação, a empresa terá de tirar do caixa recursos para pagar o IR e a CSLL no decorrer do ano. Segundo a AEB, isso ocorrerá com quem tem mais de 30% do faturamento com exportações, porque a empresa não conseguirá absorver todo o crédito de PIS e Cofins. A nova restrição tributária vale para as empresas que recolhem IR pelo regime do lucro real por estimativa. De acordo com a associação, o problema atingirá entre 20% e 30% das mil empresas responsáveis por 90% das exportações em valor e prejudica principalmente quem fabrica produtos manufaturados. Para muitas empresas, diz ele, a falta de compensação durante o ano tornará inviável a compensação somente no ajuste em 2010. "A compensação só será possível se a empresa tiver uma diferença de IR e CSLL a recolher. Se ela já tiver recolhido o valor exato ou tiver direito a ressarcimento, ela não conseguirá fazer a compensação, o que gerará novos créditos de IPI, Cofins e PIS." "A compensação permite monetizar os ...

Bancos estrangeiros voltam a oferecer linhas para exportação

...idente da AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil). "A empresas podem absorver esse custo e reduzir a sua margem ou repassar para o consumidor final", argumentou Castro, para completar: "Acredito que a taxa de cambio atual possa compensar esse custo maior com as linhas de crédito". Com informações da Revista Conexão Marítima...

Déficit da balança brasileira é efeito da crise, diz especialista

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, nas duas primeiras semanas deste mês houve uma retração de 18,3% em relação ao desempenho médio diário das exportações em janeiro de 2008. As exportações, de acordo com o Ministério, totalizaram US$ 2,958 bilhões e as importações US$ 2,970 bilhões. Pelo critério da média diária, as exportações brasileiras, até 11 de janeiro, apresentaram retração em funçã...

Exportações da indústria aumentam 28% em reais

...14,5 bilhões). A corrente de comércio atingiu o maior valor da história, cerca de US$ 33 bilhões. Os principais destinos dos produtos gaúchos no ano foram Estados Unidos (13,4% de participação), China (10,4%), Argentina (8,8%) e Rússia (4,6%). O Estado fechou 2008 em quarto lugar no ranking nacional das exportações, respondendo por 9% das vendas. Desde novembro, a terceira posição vem sendo ocupada pelo Rio de Janeiro (10%). São Paulo lidera com 29% de participação, seguido por Minas Gerais (12%). Intensidade tecnológica – Por intensidade tecnológica, quem mais sentiu os efeitos da crise econômica mundial foram os produtos de alta tecnologia (condensadores e controladores eletrônicos), que tiveram uma variação negativa de -11% no acumulado de 2008, ante o mesmo período de 2007, perda de US$ 20 milhões. Os produtos de média-alta (polietileno, componentes de veículos e tratores) apresentaram uma elevação de 14% e somaram US$ 4,6 bilhões. Na baixa tecnologia (óleo de soja e carnes in natura), por sua vez, o crescimento foi de 20% (US$ 7 bilhões), enquanto na média-baixa (óleo diesel e celulose) o incremento chegou a 11% (US$ 2,3 bilhões). Com informações da Unidade de Comunicação do Sistema FIERGS...

País precisa resolver entraves internos para exportar mais

...cia das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), embaixador Rubens Ricupero, disse que os acordos bilaterais e multilaterais sofrerão com a crise justamente pelo protecionismo característico de turbulências como essa. Por isso, o embaixador defende que o Brasil aproveite esse momento para resolver pen...

Portal do Mapa disponibiliza estatística de nove produtos agropecuários

... (Conab/Mapa), Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) e do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês). A atualização mensal é feita pelo Departamento de Comercialização e Abastecimento Agrícola e Pecuário da Secretaria de Política Agrícola. Com informações da Assessoria de Comunicação Social do Mapa...

Avicultor busca novos clientes no exterior

...ponsável por cerca de 40% do comércio internacional. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP...

Déficit do Brasil com a China aumenta 80%

...EB (Associação Brasileira de Comércio Exterior). O Brasil vendeu à China US$ 16,4 bilhões no ano passado, mas importou US$ 20,04 bilhões. No final do ano, começou também a decair a demanda do país por ferro. Empresas chinesas declararam boicote à Vale em setembro por conta de reajuste de preços. A China se tornou o único grande mercado em que o Brasil sofre repetidos déficits. Com os Estados Unidos, o Brasil teve superávit ...

Governo vai regulamentar regime de drawback específico para agronegócio

...rne. Segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, o Ministério do Desenvolvimento e a Receita Federal estão trabalhando em conjunto nas regras, que estão previstas para sair em fevereiro. O principal empecilho para o governo é garantir que os produtos finais serão realmente destinados à exportação. Chamado de drawback integrado, o novo sistema pre...

Receita com exportação de café solúvel cresce 25,39% em 2008

... em números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O País exportou no período 74.732 toneladas, com aumento de 4,55% em relação a 2007 (71.481 t). O preço médio da tonelada ficou em US$ 7.569, ante US$ 6.311 em 2007, representando elevação de 19,94%. Segundo o relatório, os Estados Unidos foram o principal do destino do café processado ...

Exportação de carne deve permancecer estável em 2009

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC) o Brasil exportou 2,05 milhões de toneladas equivalente carcaça (tec), o correspondente a US$4,88 bilhões. No mesmo período de 2007 – janeiro a novembro – as exportações atingiram 2,37 milhões de tec e US$4,08 bilhões. Com informações do Portal CapitalNews - MS...

Os caixas têm menos dólares nas exportadoras de SC

...007. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), os negócios foram de US$ 289,28 milhões. O principal responsável por essa queda foi a mais grave crise financeira dos últimos 80 anos. Os principais mercados consumidores do mundo – como os Estados Unidos e a União Europeia – estão r...

Receita com exportação de café verde sobe 22% em 2008

... em números da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O volume embarcado no período teve leve elevação de 5,29%, de 1,488 milhão de toneladas para 1,567 milhão de toneladas. O preço médio de exportação teve elevação de 16,16% no período, de US$ 2.270/t para US$ 2.637/t. O crescimento mais express...

Balança comercial inicia 2009 com resultado negativo

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O déficit foi apurado entre os dias 1º e 11 deste mês. No período, as exportações somaram US$ 2,95 bilhões e as compras do exterior totalizaram US$ 2,97 bilhões.O último déficit semanal da balança havia sido registrado na primeira seman...

Exportações de açúcar registram volume recorde em 2008, divulga MDIC

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Foram embarcados no ano de 2008 um volume total de 19,45 milhões de toneladas de açúcar, alta de 0,5% em relação ao ano anterior, quando foram embarcadas 19,35 milhões de toneladas. A receita ficou em US$ 5,47 bilhões, superior em 7,25% aos US$ 5,10 bilhões de 2007. A receita só é inferior às US$ 6,16 bilhões re...

Exportações: novo perfil

...ies. Segundo a Associação de Comércio Exterior (AEB), pela primeira vez desde 1980, os manufaturados deverão ter presença abaixo de 50% na pauta de exportações em 2008. Até aqui, o saldo comercial tem sido mantido porque as commodities – especialmente, minério de ferro, petróleo bruto e soja em grãos – vêm crescendo em função da elevação dos preços, mas não em volume, enquanto os produtos manufaturados sofreram com a valorização do real, que redundou em cancelamento de pedidos. Ocorre, porém, que as commodities também vêm perdendo fôlego. Segundo dados da Organização Mundial do Comércio (OMC), a taxa d...

Relação entre oferta e demanda no Mercosul deve sustentar preços

...am os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Em 2008, as exportações de arroz do Uruguai para o Brasil sofreram um baque por causa da alta do dólar, lembra o diretor de Mercados da Federarroz, Marco Aurélio Tavares. Com preços mais baixos no Brasil, houve preferência por destinos como a União Européia. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP...

China avança e superávit de SC é o menor da década

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior só traz dados desde 1997. A queda é motivada pelo avanço chinês, que aumentou suas exportações em quase 75%, vendendo no ano passado US$ 1,6 bilhão em solo catarinense. No...

Exportadores gaúchos serão os mais afetados pela crise, diz Tigre

... eles a construção civil e o comércio. O argumento do setor produtivo é que a diminuição de tributos geraria uma folga de caixa imediata e que, em termos de alívio, o impacto seria mais rapidamente sentido que o aumento do crédito ou a redução dos juros. Esse pedido, porém, não anulou a reclamação feita contra os juros e o mercado de crédito. O pedido de corte de impostos foi seguido pela promessa de Mantega de que o governo vai continuar reduzindo alíquotas. Segundo o relato de presentes, o ministro teria lembrado aos participantes do encontro do pacote para o setor habitacional que deve ser anunciado ainda este mês. Comentou, inclusive, que devem ser diminuídas alíquotas de IPI de produtos ligados à construção e também citou a hipótese de que a PIS/Cofins poderia ser reduzida em alguns setores. Outra sugestão feita por alguns empresários é a possibilidade de que os bancos públicos aumentem o percentual financiado nos empréstimos dados aos clientes. A solicitação é que essas operações passem a financiar até 100% do investimento, ante limite de até 80% existente hoje. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Preço dos fretes despenca 93,4% e ameaça armadores e estaleiros

...cia das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad) em relação ao preço dos fretes. O custo do frete marítimo caiu 93,4% no ano passado e as projeções para este ano são também pessimistas. Há cada vez ma...

Dragagem em Itajaí deve terminar antes do previsto

..., Equipav S/A Pavimentação e Comércio e Chec Dredging e CO. Ltda. O grupo está trabalhando com duas dragas no Rio Itajaí-Açu: a menor tem capacidade de retirar três mil metros cúbicos de sedimentos e entulhos que reduziram a profundidade do canal que dá acesso ao porto. O coordenador técnico do consórcio responsável pela dragagem, Octávio Bertacin, explica que o edital da SEP previa que as dragas deveriam chegar ao porto no prazo máximo de 20 dias, mas a Draga Brasil conseguiu colocar o equipamento no local em cinco dias. "Nosso consórcio reduziu em 15 dias o prazo previsto pela SEP e ainda trouxemos um equipamento maior que o proposto pela SEP", afirma Bertacin. Segundo ele, o edital previa que o trabalho seria realizado por duas dragas (uma de 3 mil e outra de 5 mil metros cúbicos), mas o consórcio está operando com uma de 3 mil e outra de 13 mil metros cúbi...

EUA não viram interesse do Mercosul em negociar um acordo, diz Schwab

... negociar um acordo de livre comércio com os Estados Unidos, segundo a representante comercial americana, Susan Schwab. Ela foi ontem a Genebra se ...

OMC teme onda protecionista e vai monitorar países

...var a Organização Mundial do Comércio (OMC) a estabelecer um mecanismo para monitorar altas de tarifas e outras medidas comerciais ...

AEB projeta queda de 17,6% nas exportações

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) previu que a bala...

Egito quadruplica exportação ao Brasil

...e visita à sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, em São Paulo. “As exportações brasileiras continuaram a crescer, mas é motivo de alegria ver que as exportações egípcias quadruplicaram, reduzindo o déficit”, disse o diplomata. Ele ressaltou que a corrente de comércio entre os dois países, que é a soma das exportações e importações, ultr...

Mercosul só atrapalha negociações, reclama a indústria e a agricultura

...Matheus Zanella, assessor de comércio exterior da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Matheus Zanella. O setor agrícola brasileiro ainda culpa a reticência da Argentina pelas frustradas tentativas de selar um acordo com a União Européia. Como formam uma união aduaneira, Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai só podem negociar acordos de livre comércio em conjunto. A preocupação dos países é não ferir a já combalida Tarifa Externa Comum (TEC) para importação de produtos. A Venezuela está em processo de adesão ao grupo...

Mercosul só atrapalha negociações, reclama a indústria e a agricultura

...Matheus Zanella, assessor de comércio exterior da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Matheus Zanella. O setor agrícola brasileiro ainda culpa a reticência da Argentina pelas frustradas tentativas de selar um acordo com a União Européia. Como formam uma união aduaneira, Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai só podem negociar acordos de livre comércio em conjunto. A preocupação dos países é não ferir a já combalida Tarifa Externa Comum (TEC) para importação de produtos. A Venezuela está em processo de adesão ao grupo...

País terá batalha para vender mais a China, Índia e Rússia

...uiser continuar avançando no comércio exterior, precisará encontrar nos países emergentes o mercado para seus produtos. Entre eles, é impossí...

Brasil fecha acordo e evita retaliação europeia em disputa sobre pneus

... pela Organização Mundial do Comércio (OMC) para uniformizar a proibição à importação de pneus usados. O acordo fechado durante a tarde em Genebra não elimina, porém, a ameaça de sanção contra o país, enquanto perdurar a proibi...

Erros da política externa e comércio

... EUA. A China se destacou no comércio exterior brasileiro. Nossas exportações para o país asiático, de US$ 16,403 bilhões, aumentaram 50,8% em relação a 2007, enquanto as importações, com US$ 20 bilhões, apresentavam crescimento de 56,9%, deixando um saldo comercial deficitário para o Brasil de US$ 3,6 bilhões, responsável por 23,7% na redução do saldo de nossa balança comercial. As nossas exportações para os países do Oriente Médio cresceram 24,4%, ao passo que nossas importações apresentaram aumento de 92,1%, fruto, basicamente, da elevação do preço do petróleo. A mesma situação se verifica no comércio com a Europa Oriental, com aumento de 25% das exportações, mas de 90,7% das importações. Merece menção o fato de as exportações para a África terem aumentado apenas 17,1%, apesar da prioridade dada pelo Itamaraty à região. Compete ao governo analisar com grande atenção a evolução geográfica de nosso comércio exterior e rever sua política externa para poder recuperar os mercados da União Europeia e dos EUA. Fonte: O Estado de São Paulo...

EXPORTAÇÕES - Presidente da Associação de Comércio Exterior quer mais apoio do governo para conter crise

... presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), Benedicto Fonseca Moreira. Em ...

Primeiros dados da balança comercial em 2009 só saem dia 12

...ão os dados das operações de comércio exterior realizadas entre os dias 2 e 11. O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) não vai divulgar as informações nesta segunda-feira, como sempre faz, porque o ano só teve um di...

Balança comercial registra novos recordes históricos em 2008

...97,8 milhões). A corrente de comércio (soma dos valores exportados com os importados) é também histórica e somou US$ 371,149 bilhões, o que representou, em média, operações de US$ 1,467 bilhão por dia útil do ano passado. Pelo critério da média diária, as vendas de produtos brasileiros para mercados internacionais cresceram 21,8% no ano passado em relação ao desempenho médio diário das exportações em 2007 (US$ 642,6 milhões). As importações, na mesma comparação, apresentaram alta de 41,9%, saind...

Balança comercial tem menor resultado desde 2003

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O saldo é 38,2% menor do que o verificado no ano anterior, US$ 40,032 bilhões, quando as vendas do Brasil para o exterior somaram US$ 160,649 bilhões e as importações ficaram em US$ 120,617 bilhões. Em dezembro, a balança comercial brasileira registrou em superávit de US$ 2,301 bilhões, resultado de exportações que chegar...

Dificuldades no comércio exterior

...isto para as perspectivas do comércio exterior brasileiro. A elevação das barreiras comerciais - coisa que os governos prometeram não fazer como resposta à crise - não é a única ameaça ao desempenho exportador do Brasil. O governo já detetou sinais de acirramento da competição asiática em mercados importantes para os exportadores brasileiros. E, segundo informam executivos do setor privado, há indícios de que grandes multinacionais, no setor automotivo, por exe...

Exportações de carne caem em dezembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP...

Governo quer manter volume exportado em 2009

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Maiores exportadores prevêem queda nas vendas neste ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Ele prevê que o volume de minério de ferro vendido pela empresa no exterior vai cair entre 15% e 30% este ano em relação a 2008, porque a recessão prejudicou a demanda por aço em vários mercados. Como a Samarco exporta quase 100% do que produz, essa queda significa redução equivalente de produção. Ainda não estão previstas demissões, mas a empresa suspendeu novas contratações. Moraes disse que as vendas na Ásia devem ser um pouco melhores que no resto do mundo, mas não o suficiente para reverter a situação. "Diferente das crises dos últimos 20 anos, que tiveram impacto forte no México, na Rússia, na Ásia, agora o problema é generalizado." A Vale do Rio Doce, segunda maior exportadora do país, que não deu entrevista, anunci...

Secretário recomenda imaginação a exportadores em 2009

...foi feita pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento (Mdic), Welber Barral, que recomendou aos exportadores que usem a “imaginação” para continuarem vendendo ao exterior. “Por causa da volatilidade, não conseguimos estipular os preços das commoditi...

Exportação vai cair 16%, prevê Funcex

...cultando as projeções para o comércio exterior brasileiro, segundo especialistas da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) e da Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). “Fazer ...

Espumantes exportam até 237% mais em 2008

...das pelo varejo e eventos. O comércio em casas especializadas e champanharias vem a seguir na distribuição da bebida, afirma o presidente da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), Henrique Benedetti. As chamadas champanharias já não são mais novidade e várias cidades ganharam casas do gênero, nas quais a bebida é o principal destaque ou que se dedicam apenas a ela. Outras categorias - Depois do carnaval - até quando os espumantes ainda são principais responsáveis pelas vendas do setor -, a expectativa dos fabricantes passa a ser a Páscoa: "Já estamos pensando nos vinhos, que também esperamos crescimento de espaço frente aos importados". Além dele, o suco de uva tem bem é outra grande expectativa do setor. "Esse mercado vem uma alta muito forte nos últimos anos", afirma Allen Guerra, diretor comercial da Vinícola Aurora. Atualmente, a categoria de sucos detém 30% do mercado de sucos no Brasil, seguido pelos sabores pêssego e laranja. Por DCI - SP...

Piora da balança comercial

...m faz piorar o desempenho do comércio exterior: a quantidade exportada cai em ritmo cada vez maior e, agora, essa queda é acompanhada pela redução dos preços dos principais produtos de exportação, que também é rápida. O volume das exportações caía desde março - n...

Argentina lança pacote protecionista

...ós a divulgação dos dados de comércio exterior de novembro: as exportações recuaram 6% frente ao mês anterior, o pior resultado desde 2002. E dados de consultorias privadas mostraram que nos primeiros oito meses do ano as importações aumentaram, em média, 33%. Uma das iniciativas será a criação de um Registro de Travas às Exportações Argentinas, no qual serão incluídos todos os países que apliquem medidas contra a entrada de produtos argentinos. Nesses casos, o governo atuará com reciprocidade. Segundo interpretação de meios de comunicação locais, entre eles o jornal econômico “El Cronista”, esta parte do programa “parece destinada ao governo Lula”. “Recado para o Brasil: se não comprar mais produtos loc...

Balança comercial tem superávit de US$ 416 milhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Com esse resultado, a balança mantém o desempenho positivo visto na semana passada, quando houve um superávit comercial de US$ 947 milhões. O saldo comercial acumulado nas três semanas de dezembr...

China quer expandir exportações para mercados emergentes em 2009

...sse Chen Deming, ministro do Comércio do país, nesta terça-feira. Deming disse que o sul da Ásia, Oriente Médio, Ásia Central, América do Sul e o Leste Europeu estavam entre os principais alvos, segundo a agência oficial de notícias Xinhua. As exportações chinesas apanharam os mercados de surpresa quando...

Países buscam melhorar pauta de exportações

...vernos para discussões sobre comércio e investimento, voltado à diversificação da pauta de exportações brasileiras em favor de produtos de maior valor agregado, e a constituição da Câmara de Comércio Franco-Brasileira. Também a enfática defesa do Mercosul pelo presidente Lula deu a tônica da entrevista coletiva concedida à imprensa pelos dois mandatários, na última te...

Comércio exterior brasileiro recua em dezembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).No mês, a receita dos embarques chegou a US$ 9,927 bilhões. A média diária está em US$ 661,8 milhões, 7% a menos do que a média por dia útil de dezembro do ano passado e 10,3% a menos do que em novembro de 2008. As compras externas atingiram US$ 8,999 bilhões, com US$ 599,9 milhões em média por dia, um aumento de 13,3% sobre a média de dezembro de 2007. Em relação a novembro deste ano, a média diária das importações diminuiu 8,7%. O saldo acumulado em dezembro está em US$ 928 milhões. No acumulado do ano, as exportações renderam US$ 194,052 bilhões, um aumento de 22,8% pelo critério da média diária em comparação com o mesmo período de 2007. As imp...

Preço de produtos exportados encolhe 8,4% em novembro

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), que será divulgado hoje. O levantamento mostra que no mês passado o índice de preço das exportações brasileiras caiu 8,4% frente a outubro, sendo que nos produtos básicos a queda foi ainda maior, de 12,2%. Em novembro, o Brasil exportou US$ 14,7 bilhões, marca 5% superior à do mesmo mê...

Brasil e UE vão negociar acordos setoriais

...iações de um acordo de livre comércio birregional. Brasil e UE vão se engajar na luta contra o protecionismo, mas sabem que a prudência é fundamental em tentativas de liberalização, mesmo setorial, no contexto atual de crise financeira e recessão global. A negociação setorial foi um dos principais impasses na Organização Mundial do Comércio (OMC) e impediu a convocação, este mês, de reunião de ministros para tentar um acordo agrícola e industrial global. Os EUA faziam exigências para Brasil, China e Índia se comprometerem com o resultado das negociações, sem saber como elas terminariam, em pelo menos dois setores obrigatórios, um deles o químico. A União Européia teve abordagem diferenciada e chegou a reclamar que nem ela poderia aceitar as condições exigidas por Washington para fazer acordos setoriais. Na semana passada...

DECRETO No- 6.704, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2008

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; V - Ministério da Fazenda; VI - Ministério da Integração Nacional; VII - Ministério da Cultura; VIII - Ministério da Justiça; IX - Ministério do Meio Ambiente; X - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; XI - Ministério das Relações Exteriores; XII - Ministério dos Transportes; XIII - Ministério do Trabalho e Emprego; XIV - Casa Civil da Presidência da República; XV - Secretaria Especial de Portos da Presidência da República; XVI - Agência Nacional de Aviação Civil; XVII - Banco da Amazônia S.A.; XVIII - Banco do Brasil S.A.; XIX - Banco do Nordeste do Brasil S.A.; XX - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social; XXI - Caixa Econômica Federal; XXII - Instituto Brasileiro de Turismo; XXIII - Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária; XXIV - Superintendência da Zona Franca de Manaus; XXV - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas; e XXVI - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. § 1o Integram, ainda, a composição do Conselho Nacional de Turismo: I - três representantes, designados pelo Presidente da República, dentre brasileiros de notório saber na área de Turismo; II - representantes de entidades da sociedade civil, de caráter nacional, indicados pelo Conselho e designados pelo Ministro de Estado do Turismo, por portaria ministerial, a partir de processo de avaliação baseado em critérios objetivos previamente definidos no regimento interno. § 2o A Presidência do Conselho caberá ao Ministério do Turismo que será representado pelo Ministro de Estado de Turismo. § 3o O Presidente do Conselho poderá convidar outros representantes de instituições públicas e entidades da iniciativa privada a participarem das reuniões do colegiado. Art. 3o O Ministério do Turismo dará o suporte técnico e administrativo necessário ao funcionamento do Conselho. § 1o Caberá à Secretaria Nacional de Políticas de Turismo exercer a função de Secretaria-Executiva do Conselho. § 2o Os entes representados no Conselho deverão arcar com as eventuais despesas de passagens e diárias de seus representantes ou suplentes. Art. 4o Os membros do Conselho e seus respectivos suplentes, a que se referem os incisos I a XXVI do art. 2o, serão indicados pelos titulares dos entes representados e designados pelo Ministro de Estado do Turismo. § 1o Os membros do Conselho referidos no caput terão mandato de dois anos, ficando sua substituição, a qualquer tempo, a critério dos respectivos titulares dos entes representados. § 2o A ocorrência de quatro ausências consecutivas e não justificadas dos membros do Conselho a que se refere este artigo, implicará na solicitação de sua substituição imediata ao titular do órgão ou instituição representada. Art. 5o Os membros do Conselho que forem representantes de entidades da sociedade civil organizada, referidos no inciso II do § 1o do art. 2o, deverão ser os dirigentes máximos da respectiva entidade. Parágrafo único. A ocorrência de quatro ausências não justificadas, consecutivas ou intercaladas no período de dois anos, dos membros do Conselho referidos no caput implicará no desligamento da entidade representada do Conselho. Art. 6o O regimento interno do Conselho disporá sobre o seu funcionamento, forma de atuação e detalhamento de atribuições, devendo ser aprovado pela maioria absoluta de seus membros e publicado por portaria do Ministro de Estado do Turismo. Art. 7o A participação dos membros do Conselho Nacional de Turismo é considerada serviço público relevante e não será remunerada. Art. 8o Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Art. 9o Ficam revogados os Decretos nos 4.686, de 29 de abril de 2003, e 4.804 de 11 de agosto de 2003. Brasília, 19 de dezembro de 2008; 187o da Independência e 120o da República. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Luiz Eduardo Pereira Barreto Filho...

Exportações do agronegócio devem chegar a US$ 73 bi

... o presidente do Conselho de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Rubens Barbosa, disse que uma das prioridades do Brasil é a adesão da Venezuela ao Mercosul. Ele disse que o pedido está sendo analisado pelos congressos paraguaio e brasileiro. “A estimativa de pesquisadores é que, em 2030, o Brasil se torne o quinto maior mercado consumidor do mundo, o que contribuirá para sermos um pólo das exportações”, disse. Presente ao encontro, o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Célio Porto, disse que uma das prioridades do ministério para 2009 é avançar nas negociações comerciais com a África do Sul. Em 2008, ele citou as missões comerciais para os Emirados Árabes, Japão, China, Argélia, Rússia, Irã, Ucrânia e Polônia. O diretor do Departamento de Negociações Sanitárias e Fitossanitárias, Guilherme Costa, disse que haverá uma reunião em janeiro de 2009 entre técnicos do Brasil e da Rússia para discutir questões relacionadas à certificação sanitária e a amplia...

Importação de produtos argentinos em novembro cai 6% em relação a 2007

...nacional colocou um freio no comércio entre Brasil e Argentina. As importações brasileiras pr...

País impõe sobretaxa na importação de pneu chinês para caminhões e ônibus

...omo a resolução da Câmara de Comércio Exterior (Camex), publicada no "Diário Oficial da União", a participação dos pneus chineses aumentou de 0,4%, de abril de 2003 a março de 2004, para 11% , de abril de 2007 a março de 2008. Na mesma comparação, a participação da indústria nacional recuou de 73,4% para 62,4%. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Camex prorroga por até dois anos concessões em vigor do regime de Ex-tarifário

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) publicou hoje (19/12) no ...

Exportador tem a pior expectativa em 10 anos

...undação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex), Fernando Ribeiro, as empresas que vendem prioritariamente ao mercado internacional podem ser divididas em dois grupos: as exportadoras de commodities e as que vendem outros tipos de produto. No caso do primeiro grupo, o especialista comentou que, além dos efeitos de retração na demanda por causa da crise, de maneira geral as empresas que exportam esse tipo de produto terão de lidar com quedas nos preços em 2009, em comparação com os dois últimos anos imediatamente anteriores. ?Vai ser um momento muito difícil para se fazer vendas lá fora?, afirmou. Com informações do Jornal O Estado de S. Paulo...

RESOLUÇÃO No- 79, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2008

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o inciso I do art...

Caixa começa a socorrer exportador e importador

...icionais de financiamento ao comércio exterior, conhecidas como ACC e ACE. "Agora, a Caixa tem autorização para operar com câmbio livremente", disse Geraldo Magela, gerente de normatização de câmbio e capital estrangeiro do Banco Central. Esse era um pedido antigo da instituição. O CMN decidiu ainda dar mais prazo para 248 agências de turismo que operam com câmbio, mas ainda não estão enquadradas na nova regulamentação editada em maio deste ano, se adaptarem. Elas terão até o...

CIRCULAR No- 88, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Os portos e a confusão de objetivos

...zado, por sua importância no comércio e no abastecimento inter-regional e pela base de sustentação para o retorno à navegação de longo curso. Os portos seguem a mesma rota ou talvez pior. Na navegação, os exportadores ainda têm a opção de utilizar navios de bandeira estrangeira, embora em proporção superior à que o bom senso indicaria, pois 96% do valor das nossas vendas externas sai por via marítima. A busca por vantagens competitivas no comércio mundial, em todos os países, estimula pesados investimentos na modernização dos portos e adoção de formas de administração voltadas para a eficiência e a eficácia, necessárias à maior produtivida...

Sebrae reduz juros de fundo de aval para empresas catarinenes

...s empresários dos setores de comércio, serviços e indústria. Os recursos previstos serão investidos parte pelo Sebrae Nacional (R$ 3,1 milhões) e parte pelo Sebrae/SC (R$ 1,4 milhão). Nessa primeira fase do projeto será feito cadastro, triagem e encaminhamento do público para o atendimento coletivo e individual. Serão dadas orientações para grupos de empresários sobre as linhas de crédito disponíveis. Para essa ação estarão presentes representantes do Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), além de instituições de microcrédito. Com informações da Agência Sebrae de Notícias...

Apex-Brasil terá mais recursos para promover exportações em 2009

...u para discutir o cenário do comércio exterior em 2009 e as estratégias de atuação da Apex-Brasil e seus parceiros para o próximo ano. Com informações do Export News...

Câmara avalia relação comercial entre Brasil e Rússia e principais missões de 2008

... O presidente do Conselho de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Rubens Barbosa, apresentou a radiografia do Mercosul e disse que uma das prioridades do Brasil é a adesão da Venezuela ao bloco. O pedido está sendo analisado pelos congressos paraguaio e brasileiro. "A política comercial externa do Mercosul tem estratégias pa...

Crise derruba as exportações em Joinville

...ior, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). — Isso já era esperado — diz Maria Tereza Bustamante, presidente da Câmara de Comércio Exterior da Fiesc. Além da retração da demanda internacional em função da crise, Bustamante avalia que a desvalorização do real frente ao dólar e o fechamento do porto de Itajaí, em função da chuva, também colaboraram para o resultado n...

Governo brasileiro organiza missão empresarial a países do norte de África

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge. Ela será realizada no Norte da África - Argélia, Tunísia, Marrocos e Líbia, de 24 a 30 de janeiro de 2...

Governo prevê exportações de US$ 73 bi em 2008

... o presidente do Conselho de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Rubens Barbosa, disse que uma das prioridades do Brasil é a adesão da Venezuela ao Mercosul. Ele disse que o pedido está sendo analisado pelos congressos paraguaio e brasileiro. "A estimativa de pesquisadores é que, em 2030, o Brasil se torne o quinto maior mercado consumidor do mundo, o que contribuirá para sermos um pólo das exportações", disse. Presente ao encontro, o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Célio Porto, disse que uma das prioridades do ministério para 2009 é avançar nas negociações comerciais com a África do Sul. Em 2008, ele citou as missões comerciais para os Emirados Árabes, Japão, China, Argélia, Rússia, Irã, Ucrânia e Polônia. O diretor do Departamento de Negociações Sanitárias e Fitossanitárias, Guilherme Costa, disse que haverá uma reunião em janeiro de 2009 entre técnicos do Brasil e da Rússia para discutir questões relacionadas à certificação sanitária e a ampliação da lista de unidades habilitadas à exportação. O encontro será realizad...

Queda das exportações preocupa setor de carnes

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), as exportações de carne bovina caíram 42,8% no mês passado, em relação ao mesmo período de 2007, de 89 mil para 56 mil toneladas. Enquanto a queda nos embarques de carne suína e de frango foram diretamente impactadas pela suspensão das atividades do Porto de Itajaí, que está fechado desde o último dia 21 em virtude das fortes chuvas que atingiram o Estado, a retração nas exportações de carne bovina não teve essa motivação. Com informações da Agência Estado...

Apex-Brasil aumenta aporte de recursos para promover exportações e investimentos em 2009

...u para discutir o cenário do comércio exterior em 2009 e as estratégias de atuação da Apex-Brasil e seus parceiros para o próximo ano. "Sabemos que 2009 será um ano de crise e de queda de consumo. Por isso mesmo é um ano propício para diversificarmos as nossas ações de promoção comercial e investirmos em capacitação de empresas para que, em 2010, mais empresas estejam prontas para exportar", explicou Teixeira. Ele destacou duas ações da Agência para 2009 neste sentido: um trabalho forte para promover exportações de pequenas empresas via tradings, ou comerciais exportadoras, e o Programa de Extensão Industrial Exportadora (PEIEX), que deverá atender a 10 mil empresas, em 50 núcleos por todo o país, capacitando-as para atender o mercado externo e fornecendo a elas informações específicas de mercados. Teixeira também anunciou que o número de missões comerciais em 2009 será duplicado, graças a um trabalho que será desenvolvido em conjunto com a CNI (Confederação Nacional da Indústria). Em 2008, a Agência organizou 61 missões e participou de outras 20, organizadas pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior ou pela Presidência da República. Cenários para 2009 "Em todos os cenários que avaliamos para o próximo ano - do mais conservador ao mais otimista - vemos que o comércio mundial não irá decrescer, a despeito da crise. As economias em desenvolvimento vão possibilitar um incremento do comércio mundial que poderá ir de 1,8% a 3,5%. As exportações do Brasil devem crescer pelo menos 3% e, nosso objetivo é que nos projetos da Agência o aumento de vendas seja pelo menos o dobro disso. Vamos aproveitar o momento de crise para conquistar espaços", afirmou. Teixeira apr...

Carnes: média diária de embarques atinge us$ 37,719 milhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No comparativo com a média diária de dezembro 2007, de US$ 51,900 milhões, o desempenho deste mês é 27,3% inferior. Com informações do Portal último Segundo...

Exportações recuperam ritmo equanto importações caem

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O bom resultado das vendas externas se deu por conta do maior embarque de produtos básicos como petróleo, minérios de ferro e de cobre, soja em grão, milho e fumo em folha, que apresentaram elevação de 37,8% em relação à semana anterior. As vendas de produtos manufaturados como aviões, óleos combustíveis, aparelhos celulares, açúcar refinado, bombas e compressores também cresceram 20,5%. Os produtos semimanu...

Indústria catarinense desacelera no final, mas balanço de 2008 é positivo

...trabalho no mês. Os dados do comércio exterior, divulgado pela FIESC também nesta segunda, mostram queda em novembro, em grande parte pelo fechamento do Porto de Itajaí na segunda quinzena do mês, por causa dos estragos causados pelas chuvas. As exportações do estado ficaram em US$ 486 milhões, queda de 35% em relação a outubro e de 24,1% sobre o mesmo período de 2007. No ano, no entanto, Santa Catarina ainda acumula alta de 14,2% nas vendas externas, com um total de US$ 7,69 bilhões em embarques entre janeiro e novembro. As importações também diminuíram em novembro em relação a outubro. A retração foi de 20,5%, para US$ 601,5 milhões. Sobre novembro de 2007, no entanto, as compras de outros países cresceram 20,12%. No ano, a alta é de 65,2%, com importações de US$ 7,44 bilhões. Com isso, o saldo da balança comercial catarinense diminuiu de US$ 2,23 bilhões entre janeiro e novembro de 2007 para US$ 248,8 milhões este ano, uma redução de 88,9%. Com informações da Assessoria de Imprensa do Sistema Fiesc...

Indústria prevê crescimento de 2,4% do PIB em 2009

...rá ter forte impacto sobre o comércio internacional, que crescerá 2,1% em 2009, segundo a estimativa da CNI, contra uma expansão de 4,6% em 2008. Com informações do Jornal Diário do Comércio Indústria e Serviços - SP...

Lula defende fim da dupla tarifa sobre importação no Mercosul

...nceira, com seus reflexos no comércio, sublinhou a importância de diversificarmos nossos mercados". A afirmação foi feita por Lula ao discursar na abertura da A TEC é um imposto de importação em vigor nos países do Mercosul que incidente sobre certos produtos de fora do bloco. Um produto que ingressa no Mercosul pelo Uruguai e depois é reexportado ao Brasil, por exemplo, paga imposto de importação duas vezes e cada país fica com a arrecadação. O fim da dupla cobrança vinha sendo negociado há cinco anos, com data prevista para implementação a partir de janeiro de 2009. No entanto, Brasil...

MDIC organiza missão comercial ao Norte da África

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Miguel Jorge, comandará a missão comerc...

Mercosul vai flexibilizar regras para importação de produtos da Bolívia

...l flexibilizará as regras de comércio para facilitar a importação de produtos têxteis da ...

Balança registra superávit de US$ 947 milhões na segunda semana de dezembro

... totalizaram uma corrente de comércio (soma dos valores exportados com os importados) de US$ 6,205 bilhões (média diária de US$ 1,241 bilhão). Mês No mês de dezembro, até o dia 14, as exportações brasileiras somaram US$ 6,563 bilhões, o que correspondeu a um desempenho médio diário de US$ 656,3 milhões, cifra 7,8% menor que o registrado em todo o mês de dezembro do ano passado (US$ 711,6 milhões) e 11% inferior à média diária das exportações em novembro de 2008 (US$ 737,7 ...

Dragagem do canal do Porto de Itajaí começa esta semana

..., Equipav S/A Pavimentação e Comércio e CHEC Dredging e CO. Ltda, representantes da chinesa Shangai Dredging Co. foi escolhido após análise técnica feita pela Secretária Especial de Portos. O valor do contrato é de R$ 17,5 milhões. Com informações do Jornal do Brasil - RJ...

Produtores têxteis da UE e do Brasil fecham acordo

... barreiras não-tarifárias no comércio bilateral do setor. Na prática, é pavimentado uma espécie de acordo setorial de liberalização em vista de uma futura zona de livre comércio UE-Mercosu...

Sem acordo, dupla cobrança da TEC continua no Mercosul

...ficultará futuros acordos de comércio do Mercosul com outras regiões. "A continuidade da dupla cobrança da TEC vai dificultar muito negociações com outros blocos, sobretudo com a União Européia, que em todas as negociações que tivemos, em todas as discussões que tivemos no passado, sempre acentuou que o fato de não haver o livre trânsito das mercadorias no Mercosul", afirmou. "Quando nós passarmos, em outros acordos, da fase do acordo preferencial para a fase do acordo de livre comércio, encontraremos os mesmos obstáculos", previu. Hoje, um produto que ingressa no Mercosul pelo Uruguai e depois é reexportado ao Brasil, por exemplo, paga imposto de importação duas vezes e cada país fica com imposto arrecadado. O fim da dupla cobrança vinha sendo negociado há cinco anos, com data prevista para implementação a partir de janeiro de 2009. Quando assumiu a presidência pro tempore do bloco, em julho, o Brasil se comprometeu em acel...

Diretor da FIESP diz que pacote não atende setor exportador

...de Relações Internacionais e Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Thomaz Zamotto. “O pacote é bem-vindo porque diminui o risco da redução da atividade industrial e, também, dos efeitos da crise. Mas demonstra claramente que a preocupação do governo es...

Doha chega a novo impasse e desaponta Brasil

A Organização Mundial do Comércio (OMC) se prepara para anunciar o fiasco de...

MDIC divulga dados regionais da balança comercial em novembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No total, a balança comercial brasileira registrou em novembro exportações de US$ 14,753 bilhões, com alta de 5% sobre o mesmo mês do ano passado. As importações, na mesma comparação, somaram US$ 13,140 bilhões, com crescimento de 9,2%. Exportação Na região Sudeste, os quatro estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo – apresentaram juntos crescimento das exportações de 14% em relação a novembro do ano passado. O Rio de Janeiro exportou US$ 2,156 bilhões, superando em 103% o desempenho no mesmo período de 2007. Com isso, o ...

Bens manufaturados somam 81,7% das exportações de microempresas

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior). As informações são da Agência Sebrae. A pesquisa tomou por base a classificação dos portes das organizações conforme os limites de receita bruta anual previstos na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa. Assim, considerou-se microempresa aquela cujo faturamento é de até R$ 240 mil e empresa de pequeno porte aquela cuja receita não ultrapasse os R$ 2,4 milhões, segundo informações da Agência Sebrae. Valores exportados O estudo revela uma elevada presença de microempresas nas faixas mais baixas de valores exportados. Delas, cerca de 60% exportaram encomendas de até US$ 20 mil e outras 16% exportaram entre US$ 60 mil e até US$ 120 mil no mesmo período. Em relação ...

Comércio internacional de têxteis e confecções é tema de seminário em Bruxelas

O comércio de têxteis e vestuários entre Brasil e Uni...

Comitê Executivo de Gestão da Camex aprova 281 novos ex-tarifários

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e entra em vigor a partir de hoje. Os novos produtos para bens de capital, beneficiados pelo regime de Ex-tarifário, poderão ser importados com a redução das alíquotas do imposto de importação de 14% (em média) para 2%, até o dia 31 de dezembro de 2008. Já os itens de BIT, que oscilavam entre 12% e 16%, foram reduzidos para 2%. Com a inclusão desses novos produtos, os investimentos globais e os relativos às importações de equipamentos somam US$ 5,082 bilhões e US$ 588 milhões, respectivamente. Os principais setores beneficiados são os de geração de energ...

Recursos para financiar exportações chegam a US$ 1,1 bi na primeira semana do mês

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, com os leilões do Banco Central com o objetivo de financiar as exportações, houve uma melhora acentuada na concessão de financiamentos para o setor. Ele ressaltou, entretanto, que o problema agora está na redução da demanda mundial, que é um efeito da crise financeira internacional. No último dia 4, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, informou que, desde setembro, foram leiloados US$ 3,8 bilhões para as instituições financeiras, que oferecem como garantia concessões de ACC e Adiantamento Cambial Entregue (ACE). O objetivo é que os bancos financiem as exportações com esses recursos. Castro afirmou que, mesmo com a melhora na liberação dos recursos, os bancos estão mais rigorosos na concessão de crédito e que há uma desconfiança tanto de exportadores quanto dos compradores ...

Brasil prefere novo fracasso de Doha a abrir mercados a químicos e eletrônicos

...ha da Organização Mundial do Comércio (OMC), o Brasil não acatará a recente demanda dos Estados Unidos de maior abertura dos mercados e...

ECONOMIA - Pequenas empresas ganham mercado externo

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Ainda assim, as exportações das MPEs têm participação modesta no total de vendas externas das empresas nacionais. No caso dos microempreendimentos, a fatia é de 0,1% e dos pequenos, de 1,2%. “A MPE não tem a exportação como uma estratégia empresarial. Elas exportam quando o câmbio está favorável ou quando seu produto consegue um bom preço lá fora”, diz Emanuel Falcão, analista do Sebrae que coordenou o estudo. O resultado dessa ausência de estratég...

Exportações brasileiras terão saldo positivo em 2008

... avaliação dos resultados do comércio internacional no Brasil, em 2008, nesta terça-feira (9) em São Paulo/SP. A reunião foi organizada pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI), do Mapa, para avaliar resultados, ouvir exportadores e definir as prioridades do mercado externo. Realizado na Superintendência Federal de Agricultura no Estado de São Paulo (SFA/SP), o encontro definiu estratégias de negociação e ações para ampliar o c...

Seguro de crédito à exportação poderá ser ampliado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) que ajuda o governo a aperfeiçoar as políticas de comércio exterior. De acordo com o chefe de gabinete do Ministério da Fazenda, além de ampliar o SCE o governo pretende equiparar a cobertura dos riscos comerciais ao que é praticado no exterior. “As indenizações poderão ser pagas conforme a moeda prevista no contrato de exportação”, disse. O presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação (Brasscom), Antônio Carlos Gil, que participou da reunião, disse que “as discussões ficaram centradas nas forma como governo e o empresariado devem se posicionar para evitar...

Sul e Sudeste concentram 98% dos pequenos exportadores

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) e desenvolvido com base nos registros da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) das empresas exportadoras. Entre as microempresas, verifica-se que 92,1% (5.138 estabelecimentos) concentravam-se nas regiões Sul e Sudeste em 2007. São Paulo lidera com folga, com cerca de 50% das microempresas brasileiras (2.619). Outros estados com elevado número de negócios exportadores em 2007 foram: Rio Grande...

Cai o tempo para liberação de cargas

...ando somente as operações de comércio internacional, que, no País, são realizadas em sua grande maioria nos portos, a classificação melhorou seis posições, chegando à 92ª. O estudo mostra que, para concluir uma exportação, o usuário precisa de 14 dias. É válido salientar que o prazo contabiliza quatro dias a menos do que o registrado em 2007. Entretanto, fica evidente pelo levantamento que o processo de embarque das vendas externas nacionais é mais lento do que em países como a República Dominicana (América), a Letônia (Europa) e São Vicente e Granadina (América), sem grandes participações no mercado internacional de cargas. Na importação, o cenário praticamente se r...

Exportadores defendem instalação do Despacha-Rápido nos portos

A Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) defende a retomad...

Micro e pequenas empresas batem recorde de exportação

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), o estudo é feito com base em dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e de outros órgãos. A base reúne e ainda cruza informações de outros órgãos sobre todas as cerca de 13 mil micro e pequenas empresas brasileiras que exportaram no período 1998-2007. O documento servirá como importante referência para ações de internacionalização de micro e pequenas empresas promovidas pelo Sebrae e por instituições parceiras. "Esse estudo é a consolidação de algumas tendências que vem se cristalizando desde 1998. Por meio dele, podemos constatar quais são as dificuldades que as empresas encontram para se manter no mercado externo, as oportunidades existentes, as experiências exitosas", explica o gerente de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional, Pio Cortizo. Acom...

Suínos: Exportações de novembro têm queda de quase 49%

... exercer forte influência no comércio exterior, não só em função do corte drástico de linhas de crédito, que financiavam o fluxo comercial, mas também pela grande volatilidade das moedas, que continua a prejudicar o fechamento de contratos", comenta o presidente da Associação, Pedro de Camargo Neto. Segundo ele, a tragédia em Santa Catarina, com a interrupção dos embarques no porto de Itajaí, foi a outra grande causa para a queda nos embarques. No ...

Abipecs: exportação de carne suína cai 48% em novembro

... exercer forte influência no comércio exterior, não só em função do corte drástico de linhas de crédito, que financiavam o fluxo comercial, mas também pela grande volatilidade das moedas, que continua a prejudicar o fechamento de contratos". Segundo ele, "a tragédia em Santa Catarina, com a interrupção dos embarques no porto de Itajaí, foi a outra grande causa". No ano passado, o porto catarinense respondeu por 55% dos embarques. "Diante da dificuldade e da retomada parcial da capacidade de embarque de Itajaí, os armadores estão redirecionando as exportações para os portos de Paranaguá, Rio Grande e mesmo Santos", disse ele. Os dados da Abipecs mostram que para a Rússia, principal cliente do Brasil, a redução das vendas foi ainda mais expressiva, de 56,57% em volume. "O País embarcou 23,60 mil toneladas em novembro de 2007 e apenas 10,25 mil toneladas no mês passado. Também em valor o declínio foi acentuado: 48,30% (de US$ 62,80 milhões para US$ 32,48 milhões)." Hong Kong, segundo principal destino da carne suína brasileira, também comprou menos em novembro. Houve uma variação negativa de 34,20% no volume de vendas (5,92 mil toneladas em novembro deste ano, em relação...

Crise mundial provoca queda no desempenho da indústria do RS

...ormações do Jornal Diário do Comércio Indústria e Serviços - SP...

Novo texto da OMC mantém corte de tarifas de bens industriais

...os da Organização Mundial de Comércio ainda este mês, mostram que ainda há desentendimentos sobre propostas de eliminação ou que conduzam a uma queda de barreiras de setores industriais individuais, afirmaram as fontes. A proposta geral vai limitar barreiras de países desenvolvidos a 8 por cento e para a maior parte das nações em desenvolvimento sujeitas a cortes de tarifas o teto será de 11 a 12 por cento em média, info...

OMC reduz exigências a emergentes

A Organização Mundial do Comércio (OMC) apresenta o que espera ser a base do...

Projeto cria órgão de defesa comercial

...rem avaliadas pela Câmara de Comércio Exterior (Camex), as medidas seriam aprovadas pelo Conselho de Defesa Comercial, um novo órgão composto por técnicos do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e da sociedade civil....

Setor produtivo e Governo discutem tarifa antidumping do glifosato importado

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em Brasília, devem ser levadas à próxima reunião dos ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex). A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que é parte interessada neste processo e que tem participado das discussões, defende a eliminação desta tarifa, uma vez que esta medida contribuiria para baixar o cu...

Superávit soma US$ 21,9 bilhões no ano

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. As exportações somaram US$ 187,112 bilhões de janeiro a dezembro, enquanto que as importações totalizaram US$ 165,114 bilhões. A corrente de comércio verificada no período foi de US$ 352 bilhões. Com informações do Jornal do BrasIl - RJ...

Fazenda estuda ampliar Seguro de Crédito à Exportação

...ega, no Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), realizado no Rio. Ele encaminhou à Agência Estado uma lista das medidas em estudo. Entre as medidas previstas para o curto prazo relacionadas no texto estão o pagamento de juros de mora; o aumento da cobertura "para riscos comerciais e par...

Parceria firme com argentinos

...u a Argentina na corrente de comércio com o Brasil, os hermanos continuam no alto do pódio na relação comer...

Argentina pede que Brasil "não a deixe sozinha" em Doha

... de Doha de liberalização de comércio, afirmou, nesta quarta-feira, à BBC Brasil, o secretário de assuntos econômicos internacionais do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Alfredo Chiaradia. Ele é o princip...

Oriente Médio é bloco que mais cresce como fornecedor do Brasil

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as vendas dos países do bloco ao mercado brasileiro somaram US$ 5,87 bilhões de janeiro a novembro, um aumento de 106% em comparação com o mesmo período do ano passado. E...

Portaria SECEX 25

...8545.19.90". SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR...

Queda na exportação de carne pressiona cotação

...e acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex), em novembro, empresas brasileiras exportaram 56,7 mil toneladas de carne in natura, 36,5% a menos que em outubro e 57% abaixo do volume de novembro do ...

Suínos: Brasil deixou de embarcar 25 mil toneladas por Itajaí

...bro, segundo a Secretaria de Comércio Exterior, o Brasil embarcou 22,4 mil toneladas de carne suína, com uma receita de US$ 67,2 milhões, volume inferior às 39,9 mil toneladas exportadas em outubro, que fomentaram receita de US$ 129,3 milhões. Com informações do Portal PorkWorld...

Exportador de frango está mais preocupado

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef), o volume embarcado foi 220 mil toneladas, 30,2% menos que em outubro e 26,4% abaixo do resultado de novembro do ano passado. De acordo com o ex-ministro Francisco Turra, presidente da Abef, foi a primeira queda em relação ao mesmo mês de 2007 registrada em ...

Negociação acirra debates no Mercosul

...is da Organização Mundial do Comércio (OMC), em julho. Naquela ocasião, em entrevista à imprensa na sede do Ministério de Relações Exteriores, ele já havia dito a mesma frase: "Infelizmente fomos à OMC sem uma única voz. Do outro lado da mesa, a União Européia tem uma só voz". Do lado brasileiro, o ministro Celso Amorim, das Relações Exteriores, chegou a concordar com a crítica e dizer que o fracassado desfecho da Rodada Doha havia sido uma "lição" e que os sócios do Mercosul deveriam afinar as posições. Tudo indica que a lição não foi aprendida. A Argentina não aceita as propostas de abertura do comércio de produtos industrializados pedida pelos países ricos aos países emergentes, e se alinhou com a Índia na crítica à contrapartida em abertura para produtos agrícolas oferecida por Estados Unidos, Europa e Japão, considerada excessivamente baixa e desproporcional à demanda do lado industrial. Os negociad...

O comércio externo assinala a crise

...o indica que a indústria e o comércio estão prevendo forte queda da atividade em geral e não estão preparados para um Natal muito bom, a julgar pelo montante dos estoques. É total, portanto, o divórcio em relação ao otimismo do governo. Fonte: O Estado de S.Paulo ...

Balança registra superávit de US$ 1,6 bilhão em novembro

... resultaram numa corrente de comércio (soma das exportações com as importações) de US$ 27,893 bilhões. Pelo critério da média diária, o valor das exportações em novembro ficou 5% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado (US$ 702,6 milhões) e 12,3% menor que a performance em outubro último, quando a média diária das exportações chegou a US$ 841,5 milhões. As exportações nos meses de novembro de 2007 (20 dias úteis) e de outubro de 2008 (22 dias úteis) tot...

Banco Mundial prevê retração de 1% no comércio em 2009

A já esperada retração que o comércio mundial deve ter em 2009, a primeira em 27...

Negociação entre Brasil e UE pode render bilhões de dólares a mais a exportadores

... nova comissária européia de Comércio, Catherine Ashton, tiveram um almoço de trabalho ontem em Genebra e enfatizaram a determinação de negociar um acordo agrícola e industrial até o fim do ano, o que julgam "bom para a humanidade". Em entrevista coletiva, Amorim e a comissária indicaram "convergências de vistas" e demonstraram um prudente otimismo. "Estamos no mesmo barco", disse Amorim. "Sem renunciar a nossos interesses e dos grupos q...

Prejuízo da agricultura de SC chega a R$ 400 milhões

...ada ontem pelo secretário de comércio exterior, do Ministério de Comércio Exterior, Welber Barral. Dentre as culturas agrícolas que terão mais prejuízo decorrente das frustrações de safra estão feijão, cebola, fumo, mel, soja, milho, arroz e leite. Para o ...

Situação do Porto de Itajaí

...iversos segmentos da área de comércio exterior e logística da cidade. Durante a reunião, que lotou o auditório da sede administrativa do Porto de Itajaí, foram apresentadas as diversas ações emergenciais que estão em andamento. “A edição extra do Diário Oficial da União, do dia 26 de novembro traz o texto da medida provisória nº 448. Esta MP prevê um montante de R$ 350 milhões para as obras emergenciais no Porto de Itajaí”, complementa Schmitt. Schmitt esclarece que diversas informações incorretas estavam sendo repassadas em toda a região. “Havia pessoas falando que o Porto de Itajaí ficaria mais de 6 meses sem operar, o que é uma inverdade. A Medida Provisória e a vinda do Ministro-Chefe da Secretaria Especial de Portos, Pedro Brito, é prova concreta da preocupação das autoridades e do empenho em colocar o Complexo Portuário do Itajaí-Açu operando novamente” frisa o superintendente. O superintendente ainda ressalta que a situação não está boa, mas também não é tão ruim quanto se pensa. “O superintendente do Teconvi, Walter Joos, está solidário com ...

Brasil acredita em acordo entre sócios do Mercosul

...ha da Organização Mundial do Comércio (OMC), interpretaram como "blefe" de seus colegas argentinos a recente ameaça de crise no Mercosul se for tolerada maior redução das tari...

C.EXTERIOR: Apex sugere eliminação de barreiras não tarifárias

...ento do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex), que além de todos os intervenientes causados pela crise financeira internacional, o grande desafio para o incremento das exportações brasileiras no próximo ano é a eliminação de barreiras não tarifárias em m...

Enchentes forçam desvio de contêineres

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), com o frango congelado representa a maior fatia das exportações (57%), o que significa cerca de 40% da movimentação nacional. O Porto de Paranaguá responde por 29% da movimentação e o Porto de Santos por 8,5%.Principal ponto de escoamento das exportações catarinenses, o Porto de Itajaí deixa de movimentar, a cada dia fechado, US$ 35 milhões, segundo informações fornecidas pela autoridade portuária local. Com informações do Jornal Gazeta Mercantil - SP ...

Fracassa tentativa de acordo no Mercosul

...es da Organização Mundial do Comércio (OMC) e a Argentina insiste em manter um quarto de seu comércio protegido. O chanceler brasileiro, Celso Amorim, defendeu ontem que o bloco e a OMC encontrem uma solução para ajudar a indústria argentina. Mas indicou que o momento não é de endurecer posições e todos precisam mostrar flexibilidade. Amorim esteve reunido com o chanceler da Argentina, Jorge Taiana, durante viagem a Doha para encontro da ONU, ontem. Os dois tentaram aproximar as posições ...

Protecionismo democrata deve ser colocado em xeque

...ento do Conselho Nacional de Comércio Exterior (NFTC), uma associação de empresas exportadoras, indica que pelo menos 16 novos congressistas se elegeram com plat...

Argentina põe em risco Mercosul com carta à OMC

...es da Organização Mundial do Comércio (OMC) pode ameaçar o Mercosul e causar dano ao bloco. Sozinho, o país apresentou um documento aos 150 países da OMC, no qual diz que não ...

Contra déficit, Equador taxa 940 itens importados

... pela Organização Mundial do Comércio - é do Conselho de Comércio Exterior e Investimentos (Comexi). O órgão disse que a resolução detalhando as mudanças deve ser publicada no início da próxima semana. Ontem, porém, a imprensa equatoriana já publicava o que seria a lista dos produtos. Somente este ano, o governo já aumentou pelo menos duas vezes tarifas de importação. A medida deve incidir sobre alguns itens importados do Brasil. Telefones celulares, por exemplo, deixa de ser isento de passará a ter uma tarifa de 15%, segundo lista publicada pelo jornal "El Comercio". Lâminas de aço, outro item exportado pelo Brasil, passará a ter tarifa de 30%, ante os 25% atuais. Com inforcações do Jornal Valor Econômico – SP ...

Especialistas esperam baixo crescimento no transporte de commodities

...sos em suas previsões para o comércio de granéis sólidos em 2009 por conta das oscilações do mercado, mas é consenso que o crescimento, se houver, será pequeno. Alguns até prevêem um declínio na atividade. O banco suíço UBS estima que o volume de minério de ferro transportado por navios irá cair 4,1% no próximo ano. Neste ano, a expectativa é que sejam movimentadas 775 milhões de toneladas. Por Grupo Intermodal - Guia Marítimo...

Indústria leva Brasil e Argentina a impasse na OMC

...tem à Organização Mundial do Comércio (OMC) sua proposta isolada, pela qual só aceita cortar as tarifas industriais em 42%, rejeitando a proposta de corte de 52% aceita pelo Brasil num acordo esboçado em julho e que está de novo na mesa de negociação. Além disso, Buenos Aires agora quer flexibilidade para proteg...

Rentabilidade da exportação é a maior em quatro anos

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), a rentabilidade das exportações cresceu 16,5% entre setembro e outubro, graças à desvalorização do real. No mês passado, o dólar ficou, na média, em R$ 2,18, 17,5% acima do R$ 1,80 registrado em setembro. O aumento da margem de lucro das vendas externas superou c...

Comércio entre China e lusófonos cresce 92,4% até setembro

O comércio entre a China e os países lusófonos quase ...

OMC ratifica derrota da UE em contencioso da banana

A Organização Mundial do Comércio (OMC) afirmou ontem que as tarifas de impo...

Saldo comercial no setor de equipamentos sob encomenda cai 92,7% até outubro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A diferença de velocidade entre importações e exportações deve resultar em 2008 no primeiro déficit da balança comercial de bens de capital sob encomenda desde 2004. De acordo com Paulo Godoy, presidente da Abdib, a importação não é necessariamente ruim, pois, entre os equipamentos importados, há máquinas que não são fabricadas no mercado doméstico e que são úteis para melhorar a competitividade e a capacidade fabril das empresas brasileiras. No entanto, há também muitos bens que são importados mesmo com produção local, devido a vantagens de preço. Godoy defende a implementação de medidas para melhorar a competitividade das companhias brasileiras, como redução de tributos e de custos de logística, e também incentivos par...

Saldo da balança comercial da indústria gráfica, no período de janeiro a outubro, apresenta déficit de US$ 84 milhões

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, no acumulado de janeiro a outubro de 2008, as exportações brasileiras de...

Alívio na exportação

...scimento do financiamento ao comércio exterior. Enquanto que em outubro a média diária em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC) não passou de US$ 135 milhões con...

Brasil questiona tarifas dos EUA sobre suco de laranja

... OMC (Organização Mundial do Comércio) por considerar que os norte-americanos usam tarifas “artificialmente infladas” contra o suco de laranja nacional. ...

CIRCULAR Nº 80, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

CIRCULAR Nº 81, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Confronto sobre cotas agrícolas aumenta na OMC

...em na Organização Mundial do Comércio (OMC), alimentando o ceticismo sobre um acordo até o fim do ano na Rodada Doha. “Grandes importadores estão querendo ainda mais exceção à liberalização, evitando cortes tarifários e bus...

Mercosul e Asean estudam cooperação

A intensificação do comércio internacional como remédio para a crise fi...

CIRCULAR Nº 79, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO...

Exportações: novo perfil

... a participação do Brasil no comércio internacional ficou estagnada, pois em 2007 subiu de 1,1 para 1,2% de tudo o que se exporta no planeta, t...

Governo discute acordo de Doha com empresários

... o que significaria um livre comércio. Americanos e europeus querem a abertura dos setores químicos, máquinas e eletrônicos e a isenção de qualquer tarifa para esses produtos nos mercados mais promissores. O Brasil hesita em oferecer esses setores, mas admite que pode buscar algum tipo de solução para que os interesses dos países ricos sejam atendidos. O Itamaraty sabe que terá de pagar um preço na Rodada Doha. “Vamos estudar quais setores podem ser oferecidos”, afirmou ontem o embaixador do Brasil em Genebra, Roberto Azevedo, à imprensa. No Brasil, os setores de eletrônicos, automotivos e papéis já declararam que são contra uma ampla liberalização. O govern...

Importações superam exportações na terceira semana do mês

...3 milhões. Nessa corrente de comércio, que somou US$ 7,028 milhões, houve saldo negativo de US$ 318 mil. Na segunda semana de novembro, o saldo foi positivo, US$ 734 mil, com US$ 4,356 milhões em exportações e US$ 3,622 milhões em i...

Mercosul e Asean estudam cooperação

A intensificação do comércio internacional como remédio para a crise fi...

Argentina e Brasil expõem racha

...em na Organização Mundial do Comércio (OMC) o racha no Mercosul sobre os rumos da Rodada Doha, aumentando o cetici...

Crédito à exportação cresce 30% no BNDES

...dente do BNDES-Exim, área de comércio exterior do banco. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Equador ameaça mecanismo de BCs, dizem exportadores

...o de arbitragem na Câmara de Comércio Internacional (CCI), em Paris, semana passada. Ocorre que o financiamento para a obra foi cursado nesse sistema de compensações entre os BCs latinos, conhecido como Convênio de Pagamentos e Créditos Recíprocos (CCR). Com informações do Jornal Valor Econômico - SP...

Queda de preços e crise nos países ricos ameaçam superávit comercial

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex) mostra que os embarques para EUA, Canadá e México (grupo do Nafta) caíram 10,2%, de janeiro a setembro, em relação ao mesmo período de 2007. Para a Europa, a queda é de 5,1%, segundo o economista Fernando Ribeiro, da Funcex. Ou seja, a recessão nos países ricos está provocando o cancelamento de encomendas das empresas exportadoras brasileiras. A situação só não é mais grave porque até aqui os países em desenvolvimento têm compensado parte dessas perdas. As vendas aos países do Mercosul, principalmente à Argentina, cresceram 12,4% e à região da Ásia, 5,7%. Somando-se todos os países, a queda do volume de exportações do Brasil foi de 0,8%, de janeiro a setembro, antes do pico da crise global. Com informações do Jornal Estado de S. Paulo...

Queda do preço de commodity afetará balança no próximo ano

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex), lembra que o Brasil exporta basicamente commodities para mercados que prevêem PIB menor ou que crescerão abaixo do esperado, casos de Alemanha, Japão, Estados Unidos, China e Rússia. E quando se trata de commodity, ressalta ele, preço é um elemento-chave. "A desaceleração mundial prejudicará a siderurgia, setor que demanda muito minério de ferro, provocando queda na cotação dos minérios", prevê Ribeiro. O minério de ferro é o produto que mais gera divisas para o Brasil. De janeiro a setembro, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações do produto totalizaram US$ 12,2 bilhões, 8,3% de tudo que o País vendeu no mercado externo. A má notícia é que o maior comprador da commodity é a China, que deve crescer menos em 2009, seguida por Japão e Alemanha, que já estão oficialmente ...

Representantes do Mercosul e Ásia se reúnem no Brasil

...em 2007 e corrente global de comércio exterior (importações e exportações) de pouco menos de US$ 1,6 trilhão no mesmo ano. No ano passado, os países da Asean foram o sexto mercado para as exportações brasileiras. O total do intercâmbio foi de US$ 9,2 bilhões, com exportações brasileiras de US$ 4,35 bilhões e importações de US$ 4,83 bilhões. O intercâmbio do Mercosul com a Asean, no mesmo ano totalizou US$ 11,75 bilhões. Com informações do Jornal Diário de Comércio e Indústria (DCI) - ...

Brasil rejeita a negociação setorial exigida pelos EUA na Rodada Doha

...em na Organização Mundial do Comércio (OMC), os EUA insistiram que os acordos setoriais sejam definidos nas próximas semanas, no esboço de um eventual acordo. Mas Brasil, China e Índia disseram que só vão examinar esse tipo de negociação, e em bases voluntárias, depois das modalidades de um entendimento estiverem definidas. Para os emergentes, esse tipo de iniciativa, que acelera a abertura, só deveria ser aceita pelos membros como “modalidade suplementar” e vo...

RESOLUÇÃO No- 73, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o § 3º do art. 5º...

Brasil e Argentina aumentam Tarifa Externa Comum de vários produtos

...uma parcela muito pequena do comércio", disse o secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Welber Barral. "Há alguns produtos em que a tarifa aumenta de 16% para 18%." Há produtos na lista, porém, em que o aumento elevou a tarifa para o máximo permitido na Organização Mundial do Comércio, 35%, no caso de alguns produtos de uso industrial. As decisões de Brasil e Argentina ainda terão de ser submetidas aos sócios menores do Mercosul, Paraguai e Uruguai. Os uruguaios já se manifestaram contrários aos aumentos. No caso do pêssego, não chegou a haver aumento para importação no Brasil, que, simplesmente, quer estender aos sócios a tarifa já cobrada pelas alfândegas brasileiras, retirando o produto ...

Crise começa a atropelar a OMC

...titiva daquelas engajadas no comércio global. É nesse cenário, na direção oposta da Rodada Doha, que negociadores preparam o terreno em Genebra para ministros barganharem em dezembro as bases de um acordo agrícola e industrial. Saia o que sair de uma ministerial em dezembro, porém, o pacote final de Doha não será assina...

Especialistas querem mais flexibilidade para o Mercosul

...ente do Conselho Superior de Comércio Exterior (Coscex) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, a culpa dessa resolução rígida é também do Brasil, que resistiu à pressão uruguaia e paraguaia e abortou qualquer flexibilização da Resolução 32, com o argumento de que só poderia haver concordância para a negociação individual caso a Tarifa Externa Comum não fosse afetada. "O Mercosul encontra-se em paralisia. Nos últimos seis anos o bloco só constituiu um acordo de livre comércio com Israel que nem está em vigor. A crise faz com que o bloco tenha medidas mais pragmáticas e uma nova estratégia comercial". O embaixador alega que a posição da Argentina é cada vez mais protecionista, portanto, o País precisa encontrar formas de fazer o Mercosul caminhar mais rápido. Conforme Barbosa, a primeira medida do bloco deveria ser a ampliação dos acordos bilaterais com os países da Associação Latino-Americana de Integração (Aladi), aprofundando as negociações comerciais e adiantando prazos de renovação de preferê...

Uruguai e Brasil avançam no comércio bilateral

...esso destinado a facilitar o comércio bilateral, e não descartaram deixar de lado o dólar como referência para futuras transaçõe...

Welber Barral acha inviável lei do comércio exterior

...arinha. Para o secretário de comércio exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Welber Barral, a criação de uma lei geral para o comércio exterior é uma boa idéia, mas dificil de se colocar em prá...

Argentina vai barrar importados do Brasil

...ilateral de Monitoramento do Comércio, realizada ontem, em Buenos Aires. Mas não foi só a Argentina que reclamou durante a reunião. O Brasil também "manifestou sua inquietude pela ampliação do regime de licenças não-automáticas por parte do governo argentino para os têxteis e televisores". As licenças não-automáticas são barreiras que afetam as exportações. "Os negociadores também decidiram levar para a próxima reunião do Mercosul, os requerimentos para o aumento da Tarifa Externa Comum (TEC) para vinhos, pêssegos, laticínios, produtos têxteis, móveis de madeira, produtos da indústria de calçados e outros", afirma a nota. Foi realizada ainda a primeira reunião da Comissão de Monitoramento do Setor Automotivo entre ambos os países, após o acordo fechado em junho. Entre julho e outubro, comparado com o mesmo período do ano anterior, as exportações argentinas aumentaram 53%, enquanto as brasileiras, 34,6%. Pelo acordo automotivo, a paridade é de US$ 1 por R$ 2,50. Para cada US$ 1 que a Argentina importa do Brasil, pode exportar US$ 2,50 livre de impostos, o que repres...

Brasil e Uruguai realizam reunião para superar entraves comerciais

...Comissão de Monitoramento do Comércio Bilateral Brasil-Uruguai, realizada terça-feira (18/11), em Montevidéu. Segundo o secretário de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e coordenador da delegação brasileira, Edson Lupatini, o objetivo do encontro é superar possíveis gargalos que possam retardar o comércio entre os dois países. “Temos interesse em buscar, cad...

Comércio Exterior

...es, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) “O mundo está em crise e os líderes, como Brasil e Coréia, devem se unir ara salvar a economia mundial” Lee Myung-bak, presidente da Coréia do Sul Fonte: O Estado de São Paulo...

Após acordo do G-20, China e Índia se negam a abrir mercado interno

...em, a Organização Mundial do Comércio (OMC) reuniu seus principais embaixadores para debater como cumprir o mandato do G-20 de concluir a Rodada Doha até o final do ano. A convocação de uma conferência internacional para dezembro está no radar. Falta saber quem é que flexibilizará suas posições para permitir um aco...

Brasil registra superávit na 2ª semana do mês

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A cifra resulta de exportações da ordem de US$ 4,356 bilhões e importações de US$ 3,622 bilhões. Com informações do Jornal Folha de S. Paulo...

CIRCULAR Nº 78, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR, DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO...

Mercado prevê superávit menor

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No ano, a balança acumula saldo positivo de US$ 22,031 bilhões, uma retração de 37,25% em relação a igual período de 2007. Já para o próximo ano, o mercado melhorou a expectativa, mas continua prevendo um resultado fraco. A nova projeção aponta para superávit comercial de US$ 13,32 bilhões em 2009, o que representa uma pequena recuperação do otimismo frente à projeção de US$ 13,03 bilhões, na semana anterior. O boletim Focus apurou também uma piora das perspectivas quanto ao comportamento do câmbio. A mais recente estimativa das cerca de 100 instituições consultadas para a consolidação do boletim Focus indica aposta de dólar a R$ 2,10 no final do an...

PORTARIA N° 24, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Pressão européia no imbróglio do frango

...em Bruxelas, o secretário de Comércio Exterior brasileiro, Welber Barral, voltou a Brasília dizendo que havia várias opções para se chegar a um entendimento. Já a UE fala de uma proposta clara, pela qual o Brasil aceitaria mudanças na portaria da Câmara de Comércio Exterior (Camex) - vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - que transferiu a distribuicao da cota para o país, reservando 90% para as grandes empresas tradicionais ex...

Brasil reforça pedido por mais abertura

...rasil à multilateralidade no comércio e disse crer que as relações entre os países se aprofundarão. "Tivemos relações amigáveis com o presidente [George W.] Bush e uma relação muito próxima na OMC [Organização Mundial do Comércio]. Mas há uma questão de afinidade com os democratas,...

Brasil vai crescer mais de 3,5% em 2009, diz ministro

... prefeitura e pela Câmara de Comércio de Milão. Paulo Bernardo falou sobre os sistemas de infra-estrutura e fatores de integração e desenvolvimento na América Latina. Segundo a assessoria de imprensa do ministério, o ministro fez um relato das medidas adotadas pelo governo brasileiro para enfrentar a recessão mundial, em especial quanto à garantia de linhas de crédit...

Começa esta semana, em Santa Catarina, maior feira de comércio exterior e logística do Sul

...re os desafios portuários no comércio internacional brasileiro. A partir de quarta-feira,19, Santa Catarina sediará o maior encontro de negócios nas áreas de comércio internacional e logística da Região Sul. O Itajaí Trade Summit 2008 movimen...

Comércio de grãos poderá ser regulamentado pela FAO

...er uma regulamentação para o comércio mundial de grãos. O Brasil é um dos maiores exportadores mundiais de grãos. Soja, milho e café são alguns dos produtos que integram a pauta brasileira de grãos exportados. De janeiro a outubro, o Brasil vendeu mais de 23 milhões de toneladas de soja em grão, equivalentes a US$ 16,5 bilhões. No mesmo período, o Brasil vendeu no mercado internacional US$ 3,3 bilhões em café verde e torrado e quase US$ 1 bilhão em milho. Entendimento - No último dia do encontro foi elaborado documento sobre os as...

Exportador de carne suína quer levar divergência com Coréia do Sul à OMC

...ul na Organização Mundial do Comércio (OMC). Após várias reuniões, encontros e tentativas infrutíferas para a abertura do mercado sul-coreano ao produto na...

Problemas à vista com a Argentina

...os termos do acordo de livre comércio automotivo com o Brasil e elegeram esse ponto como um dos principais do encontro a se realizar hoje, em Buenos Aires, da Comissão Bilateral de Monitoramento do Comércio. Mais uma vez, as diferenças nas política macroeconômicas dos vizinhos e a divisão das unidades de produção de multinacionais automotivas impõe obstácul...

Produtos primários lideram exportações

...io Geo Mercosul: integração, comércio e ambiente, que mostra o impacto do comércio no processo de integração regional sobre o meio ambiente dos países do bloco e seus...

Avança negociação do frango salgado com UE

...ifa é menor. O secretário de Comércio Exterior brasileiro, Welber Barral, disse que submeterá o pacote aos ministros envolvidos em reunião na Câmara de Comércio Exterior (Camex) na semana que vem, para logo em seguida dar uma resposta aos europeus. Barral avalia que a delegação conseguiu esclarecer as dúvidas que os europeus tinham sobre a concentração no novo sistema de administração de cotas, reiterando que a divisão não é discriminatória e deixa espaço para novas companhias que quiserem exportar ao mercado europeu. Do lado europeu, esse tem sid...

Brasil precisa de R$ 10,2 bilhões para evitar crise tecnológica

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio e da Ciência e Tecnologia, tem como objetivo gerar uma base de conhecimento capaz de permitir melhor compreensão sobre a questão dos Parques Tecnológicos no Brasil e subsidiar a construção de um marco regulatório legal, financeiro e de políticas públicas. Segundo o coordenador do estudo "Parques Tecnológicos do Brasil", José Eduardo Azevedo Fiates, a maior parte dos recursos deverá ser investida pelo capital privado. "Os governos federais, estaduais e municipais deverão entrar com cerca de R$ 1,9 bilhão". Para a elaboração do projeto, foram realizados mais de dez encontros no decorrer do ano de 2007, como workshops, reuniões técnicas, missão internacional,...

Brasil vai crescer mais de 3,5% em 2009, diz ministro

... prefeitura e pela Câmara de Comércio de Milão. Paulo Bernardo falou sobre os sistemas de infra-estrutura e fatores de integração e desenvolvimento na América Latina. Segundo a assessoria de imprensa do ministério, o ministro fez um relato das medidas adotadas pelo governo brasileiro para enfrentar a recessão mundial, em especial quanto à garantia de linhas de crédit...

Exportações de commodities devem perder preço e volume

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB). As vendas brasileiras para o mercado alemão, concentradas em minério de ferro, automóveis, café, soja, farelo de soja, motores para veículos, cobre, autopeças, catodos de cobre, bombas e compressores, devem sofrer uma queda nas cotações e nas quantidades, avalia Castro. As exportações brasileiras, que haviam crescido 28,4% de janeiro a setembro, serão comprometidas. "Tudo isso vai cair pelo menos 20%", afirm...

Importação de químicos recua 6,9%

...de fora", disse o gerente de comércio exterior da Abiquim, Renato Endres. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP ...

México negocia ampliação do comércio de autopeças com Mercosul

...nº 55 (ACE 55), que regula o comércio de produtos do setor automotivo entre México e os países do Mercosul, com redução de tarifas, será ampliada em a...

Norma do Mercosul sobre trânsito de vegetais poderá ser reconhecida internacionalmente

...adotada pelo Mercosul para o comércio mundial de vegetais poderá ser reconhecida internacionalmente. A proposta...

Novas regras para entrada de importados no país dificultam o livre comércio, alerta Abeim

...do, podem dificultar o livre comércio, destaca a Abeim (Associação Brasileira do Varejo Têxtil). O projeto de lei 717 aprovado esta semana na Câmara dos Deputados prevê que uma lista de produtos a serem escolhidos pelo governo estará su...

Abef pede drawback para a carne de frango

...mpetitividade. Por Jornal do Comércio / RS...

CIRCULAR No- 76, DE 11 DE NOVEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

De olho nas importações, ministério cria sistema de "defesa da indústria"

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior está criando a "coordenação de defesa da indústria", que funcionará como "interlocutora" dos empresários junto aos diferentes órgãos do...

Exportações das cooperativas crescem 27,5%

...informações da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MIDC). A análise indica que a balança comercial do setor apresentou um superávit de US$ 2,71 bilhões, com crescimento de 20,46% em relação aos meses de janeiro a setembro do ano anterior. Nesse mesmo período, as cooperativas brasileiras importaram US$ 419,49 milhões. O resultado vem em conseqüência, principalmente, da comercialização dos produtos do complexo soja, do setor sucroalcooleiro e das carnes. Conforme o estudo, os valores exportados e a cotação do dólar apres...

MDIC divulga dados detalhados da balança comercial dos estados em outubro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). No período, as exportações brasileiras somaram US$ 18,512 bilhões, cifra 17,4% maior que a verificada no mesmo mês do ano passado. Na mesma comparação, as importações apresentaram alta de...

México e Mercosul vão incluir autopeças em acordo

...ipos de produtos o acordo de comércio com redução de tarifas mantido entre aquele país e o Mercosul, para incluir mercadorias fornecidas pelo set...

Para atenuar crise, Brasil cobra corte de subsídios

...nto à Organização Mundial do Comércio (OMC), Roberto Azevedo. Ele abriu fogo no tiroteio dos emergentes diante das consequências da crise, como falta de liquidez e custos de financiamento mais elevados. A reunião foi especialmente importante ontem, às vésperas da reunião de cúpula do G-20, em Washington, que examinará como reformar o sistema financeiro internacional. Atualment...

Queda do preço dos grãos ameaça o armazenamento

...Com informações do Diário de Comércio e Indústria (DCI) - SP ...

Apesar da crise, investimentos em logísticas devem ser mantidos

...tro de negócios nas áreas de comércio internacional e logística da Região Sul, realizado pelo Grupo NetMarinha. Evento também sediará o 130 Encomex, promovido pelo MDIC. A crise econômica global a...

Banco prevê recuo do crédito e do PIB mas elogia reação do País

...Com informações do Diário de Comércio e Indústria (DCI) - SP ...

Brasil busca acordo comercial com México

... uma vez, um acordo de livre comércio com o país. "O Brasil quer aprofundar os acordos comerciais com o México, e já ofereceu mais de uma alternativa", diz o secretário-executivo do ministério, Ivan Ramalho. Segundo ele, o governo aceitou imediatamente quando, após meses de relutância, os mexicanos acenaram com a reunião marcada para hoje. México...

China elevará incentivo tributário para exportação

...a China publicar os dados de comércio de outubro, que mostraram desaceleração no crescimento das exportações para 19,2%, de uma alta de 21,5% em setembro. As informações são da Dow Jones. Por Agência Estado...

Coréia do Sul vira prioridade para exportadores de carne

...Com informações do Diário de Comércio e Indústria (DCI) - SP ...

Exportação de carne bovina surpreende em outubro

...forme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). Em relação a setembro, o volume embarcado caiu 0,3%, mas o valor das vendas aumentou 3%. Na comparação com...

Mineração aguarda melhora externa e atrasa investimentos

...Com informações do Diário de Comércio e Indústria (DCI) - SP ...

Brasil continuará "gigante exportador"

... Unidos continuarão líder no comércio de trigo e de milho, principalmente. A nova projeção européia para o comércio agrícola global prevê que o Brasil vai passar os Estados Unidos como maior produtor mundial de óleo de soja em 2016/17. O Brasil e a China (como importador) representarão mais da metade desse comércio em 2010. Argentina e EUA continuarão na liderança das exportações. A demanda por açúcar deve crescer mais rápido que a...

Camex suspende aplicação de antidumping sobre as importações de nitrato de amônio da Rússia e da Ucrânia

...ho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex), realizada no dia 4 deste mês, no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), e entra em vigor a partir de hoje. Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior...

Embarque de suíno rende 51,72% a mais em outubro

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), compilados pela Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Apipecs). Em relação ao mesmo mês de 2007, o volume caiu 6,65%, mas a receita or...

Exportador vê pouco ganho ao Brasil com pacote chinês

...avaliou a AEB (Associação de Comércio Exterior do Brasil). A perspectiva traçada pela associação para a corrente comercial Brasil-China ainda é a de redução dos volumes exportados, queda no preço d...

Importação começa a dar sinais de desaceleração

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, "os vôos continuam chegando cheios, mas, com o desencadeamento da crise, há menos pressão por capacidade adicional". O que se nota é que, por enquanto, empresas que dependem de insumos estrangeiros pouco alteraram seu fluxo com o exterior ou adiaram o desembaraço de bens importados, um estratagema bastante utilizado quando o câmbio oscila muito. O dólar iniciou o mês de outubro valendo R$ 1,92, atingiu seu ápice no dia 22 (R$ 2,38), voltou a cair ...

Primeira semana de novembro apresenta superávit de US$ 477 milhões

...i registrada uma corrente de comércio (soma das exportações com as importações) de US$ 7,851 bilhões, o que significou negociações de US$ 1,570 bilhão por dia. Pelo critério da média diária, as exportações brasileiras, na primeira semana de novembro, ficaram 18,5% acima do desempenho médio diário registrado em todo mês de novembro do ano passado (US$ 702,6 milhões). Em relação ao valor médio diário exportado em outubro de 2008 (US$ 841,5 milhões), o resultado da primeira semana de novembro foi 1% menor. As ...

União e entidades negociam plano de apoio ao comércio

... e representantes do varejo, comércio e serviços articulam a criação de uma política de desenvo...

Nível de crédito já apresenta recuperação, afirma Meirelles

...grantes da Câmara America de Comércio (Amcham), em São Paulo, ele disse que dados referentes a empréstimos concedidos nos últimos dias de outubro indicam uma melhora. “Os valores da última semana de outubro são menores do que os da última semana de setembro,...

Projeto cria novas barreiras para importação de produtos asiáticos

...da na Organização Mundial do Comércio (OMC). "Temos que ter cuidado e restringir as exigências a questões de segurança. Não nos interessa criar barreiras à importação, que ajuda a controlar os preços", disse Mendes Thame. Com informações do Jornal Valor Econômico - SP ...

Rodada Doha é melhor arma contra recessão, diz Amorim

...a, na Organização Mundial do Comércio", afirma Amorim. É a única maneira de enfrentar as pressões protecionistas que apontam no cenário mundial, garante. "A única maneira de evitar o protecionismo é terminando essa etapa da negociação, neste ano", declarou o ministro. A Rodada Doha, de liberalização comercial entre os sócios da OMC, está na etapa da modalidades, na qual os países decidirão as fórmulas para reduzir tarifas, subsídios que distorcem o comércio e outras barreiras comerciais. De...

Comércio em moedas locais entre Brasil e Argentina completa um mês

...ão do dólar das operações de comércio entre Brasil e Argentina, completou um mês e é comemorado, com ressalvas, pelo setor privado dos dois países. Atualmente, as transações em moedas locais só podem ser realizadas com pagamentos à vista. De acordo com o diretor de Relações Internacionais e Comércio E...

COMMODITIES AGRÍCOLAS - Exportações gordas

...se de dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Na segunda-feira, a Secex havia divulgado os números do comércio brasileiro de commodities, informando embarques de café verde de 2,96 milhões de sacas de 60 quilos...

Encomendas adiam efeitos da crise para têxteis e calçadistas

...receio “em alguns setores do comércio”, que estão revisando as encomendas à indústria. “Mas estamos tentando fazer com que isso não contamine os demais setores”, afirmou, acrescentando que a empresa tem negociado prazos maiores com seus clientes para um melhor “ajuste da entrega em relação às necessidades das lojas”. O presidente do Sindicato da Indústria de Calçados de Franca (Sindifranca), José Carlos Brigagão do Couto, afirma que as indústrias calçadistas da região não devem registrar queda na produção entre outubro e dezembro. A produção agora é de encomendas contratadas em meses anteriores, tanto para mercado interno como para o externo. Internamente, diz, as encomendas devem ser entregues até a primeira quinzena de dezembro, para as vendas de Natal e, a partir dessa data, as indústrias concedem férias coletivas até janeiro. . Fonte: Valor Econômico ...

Para Lamy, Brasil perde sem Doha

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, dá razão ao Brasil em tentar arrancar dos chefes de governo que vão se reunir dia 15, em Washington, o prazo de três semanas para os negociadores tentarem fechar ainda este ano a Rodada Doha. Para Lamy, a não-conclusão da negociação global de liberalização comerci 560 al significará para o Brasil não apenas deixar de se beneficiar bastante, como terá “custos evidentes” no comércio agrícola internacional e no acesso de seus produtos industriais em nações em desenvolvimento, inclusive entre os vizinhos. Em julho, quando fracassou a grande reunião ministerial para fechar a rodada, muitos países reclamavam que o teto para os subsídios agrícolas dos Estados Unidos, em US$ 14,5 bilhões, ainda era muito alto, já que Washington vinha dando a seus agricultores b...

BB substituiu bancos privados e liberou US$ 1,44 bi para exportação em outubro

...externas de financiamento ao comércio exterior secaram. Foi o maior volume mensal do ano, disse à Agência Estado o diretor de Comércio Exterior do BB, Nilo Panazzolo. Segundo ele, o volume emprestado fez com que banco tenha fica...

Brasil quer acordo em Doha antes de posse nos EUA

...al da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy. “Se a nova administração dos EUA aceita um acordo que foi acertado por 150 países e depois tem de implementá-lo, é uma coisa - não é seguro, mas está lá, acertado”, disse. “Outra coisa é se a nova administração chega e não há acordo nenhum, então pode vir com novas idéias, novos temas, e novas idéias de um lado provocam novas idéias de outro lado...

Crise afeta exportação brasileira, alerta OMC

A Organização Mundial do Comércio (OMC) alerta que as exportações brasileira...

Divergência sobre eleição de Obama no comércio exterior brasileiro

...ente do Conselho Superior de Comércio Exterior da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e ex-embaixador do Brasil nos EUA, Rubens Barbosa. - Eu prevejo que nesses próximos dois anos ou um pouco mais, enquanto durar a crise de maneira mais intensa, dado o Congresso americano, controlado pelos democratas nessa eleição, vai haver uma posição muito restritiva às pretensões que nós tínhamos de ...

Fluxo cambial é o pior em nove anos

... de 2007. Fonte: Jornal do Comércio...

Importadores já sentem peso da crise na redução dos lucros

...Com informações de Diário de Comércio e Indústria (DCI) - SP...

BC muda regras para o empréstimo de dólares

...res destinados a financiar o comércio exterior. Até agora, o BC só havia realizado um leilão desse tipo no valor de US$ 1,6 bilhão. Segundo o BC, a crise internacional de ...

Comércio exterior ganha nova linha

...belecer os financiamentos ao comércio exterior. A crise provocou corte de empréstimos internacionais aos bancos, que ficaram sem recursos para repassar aos exportadores Com informações do Valor Econômico - SP...

Crise já derrubou exportações em 7,5%, diz AEB

...primeiro impacto da crise no comércio exterior brasileiro. Reflete basicamente a queda nos preços e quantidades das commodities exportadas pelo País, como petróleo e ...

Custo do frete marítimo caiu 92,4% desde maio

... da crise financeira sobre o comércio internacional, alertou  a Agência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad). Mais de 80% do comércio global de m...

Encomendas da indústria cedem 2,5% no mês

...ciou ontem o Departamento de Comércio americano. Também a atividade industrial acentuou sua queda em outubro, segundo o ISM (Institute for Supply Management). O índice ...

Governo amplia uso de crédito para exportadores via Proex

...stinados ao financiamento do comércio exterior. Em reunião, ontem, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) dobrou, para R$ 300 mil, o limite de faturamento anual exigido das empresas candidatas aos empréstimos do Proex-financiamento. Duplicou, também, para US$ 20 milhões anuais, o teto para o gasto do ...

Nova licitação movimentará cargas em trilhos

...Com informações de Diário de Comércio e Indústria - SP...

RESOLUÇÃO No- 69

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, conforme o deliberado em reunião realiza...

RESOLUÇÃO No- 70

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, conforme o deliberado em reunião realiza...

Brasil e Bolívia discutem diversificação comercial

Ampliar e diversificar o comércio entre o Brasil e a Bolívia. Esse foi o pri...

Com crise, saldo comercial do país recua

...financeiras se refletiram no comércio exterior brasileiro em outubro. O saldo comercial de outubro somou US$ 1,2 bilhão, o pior r...

Crise já reduz força das exportações e importações

...ceira mundial nos números do comércio exterior. O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Welber Barral, informa que...

Exportação de carne cai 15% em outubro

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o volume embarcado foi 15,4% menor do que o realizado em igual mês de 2007. O diretor-executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne Bovina (A...

Governo brasileiro aposta mais em Doha do que em acordo com os EUA

...ldades, do que num acordo de comércio com os Estados Unidos, disse ontem o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, enquanto o resto do mundo aguarda a nova or...

OMC quer que banco privado ajude a financiar exportação

A seca de crédito para o comércio internacional de bens e matérias-primas é ...

Brasil e Bolívia realizam reunião bilateral de comércio

...Comissão de Monitoramento do Comércio Brasil-Bolívia. O grupo brasileiro será chefiado pelo secretário-executivo do Ministério ...

Brasil quer ampliar intercâmbio com o Irã

...teve o objetivo de ampliar o comércio entre os dois mercados. O Irã é o maior importador brasileiro do Oriente Médio, absorvendo no ano passado, de acordo com segundo o Itamaraty, 28,7% das exportações nacionais para a região. O Brasil é extremamente superavitário no comércio com o Irã. De janeiro a s...

País negocia crédito para exportadores

...e, na Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra, estratégias para garantir o acesso de exportadores a créditos e evitar, ...

País negocia crédito para exportadores

...e, na Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra, estratégias para garantir o acesso de exportadores a créditos e evitar, ...

PORTARIA N° 23, DE 31 DE OUTUBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Apesar da crise, um futuro promissor

...utos brasileiros no total do comércio internacional. "Não é a primeira crise que temos. A metodologia [do estudo] considera as crises numa série histórica de 32 anos. Nas projeções futuras, leva em conta a crise atual. Mas os alimentos são os últimos itens cortados", disse o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. Valor Econômico - SP...

Arrecadação faz superávit crescer 56,8%

...uto (PIB) do País. Jornal do Comércio - RS...

Brasil quer moeda comum

...o de suas próprias moedas no comércio bilateral como uma forma de alavancar o intercâmbio e fazer frente à valorização do dólar ...

Dólar recua para R$ 2,105, mas avanço no mês ainda é de 10,56%

...de "swap" e de linhas para o comércio exterior. Meirelles justificou que a "atuação" no mercado cambial tem o objetivo de prover "liquidez em moeda estrangeira". Folha de S. Paulo...

Mercado de tranding espera queda de até 30% nas importações

...as que realizam operações de comércio exterior tem sido "alongar os prazos de pagamentos com os fornecedores estrangeiros". Com informações do Guia Marítimo...

CIRCULAR Nº 70, DE 28 DE OUTUBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Crédito ao comércio exterior se recupera; cresce déficit no câmbio

Os financiamentos ao comércio exterior cresceram pela segunda semana seg...

DECRETO No- 6.620, DE 29 DE OUTUBRO DE 2008

...ibuição para o incremento do comércio internacional do País; V - aumento da concorrência intra e inter portos, preservadas a necessidade de escala operacional e de viabilidade econômica; VI - racionalização de prazos na execução de obras portuárias essenciais ao desenvolvimento nacional; VII - promoção do desenvolvimento sustentável das atividades portuárias com o meio ambiente que as abriga; VIII - prestação de atividades portuárias de forma ininterrupta, disponibilizadas vinte e quatro horas diárias por todo o ano, de forma a assegurar a continuidade dos serviços públicos; e IX - promover a ampla participação dos interessados nas licitações para concessão de porto organizado ou arrendamento de instalação portuária, ainda que detentores de outros arrendamentos, desde que observado o princípio da livre concorrência. Art. 4o A exploração do porto organizado será remunerada por meio de tarifas portuárias, que devem ser isonômicas para todos os usuários de um mesmo segmento, bem como por receitas patrimoniais ou decorrentes de atividades acessórias ou complementares. Parágrafo único. As tarifas praticadas, inclusive dos serviços de natureza operacional e dos serviços denominados acessórios, deverão ser de conhecimento público e de fácil acesso. Art. 5o A remuneração dos arrendatários e operadores portuários pautar-se-á pela prática de preços módicos, estabelecidos com os contratantes das operações portuárias. § 1o Os arrendatários, operadores portuários e titulares de instalações portuárias de uso privativo misto deverão dar ampla publicidade dos preços regularmente praticados no desenvolvimento de atividades inerentes, acessórias, complementares e projetos associados aos serviços desenvolvidos nas suas instalações portuárias. § 2o Os arrendatários de instalações portuárias poderão executar a movimentação e guarda de mercadorias diretamente, ou mediante a interposição de operadores portuários pré-qualificados. Art. 6o A celebração do contrato e a autorização de exploração de atividades portuárias devem ocorrer em estrita observância à legislação ambiental e ser precedidas de consulta à autoridade aduaneira e ao poder público municipal. Seção III Das Diretrizes Art. 7o São as seguintes as diretrizes gerais aplicáveis ao setor portuário marítimo: I - atendimento ao interesse público; II - manutenção de serviço adequado e garantia dos direitos dos usuários; III - promoção da racionalização, otimização e expansão da infra-estrutura e superestrutura que integram as instalações portuárias; IV - zelo pelas atividades e a guarda dos bens afetos à operação portuária e ao próprio porto organizado; V - adequação da infra-estrutura existente à atualidade das embarcações e promoção da revitalização de instalações portuárias não operacionais; VI - preservação ambiental em todas as instalações portuárias, públicas e privadas, implantando ações de gestão ambiental portuária de forma a aperfeiçoar o processo de licenciamento ambiental dos empreendimentos; VII - estímulo à modernização da gestão do porto organizado; VIII - promoção de programas e projetos de arrendamento, atendendo a destinações específicas e definidas com base em parâmetros técnicos, de acordo com os respectivos planos de desenvolvimento e zoneamento; IX - desenvolvimento do setor portuário, estimulando a participação do setor privado nas concessões, nos arrendamentos portuários e nos terminais de uso privativo; X - melhoria do desempenho operacional e da qualidade do serviço prestado, visando à redução dos preços praticados; XI - promoção da sustentabilidade econômico-financeira da atividade portuária e implantação de sistema de preços e tarifas com base em centros de custos e eficiência operacional; XII - estímulo à competitividade do setor e defesa da concorrência; XIII - promoção da plena aplicação e execução do Programa Nacional de Dragagem; e XIV - valorização da mão-de-obra com base na eficiência, de modo a possibilitar a adoção de métodos de produção mais adequados para a movimentação de mercadorias e de passageiros marítimos e suas bagagens nos portos. § 1o A administração do porto, denominada autoridade portuária, e as autoridades aduaneira, marítima, sanitária, de saúde e de polícia marítima exercerão suas atribuições no porto organizado de forma integrada e harmônica, assegurando aos serviços portuários a máxima ordem, qualidade, celeridade e segurança. § 2o A organização e regulamentação da guarda portuária envolvem a manutenção, pelas administrações dos portos, do quantitativo necessário, com as atribuições que lhe forem determinadas nos respectivos regulamentos. CAPÍTULO II DA CONCESSÃO DE PORTOS ORGANIZADOS Art. 13. A outorga de portos organizados marítimos será realizada por meio de concessão a pessoa jurídica de direito público ou privado, de reconhecida idoneidade técnica e capacidade financeira, com observância das condições estabelecidas neste Decreto e na legislação sobre o regime de concessão e permissão de serviços públicos. Parágrafo único. O prazo da concessão será de até vinte e cinco anos, podendo, mediante justificativa, ser prorrogado uma única vez, por prazo máximo igual ao período originalmente contratado. Art. 14. A licitação para a concessão de que trata o art. 13 será realizada pela Agência Nacional de Transportes Aqüaviários - ANTAQ, com base no disposto no plano geral de outorgas. Art. 15. Qualquer interessado na outorga de porto organizado marítimo, mediante concessão, poderá requerer à ANTAQ a abertura do respectivo procedimento licitatório. § 1o O requerimento a que se refere o caput deverá estar acompanhado de estudo que demonstre a adequação técnica, operacional e econômica da proposta ao plano geral de outorgas, bem como seu impacto concorrencial, na forma do art. 21 da Lei no 8.987, de 13 de fevereiro de 1995. § 2o Caso o objeto do requerimento não esteja contemplado no plano geral de outorgas, caberá à Secre...

DECRETO No- 6.622, DE 29 DE OUTUBRO DE 2008

... tributação das operações de comércio exterior. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto no art. 71 do Decreto-Lei no 37, de 18 de novembro de 1966...

Governo pode isentar produtos primários

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), foi considerada positiva pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes. “Com o drawback, será possível agregar valor ao milho e valorizar as exportações de carnes”, afirmou Stephanes, após participar, na sede da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), da cerimônia de instalação da Câmara Setorial da Soja. Neste ano, até setembro, as exportações de carne renderam US$ 11,337 bilhões, crescimento de 40,2%, de acordo com números do Ministério da Agricultura. Em nota, o presidente da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frangos (Abef), Francisco Turra, in...

Mais empréstimos para exportação

...a passada O financiamento ao comércio exterior parece estar voltando à normalidade. Na semana passada, entre os dias 20 e 2...

O comércio exterior e a crise mundial

...mos dados divulgados sobre o comércio exterior. Mesmo levando em conta o fato de que exportações e importações são encomendadas bem antes que se realizem, observa-se que, a cada semana, a média por dia útil das exportações acusa queda, enquanto o contrário acontece com as importações, a ponto de a bala...

Tendência de revisão de investimentos é mundial

...z o chefe do Departamento de Comércio Exterior e Economia Internacional da China Co-Op, Xu Mingfeng. Os chineses estão às voltas com limitações ambientais cada vez mais complicadas para ampliar suas atividades agropecuárias. Valor Econômico - SP...

China é segundo maior exportador do mundo

... agência oficial "Xinhua", o comércio exterior chinês cresceu a uma taxa média anual de 17,4% nas últimas três décadas. Assim, de 1978 (ano do início da reforma econômica na China) até 2007, o comércio exterior se multiplicou por 105, passando de US$ 20,6 bilhões para US$ 2,17 trilhões. O valor das importaçõ...

Copom decide hoje rumos da taxa Selic

...nflação doméstica. Jornal do Comércio - RS ...

Governo pode ampliar ajuda a exportador

...tária-executiva da Câmara de Comércio Exterior (Camex), Lytha Spindola, aos empresários no 3º Encontro Nacional da Indústria, ontem, em Brasília. Um dos setores beneficiados será o de produtos primários, como os produtores de carne e de grãos, hoje excluídos das regras do drawback verde amarelo, que atendem apenas ...

O comércio exterior e a crise mundial

...mos dados divulgados sobre o comércio exterior. Mesmo levando em conta o fato de que exportações e importações são encomendadas bem antes que se realizem, observa-se que, a cada semana, a média por dia útil das exportações acusa queda, enquanto o contrário acontece com as importações, a ponto de a bala...

Corrente de comércio da quarta semana de outubro soma US$ 8,1 bilhões

...s dias 20 e 26), corrente de comércio (soma das exportações com as importações) de US$ 8,144 bilhões. No período, as exportações brasileiras somaram US$ 4,023...

Crise afeta expectativas gaúchas

... estão confiantes. Jornal do Comércio - RS...

Mercosul decide ampliar desdolarização

...sta é mais integração e mais comércio, menos subsídio e menos distorção". Na reunião, também foi defendida maior integração financeira (de serviços bancários, de capitais e de seguro) e o fortalecimento de organismos internacionais, como o FMI (Fundo Monetário Internacional) e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Não houve acordo em relação à proposta da Argentina de aumentar a TEC (Tarifa Externa Comum) do Mercosul para produtos como têxteis, móveis e confecções. Isso será tema de discussão bilateral com o Brasil, antes de ser ampliada para os demais países do Mercosul. Punição a especuladores - Na opinião do ministro das Finanças da Venezuela, Ali Rodriguez, a crise financeira caracteriza um "crime contra a humanidade", pois vai resultar em "1 bilhão de pobres a mais no mundo". O país propôs, e o documento final mencionou, mas não como decisão, convocar uma reunião de chefes de Estado na ONU para discutir punições contra os "especuladores", a quem culpa pela crise. De outro lado, o Brasil contrapôs a convocação do Conselho Econômico e Social da ONU, para discutir, por exemplo, uma reforma da arquitetura financeira internacional. Também foi discutida uma comissão de monitoramento das medidas que cada país tomar. O chanceler do Chile, Alejandro Foxley, sugeriu que os países da região proponham ao G-8 (grupo do...

Mercosul não fecha pacto para frear protecionismo

... possíveis desequilíbrios no comércio regional. Todos os países aceitaram que a fórmula para evitar que o mercado sul-americano seja invadido por exportações asiáticas, antes destinadas à União Européia e aos EUA, é o resgate das negociações do acordo sobre a aplicação de salvaguardas e medidas de defesa comercial. Trata-se de uma iniciativa sem consenso, capaz de detonar uma crise no bloco. "O aprofundamento da integração é o caminho para se enfrentar a crise", disse Jorge Taiana, ministro das Relações Exteriores da Argentina, o primeiro país da regiã...

Preços de exportação e importação já caem por causa da crise

...undação Centro de Estudos do Comércio Exterior (Funcex). Também houve retração no volume comercializado de commodities - consideradas um termômetro para medir a demanda global futura. É o caso, por exemplo, dos produtos da exportação de petróleo, cujo índice de preços de exportação apresentou queda de 14,7% e o índice de quantum teve redução de 33,5%...

Calçadistas gaúchos não desistem da China

...balança comercial. Jornal do Comércio - RS...

Brasil assina acordos com a Jordânia

... apoio ao desenvolvimento do comércio e dos investimentos, bem como o estabelecimento de empreendimentos conjuntos. Outro acordo, de cooperação no campo do turismo, prevê o incentivo ao fluxo de turistas e à troca de informações entre Brasil e Jordânia, a fim de promover e aumentar o desenvolvimento dessa atividade entre os dois países. Valor Econômico - SP...

RESOLUÇÃO No- 62, DE 22 DE OUTUBRO DE 2008

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o § 3º do art. 5º...

130 mil toneladas de carne congelada lotam porto de SC

...e acordo com a Secretaria de Comércio Exterior, a exportação de carne na terceira semana de outubro já é 16% menor que a registrada na primeira semana do mês. Com informações da Portos e Navios...

Disparam ações antidumping abertas na OMC

... OMC (Organização Mundial do Comércio) registrou uma disparada no número de ações antidumping (de defesa comercial) entre janeiro em junho deste ano. Segundo a entidade...

Dólar valorizado não alivia exportações

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje (23) que a valorizaçã...

Exportação brasileira de amianto está ameaçada

...os. A Organização Mundial do Comércio chegou a condenar a venda de amianto, e a Organização Internacional do Trabalho adotou uma resolução em 2006 pedindo a eliminação de toda forma desse produto. Já a Organização Mundial da Saúde o associa com milhares de mortes causadas por câncer no pulmão. Brasil, Canadá, Rússia e Ucrânia, sobretudo, continuam a resistir e bloquearam a inclusão do produto numa lista de produtos perigosos há dois anos. Agora o produto químico volta à mesa e mais op...

Exportador se retrai e fluxo cambial tem déficit de US$ 3,75 bi no mês

... são registrados os dados do comércio exterior brasileiro, proporcionou fluxo positivo de US$ 1,250 bilhão em outubro deste ano até o dia 17, resultado de exportações de US$ 7,583 bilhões e importações de US$ 6,333 bilhões. Até o dia 10, o saldo era de US$ 1,970 bilhão. O câmbio financeiro, no qual são fechadas as operações com capitais e serviços, segue no vermelho. Nessa rubrica, as compras atingiram US$ 15,790 bilhões e as vendas somaram US$ 20,791 bilhões, gerando saída líquida de US$ 5,001 bilhões. Desde o agravamento a crise, o BC passou a abrir o resultado do fluxo cambial diário. Esses dados mostram ...

China eleva desconto fiscal para exportação

... financeira internacional. O comércio exterior respondeu por 1,2 ponto percentual do crescimento de 9,9 % registrado pela China nos nove primeiros meses do ano, metade do nível computado no mesmo período de 2007, informou na segunda-feira o departamento de estatística. O crescimento das exportações chinesas alcançou, em média, 22,2% este ano, uma retração em relação aos 27,2% do ano passado, revelam dados oficiais. Metade dos exportadores de brinquedos do país fecharam as portas nos sete primeiros meses do ano devido à alta dos custos de produção e do valor do iuan, disse na semana passada o departamento de alfândega chinês. Por Gazeta Mercantil/Bloomberg News...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Brasil e Argentina aumentam uso de medidas antidumping contra chineses

A Organização Mundial do Comércio (OMC) revelou ontem que o número de novas ...

Com a crise, revisão de contratos destaca importância da arbitragem

...rocesso. Por isso, disse, no comércio internacional a arbitragem traz a grande vantagem de ser mais imparcial, pois o litígio não será resolvido pelo sistema judiciário do país de uma das empresas interessadas, o que poderia, a princípio, dar uma vantagem a essa empresa. Outro benefício é a maior celeridade do processo, que pode ser resolvido em apenas seis meses, em casos mais simples, ou de um ano a um ano e meio, em litígios mais complexos e que envolvam valores maiores. Para Fuentes, a maior vantagem é que a sentença arbitral é aceita e rapidamente executável em praticamente todo o mundo, ao contrário de uma decisão judicial de um país, que geralmente tem dificuldade para ser implementado em outro. Fuentes destacou que as empresas brasileiras têm ampliado bastante a utilização da arbitragem nos últimos anos, já colocando o Brasil como o 4º país que mais usa o sistema, mas disse que há espaço para continuar crescendo. Segundo Côrte, a tendência é que arbitragem ocupe espaço cada vez mais expressivo contratos comerciais internacionais. "O tema é particularmente importante nesse período de crise, pois muitos contratos devem ser alvo de renegociação ou até rescindidos", afirmou. O vice-presidente da FIE...

Crise Já Afeta Comércio Exterior

...do financeiro já refletem no comércio externo brasileiro, em virtude da redução de linhas de crédito para exp...

Médias de importação e exportação recuam

...ro e outubro, meses em que o comércio recebe os produtos para as vendas de fim de ano. Na terceira semana do mês, a média diária das exportações ficou em US$ 818,6 milhões (10% abaixo da média de setembro), enquanto o desembarque diário de importações somou US$ 751,8 milhões (4,2% abaixo da média de setembro). Em relação às médias diárias até a segunda semana de outubro - US$ 856 milhões de exportações...

Para setor têxtil, crise pode ser boa

...s de crescimento da China no comércio mundial têxtil e há estimativas de que haja uma paralisação do crescimento no longo prazo. Segundo ele, as cotas impostas pela União Européia aos produtos chineses no fim de 2007 reduziram a exportação da China para o bloco entre 30% e 50% (dependendo do produto) e também fizeram com que os preços chineses subissem, diminuindo sua principal atratividade. Pesam também desfavoravelmente aos produtos chineses, o fato de começar a ocorrer aumento do custo de energia na China, elevação dos custos da mão-de-obra, com novas leis trabalhistas, maior pressão sobre sua taxa cambial e maior rigor nas regras ambientais. Valor Econômico - SP ...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Saldo comercial no setor de equipamentos sob encomenda cai 88,4% até setembro

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A diferença de velocidade entre importações e exportações deve resultar em 2008 no primeiro déficit da balança comercial de bens de capital sob encomenda desde 2004. De acordo com Paulo Godoy, presidente da Abdib, a importação não é necessariamente ruim, pois, entre os equipamentos importados, há máquinas que não são fabricadas no mercado doméstico e que são úteis para melhorar a competitividade e a capacidade fabril das empresas brasileiras. No entanto, há também muitos bens que são importados mesmo com produção local, devido a vantagens de preço. Godoy defende a implementação de medidas para melhorar a competitividade das companhias brasileiras, como redução de tributos e de custos de logística, e também incentivos para a...

SGP - Como usar o benefício

...ários aprovado pela Junta de Comércio e Desenvolvimento da Unctad (Conferência das Nações Unidas para o Comércio e Desenvolvimento), no qual os países ...

CIRCULAR Nº 3.415, DE 16 DE OUTUBRO DE 2008

... em parte, para operações de comércio exterior. Art. 2º Será objeto do leilão o acréscimo à taxa Libor utilizado no cálculo dos encargos previstos no inciso III do § 2º do art. 1º da Resolução nº 3.622, de 2008. Parágrafo único. Recebidas as propostas, o Banco Central definirá o limite mínimo do acréscimo e o volume de recursos a ser emprestado. Art. 3º As condições operacionais do leilão serão estabelecidas pelo Banco Central do Brasil, que determinará: I - as garantias elegíveis, dentre os seguintes ativos: a) títulos soberanos denominados em dólares dos Estados Unidos, emitidos pela República Federativa do Brasil ("Global Bonds") ou por países com classificação de risco não inferior a A, ou grau equivalente, atribuída por, no mínimo, duas agências de rating; b) Adiantamento sobre Contratos de Câmbio (ACC), Adiantamento sobre Cambiais Entregues (ACE), financiamento à imp...

Crise mundial afetará armadores e reduzirá valor de fretes marítimos

...os. E o menor crescimento do comércio internacional reduzirá o valor de fretes, levando as companhias a alterar a programação de seus cargueiros. A análise é do ex- presidente da Federação das Associações Nacionais de Agentes Marítimos (Fonasba), Mario Froio, o primeiro bras...

Instituições terão até dez dias úteis para repassar dólares do BC a exportadores

...ra financiar as operações de comércio exterior em até dez dias úteis. A informação consta de comunicado do BC divulgado hoje. Na última sexta-feira (17), o BC definiu que vai oferecer hoje, entre 16h e 17h, US$ 2 ...

Safra de trigo pode ser a segunda maior do RS

...a será essencial." Jornal do Comércio - RS ...

Trocas comerciais entre China e CPLP passam meta de 2009

Macau - O comércio entre a China e a Comunidade dos Países de...

Argentina controla importação e atinge comércio com Brasil

...m medidas que podem afetar o comércio bilateral com o Brasil. Ontem, o órgão anunciou que vai unificar as listas de 21 mil mercadorias que já sofrem contr...

BC leiloa dólar das reservas para financiar exportador

...is os bancos que financiam o comércio exterior brasileiro, setor mais afetado pela falta de crédito. Para isso, o BC vai fazer uma série de leilões de dólares, em qu...

Brasil quer evitar onda protecionista no bloco

...os efeitos da turbulência no comércio dos países do Cone Sul. O encontro ainda está sendo organizado pelo Ministério das Relações Exteriores, mas deve contar com a presença dos ministros da Economia e presidentes do Banco Central, além dos chanceleres. O governo argentino ...

Brasil valida uso do código eletrônico de produto na cadeia de congelados

...respondendo por quase 40% do comércio internacional. A implantação de um sistema mais moderno e eficaz de identificação e rastreabilidade permitirá ganho considerável de produtividade em toda a cadeia, além de agregar maior confiança por parte de comerciantes e consumidores. Com informações da assessoria de imprensa da GS1...

Indústria teme nova avalanche chinesa

...iz Silton Freire, gerente de comércio exterior da Bical. Carlos Alberto Mestriner, diretor administrativo e comercial da Klin, que também fabrica calçados infantis em Birigui, concorda com o concorrente e ainda ressalta outro problema: as linhas de crédito para exportação. "As taxas dos adiantamentos de contrato de câmbio (ACCs) estão subiram mais que o dobro e os prazos foram reduzidos", afirma. "Para 2009, isso pode afetar o setor." A Klin, segundo ele, já tinha contratos firmados antes da crise e por isso não será afetada de imediato. Mas no médio prazo, isso pode gerar problemas. Além desse fator, há a questão dos fornecedores. "Com o dólar em baixa, como estava, a companhia, assim como muitas do setor, passou a importar insumos, como solados e tecidos. Foi a maneira encontrada para vender mais barato e competir com os chineses. Hoje, está tudo mais caro", diz Mestriner. A saída será procurar novos fornecedores, mais baratos, internamente. "Mas isso depende de haver uma situação estável. Do jeito que está, melhor não fazer nada." Por Valor Econômico - SP...

Portos necessitam de US$ 3,5 bilhões

...o constante das operações de comércio exterior pode ser refreado devido a problemas na i...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...de dinamizar as operações de comércio exterior, também reduz os custos das empresas previamente habilitadas para esse fim. É a Instrução Normativa SRF nº 476, de 13/12/2004, e alterações, que contém os procedimentos dessa prática.   Luiz Martins Garcia  Economist...

Secretário diz que embarques devem atrasar

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Exportação de mel chega a US$ 4,9 milhões

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web) da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em setembro, as exportações partiram, principalmente, de três estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) que responderam por 85,6% do valor total comercializado. "Essa concentração é conseqüência de serem nessas regiões que já encontramos os primeiros entrepostos habilitados para a exportação de mel para a Europa", diz Reginaldo. Em setembro, o Rio Grande do Sul manteve a liderança com US$ 1,9 milhão exportado, seguido por São Paulo (US$ 1,2 milhão) e Santa Catarina (US$ 1,04 milhão). Ceará, com uma receita de US$ 423 mil foi o quarto exportador, seguido do Piauí (US$ 133,9 mil), Rio Grande do Norte (US$ 108,3 mil) e Paraná (US$ 52,5 mil). O balanço também é bastante positivo quando são analisados os valores de janeiro a setembro deste ano. Nesses nove meses, a receita das exportações alcançou US$ 29,7 milhões com a venda de 12,6 mil toneladas frente US$ 15,8 milhões e 9,9 mil toneladas no mesmo período em 2007. Com o fim do embargo euro...

Argentina reforça controle alfandegário para proteger mercado

...lvidos provoque um desvio do comércio da China e que uma queda do crescimento do Brasil acentue suas vendas à Argentina. Os produtos da China e outros países asiáticos lideram as denúncias de empresas argentinas por "dumping" (concorrência desleal de preços). O secretário da Indústria argentino, Fernando Fraguío, havia confirmado na terça-feira que busca pactuar com Brasil, Paraguai e Uruguai, seus parceiros nos Mercados Comum do Sul (Mercosul). O Brasil já se pronunciou ser contra aumentar a tarifa externa comum do bloco e aplicar outras medidas protecionistas. Por Folha OnLine - Efe/Buenos Aires ...

BC pode obrigar bancos a financiar exportadores

...ortalecer o financiamento ao comércio exterior. Este empréstimo é feito por meio de uma compra, com compromisso de revenda, de títulos, créditos e direitos creditórios que estejam nos ativos dos bancos. A possibilidade de obrigar expressamente o uso do dinheiro do redesconto para operações de comérico exterior vem um dia depois de o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ameaçar cancelar as medidas tomadas pelo BC para aumentar a liquidez do mercado de crédito se os bancos não elevarem seus níveis de empréstimos. Por JB ONline - Reuters...

Exportação de mel cresce em setembro e chega a US$ 4,9 milhões

...e Análise das Informações de Comércio Exterior via Internet (Alice-Web) da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Em setembro, as exportações partiram, principalmente, de três estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo) que responderam por 85,6% do valor total comercializado. "Essa concentração é conseqüência de serem nessas regiões que já encontramos os primeiros entrepostos habilitados para a exportação de mel para a Europa", diz Reginaldo. Em setembro, o Rio Grande do Sul manteve a liderança com US$ 1,9 milhão exportado, seguido por São Paulo (US$ 1,2 milhão) e Santa Catarina (US$ 1,04 milhão). Ceará, com uma receita de US$ 423 mil foi o quarto exportador, seguido do Piauí (US$ 133,9 mil), Rio Grande do Norte (US$ 108,3 mil) e Paraná (US$ 52,5 mil). O balanço também é bastante positivo quando são analisados os valores de janeiro a setembro deste ano. Nesses nove meses, a receita das exportações alcançou US$ 29,7 milhões com a venda de 12,6 mil toneladas frente US$ 15,8 milhões e 9,9 mil toneladas no mesmo período em 2007. Com o fim do embargo euro...

Banco do Brasil promete normalizar linhas para exportação em novembro

...ormou ontem que as linhas de comércio exterior - Adiantamentos de Contratos de Câmbio (ACC) e Adiantamentos sobre Cambiais Entregues (ACE) - deverão ser normalizadas em no...

Brasil e China podem ganhar com crise

...s e importações (corrente de comércio), chegou a US$ 31,9 bilhões entre Brasil e China. O valor é superior aos US$ 29,3 bilhões do comércio no período com a Argentina. Com os EUA, as transações estão em US$ 49,2 bilhões. Por Gazeta Mercantil...

Dólar a R$ 2 é "bom patamar" para exportadores brasileiros, avalia Miguel Jorge

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje (15) que o dólar a R$ 2 é um bom patamar p...

Índice de frete marítimo para commodities cai cerca de 10%

... frota de navios dedicada ao comércio mundial desses produtos. Desde o recorde registrado em maio, o indicador já caiu 86%. Por Invertia - Reuters News...

Mercosul e Jordânia avançam em acordo comercial

...um acordo bilateral de livre comércio. Segundo o embaixador do Brasil na Jordânia, Fernando de Abreu, que participou do encontro, a avaliação dos diplomatas é de que as conversas foram “muito boas”. “O clima é muito positivo, há entendimento e não houve pontos difíceis. As...

Missão a Angola rende bons negócios a empresários brasileiros

...a sua infra-estrutura, com o comércio de bens e serviços em franca expansão. “Tenho a convicção de que, em 10 ou 15 anos, Angola se tornará uma potência econômica na África”, ressaltou Juarez Leal, coordenador de Imagem e Acesso a Mercados da Apex-Brasil. Para o gestor de projetos da Apex-Brasil e responsável pela missão, Maurício Manfre, o Brasil já é um importante parceiro comercial dos angolanos. No entanto, ponderou, os números de comércio podem ser muito maiores. Ele explicou que as mudanças ocorridas nos últimos três anos no país africano mostram um Governo estável e aberto a investimentos de vários países. “Precisamos consolidar nossa presença na Angola e o...

Exportações gaúchas crescem em setembro

... 11,5 bilhões. Por Jornal do Comércio / RS...

Tarifa antidumping sobre fertilizante pode ser mantida

... sete ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) na reunião do dia 30. O Decom recomendou a aplicação de alíquota entre 2,4% e 36,3%, de acordo com o país e a empresa de origem, apurou o Valor. Alguns ministérios questionam as fontes e a metodologia usada para determinar a existência do dumping - exportação a preços inferiores aos custos de produção no país de origem. A disputa é grande porque está em jogo um mercado de 1 milhão de toneladas e um faturamento de US$ 270 milhões anuais. "Os preços internacionais são altíssimos e há um monopólio que precisa ser combatido com redução tarifária", diz uma fonte do gov...

Árabes têm maior participação nas vendas do Brasil

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As principais mercadorias embarcadas foram as carnes de frango e bovina, num total de US$ 2,2 bilhões, seguidas de minérios (US$ 1,15 bilhão), açúcar (US$ 1,12 bilhão), semimanufaturados de ferro e aço, incluindo vergalhões (US$ 431 milhões), veículos e autopeças (US$ 265,4 milhões), máquinas e equipamentos (US$ 227,2 milhões), aeronaves (...

Brasil e Argentina estudam aumentar barreiras comerciais

...ça favorável ao Brasil, este comércio tem registrado cifras recordes, satisfazendo os dois lados, pelo menos até estourar a crise. Numa entrevista ao jornal Perfil, Paulo Skaf, presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), disse que não haverá invasão de produtos do Brasil na Argentina. Além das medidas conjuntas com o Mercosul, o governo de Cristina vai monitorar as importações dos Estados Unidos, de onde chegam 40% das exportações argentinas e onde começou a atual crise financeira. O governo argentino também deverá aumentar suas compras no mercado interno para fortalecer a indústria local. Além disso, não se descarta que adie o pagamento anunciado, mês passado, ao Clube de Paris. Com isso, tecnicamente, a Argentina continuará em "default" --fora do mercado financeiro, mas sem deixar de sentir seus efeitos, já que o dólar e a taxa de risco país também subiram nestes dias de incertezas. Por Folha OnLine - BBC Brasil ...

Brasil, Índia e África do Sul acertam US$ 15 bi em comércio

...bjetivo de US$ 15 bilhões de comércio entre os três países será alcançando desenvolvendo os intercâmbios na saúde, agricultura, educação, transportes, energia, ciências e novas tecnologias- afirmou o ministro das Relações Exteriores indiano Pranab Mukherjee. Lula chega nesta terça-feira à Nova Délhi para participar em uma reunião de cúpula dessas três...

Comércio do Brasil com a África do Sul mais que dobrou em cinco anos

... - Nos últimos cinco anos, o comércio entre o Brasil e a África do Sul aumentou duas vezes e m...

Déficit comercial do Brasil com a Índia chega a US$ 1,5 bilhão em oito meses

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A assimetria no comércio entre os dois países deverá ser discutido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o governo indiano nesta quarta-feira (15), em visita a Nova Delhi, na Índia. Em entrevista concedida na última semana, o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach disse que Lula vai defender a importância de buscar formas de reduzir o desequilíbrio. De acordo com o vice-presidente da Câmara de Comércio Índia-Brasil, Leonardo Ananda, o déficit deve-se ao fato de que a Índia exporta para o Brasil produtos de maior valor agregado. No entanto, a Câmara tem feito trabalha...

Brasil pede e OMC convoca negociação de regras de crédito para exportação

...il, a Organização Mundial do Comércio (OMC) anunciará hoje que vai convocar uma negociação para ...

Comércio entre Brasil e Portugal cresce 25% até agosto

O comércio entre o Brasil e Portugal aumentaram 25,4%...

Argentina teme ""invasão"" brasileira

...o setor de gás. "Queremos um comércio administrado, que vai usar todos os instrumentos necessários que temos no Mercosul para manter o superávit comercial, chave para defender o trabalho dos argentinos, também os investimentos", disse ela. Algumas horas mais tarde, Cristina convocou os secretários de Relações Internacionais da Chancelaria, embaixador Alfredo Chiaradía, e o secretário de Indústria, Fernando Franguío, na residência oficial de Olivos, para uma reunião. Antes, os dois funcionários já haviam se reunido com o chefe de Gabinete da Presidência, Sergio Massa, na Casa Rosada, ...

PORTARIA No- 354, DE 9 DE OUTUBRO DE 2008

...Departamento de Operações de Comércio Exterior - Decex, da Secretaria de Comércio Exterior - Secex, através do Banco do Brasil, é o órgão anuente dos produtos regulamentados pelo Inmetro, exceto dos produtos contemplados pela Lei n.º 10.295, de 17 de outubro de 2001, que estabelece a Política Nacional de Conservação e Uso Racional de Energia, regulamentada pelo Decreto n º 4.059, de 19 de dezembro de 2001; Considerando que, em casos específicos, faz-se necessário, para a finalização do processo de importação, a análise da documentação e a emissão, pelo Inmetro, da Declaração de Liberação para Importação de Produtos; Considerando que, de acordo com o artigo 10 da Portaria Secex n.º 36, de 22 de novembro de 2007, nas importações sujeitas ao...

Brasil pede e OMC convoca negociação de regras de crédito para exportação

...il, a Organização Mundial do Comércio (OMC) anunciará hoje que vai convocar uma negociação para ...

Câmbio ainda não traz vantagens a calçadistas

...do total. Fonte: Jornal do Comércio (RS)...

Camex aplica direito antidumping provisório nas importações de fibras de viscose

...ho de Ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex). Com a resolução, passam a incidir alíquotas específicas fixas de US$ 0,33/kg para a Áustria, US$ 0,39/kg para Taipé Chinês e US$ 0,18/kg para a China. A fibra de viscose é utilizada em malharias e tecelagens, na fabricação de vestuário, tecidos para decoração, mesclados ou não com poliéster (PES) ou algodão. Com informações da assessoria de imprensa da Camex...

Contrato de ACC para exportador alcança recorde em setembro

...-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro, disse ter ficado surpreso com os números de ACC em setembro. "Para mim os números foram surpreendentes, até mesmo estranhos, mas eles de fato revelam que existia sim linhas para os exportadores e elas foram contratadas", diz Castro. "No máximo, pode ter havido algum problema pontual com as linhas, mas não afetaram a contratação de ACC no mês, inclusive em setembro foi registrado o maior volume no ano." No mês passado, pressionado pelas queixas de que as linhas para exportador haviam secado, o BC voltou a vender dólar no mercado à vista, com compromisso de recompra. A venda irriga o mercado de dólares que podem ser comprados direto pelo exportador ou por bancos que repassam os recursos aos exportadores. Normalmente, os bancos tomam recursos em dólares no exterior e emprestam ao exportador no Brasil, via ACC. A opção do BC foi por agir em socorro das linhas que, em tese, haviam sumido. "Os números divulgados ontem mostram que, do ponto de vista do exportador, isto não era necessário, tanto que no leilão da última terça o BC não conseguiu comprador para o US$ 1 bilhão ofer...

Crise ainda não afetou exportação agrícola

...das linhas de crédito para o comércio exterior, e do aumento dos juros dos contratos existentes, e em parte por conta do arrefecimento da demanda. Ele não espera uma queda abrupta das vendas. Essa lógica parece estar sendo aplicada na prática pelos produtores rurais. A primeira estimativa da safra 2008/2009, divulgada ontem (08) pela Conab, prevê uma colheita de 142,03 milhões a 144,55 milhões de toneladas de grãos, sendo que na última safra, que foi recorde, foram colhidas 143,8 milhões de toneladas. Ou seja, a princípio a previsão é de certa estabilidade na produção. “Mesmo com a redução da demanda, a diminuição do ritmo das exportações não será tão significativa”, disse o superintendente técnico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Ricardo Cota. “Afinal a nossa oferta não é tão grande assim a ponto de não ser absorvida. Não vai sobrar alimento”, acrescentou. Cautela - Stefanello ressaltou, no entanto, que dentro dos dados apresentados pela Conab, alguns números mostram certo resguardo dos produtores. As maiores apostas são no plantio de feijão e soja, em detrimento do milho, por exemplo. “Isso é coerente, a soja tem um custo de produção mais baixo e maior liquidez, já no milho o custo é maior e na última safra tivemos excesso de produção”, destacou. Mais do que no consumo, os efeitos da crise deverão ser mais evidentes nos preços pagos pelos produtos em dólar. Stefanello observou que durante este ano, desde o pico das cotações até agora, o preço da soja caiu 45% no mercado internacional, o milho 48,7% e o trigo 53,8%. “A composição dos preços antes da crise era entre 50% e 60% oferta e demanda e de 40% a 50% especulação. Com a crise os preços passaram a refletir m...

Lula defenderá acordo Mercosul-UE para minimizar crise

... torno de um acordo de livre comércio entre Mercosul e União Européia, mecanismo que, segundo o governo brasileiro, pode representar a demonstração da capacidade de articulação dos países emergentes diante da crise financeira nos Estados Unido...

RESOLUÇÃO No- 61

...HO DE MINISTROS DA CÂMARA DE COMÉRCIO EXTERIOR, no uso da atribuição que lhe confere o § 3o do art. 5o...

Alta de preços e do dólar favorece exportações

...gundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. No mercado doméstico, o dólar encerrou o mês de setembro a R$ 1,9040, uma alta de 16,45%. O ritmo das importações do agronegócio também aumentou. Em setembro, as importações foram de US$ 1,042 bilhão, ou 55,1% a mais que em setembro de 2007 - na comparação entre agosto de um ano e outro, a alta havia sido de 29,7%. No acumulado do ano, as importações atingiram US$ 8,874 bilhões, montante 43,8% superior ao do mesmo período de 2007. Até agosto, o crescimento acumulado era de 42,4%. O saldo acumulado da balança co...

Brasil proíbe entrada de produtos alimentícios da China

...ntir que o Brasil não mantém comércio bilateral de produtos lácteos com a China, a ação da agência previne a entrada do alimento contaminado por meio de outros países — disse Denise Resende, gerente geral de alimentos da Anvisa. Fonte: Zero Hora...

Crise derruba preço do frete de bulk

... uma redução considerável no comércio de contêineres de bens manufaturados que chegam aos EUA e Europa vindos da Ásia", afirmou Philip Damas, diretor de pesquisa da Drewry´s consultoria naval em Londres. Na última sexta-feira, o Baltic Index, que é muito exposto às economias emergentes da Ásia, particularmente China, sofreu sua maior perda percentual em seus 23 anos de história. Por Grupo Intermodal - Guia Marítimo...

Brasil pede para a OMC examinar falta de crédito para exportadores

...nar a Organização Mundial do Comércio (OMC) para examinar o impacto da crise financeira internacional...

Brasil pretende destravar pauta de comércio de produtos agrícolas

... OMC (Organização Mundial do Comércio), em Genebra, na Suíça. O Brasil participa de seis reuniões bilaterais nas quais pretende resolver questões comerciais relativas à exportação de produtos agrícolas. Deve ser dis...

Exportações contabilizam US$ 1,38 bilhão até agosto

... no balanço da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Mantendo-se a média mensal até agora contabilizada, as vendas externas de couros em 2008 poderão atingir receita ao redor de US$ 2 bilhões. Em relação aos couros bovinos, os embarques alcanç...

Incentivo para exportações de pequenas empresas

...nas e médias empresas para o comércio exterior. Somente para o Rio Grande do Sul, a verba será de R$ 2,3 milhões, segundo Teixeira, devido à grande densidade de industriais com potencial exportador. Além do Rio Grande do Sul, mais seis Estados serão incluídos no projeto até dezembro: Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco e Sergipe. Até o final de 2009, deverá abranger cerca de 5 mil empresas em todo o País, chegando a R$ 8 milhões em investimentos. No caso do Rio Grande do Sul, até o final de 2008 cerca de mil empresas deverão estar assistidas pelo Projeto. A Apex-Brasil conta n...

Para especialista, crise global ainda não afeta comércio exterior no Brasil

...cerca de 20 anos no setor de comércio internacional. À frente da Interface Engenharia Aduaneira, como diretor comercial da empresa especializada em classificação fiscal, ele considera que os empresários não estão diminuindo o ritmo de crescimento esse ano. “Nós somos os primeiros atingidos por uma crise, pois somos parceiros das empresas nas decisões de importar equipamentos, por exemplo. A até agora não vemos nenhuma diminuição de mercado”, comentou. “O mercado de maquinário usado, por exemplo, está bem aquecido. E se cumprir toda a legislação, importar um equipamento usado não é um bicho de sete cabeças”, complementou. Ele citou a sua recente viagem ao Canadá, onde analisou a transferência de uma fábrica de um fornecedor de peças automotivas para o Brasil. “A fábrica lá está sendo fechada e parte do maquinário está sendo transferido para unidades no Brasil, Itália e México. Esse negócio vai gerar uma série de novos empregos, mas requer uma antecedência muito grande, pois é um projeto demorado e burocrático”, garantiu. O mercado de importação de equipamentos está em alta, por vários motivos. Fatalla cita o fator de grandes grupos estarem transferindo suas unidades fabris de países desenvolvidos para os emergentes na busca de melhores custos produtivos. Outro fator é que os industriais brasileiros estarem precisando de máquinas para suprir uma necessidade de momento, tan...

Balança comercial tem superávit de US$ 129 milhões na primeira semana do mês

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. No acumulado do ano, as exportações estão em US$ 153,429 bilhões e as importações, em US$ 133,644 bilhões. O superávit comercial está em US$ 19,785 bilhões, valor bem menor do que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 31,427 bilhões). Às 15h, o ministério divulga na internet mais ...

Confiança mútua

... anos de estudo, o início do comércio bilateral Brasil-Argentina sem o uso de dólares a partir de ho...

EUA renovam programa que reduz tarifas para o Brasil

...s sistemas de preferência de comércio para países pobres no próximo ano. O programa, que reduz as tarifas de importação para alguns produtos, beneficiou quase 14% das exportações brasileiras para os EUA em 2007, o equivalente a US$ 3,4 bilhões. A importância do SGP para o país já foi maior. Em 1997, 23% dos embarques brasileiros para o maior mercado do mundo usufruíram dos be...

Exportações de minério de ferro crescem 28%

...o com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Em nove meses foram embarcados 223,25 milhões de toneladas, volume 12,14% superior ao registrado em igual período de 2007. Os números mostram que as vendas brasileiras continuam aquecidas e dão indícios de que a de...

Indicação geográfica estimula diferencial competitivo de produtos brasileiros

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Maria Alice Calliari. Atualmente, existem no Brasil cinco selos dessa natureza, que caracterizam produtos de regiões específicas: o vinho do Vale dos Vinhedos e a Carne do Pampa Gaúcho, ambos no Rio Grande do Sul; o Café do Cerrado de Minas Gerais; a cachaça de Paraty, no Rio de Janeiro, e a cachaça do Brasil, esta protegida por decreto presid...

País tem R$ 34 bi para fomentar as exportações

... prestada pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - Mdic, Welber Barral, durante o Seminário "Política de Exportação e Defesa da Indústria Brasileira" em Curitiba. Por Diário do Comércio e Indústria...

PORTARIA Nº 22, DE 30 DE SETEMBRO DE 2008

O SECRETÁRIO DE COMÉRCIO EXTERIOR DO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO,...

Reuniões bilaterais poderão destravar pauta de comércio de seis países com o Brasil

...S) da Organização Mundial do Comércio (OMC). O encontro acontece em Genebra (Suíça), até sexta-feira (10), e é considerado o principal fórum de discussões para questões sanitárias e fitossanitárias que entravam a relação comercial entre os 153 países membros da organização, além de revisa...

BALANÇA COMERCIAL - Exportações já cresceram 132%

...dos ontem pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A balança comercial consolidada por unidade da federação deve ser divulgada na próxima semana. Segundo Antonio Rocha. presidente da Federação das Indústrias do DF (Fibra), os números são significativos. - Estamos vendo o retorno de um trabalho que vem permitindo a inse...

Brasil e Argentina eliminam dólar de comércio bilateral

...xaltar a "desdolarização" do comércio. "Isto (SML) deve servir como uma autocrítica para nós na Argentina, que sempre pensamos em dólares, ao contrário do Brasil, onde as pessoas pensam em reais (...) e também de forma mais real", afirmou a presidente. O presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles, tratou de reverter as críticas de alguns economistas de que o momento não é oportuno para o SML por causa da volatilidade das moedas. Primeiro, reconheceu que "o início das operações do novo sistema em moedas locais...

Brasil propõe à China prorrogar acordo que limita importação

...que possa ferir as regras de comércio exterior, disse. "Nós somos um país aberto", afirmou o ministro. Logo em seguida ele negou que haja preocupação com os importados. Por Folha de São Paulo...

Crise ainda não se reflete na exportação

Os dados do comércio exterior para o mês de setembro, levando e...

Drawback verde-amarelo

... concessório à Secretaria de Comércio Exterior (Secex), conforme especificações contidas na portaria. Não é a solução para todos os males, mas uma desvantagem a menos para a empresa nacional em relação aos competidores no mercado internacional. Não se pode esquecer, porém, que o poder de competição dos produtos nacionais também é prejudicado pelo Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), de competência dos governos estaduais, que até agora não se mostraram dispostos a acompanhar a iniciativa do governo federal. É de lembrar que as mercadorias são isentas desse tributo quando destinadas ao mercado externo, mas não há isenção do ICMS nem para os insumos nem para a compra de máquinas e equipamentos, embora haja um crédito recuperável em 48 meses, o que, aliás, não ajuda muito. Além disso, as máquinas burocráticas dos Estados não são exemplo de agilidade na devolução dos créditos acumulados por empresas exportadoras. Pelo contrário. O drawback tradicional, conhecido há décadas no País, é um mecanismo que tem por objetivo propiciar ao exportador a possibilidade de adquirir, a preços internacionais e desonerados de impostos, os insumos incorporados ou utilizados na fabricação do produto exportável. Assim, o regime de drawback permite a importação de insumos sem o pagamento do Imposto de Importação, do IPI e do ICMS. Bem ou mal, o mecanismo sempre funcionou, embora apresente distorções, como a importação de matérias-primas e bens intermediários disponíveis no País, criando uma situação injusta para uma parte dos produtores nacionais. Com a regulamentação do drawback verde-amarelo pela Cacex, essa distorção deve ser corrigida. A questão, porém, é que, apesar do alívio que o drawback verde-amarelo pode represe...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

... Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Brasil e Argentina excluem dólar

...ntos em Moeda Local (SML) no comércio entre a Argentina e o Brasil acontece hoje às 19h, na sede do Banco Central da Arge...

Em nove meses, importação cresce 52% e saldo comercial recua 37%

... Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior. Em setembro, o saldo ficou em US$ 2,268 bilhões, queda de 31,4% em relação a setembro de 2008. No acumulado em 12 meses até setembro, o saldo comercial do país está em US$ 28,753 bilhões, uma queda de 34% em relação aos US$ 43,186 bilhões do mesmo período...

Miguel Jorge nega falta de crédito para exportadores brasileiros

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) afirmou que não há, nem haverá, falta de crédito para fin...

País teme invasão de produtos chineses

...ís na Organização Mundial do Comércio (OMC). "O governo tem evitado recorrer à salvaguarda contra os chineses prevista na OMC, mas é possível usar a salvaguarda geral, não específica contra a China", diz Ramalho. "Outras medidas podem ser analisadas, mas ainda não temos definição sobre isso." Diferentemente da salvaguarda específica criada para aceitação do ingresso da China na OMC, que pode ser aplicada contra produtos chineses exclusivamente, em caso de "risco de desorganização de mercado", a salvaguarda geral só pode ser acionada se afetar todas as importações, sem discriminação, e é aplicada, por decisão do governo, como uma sobretaxa de importação, em caso de "prejuízo grave" à economia ou a um setor econômico, a pedido dos concorrentes nacionais afetados. O governo prefere, porém, o uso de medidas antidumping, passíveis de aplicação quando o setor prejudicado prova que determinadas importações são feitas abaixo do preço normal de mercado e ameaçam de dano a produção nacional. Alguns setores, como o de brinquedos, consideram esses mecanismos insuficientes e pedem medidas mais fortes. "Com a retração do mercado internacional, pode haver uma inundação de brinquedos chineses no Natal, provocando um desastre para a indústria nacional", diz o presidente da Abrinq, associação que representa o setor, Synésio Batista da Costa. Ramalho diz que Brasil e China já estão finalizando a "harmonização" dos cadastros de importação, que, segundo acredita, permitirá, a partir de novembro, pôr em prática acordo entre os setores dos dois países para autolimitação das exportações ao Brasil. Negociações de limitação "voluntária" também estão em curso no setor têxtil. Com impor...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...a com Especialização em Comércio Exterior/Exportação...

Balança registra superávit de US$ 2,7 bilhões em setembro

...ue resultou numa corrente de comércio (soma das exportações com as importações) de US$ 37,288 bilhões. Pelo critério da média diária, o valor das exportações em setembro ficou 22,1% maior que o registrado no mesmo mês do ano passado (US$ 745,6 milhões) e 3,2% menor que a performance em agosto último, quando a média diária das exportações chegou a US$ 940,3 milhões. As exportações nos meses de setembro de 2007 (19 dias úteis) e de agosto de 2008 (21 dias úteis) totaliza...

Falta de crédito pode afetar exportações em 2009, prevê secretário

O secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento,...

Gasto com transporte representa barreira às exportações na América Latina, mostra BID

...custos de transporte sobre o comércio exterior da América Latina e Caribe, publicada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). De acordo com o estudo, um corte de 10% no valor das tarifas aumentaria em menos de 2% o volume de exportações dos países da região, enquanto uma re...

Pacote para exportador é urgente, diz Miguel Jorge

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. "O presidente vai decidir se quer que elas sejam implementadas imediatamente e, na minha opinião, elas devem ser." O objetivo, como informou o ministro do Planejamento, Paulo Bern...

Pequenas empresas terão ferramenta específica para medir exportação

...foi feito pelo secretário de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic), Welber Barral, no lançamento do Programa de Internacionalização das Micro e Pequenas Empresas, em Brasília. "Com essa balança vamos conhecer mais sobre as micr...

Perspectivas catarinenses

...tar, em razão da retração do comércio mundial, mas como boa parte da pauta barriga-verde é composta por produtos de maior valor agregado, acredita o empresariado em geral que os prejuízos serão menores que os presumíveis para outros estados cujas exportações são em sua maioria de commodities. Também conta a favor o fato de Santa Catarina ter se empenhado nos últimos anos na diversificação de sua clientela, formada por mais de uma centena de países, em todos os continentes. Acrescente-se que as sucessivas valorizações do dólar, para o qual correm os investidores em momentos de grande incerteza, acabam por tornar os produtos brasileiros mais atraentes no mercado internacional. Nesse cenário, o que mais preocupa até aqui é a possibilidade de que o crédito, que já está mais escasso e caro no exterior, se torne artigo de luxo a ser disputado a ferro e fogo por empresas do mundo inteiro. Neste caso, as empresas brasileiras teriam dificuldades significativas para realizar investimentos e dispor de capital de giro para aquisição de insumos e matérias-primas, assim como para honrar grandes contratos. Numa visão sombria, isso poderia levá-las até a reorganizarem-se pela via da dispensa de funcionários. Trata-se de uma perspectiva sombria, não há por que considerá-la desde já como o cenário futuro mais provável, mas convém que o governo federal e o Banco Central estudem medidas que possam, num ambiente de dificuldades p...

UE ainda resiste ao novo modelo de cotas do frango

...so na Organização Mundial do Comércio (OMC). Para os europeus, a mudança adota critérios "discriminatórios". O contencioso assumiu novas proporções, e ocupa boa parte do tempo de negociadores nas capitais. A Câmara de Comércio Exterior (Camex) aprovou há dois meses um sistema de certificação de origem para a gestão das exportações de frango salgado para a Europa dentro da cota de 170 mil toneladas, para coibir o mercado paralelo de licenças que se fortaleceu na UE nos últimos anos e "transferir" essa renda (superior a US$ 500 milhões por ano) para os exportadores. Valor Econômico - SP...

Governo estuda aumentar crédito para exportadores, diz Miguel Jorge

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior). Ele disse que ainda não há nada definido no governo e citou como medidas possíveis o aumento do crédito público para financiar as exportações. "Nós tivemos essa reunião ontem com o presidente [Lula] e realmente tomamos a decisão de formar um...

Negócios entre Brasil e Itália se aceleram

... – Instituto Italiano para o Comércio Exterior, Departamento de Promoção de Intercâmbios da Embaixa...

QUESTÕES - EXPORTAÇÃO

...conomista com Especialização Comércio Exterior...

Barreiras à carne não impedem avanço de vendas brasileiras de alimentos à UE

...Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações mensais de produtos orgânicos do Brasil, de agosto de 2006 a maio de 2008, somaram US$ 22,4 milhões em todo o período. E os principais destinos na Europa foram Holanda, Suécia, Reino Unido, França e Dinamarca. Mesmo perdendo participação em alguns mercados para o seu concorrente Vietnã, o Brasil tem espaço para elevar as vendas de café na Europa, segundo Maria Paula, principalmente dos cafés com mais qualidade. No ano passado, segundo o estudo, as exportações totais do Brasil (café verde e processado) somaram US$ 3,9 bilhões, um aumento de 15,7% em relação a 2006. Também em produtos menos tradicionais na pauta de exportação brasileira, como vinhos e vermutes, o avanço salta aos olhos. Em comparação com 2006, as vendas externas totais brasileiras subiram 31%, para US$ 9,8 milhões. Em relação ao desempenho de 2002, o avanço foi de 288%. "A Europa é um mercado de mais difícil acesso, mas as vendas vêm aumentando nos últimos cinco anos", diz Maria Paula. Em 2007, de acordo com o levantamento, os principais destinos das exportações brasileiras desses itens na União Européia foram Países Baixos, Alemanha, República Tcheca e Portugal. Outro segmento com potencial positivo - apesar de ainda pequeno - é o de chocolates, balas e confeitos. Em 2007, as vendas externas totais do Brasil foram de US$ 297,9 milhões (2,1% menores que em 2006). Como o mercado europeu é bastante competitivo, Sophia defende que as empresas brasileiras do setor recorram à diferenciação, como o uso de castanhas típicas no chocolate, para vender mais à Europa. Segundo o estudo, a União Européia Ocidental é a região que mais consome chocolates, balas e confeitos no mundo. Em 2007, consumiu 3,8 milhões de toneladas desses produtos, ou 28% do total consumido no mundo. A Espanha é onde mais cresce esse consumo e também onde o produto brasileiro ganha espaço. Segundo a Apex, as exportações brasileiras atingiram US$ 1,75 milhão, 42% mais que em 2006 e 763% maior que em 2002. Por Valor Econômico - SP ...

Receita flexibiliza regras para preços de referência no comércio exterior

... provar que, em operações de comércio exterior com empresas não-vinculadas, a margem de lucro foi menor que as predeterminadas na lei 9.430, de 1996. Se não houve esse tipo de importação ou exportação, vale apresentar caso de terceira empresa, devidamente documentado. O artigo 23 da portaria 222 também prevê que não cabe recurso da decisão que nega o pedido de alteração de percentual ou margem de lucro. Na visão dos auditores da Receita, os contribuintes terão mais segurança jurídica e previsibilidade. Nesses processos administrativos, a Coordenação Geral de Tributação (Cosit) da Receita Federal dá um parecer e a decisão é do ministro da Fazenda. A lei 9.430/96 estabeleceu margens de lucro fixas para evitar que contribuintes, principalmente pessoas jurídicas, deixassem de pagar Impos...

UE ataca restrições à exportação de commodities e ameaça retaliar

O comissário europeu de Comércio, Peter Mandelson, ameaça com quase uma gue...

Brasil aumenta presença nos países árabes

...Jr., presidente da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira (Ccab). Os segmentos mais promissores, sem dúvida, são o agronegócio para o Brasil e os combustíveis e fertilizantes para os árabes. "É uma parceria boa para os dois lados, porque os mercados são complementares, já que os árabes são importadores de alimentos e o Brasil importa adubos e fertilizantes", diz Sarkis. De fato, os árabes importam 90% dos alimentos consumidos para atender as necessidades de suas populações. Em 2006, de acordo com os últimos dados disponíveis, compraram US$ 43,6 bilhões de alimentos no mundo, com a Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos destacando-se entre os maiores importadores,